Paris em Agosto ! Como programar as suas ferias para não ficar frustrado.

julho 1, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Como todos sabem Agosto significa ferias de verão em todo o hemisfério Norte.

Países como os Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, China e Rússia estão fazendo as suas grandes e esperadas ferias de verão e escolares, e praticamente todos escolhem este mês para excursões escolares de fim de ano (letivo), e enfim, Paris é o destino principal.

O numero de pessoas pelas ruas é impressionante e você deve ficar preparado psicologicamente para dividir espaço e compartilhar mesas e bancos por todo o lado e enfrentar filas para o toilete e pra comprar água.

Como a França também faz parte do hemisfério norte, também « entra em ferias », então não se surpreenda com muitos restaurantes fechados por aqui. Acreditem, até as sorveterias fecham para ferias coletivas. Tudo fica mais devagar mesmo.

Pra quem esta acostumado com o Brasil, que funciona 24 horas 7 dias por semana e todo o serviço é super rápido, tenha em mente que a Europa já é, normalmente um local onde tudo é mais relax, e não há a correia normal que há no Brasil, imaginem então em época de férias.

Muitos turistas, mesmo fora da época de férias, já estranha a demora nos restaurantes, o que aqui é bem normal, porque a principio a refeição é para ser apreciada sem pressa. O que no Brasil parece ser descaso dos atendentes aqui é sinal de boa educação. Eles deixam você em paz.

Nos restaurantes, os garçons deixam você a vontade, não ficam toda hora na sua mesa tentando empurrar mais uma cerveja, se você precisa de mais uma, tem de chamá-los. A principio a ideia é não incomodar, e não ignorar você, como as vezes é percebido pelos brasileiros. E possível por aqui ficar uma tarde inteira na mesa de um café e beber só um cafezinho. Ninguém fica indo na sua mesa perguntando se você quer mais alguma coisa, como no Brasil, com a mensagem “se não esta consumindo tem de liberar a mesa”. Aqui tudo é mais devagar e se você diz para o garçom que você tem pressa ele vai dizer: “caaalma, vocês estão em férias…”. Estilo europeu, culturas diferentes. Não leve a mal.

Agora imagine este “estilo”, nas férias. Multiplique por 10 e você tem uma ideia de como as coisas ficam devagar por aqui. Aproveite e relaxe, afinal “você esta em férias” rsrs. Multiplique por 50 o numero de pessoas andando nas ruas também so pra se preparar…

Pensando nestes pequenos poréns de agosto, fiz uma listinha de dicas que podem salvar as suas férias:

  1. Relaxe e não fique com grandes expectativas. Agosto não é época para maratonas do tipo “ver o maximo que puder de Paris em um minimo de tempo” e ate pra percorrer uma rua tipo o Boulevard Saint Michel você vai demorar o dobro (estou sendo otimista rsrs) do tempo do que em outra época. Prepare-se para desacelerar mesmo e aproveitar.

  2. Traga sempre água na bolsa. Va enchendo a garrafa nos parques e jardins, há varias fontes de água potável pelas ruas, e você poupa tempo em filas pra comprar água na rua, que vai estar custando muito mais neste período, afinal é altíssima temporada.

  3. Compre sempre muitos tickets de metro, carnets de 10 tickets são ótimos. Se cada vez que você for usar o metro você for entrar na fila pra comprar tickets você perde muito tempo.

  4. Pense diferente de todos e evite os momentos de pique. Todos tem a mesma ideia:

    • Ir ao Louvre logo que ele abre: errado, todos tem essa ideia, então você deve ir na hora do almoço, quando as filas estão significantemente menores.
    • Ir a torre Eiffel de Manha cedinho: Também errado, todos vão a essa hora, vá depois das 6 horas da tarde. Melhor ainda, reserve jantar no restaurante 58, assim você fura a fila pra subir e ainda tem uma experiencia inesquecível.
    • Ir almoçar em Montmartre: péssima ideia, os restaurantes são uns doces sim, e o local vale a pena, mas infelizmente as 11 horas da manha chegam centenas de ônibus de excursões a Montmartre, todos com a mesma ideia na cabeça. Va a Montmartre de manha cedo, e saia de la as 11 horas da manha. Você vai ver as excursões chegando e vai agradecer pela dica. Rsrs Aproveite a manha para passear e fazer um lanchezinho por la, se você realmente quiser ter a experiencia de entrar em um dos restaurantes-cafés, ou mesmo tomar uma cerveja ou um vinho rosé geladinho. Deixe o almoço pra outro local.
  1. Venha com ideia de passear pelas ruas de Paris, aproveitar os parques e perambular pelos locais, ver as pessoas (tem gente do mundo inteiro), se as filas para os monumentos e para a Catedral de Notre Dame estiverem impraticáveis, passe pela frente, tire fotos e vá adiante. Não perca 2 horas na fila de cada monumento. Aproveite para conhecer outros locais sem muitos turistas, e sem filas como a Eglise de Saint Sulpice (aquela do livro Código Da Vinci), Eglise de Saint Severin (lindíssima, bem pertinho da Notre Dame, Na esquina da Rue St. Jacques com Saint Severin. Tem muito o que ver por aqui sem enfrentar filas. Um museu grátis, imperdível é o Musée Carnavalet:

    Musée Carnavalet. 23 rue de Sévigné 75003 Paris , metro Saint Paul, linha 1 (amarela).

    Site: http://carnavalet.paris.fr/fr/musee-carnavalet Não perca mesmo!

  2. O Panthéon quase nunca tem filas enormes e é fresquinho la dentro. Ótima pedida para refrescar do calorão da rua. Não perca o tour até o topo do Panthéon, que esta incluído no ticket para entrada.

  1. Carregue lanche na bolsa se você não estiver disposto a entrar nos demorados restaurantes e Brasseries. Ou entre no supermercado e compre sanduíches e coisas pra fazer picnic em algum parque.

  2. Tente, se possível, deixar as mochilas em casa e venha com bolsas. Mochilas exigem na maior parte do tempo que você  as deixe na portaria dos museus, você não pode entrar com mochilas em muitos museus. Bolsas, por maior que sejam, não tem problemas. Assim você passa direto e não tem de enfrentar a fila do bengaleiro.

  3. Esqueça a Saint Chapelle. Impraticável em Agosto. Se você faz mesmo questão de conhece-la, prepare se para umas duas horas de fila para a segurança e depois outra para entrar. São duas filas e nenhum passe “fura fila” faz você furar a fila da segurança. Como a Saint Chapelle fica dentro do palácio de Justiça, é necessário passar primeiro pela segurança e detector de metais. Só depois é que você entra na fila para entrar, la dentro.

  4. Versailles: Eu diria que vale a pena, mas vá preparado para filas. Novamente, pense diferente dos outros, chegue la pelas 11 horas, compre os tickets nas maquinas e vá direto para os jardins, almoce por la, vá aos Domínios da Marie Antoinette e só depois entre na fila para o palácio central. Depois das 4 horas a fila para o palacio é muito menor.

  5. Esqueça as “dicas de restaurantes” imperdíveis da net. Em agosto muitos podem estar fechados para férias coletivas e o importante é encontrar um restaurantezinho SEM FILA. Afinal comer mal em Paris é praticamente impossível. Não viaje para longe de onde você esta somente pra tentar encontrar um restaurante que é super famoso. Imagine que tem muitos com a mesma informação tirada da net, e as filas são grandes.

  6. Esqueça a ideia de encontrar restaurantes sem turistas. Isso já é impossível em qualquer estação, imaginem em Agosto. A ideia de fugir dos turistas e ter Paris so pra voce so funciona no inverno.

  7. O calor pode ser um fator importante e não deve ser esquecido: Tente sair cedinho, passear pela cidade, almoçar e voltar ao hotel para descansar. Saia novamente la pelas 4 horas.

  8. Tenha em mente que a maioria dos turistas faz o seguinte: Sai de manha e caminha “até não aguentar mais”. Normalmente as 18 horas estão todos exaustos, voltando para o hotel, pensando em descansar um pouco ate a hora do jantar. Faça diferente: Não pegue o metro a essa hora, em primeiro lugar, pois estara lotado. Saia de manha cedinho, passeie e vá onde puder, almoce e vá sestiar ou descansar. As 4 horas você já esta descansado para aproveitar Paris novamente. Não esqueça que a luz do dia vai ate as 10 e meia da “noite”, portanto saindo tipo umas 4 ou 5 horas da tarde pra passear mais é uma ótima ideia, porque você ainda tem muito dia pela frente. E não pega calorão.

  9. Fique no centro de Paris e não fora de Paris e em “arredores”. Voce não quer depender de transportes neste periodo. Voce vai se  agradecer por ter escolhido um hotel a uma distancia caminhavel dos pontos turisticos.
  10. Certifique-se de que o seu hotel tem frigobar.
  11. Tenha muita atenção aos batedores de carteira. Multidões, empurra, empurra pra todo o lado e o cansaço normal das caminhadas no sol fazem dos turistas um prato perfeito para ladrões. Tem gente que vem especialmente pra Paris pra dar golpe neste periodo. E impossivel evitar multidões nesse periodo, portanto, mantenha-se esperto, e se voce ve que ja esta muito cansado pra prestar atenção, va pro hotel descansar ou pare pra descansar.
  12. Crianças pequenas, bebés de colo, idosos e pessoas com mobilidade reduzida devem evitar este periodo.

Bom, espero que a lista seja útil. Venha a paris com muito bom humor e paciência neste período! Agosto é um mes “especial” por aqui! Não esqueça também que tudo esta quase o dobro dos preços normais, portanto va devagar nas comprinhas também…

Ah! E tente MESMO não cair na tentação de ir a Londres nas Olimpiadas…

Leia mais...

Paris Impressionista: Museus Marmottan, D’Orsay e L’Orangerie

abril 12, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

A origem de uma revolução artística: 1874. Em meio a hostilidades e rigidez das regras de pintura da época, Claude Monet e seus amigos resolvem fazer uma exposição mostrando uma nova forma de pintar. Essa exposição foi feita em um salão próprio, particular, onde eles poderiam mostrar as suas obras sem ter que entrar dentro do “esquema” estético da época.

A premiere foi um sucesso. A obra de Monet “Impression, Le Soleil” causou um tal efeito no publico da época que deu nome ao novo movimento que surgia: “O Movimento impressionista”.

O Impressionismo mostra elementos de cores contrastantes e pinceladas fortes, usando a luminosidade como fator fundamental. Os temas pintados são temas cotidianos, paisagens locais e populares.

Paris e arredores, assim como a costa da Normandia foram os lugares elegidos pelos pintores a serem retratados e recriados.

Estas obras foram primeiramente expostas no Museu Marmottan-Monet. Instalado em um hotel particular do quartier Ranelagh, este museu expôs cerca de 300 obras de artistas impressionistas, como Renoir e Manet.

O museu Marmottan-Monet ainda hoje expõe grande parte da obra de Claude Monet, sendo considerado por alguns muito melhor do que o Museu de Giverny, onde fica a casa do Monet.

Em continuação ao sucesso do movimento impressionista, cria-se outro espaço dentro do Jardim de Tuileries: O Museu de L’Orangerie.

As margens do Rio Sena, em frente ao Louvre, a antiga gare d’Orsay se torna outro templo dedicado ao impressionismo. O Museu D’Orsay é hoje em dia considerado um dos mais belos museus do mundo.

Estes 3 museus tem uma coisa em comum alem de guardar as mais belas obras do movimento impressionista do mundo: A luz natural que ilumina o ambiente destes museus tornam estes os lugares ideais para expor arte impressionista.

Lugares como Honfleur, Etretat e outras perolas da Costa da Normandia foram retratados por Monet, assim como pelos seus amigos impressionistas.

Jardins, praias, pontes e parques e belas paisagens naturais são retratadas de uma forma fantástica neste estilo de pintura.

No impressionismo não há espaço para retratos de reis e rainhas, nem para pinceladas imperceptíveis fazendo uma especie de “fotografia realista”.

Você vai poder ver cada pincelada do artista, e ver que parece que nenhuma e da mesma cor do que a outra. A mistura das cores da-se ao olhar as pinturas mais ao longe, misturando-se no todo da obra.

Não deixe de reservar um espaço na sua agenda para ver com calma pelo menos um destes museus.

Aqui vão os endereços do impressionismo em Paris.

Clique no web site dos museus para ver um pouco das obras que estão a sua espera:

 

Musee Marmottan-Monet

2, Rue Louis-Boilly, 75016

www.marmottan.com

 

Musee de L’Orangerie

Jardin de Tuileries, 750101

www.musee-orangerie.com

 

Musee d’Orsay

1, Rue de la Legion-d’Honneur, 75007

www.museeorsay.fr

 

Temporada: Os Museus de L’Orangerie e Marmottan estão fechados na terça, o Musee d’Orsay na segunda-feira.

Leia mais...

Como comprar tickets de trem em Paris e metro usando as maquinas de venda automática

março 3, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Este é um guia de como usar máquinas de venda automática de bilhetes que estão dentro e em torno de Paris.

As maquinas servem para comprar bilhetes para o metro de Paris, ônibus, elétrico e trem RER, então você pode comprar de bilhetes de trem para viajar entre cidades, na região de Paris e arredores.

As maquinas de venda automática de bilhetes de trem são encontrados em todas as estações de trem de Paris (Gare de Lyon, Gare du Nord, Gare Montparnasse, Gare Saint Lazare, Gare de l’Est, Gare d’Austerlitz, Gare de Bercy) e em algumas estações de Metro de Paris / RER e nos aeroportos.

 

Existem maquinas para venda somente de passes de metro, mas eu aqui estou falando das maquinas onde você pode comprar os tickets de trem RER também, essas são as mais difíceis de usar.

 

Estas máquinas de venda funcionam com uma tela sensível ao toque. Eles aceitam moedas de Euro e cartão de credito ou debito.

Os tickets são entregues na bandeja inferior (abaixo). A impressão do bilhete pode ser um pouco lenta, por isso seja paciente e espere ate completar a sua transação. Confira se você já recebeu os bilhetes todos, as vezes a maquina entrega 3 bilhetes de uma vez só e depois demora um pouco para entregar o ultimo. Espere.
Passes de Passe Navigo Découverte, Paris Visite e cartão, não são vendidos a partir dessas máquinas.

Você terá que visitar um guichê / cabine para a aquisição destes e falar com algum ser humano mesmo, uma vez que eles vêm com cartões de papel adicional para identificação e você tem de entregar foto e preencher uma folha com o seu nome e outras informa coes. Você pode depois de ter o cartão colocar mais dinheiro nele usando essas maquinas.
Acima da tela é uma grande barra preta contendo uma CB (Carte Bleu), símbolo do cartão de débito. Quando uma máquina de venda automática de bilhetes não está funcionando, um vermelho “Hors Service” (“Out of Service”) estará aceso nesta barra preta.

Verifique se este sinal não esta aceso antes de tentar usar uma destas máquina. Além disso, se a máquina está com poucas moedas para o troco, um sinal vermelho acende-se logo abaixo do aviso “Rend La Monnaie” para indicar isso.

Olhando atentamente para o painel de pagamento, vemos que a máquina de bilhetes aceitam Mastercard e cartões de crédito Visa, cartão de débito Carte Bleu, moedas e cartões em dinheiro Mondeo.
Esta bem visível um slot (buraco para colocar o cartão) para cartão de Navigo. Esse slot pode ser usado para recarregar um Navigo Passe ou Passe Navigo Decouverte.

A tela inicial desses máquinas de venda automática de bilhetes (“billetterie”) oferecem opções de idioma no canto superior direito. Normalmente você tem como optar entre francês, espanhol e inglês.
Depois de mudar para a língua que você entende melhor, vemos que nossas opções são tanto para recarregar um cartão Navigo Pass ou para comprar bilhetes individuais ou cadernetas de bilhetes.

Para recarregar um Navigo, por exemplo, comece inserindo cartão no leitor de cartão Navigo.
Tocando num retângulo azul na tela para começar a sessão de compra do bilhete.
As outras informações úteis que podemos ver na tela inicial:
As moedas são utilizáveis para compras até 30 €
Cartões do dinheiro Mondeo são aceites até 30 €
Cartões de débito Carte Bleu / Cartões de crédito são aceitos para compras superiores a 1 €

Basicamente você vai encontrar essas opções:
Bilhete Único para Paris: Se a maquina que você esta usando esta fora de Paris, vai oferecer os bilhetes mais populares em primeiro lugar: um bilhete único a partir desta estação ate Paris.

Estes bilhetes “estação ate estação”, com preços e distância entre as estações, são conhecidos como um boleto Ile-de-France.

O preço dos bilhetes varia dependendo de onde você está comprando o bilhete. Por exemplo, do Aeroporto Charles de Gaulle de Paris o preço do boleto Ile-de-France seria cerca de 10 €. Fontainebleau-Avon a Paris Gare de Lyon cerca de 9 €.
Mobilis Ticket: Para comprar bilhetes de uso múltiplo, são cupons plastificados para viagens ilimitadas em trens, RER, Metro, ônibus e eléctricos nas zonas 1 a 6 (todas as zonas) para um único dia até o final do serviço ( não é um período de 24 horas).

O número de zonas abrangidas pela Mobilis Ticket depende de onde a máquina de bilhetes está situada. Se, por exemplo, você esta na zona 6, o Mobilis Ticket automaticamente abrangera as zonas 1-6 Se você esta comprando um bilhete na Zona 4, o seu ticket vai abranger automaticamente as zonas de 1-4 (você pode mudar isso clicando em “Outras Opções”).
O botão “cancelar” anula a sessão de compra, retornando para a tela (em francês) de bem-vindo.
Outras opções: você pode digitar o nome da estacão que você quer ir (acho mais fácil assim).

Quando você começa a digitar o nome da estação de destino, a máquina irá oferecer sugestões dependendo do que você digitou. Clique no nome da estação desejada, quando ela aparece por baixo do teclado na tela para selecioná-lo como sua estação de destino. Neste ponto a maquina ira apresentar as opções de quantidade (quantos ingressos deseja comprar).
Bilhete (s) para os Aeroportos: Viagem para o Aeroporto Charles de Gaulle e Paris-Orly Airport tem preços especiais e exigem tickets específicos.
No final aparece a tela de pagamento e você pode escolher se vai pagar em dinheiro em dinheiro ou cartão de crédito / débito. Embora a escolha lê “Cash”, essas máquinas de bilhetes só aceitam moedas de Euro, e não notas. Ao pagar com moedas, selecionando o botão “cash” para desbloquear o entalhe das moeda, caso contrário, ficara bloqueado.

Se você escolher pagar com cartão, faca esta opção e insira o cartão. Espere para que o leitor (lentamente) lera o cartão. Cartões sem chips não são aceitos.
O PIN (senha) é obrigatório para todos de crédito / compras com cartão de débito. Três erros consecutivos em inserir o código PIN irá bloquear o seu cartão.

Complete a compra através da remoção de seu cartão quando você vê a tela acima e ouvir um “som” vindo da máquina.

A questão final é se você quiser um recibo impresso ou não. O recibo será impresso em um bilhete em branco. Depois disso, basta esperar que os bilhetes que você comprou sejam (lentamente) entregues na bandeja de recolha de fundo. Se você pagou com moedas, recolha o seu troco (se houver) do lado direito da bandeja de coleta, separados dos bilhetes.

 

Você pode ver mais informações sobre bilhetes de trem, e metro e todas as opções de transportes públicos que você tem, no site oficial dos transportes publicos em Franca

Leia mais...

Como ir de Paris ao Castelo de Versailles de trem: Instruções passo a passo

fevereiro 20, 2011 | Posted in Destinos, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Existem vários tours para quem quer ir ao castelo de Versailles e eu (Alexia) recomendo os tours do Paris Trip porque já experimentei e foram ótimos. Eu fiz o tour ate Versailles – Guided Tour of Versailles. Este tour não oferece guia em portugues, mas voce pode optar por varios outros idiomas. Para passeios com guia que fale portugues, entre em contato pelo email que esta no final do artigo.

Mas… Se a sua ideia e economizar dinheiro, você pode ir ate Versalhes por conta própria. Segue aqui as minhas dicas passo a passo de como chegar ao Castelo de Versailles saindo de qualquer estação de RER no centro de Paris.

De Paris, você pode pegar o “RER – letra C” ate a estação Versailles-Rive Gauche (a ultima estacão) que fica a 5 minutos a pé do Castelo de Versalhes.

Tem 5 linhas de trem (RER é o trem suburbano): A, B,C,D e E.

Voce tem de pegar a linha de trem suburbano RER letra C para ir a Versailles.

Comece a sua viagem, indo em qualquer estação de metro / RER que você encontra ao redor da cidade, que será marcado com uma placa azul com um M /ou RER cercado por um círculo.
Seu objetivo é chegar à linha de RER C, a linha amarela que serve a metade ocidental da periferia parisiense. Se você tem um passe do dia ou da semana que é bom para, pelo menos, Zona 4, ignore esta próxima dica.

Vá ate um guichê da estação para comprar um bilhete que vá ate a zona 4, uma vez que Versailles está na Zona 4, fora da cobertura normal do Metro de Paris / Bus / RER (Bilhete que você usa para viajar em Paris). Em hipótese alguma de uma de “esperto” e vá sem ter o ticket certo na esperanca de que você podera dizer que não sabia.

No guichê: não entre em pânico. Há uma possibilidade de 50/50 do empregado falar Inglês muito bem e se não, eles vão entender “Chateau de Versailles”. Normalmente, a pessoa que esta te atendendo vai perguntar se você quer um bilhete de volta, perguntando “Aller Retour?”,”Aller retour” é simplesmente dois bilhetes simples. Cada bilhete custa em torno de 3 euros, então vai sair 6 euros para uma viagem de ida e volta.

Dica: não espere que seu cartão de crédito funcione no guichê. Muitos cartões de crédito simplesmente não funcionam na RATP / SNCF máquinas de cartão de crédito. E melhor ter dinheiro na mão e não esperar para usar uma nota de 50 euros. Pequenas notas ou moedas são as melhores. Vá em frente e compre bilhetes de regresso Aller-Retour para ganhar tempo (a menos que você esteja pensando em bisbilhotar um pouco a área e descobrir algumas atracões fora do trajeto tradicional do castelo e passar a noite lá).

Uma vez que você passou na catraca do Metro, procure um mapa para ver onde você está em relação à linha amarela C RER. Se acontecer de você estar em St. Michel / Notre Dame, Torre Eiffel (além de alguns outros) você já está na linha de RER C, tudo que você precisa fazer é encontrar a plataforma do trem direitinho.
Muitas estações em toda Paris servem várias linhas de metro diferentes e linhas de trem RER todos dentro da mesma estação. Isto significa que uma única estação pode ter vários níveis verticais e diversas plataformas indo em direções opostas.
Isto pode parecer confuso, mas siga um padrão que você vai memorizar rapidamente:

Todas as linhas RER são letras, de A a E, todas as linhas de metro são números de 1 a 14.

Todas as linhas têm uma estação terminal, ou seja, a última estação da linha. Cada plataforma de trem e metrô vai marcar a linha que está e que direção está indo o trem, que é a estação terminal. Se você ainda não estiver em uma estação que serve o RER linha C, olhe para o mapas perto das escadas no metrô / RER linhas para ver como você pode chegar mais próximo da estação de RER C.

Uma vez que você estiver em uma estação de RER C, siga as indicações gerais e sinais na parede para o Versailles-Rive Gauche RER C plataforma.

O que pode estar confuso é que pode haver outros nomes no sinal junto com Versailles-Rive Gauche para outras estações terminais na mesma linha. Por exemplo, você pode ver um sinal de RER C que mostra a direção / estação terminal de Saint-Quentin-en-Yvelines, Versailles Chantiers de Versailles-Rive Gauche, tudo em um sinal. Enquanto a estação terminal não é antes a estação desejada (neste caso Versailles-Rive Gauche), você pode pegar a linha uma vez que vai na direção certa.

Assim que você chegar na plataforma do trem, olhe para a estação que você deseja, Versailles-Rive Gauche. Se o nome não está na placa, verifique o outro lado da plataforma,pois e provável que você esteja indo na direção oposta.

Quando o trem chega, as portas não se abrem automaticamente, alguém no trem, ou você, deve pressionar o botão verde ou prata na porta para abri-lo.

Uma vez no trem (se você tomou o trem certo) você não vai precisar acompanhar as estações desde Versailles-Rive Gauche será a última estação na linha e todos estarão saindo.

Após chegar à estação terminal, olha para a placa azul “Sortie” – sinais que marcam as saídas para a estação. Eventualmente, cada uma delas terá um nome de rua marcando o que lhe dá acesso. Você encontrará uma saída para Chateau de Versailles, que é apenas uma caminhada de cinco minutos a partir desta estação. Aproveite a sua visita.
A qualquer momento, se você estiver em duvida, e só olhar pra alguém e perguntar “Chateau de Versailles?”, mesmo que você não fale francês, você pode entender bem pelos gestos qual e o caminho. Na duvida pergunte de novo ate encontrar. Nao saia em outra porta ou você vai ter de caminhar mais pra encontrar o castelo.
Então, em resumo:

Linha => RER C (amarela)

Direção = Gauche> Versailles-Rive Gauche

Chegada Estação => Versailles-Rive Gauche (Zona 4)

 

UP – DATE (2/Abril/2011): Como a maioria das estações de trem ja não esta vendendo mais tickets junto com os bilhetes de metro, as filas para comprar tickets para o castelo de versalhes (na estação de trem) ficaram enormes! Eu aconselho chegar A Versailles cedo e comprar la mesmo.

Bom Passeio!

Para passeios Guiados com guia em Portugues ate Versailles contate: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

Viver em Paris: Como comprar o passe de metro Navigo

fevereiro 15, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Se você está pensando em viver em Paris por uma longa temporada, é uma boa ideia comprar um passe de metro – O Navigo Decouverte vai ajudar você a economizar se você for usar bastante o metrô de Paris.

Partindo do principio que você vai querer conhecer bastante lugares, trabalhar ou estudar, o passe de metro e uma otima opção. Para quem usa o metro todos os dias e ótimo e pratico.
Não precisa ser residente para comprar o passe de metro Navigo. Se você estiver pensando em ficar todos os 90 dias que tem direito como turista aqui, o passe de metro Navigo vale a pena.

Vantagens de ter o passe de metro Navigo

É muito mais conveniente usar um passe em vez de lidar com os bilhetes de papel – ou, pior ainda, lidar com dinheiro e moedas para comprar os bilhetes de papel – toda vez que quiser ir a algum lugar.
O passe te da direito a viagens ilimitadas por todo o tempo de você carregar no cartão (uma semana, um mês, etc.)

Como comprar um Decouverte Navigo.

Comprar o passe de metro Paris Navigo Découverte é fácil. Você só precisa encontrar uma estação de metro com um guichê e pedir um. Se você não fala francês, você pode primeiro perguntar ao atendente se eles falam Inglês, ou você pode dizer isto:
“Bonjour. Je voudrais un passe Navigo Découverte, s’il vous plait “.

Em seguida, eles vão pedir-lhe quais as zonas que você deseja carregar o passe.
As Zonas 1 e 2 vão cobrir todas as suas viagens no centro de Paris.
Lugares como La Defense, Versalhes e aeroporto Charles de Gaulle estão fora das zonas 1 e 2, mas você pode comprar apenas um bilhete individual para raras ocasiões em que você vai viajar para fora da sua zona.

Então, a atendente vai perguntar quanto tempo (Combien de temps) que deseja carregar para o passe. Você pode carregar o Decouverte Navigo por semana ou por mês (une semaine, un mois).

Quanto custa o passe de metro Paris Navigo?

Um passe mensal vai ficar mais barato do que semanal.
O preço do passe semanal custa 17,20 € e um passe mensal é de 56,60 (Zonas 1 e 2).

Esteja ciente de o Decouverte Navigo não pode ser substituído ou devolvido, caso ele seja perdido ou roubado. Cabe a você manter o controle do mesmo. Não da para se usado por duas pessoas também.

Para obter um cartão mensal, você vai pagar um total de 66,60 €. (Isso é porque você tem de pagar uma taxa de 5 euros para o cartão, mais 56,60 por um mês para as zonas 1 e 2).
Se você estiver trabalhando não esqueça de perguntar se o seu patrão paga o navigo. As vezes eles pagam somente a metade do valor, mas já e melhor que nada :)

O atendente lhe entregará um pacote de plástico que contém três partes. Primeiro, há a parte da identificação, onde você precisa assinar o seu nome (traga uma caneta), retire o plastico para colocar a a sua foto (veja abaixo). A segunda peça é o cartão com o número de identificação e chip.

Se voce estiver com alguma duvida e so pedir ajuda.

Para usar o seu cartão: você passa o passe no leitor do bilhete em qualquer catraca do Metro. Não enfie o passe no lugar dos tickets de papel!

Se você estiver meio perdido sem saber como fazer, e só fazer uma cara de “ não sei usar isso” com o passe na mão que vai aparecer alguém rapidinho para ajudar.

Você vai precisar de uma foto 2,5 cm x 3 para o passe. Se você só tiver 3×4, corte um pouco rs rs que da.
Eu recomendo levar uma foto com você de casa, aqui e mais caro (bem mais caro!) e você não precisa ficar se preocupando em descobrir onde tirar a tal foto.
Mas caso você não tenha tempo ou esqueça, você pode tirar uma foto em cabines automáticas na própria estacão de metro. Não esqueça que as instruções são em francês e as vezes estao “fora de servico”.
As cabines de fotografias podem ser encontradas em quase todas as estações de Metro de Paris (disponível em muitas estações ao lado do guichê, e também no aeroporto CDG).
Você precisa de  moedas (parece que 5 moedas de 1 euro).
Se você vai usar a máquina no mesmo dia que esta pensando em fazer o passe, traga o seu par de tesouras pequenas para a estação de metro assim que você pode cortar a foto que recebe da maquina.

Como saber se o passe de metro esta valido ainda?

Uns 2 de dias antes de expirar o seu passe, você vai começar a receber um aviso sempre que você passar o cartão na catraca do metro: “Fin du Forfait” com a data de validade.
Depois e só ir carregar o cartão para mais um mês, o passe em si continua valido sempre, esse cartão só e feito uma vez.

É isso aí. Agora você está pronto para andar de metrô com facilidade, como um verdadeiro parisiense, em Paris.

Dicas:

  • So voce esta pensando em usar pouco o metro, considere comprar um carnet de 10 tickets que custa em torno de 12 euros.
  • Se voce esta querendo percorrer os museus de Paris, considere comprar o Paris Pass que alem de servir como passe de metro, voce entra de graca em todos os Museus, tem direito a degustacao de vinho e outros passeios em um so cartao.

Leia mais...


As melhores e mais populares atrações e pontos turísticos de Paris

janeiro 20, 2011 | Posted in Pontos turisticos | By

Estou listando as atrações mais procuradas em Paris pelos turistas. Essa lista é um resumo do que você não pode perder quando vier aqui!

Palácio de Versalhes
O Palácio de Versalhes é um dos castelos mais amplos e opulentos do mundo. Apresentando cerca de 2.143 janelas, 1.252 lareiras e 67 escadarias, o Castelo é uma das atrações mais visitadas na França.

River Cruise Em Paris
Cruzeiro pelo Sena! Descubra os pontos turísticos de Paris a partir de uma nova perspectiva.
Da água é possível ver as pontes e monumentos de Paris como você nunca poderia esperar ver por terra. Você pode escolher entre passeios noturnos ou diurnos!

Arco do Triunfo
O Arco do Triunfo é talvez a mais emblemática de todos os monumentos franceses. É ao mesmo tempo imediatamente reconhecível e profundamente evocativa das glórias militares e loucuras da França. 
Napoleão ordenou a sua construção em 1809 para celebrar o triunfo do exército republicano.
No entanto, foi logo depois que seu império começou a desmoronar, e o Arco não foi concluído até 1836. O Arco do Triunfo é decorado com frisos de cenas de batalha e esculpido com os nomes das vitórias de Napoleão.

Museu do Louvre
O Museu do Louvre é sem dúvida uma das melhores galerias de arte do mundo. Lar de milhares de obras clássicas e modernas, o Louvre é a jóia da coroa da cultura francesa, um testamento para a civilização europeia e a história. 
A sua qualidade e importância é destacada por sua popularidade: o Louvre é o mais visitado Museus do Mundo.

Torres de Notre Dame
A construção da Notre Dame Gótico, realizado por iniciativa de Maurice de Sully, começou há cerca de 1160 e incrivelmente foi concluída no prazo de 40 anos (muito rápido para a época). 
Cerca de 1250, Jean de Chelles construiu o braço norte e começou a trabalhar no braço sul, que foi completado por Jean de Montreuil.

Ô Château Wine Tasting
A França (e Paris) é a casa dos melhores vinho na Europa. De champanhes ate a enorme variedade de Bordeaux tem vinhos para todos os gostos. 
Não importa se você é um novato ou um conhecedor de vinhos, a Wine Tasting Ô Château é para você! Com uma abordagem única, esta é uma grande oportunidade para ter algum divertimento e alguma informação sobre o vinho francês.

Museu d’Orsay
O Museu de Orsay foi originalmente concebido como uma estação de trem em 1900. Por volta de 1950 tornou-se evidente que as plataformas eram curtos demais para os trens e o edifício passou a abrigar um teatro. (Eu particularmente acho este Museu uma das melhores atrações de Paris).

Torre Montparnasse
O observatório interior no piso 56 está equipado com um grande número de equipamentos audiovisuais e interativos para ajudar você a descobrir e compreender Paris, um café e bar, loja de souvenirs entre outras atracões.
As instalações incluem binóculos, exposições e galerias de fotos, testes, instalações interativas, cinema, projeção panorâmica sobre a lenda das torres no mundo e muito mais.

Paris Tour Bus
Descubra os principais pontos turísticos da cidade na forma original e descontraída, com um passeio de ônibus de turismo de Paris, com Les Cars Rouges. Cada passeio dura aproximadamente duas horas ronda e 15 minutos, e apresenta todas as principais atrações do centro de Paris.

Museu de Cera Grevin
O Museu Grévin pode surpreender o visitante com as suas dramáticas cenas realistas de Paris históricos e modernos. Mais de 300 figuras de cera das pessoas mais famosas do mundo dramaticamente colocados em cenas incríveis. Veja impressionantes recriações dos eventos mais importantes na história francesa e mundial. (coloquei o museu na lista porque ele e mesmo muito popular aqui, mas eu particularmente acho meio “sinistro”).

Aqui esta uma lista das atracões mais procuradas pelos turistas em Paris. Se você pretende fazer este roteiro, eu aconselho firmemente adquirir o Paris pass. Você pode ter todas estas atracoes de graça, inclusive a degustação de vinho, o passeio de ônibus e o cruzeiro. Sai muito mais barato.
Se você esta pensando em escolher uns 3 ou 4 itens desta lista, não vale a pena comprar o paris pass.

Leia mais...

Viajar de Trem, ônibus ou de avião pela Europa? Conheça as vantagens e desvantagens de cada opção

dezembro 22, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Mais dicas de turismo para que as suas ferias sejam fantasticas!

Como já tinha falado antes no artigo Viagem de Trem: A melhor forma de ver a Europa, eu realmente acho a viagem de trem pela Europa uma aventura fascinante, mas como gosto de “apresentar os fatos”, faço  aqui  uma analise comparativa entre viajar de trem, ônibus e avião.

Para dar uma ideia clara e real dos preços, fiz uma pesquisa baseado em um trajeto “Paris-Amsterdan”.

Estou partindo do principio que você que esta a ler este artigo esteja também interessado em economizar, por isso coloco considerações a respeito de preços também.

 

Trem

 

Os tickets avulsos podem ser mais caros em relação aos tickets de avião ou ônibus.

A viagem Paris-Amsterdan custa 52 Euros. Dura 3h 18m e é direto (não para em outras cidades).

Vantagens: Os trens são super confortáveis.

As estações de trem são mesmo no centro da cidade, ou seja, você não gasta mais nada para chegar ao seu destino.

 

A grande vantagem do trem é a possibilidade de adquirir um passe, se você for turista.

 

Por exemplo, o Eurail Global Pass de 21 dias / 21 dias custa 744 Euros para viagens ilimitadas.

Fantástico para quem quer realmente ver a Europa. Você pode usar o passe para se deslocar em viagens nacionais ou internacionais. Pode usar o trem para viajar de noite e economizar em hotel.

 

 

Descrição geral:
Esse passe não é válido para residentes da Europa, Russa e Turquia. Eu por exemplo não posso usar esse passe. O passe de turismo é mesmo só para turistas de fora da UE.
Esse passe é ilimitado para redes ferroviárias nacionais de 20 países europeus: Áustria, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Portugal, Irlanda, Romênia, Eslovênia, Espanha, Suécia e Suíça.

Condições:
O passe deve ser validado (carimbado na estação de trem) num período de 6 meses desde a data de emissão.

Devoluções e pós vendas:
Uma multa de 15% pelo cancelamento é aplicável a passes completamente inutilizados e invalidados devolvidos dentro de 1 ano desde a data de emissão.
Passes utilizados parcialmente ou passes roubados não são reembolsáveis.

 

A maioria dos trens de Alta Velocidade, Panorâmicos e Noturnos exigem reserva.

 

Avião:

 

Os bilhetes “low cost” já não são baratos como eram antes, quando se pagava em torno de 9 Euros.

Pelo web site wegolo se pode encontrar os melhores preços porque engloba um search por todas as companhias aéreas que estão oferecendo bilhetes baratos no momento.

Encontrei um voo Paris-Amsterdan por 35 Euros.

 

Vantagens:

Ótima opção para quem não tem um objetivo muito fixo em relação aos destinos, porque pode aproveitas as ofertas do momento e comprar bilhetes por menos de 30 euros.

Perfeito para quem não pode ou não gosta de ficar muito tempo sentado em trem ou avião.

 

Desvantagens:

 

E difícil de conseguir tickets baratos para os países que a gente procura.

Muitas vezes os aeroportos que essas companhias aéreas low cost usam ficam bem longe do centro da cidade. Pesquise bem onde fica o aeroporto que você vai chegar, e se tem metro, ônibus ou qualquer meio de transporte barato para não ter que usar taxi.

As tarifas de taxi podem ser mais caras que o próprio bilhete de avião.

Mas se o tempo gasto durante é algo que esta a ser considerado em primeiro lugar, vale a pena ate pagar mais caro por um bilhete de avião e economizar tempo.

 

Ônibus:

 

A companhia de ônibus Eurolines (http://www.eurolines.fr) é a melhor opção para quem quer viajar pela Europa de ônibus

Esta é uma opção fácil e mais barata do que o trem (na maioria das vezes).

E ótimo para quem não conseguiu um bilhete de avião decente (ou muito caro ou com aeroporto muito longe do destino).

Encontrei bilhetes de ônibus Paris-Amsterdan entre 25 e 45 Euros.

 

Vantagens:

Você não precisa comprar os bilhetes com antecedência. Pode chegar direto na estacão e comprar o bilhete para o próximo ônibus Veja os horários no web site.

As estações de ônibus ficam no centro da cidade, ou se não estão no centro estão ligadas ao centro por linhas de metro.

Você pode apreciar a paisagem.

Os ônibus são ótimos e confortáveis

 

Desvantagem:

Realmente não há muitas desvantagens.

 

A minha conclusão:

 

Para mim ainda e melhor viajar de trem. Eu realmente aprecio viagens “fáceis” e como o trem tem cafeteria, ganhou uns pontinho a mais ;)

Você pode caminhar um pouco pelo trem para esticar as pernas. Gosto da ideia que as estacoes de trem ficam no centro das cidades.

 

Em segundo lugar fica a opção de ônibus. Esta opção ficou em segundo lugar porque as vezes as estacoes ficam um pouco longe do centro e você tem de pegar metro pra chegar ao seu destino. Mas com certeza pelo preço seria a melhor opção.

 

Em terceiro a opção de avião. Esta opção ficou em ultimo lugar para mim mais pelo fator de não poder apreciar a vista e porque não tenho paciência de ficar procurando informações de onde realmente ficam os aeroporto de partida e chegada. Mas para quem gosta de viagem rápida é a melhor opção.

 

Ambas as viagens de trem e ônibus são fáceis e o preços dos tickets não variam.

Os tickets de avião dependem de promoções e você tem de passar por todo o processo de check-in, segurança, etc. Ainda é uma boa opção se você não se importa com isso.

Bom, o importante é que agora você tem todos os fatos para escolher o que é melhor para as suas férias.

Escolha a opção que lhe parecer mais interessante e boa viagem!

Leia mais...

Pontos turísticos de Paris por área (arrondissement)

dezembro 3, 2010 | Posted in Pontos turisticos | By

Paris é dividida em 20 distritos chamados “Arrondissements”.

Este artigo fala um pouco sobre cada um destes arrondissements, com o objetivo de ajudar você a programar melhor os seus passeios em Paris e conhecer os melhores pontos turisticos de Paris sem muito esforço!

Essa divisão de Paris forma uma especie de “espiral”, onde o centro é o Primeiro arrondissement. As pessoas aqui referem-se aos arrondissements como 2eme, 4eme, etc. Literalmente: segunda, quarta, etc

É sempre melhor programar as visitas aos museus, catedrais e pontos turísticos em geral levando em conta os arrondissements, para que você fique sempre na mesma área, sem deslocar-se de um lado para outro sem necessidade.

Ir ao Museu do Louvre (1), depois dar uma passada na Basílica de Sacré Coeur (18eme), e depois Torre Eiffel (7eme) é um roteiro comum em guias turísticos mas é uma perda de tempo.

Selecione os pontos turísticos por arrondissement, sempre lembrando da espiral.

Como você pode ver, Paris é dividida ao meio pelo Rio Sena, mas não existe dificuldade nenhuma para percorrer estes 2 lados. Tem pontes por todos os lados e a distancia é bem curta entre as margens.

Não há problema nenhum em programar passeios entre 1 e 7eme, porque ficam um em frente do outro.

Como eu descubro qual é o arrondissement?

É super fácil, se você tem o endereço de um lugar, por exemplo, um restaurante, olhe o código postal, que ira começar por 75 (código de Paris), e depois 3 dígitos para mostrar os distritos:

2eme: 75002

3eme:75003

E assim por diante.

Não vou aqui falar sobre os pontos turísticos em si, estou somente mostrando onde eles se encontram, porque o artigo ia ficar muito grande. Optei por mostrar todos os arrondissements em uma só pagina do que escrever 20 artigos mostrando os detalhes de cada um, o objetivo aqui e mostrar uma visão ampla (geral) de Paris.

1er

Esta é a parte mais antiga de Paris e muito apreciada pelos turistas. Fica no centro de Paris, no coração do que era antigamente a sede do poder real.

O 1 º arrondissement mantém uma atmosfera de elegância e realeza. Atrações principais do 1 º arrondissement são:
Musée du Louvre (Museu do Louvre)
Jardins das Tulherias
Galerias Jeu de Paume-Nacional
Musée de l’Orangerie
Palais Royal (antiga sede do poder real)
La Comédie Française (Teatro Frances muito conhecido por ter sido aqui que Moliere, conhecido como o “Pai da comedia francesa” apresentava as suas peças)
Place Vendôme
Forum des Halles
Eglise Saint-Eustache
Chatelet e da Torre Saint-Jacques
Ile de la Cité (natural da ilha do Sena)
Capela de Sainte-Chapelle
Pont Neuf  (apesar do nome, é a ponte mais antiga de Paris)

2eme

Essa é uma Parte de Paris um pouco subestimada é praticamente desconhecida pelos turistas.

A 2eme tem varias pontos interessantes incluindo uma torre medieval e um dos melhores mercados aberto da cidade.
Atrações principais:

A Rue Montorgueil
Grands Boulevards
Bolsa de Paris- sede histórica
Opéra Comique
Bibliothèque Nationale de France (Biblioteca Nacional de França – sítio histórico)
Passage des Panoramas
Le Grand Rex (cinema histórico, clube e sala de concertos)

3eme:

O terceiro arrondissement de Paris, fica perto do coração da cidade, e combina uma movimentada área comercial com ruas tranquilas.
Atrações principais do 3 º Arrondissement:

O Bairro Marais (também parte do arrondissemtent 4)
Museu Carnavalet
Museu Picasso
Musée des Arts et Métiers
Hotel de Soubise (mansão da era renascentista) e os Arquivo Nacionais Franceses
Musée de la Poupée (Museu dos Bonecos em Paris)
Centre Culturel Suedois (Centro Cultural Sueco)

4eme:

Este arrondissement abriga uns dos mais importantes monumentos históricos de Paris (incluindo a Catedral de Notre Dame), mas também é um forte símbolo da Paris contemporânea, que abriga diversos bairros e agitada como o Marais e “Beaubourg”, e atraindo artistas, designers, lojistas da moda e estudantes. É muito apreciada pelos turistas.
Atrações principais do 4 º Arrondissement:

Centro Georges Pompidou e o Museu Nacional de Arte Moderna
O Bairro “Beaubourg”
O bairro de Marais
Igreja de St-Gervais-St Protais
Igreja de St-Paul-St Louis
Hotel de Sens (mansão medieval)
Place des Vosges
Hotel de Ville (Câmara Municipal de Paris)
Bairro Judeu (Rue des Rosiers e Le “Pletzl”)
Place de la Bastille (compartilhada por arrondissements 4, 11 e 12
A Ile de la Cité (Ilha naturais sobre o Sena)
Bairro Ile Saint-Louis
Catedral de Notre Dame
Livreiros Rio Sena
Memorial da Shoah e do Museu

5eme:

O centro histórico do Quartier Latin, foi o centro da erudição e dos intelectuais ao longo de séculos, 5 º arrondissement de Paris permanece sendo um destino de eleição para os turistas graças aos pontos turísticos como o Panteon, a Universidade de Sorbonne e o Jardim Botânico (conhecido como o Jardin des Plantes).
Os principais pontos turísticos e atrações no 5 º arrondissement:

O bairro de Saint-Michel
A Sorbonne
O Panthéon
Place Saint-Michel
Museu e Hotel de Cluny (Museu Medieval e Jardins)
Jardin des Plantes
La Grande Mesquita de Paris (Mesquita, salão de chá e hammam)
Institut du Monde Arabe
Distrito Rue Mouffetard
Arènes de Lutèce (coliseu era romana)
Cinemas Histórico Paris

6eme:

O 6 º arrondissement de Paris, foi o arrondissement dos escritores de meados do século 20 e intelectuais, é hoje um luxuoso centro de boutiques de designer, mobiliário antigo e negociantes de arte e jardins.
Atrações principais e no 6 º arrondissement.

Jardins de Luxemburgo
Teatro Odéon
Igreja de Saint-Sulpice
Saint-Germain des Prés, bairro (e abadia histórica)
Café Les Deux Magots e Café de Flore ( antigo ponto de encontro de artistas e escritores)
Le Procope (o mais antigo café de Paris)
Hotel Lutetia (histórico hotel famoso)

7eme:

O 7 º arrondissement de Paris é uma parte afluente de grande prestígio da cidade, que atrai multidões de turistas por causa de ser o distrito dos principais pontos turísticos de Paris, como a Torre Eiffel e o Museu Orsay. Hotéis neste distrito vão custar mais, e não espere ver muitos parisienses nesta área. Restaurantes aqui também são bem caros.
Atrações principais e em 7 º Arrondissement:

Torre Eiffel e do Champ de Mars
Musée d’Orsay
Museu Rodin
Assembleia Nacional Francesa
Hôtel Matignon (sede do primeiro-ministro)
École Militaire
Hôtel des Invalides (não é um hotel , mas um complexo de ex-militares, e local onde esta Napoleão I)
Museu de Quai Branly (recém-inaugurado museu de artes indígenas)
Museu Maillol
Museu Eugène Delacroix
Bon Marché loja de departamentos (não resisti e coloquei esse na lista tambem rsrs)

8eme:

Localizado perto do centro da cidade, o 8 º arrondissement de Paris é um movimentado centro de comércio e de atracões famosas, incluindo o Arco do Triunfo e o Champs-Elysees.
Atrações principais do 8 º Arrondissement:

Arco do Triunfo
Avenue des Champs-Elysées (e zona em torno)
Grand Palais
Petit Palais
Elysée Palace (casa do presidente francês)
Théâtre des Champs-Élysées
Eglise de la Madeleine
Hotel de Crillon (um dos mais antigos hotéis de luxo em Paris)
Art * Maxim’s “Coleção 1900” Nouveau Museu
Museu Jacquemart-André
Museu Cernuschi (museu de arte asiática)
Parc Monceau
Pont Alexandre III (uma das pontes mais importantes, bonitas e famosas da cidade)

9eme:

9 º arrondissement de Paris é um espaço imponente conhecido por suas lojas Belle Époque e galerias de lojas elegantes, teatros famosos e ruas residenciais. É um dos mais bonitos distritos de Paris na minha opinião.
Atrações principais do 9 º arrondissement:

Opera Garnier (Ópera Historica de Paris)
Galeries Lafayette
Printemps
Museu Grevin (Museu de Cera)
Olympia Theater e Concert Hall (famoso pelas performances históricas de Edith Piaf e outros)
Les Folies Bergères Cabaret
Fragonard Musée du Parfum (Museu do Perfume)
Musée de la Vie Romantique
Grands Boulevards (Bairro)

10eme:

O 10 º arrondissement é pouco conhecido pelos turistas, mas abriga tesouros escondidos, como o bairro do canal Saint Martin. Esta área nervosa da classe trabalhadora está apenas a dois passos do centro da cidade e está atraindo cada vez mais jovens profissionais e artistas.
Principais locais e atrações no 10 º arrondissement

Canal do bairro Saint-Martin
Place Sainte-Marthe
New Morning (famoso clube de jazz de Paris)
Gare de l’Est e Gare du Nord

11eme:

O 11 º arrondissement de Paris é uma área etnicamente diversa da cidade que abriga monumentos como a Place de la Bastille e sua majestosa Opera house moderna. É também um grande atrativo para os estudantes e fãs da vida noturna, oferecendo um grande numero dos bares e clubes mais famosos da cidade. Se você esta pensando em conhecer a vida noturna Parisiense, este é o local ideal para estar.
Principais locais e atrações do 11 º Arrondissement:

Place de la Bastille (compartilhada com o 4 º e 12 º arrondissements)
Cirque d’hiver
Bairro Oberkampf (vibrante vida noturna)
Museu Edith Piaf
Maison des Métallos (ex-casa dos metalúrgicos, atualmente um centro de artes e cultura)
Place de la République

12eme:

O 12 º arrondissement é uma parte um pouco menos conhecidos da cidade, que abriga nomeadamente casas históricas estação de trem Gare de Lyon e do Bois de Vincennes e um enorme parque conhecido como o “pulmão de Paris”.
Principais locais e atrações do 12 º distrito

Place de la Bastille (partilhada com os arrondissements 4 e 11)

Bastille Opera (Ópera Nacional de Paris)

Distrito Faubourg Saint-Antoine

Plantée Promenade (jardins e passarela construída no local de uma estrada de ferro acima do solo extinto)

Viaduc des Arts

Bois de Vincennes (parque enorme, muitas vezes referida como “pulmões de Paris”

Cemitério Picpus

Palais Omnisports de Paris-Bercy (estádio e sala de concertos)

Parc de Bercy

Bercy Village (decididamente um moderno shopping ao ar livre , que foi construído utilizando armazéns de vinho antigo)

Gare de Lyon (uma das mais movimentadas estações de Paris de trem, e lugar onde esta o aclamado restaurante Le Train Bleu)

13eme:

O 13 º arrondissement é uma área relativamente inexplorado de Paris é o exemplo da Paris contemporânea. A área abriga uma notadamente animada Chinatown e a Biblioteca Nacional.
Principais locais e atrações do 13 º arrondissement

Bibliothèque Nationale (Biblioteca Nacional de Paris)

Butte aux bairro Cailles

Chinatown (um dos maiores de Paris, e principal local para as celebrações do Ano Novo Chinês em Paris), ótimo lugar para experimentar os vários restaurantes chineses de Paris.

Manufacture des Gobelins (tapeçarias do museu de fabricação)

Gare d’Austerlitz

14eme:

Compreende o lendário bairro de Montparnasse, foi antigamente o lar das artes e literatura no periodo de 1920. O 14 º arrondissement tem muito a oferecer.
Atrações principais no 14 º Arrondissement

Torre Montparnasse

Cemitério de Montparnasse

Museu de Paris Catacombs

Fondation Cartier pour l’Art Contemporain (Fundação Cartier de Arte Contemporânea)

Fondation Henri Cartier-Bresson (dedicado à fotografia)

Museu Lenin

Museu Jean Moulin (homenagem ao herói da resistência francesa)

Rue Daguerre (mercado de rua de pedestres)

Parque Montsouris

Cité Universitaire (campus universitário, com edifícios mostrando vários estilos de arquitetônicos)

15eme:

15 º arrondissement de Paris é uma área relativamente inexplorada pelos turistas e possui encantadoras ruas residenciais, um parque aquático incrível. Situado na parte sudoeste da margem esquerda da cidade, o 15 º arrondissement é calmo e despretensioso, mas tem muitos recantos encantadores.
Principais locais e atracões no 15 º arrondissement

Centro de Exposições Porte de Versailles e do Palais des Sports

Centre Commercial Beaugrenelle – o maior shopping center dentro de Paris.
Musée Bourdelle
Musée Pasteur
Aquaboulevard (o maior parque aquático da Europa)

16eme:

O 16 º arrondissement é uma elegante área em ascensão de Paris que abriga importantes museus, como o Claude Monet-Museu Marmottan e Palais de Tokyo, tem bairros encantadores, como a área conhecida como Passy.

Os principais pontos turísticos e atrações da 16 º Arrondissement

Bairro de Passy

Cemitério Passy

Palais de Tokyo

Musée Marmottan Monet

Maison de Balzac

Fondation Le Corbusier

Jardin d’Acclimatation (parque de diversões para crianças pequenas)

Parc des Princes (estádio e local do concerto)

Maison de Radio France

Museu Baccarat

Clemenceau Musée

Museu Galliera

17eme:

O 17 º arrondissement é uma área pouco explorada no canto noroeste da cidade que combina tranquilos bairros de classe média-alta e pontos de atração interessantes como Place de Clichy. Antiga área de “moral duvidosa” anteriormente freqüentado por artistas do século 19, incluindo Edouard Monet.
As principais atrações no 17 º arrondissement

Batignolles bairro (antigamente lugar cativo de artistas e escritores como Emile Zola e Edouard Manet)

Parc Monceau

Place de Clichy

18eme:

O 18 º arrondissement é uma das áreas mais frequentadas de Paris. Este distrito inclui um animado e movimentado bairros de imigrantes como Barbes e La Goutte d’Or. Pode ser perigoso à noite, àrea de maiori muçulmana.
Principais locais e atrações no 18 º arrondissement:
Bairro Montmartre

Basílica de Sacré Coeur-

Cemitério Montmartre

Place des Tertres

Le Moulin Rouge Cabaret

Le Moulin de la Galette (moinho de vento real, e o tema de uma pintura de mesmo nome, de Renoir)

Museu Dali

Le Moulin Rouge e Pigalle (distrito da “luz vermelha”)

La Chapelle: “Little Jaffna” (Sri Lanka distrito)

Barbes e La Goutte d’Or (Bairros Africanos)

19eme:

Situado em um canto do nordeste de Paris, o 19 º arrondissement foi, até recentemente, consideradas de pouco interesse para os turistas. No entanto, a área, que está passando por uma renovação dramática urbana, tem muito a oferecer. Dispõe de um parque em estilo romântico arrebatador, cinemas animados e um museu de ciência e indústria. Este arrondissement é considerado hoje em dia uma local perigoso com acampamentos de refugiados por todos os lados, da pra ir, mas procure se vestir de forma simples (maioria muçulmana).
Os principais pontos turísticos e atrações da 19 º Arrondissement

Parque Buttes-Chaumont (a antiga pedreira de calcário que foi transformada em um parque estilo romântico do século 19)
Canal de l’Ourq
Parc de la Villette e La Cité des Sciences (Museu de Ciência e Indústria)
A La Chapelle / Little Sri Lanka Distrito

20eme:

20 º Arrondissement de Paris é uma área da classe trabalhadora com raízes imigrantes, e famoso por ser o distrito do imponente cemitério Père Lachaise. Da mesma forma, cuidado com determinados locais.
Os principais pontos turísticos e atrações da 20 º Arrondissement

Cemitério Père-Lachaise

Parque de Belleville

Bairro Belleville

Bairro Gambetta e Bagnolet (onde nasceu Edith Piaf)

La Flèche d’Or (famosa discoteca)

Se voce estiver usando o Paris pass (passe de museu), torna-se ainda mais importante estabeler um roteiro inteligente para não se cansar a toa e mesmo assim ver vários museus. Verifique a área que voce vai estar no momento das refeicoes, assim voce pode reservar um restaurante mesmo perto da local  que voce se encontra.

Não deixe de planejar com antecedencia, porque ficar procurando lugar pra comer sem reservas na hora que todos estão fazendo o mesmo e frustrante. Se voce estiver em uma área nao muito concorrida pelos turistas, tipo 15eme, por exemplo, voce não precisa fazer reserva.

Boa viagem e aproveite as suas férias!

Leia os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Lista dos 10 melhores museus de Paris com endereço e estação de metro mais próxima

novembro 25, 2010 | Posted in Pontos turisticos | By

Lista de 10 melhores museus de Paris com endereço e estacão de metro mais próxima

Ola pessoal, fiz uma compilação de endereços dos 10 melhores museus e catedrais de Paris (na minha opinião, é claro). A lista não é feita em ordem de preferencia.

Espero que de para dar uma ideia dos museus no centro de Paris. Se você chegar na estacão de metro e não conseguir encontrar, sempre pode perguntar:

Pardon Monsieur/madam, ou est le ….” ou só “ou est le…” (se pronuncia u-é-le).

Fácil, fácil, não é mesmo? Então aproveite o passeio, reserve uns 2 a 4 dias para ver os museus e não esqueça de comprar um passe de museu/metro para facilitar a sua vida – recomendo o Paris pass porque já experimentei e gostei muito.

Repare que tem museus na mesma área: por exemplo o Louvre, o centre Georges Pompidou e a Catedral de Notre Dame (coloco esta catedral entre os museus por causa das criptas subterraneas) ficam todos perto da estacão de metro Chatelet.

A minha dica e tirar um dia pra visitar esses 3.

De manhã: Notre Dame (nao esqueca as criptas e a parte das reliquias, tem ate um pedaco da coroa de Cristo..), depois vá almoçar no Louvre e aproveite para descansar um pouco na área externa, tirar umas fotos, então vá visitar o museu propriamente. Fique ate umas 4 da tarde a vá tomar um café no Centre Georges Pompidou e ver a coleção de arte moderna. Viu? Matou 3 coelhos com um só tiro. Ficam só faltando os outros 7 museus que são bem menores (partindo de principio que você confia no meu bom gosto e siga a minha lista), assim você pode visitar mais por dia.

1. Louvre

Rue de Rivoli, 101 Metrô : Châtelet

2. Museu D’Orsay 5 Quai Anatole

Metrô : Concorde

3. Catedral de Notre Dame
6 Place du Parvis Notre Dame

Metrô : Châtelet

4.Centre Georges-Pompidou – (Onde esta o Museu de Arte Moderna)

Place Georges Pompidou

Metrô : Châtelet

5. Le Grand Palais

1 Avenue Géneral Eisenhower Metrô : Champs-Élysées – Clemenceau

6. Musée Marmottan-Claude Monet

2 Rue Louis Boilly
Metrô : La Muette


7. Musée Jacquemart-André

158 Boulevard Haussmann
Metrô : Miromesnil

8. Museu Cluny – Imperdível para quem gosta de “coisas medievais”
6 Place Paul Painlevé      Metrô : Cluny – La Sorbonne


9. Museu Picasso

5 Rue Thorigny   Metrô : République

10. Musée Rodin

79 Rue de Varenne Metrô : Saint-François-Xavier

Leia os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...