Descobrindo A cidade Luz – Passeios guiados em Paris no inverno

outubro 1, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Estou escrevendo este artigo em resposta a vários e-mails que recebi, perguntando sobre os passeios guiados em Paris durante o inverno e período de Natal.

Aqui vão alguns dos trechos dos e-mails e as respostas:

…estava com receio de ir a Paris no inverno porque acredito que e difícil passear pelas ruas no frio…

Se você estiver agasalhado, não vai sentir frio. E sempre bom lembrar que se o frio apertar e só parar para beber um bom chocolate quente para aquecer um pouco… E caminhando não se sente tanto frio. Usamos também o metro e ônibus.

As pessoas gelam na rua porque ficam paradas por muito tempo olhando mapas e se perguntando para onde irão. Se você esta com um roteiro claro e com guia, isso não acontece.

Eu também dou dicas do que vestir para os passeios, não se preocupem, e também posso indicar locais onde podemos comprar roupas de inverno bem baratas caso vocês não tragam roupa suficiente. E bom lembrar que o inverno em Paris e seco, e ensolarado, portanto a gente se agasalha e fica quentinho.

…Voce esta disponível para fazer passeios no Natal?

Sim, tanto Natal como Ano Novo!

…Alexia já fizemos um passeio com você no verão e adoramos. Estamos indo com os nossos filhos passar o Natal em Paris. Os passeios seriam os mesmos ou podemos mudar um pouco o programa visto que já vimos os pontos principais?

Os passeios guiados por mim no inverno são diferentes sim. Temos outras coisas pra ver por aqui, e muito mais museus incluídos no roteiro (lugares fechados).

Bom, estas são algumas das perguntas que eu achei interessante responder em um artigo, para ficar a disposição de todos os leitores.

Guia brasileiro em Paris mostra a voce a cidade Luz no Inverno!

Guia brasileiro em Paris mostra a voce a cidade Luz no Inverno!

Você esta planejando vir a Paris no inverno? Esta e uma estacão onde Paris parece saída de um conto de fadas. Com a diminuição do tempo de luz do dia (começa a anoitecer bem mais cedo do que no verão), você tem a experiencia de ver a maravilhosa iluminação de Natal pelas ruas de Paris quando ainda não e muito tarde (no verão a noite só chega as 11 horas) e provavelmente você ainda vai estar na rua, programando o seu jantar.

Leia mais...

Fique atento para não cair em golpes aos turistas ao visitar Paris

setembro 25, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Paris é uma cidade tranquila e segura, comparada com a maioria das cidades  no Brasil. Mas como devemos imaginar, existem sempre pessoas honestas e pessoas desonestas em todo o lado.

Imagine a imagem padrão do turista: Cheio de dinheiro para gastar, sem conhecimento de preços, locais e inseguro com a língua e costumes locais. Esse é com certeza um alvo fácil para os aproveitadores.

 

A ideia de escrever este artigo veio por causa de um e-mail que recebi, de um casal que foi vitima de um golpe aqui em Paris. Segue aqui um trecho do e-mail:

 

“Quero aproveitar para te contar um fato que ocorreu conosco e que acredito que seria oportuno você publicar em seu blog para que outras pessoas não viessem a passar pela mesma situação.

Em nosso segundo dia em Paris, já no inicio da noite (apesar de ainda estar claro), fomos abordados por um rapaz falando Inglês, dizendo que era do Canada, que dizia que tinha comprado algumas coisas em um shopping próximo dali, mas que esqueceu o cartão de credito na loja e que quando voltou lá o shopping já tinha fechado.

Disse que a mulher e o filho pequeno estavam aguardando ele em um outro ponto da cidade e que eles estavam hospedados próximo a Disney, e que eles não tinham dinheiro para voltar ao hotel.

Ele pediu que emprestássemos 57 euros a ele, que ele daria o relógio dele como garantia a nós, e que no dia seguinte nos encontraríamos para desfazer a troca.

Minha esposa e eu ficamos muito desconfiados e tentávamos de todas as formas obter mais garantias de que ele falava a verdade, mas no fim das contas, nossa inocência e vontade de ajudar o próximo foi maior e acabamos aceitando.

Enfim, levamos um golpe e nunca mais vimos o cara.

Quando chegamos ao hotel a noite pesquisamos na internet e vimos que há vários casos de golpes semelhantes em Paris.

Então acho que seria legal se você publicasse algo no seu blog, pode ser a minha história mesmo, para que alertasse os turistas para que não sejam tão inocentes como nós fomos e não deem confiança a ninguém que venha com essas histórias.”

 

Não colocarei o nome das pessoas envolvidas para preservar a privacidade deles, mas gostaria de agradecer a generosidade deste casal, que apesar de ter passado por esta experiencia terrível, preferiu usar a experiencia de um forma positiva e alertar outros leitores para que não caiam no mesmo golpe.

 

Nao carregue a sua carneira no bolso de tras

Nao carregue a sua carteira no bolso de tras

 

Para que você não caia em golpes quando estiver passeando por aqui, aqui vão algumas dicas:

 

  • Aqui os “bandidos”, e “golpistas” não se vestem, ou se parecem como no Brasil. Tenha cuidado ao avaliar as pessoas pela a aparência.
  • Não de conversa a estranhos, mesmo que pareçam simpáticos.
  • Não compre coisas dos ambulantes de ruas nem fique de conversa com eles.
  • Saia de perto dos ciganos e romenos. Eles também são famosos pelos golpes do anel, por exemplo:  Eles fazem de conta que acham um anel perto de você, e dizem: “oh, eu achei um anel, e de ouro! Como vamos fazer? Podemos dividi-lo, etc. Afinal estava aos seus pés, então e seu também… blablablá, se você me der uns 50 euros eu deixo você ficar com o anel…
golpe do anel de ouro em Paris

golpe do anel de ouro em Paris

  • Em Montmartre (Sacre Coeur) também existe um grupo de africanos que da um outro golpe: eles vem falar com você com uma especie de linha, fazem uma tal pulseira no seu pulso e depois fazem você pagar pela pulseira. Eles são agressivos e as pessoas pagam de medo. Não pare pra falar com eles, siga o seu caminho. Dica: Evite passeios demorados em Montmartre e não vá la a tardinha ou a noite, é perigoso. Visite de manha!
  • Não caia no golpe do amor a primeira vista! Os franceses não são assim, eles demoram pra se envolver e precisa de muita conversa, muitas saidas, enfim… Aqui existe o golpe do esbarrão, o rapaz te olha com a cara mais apaixonada do mundo como se nunca tivesse visto uma criatura mais linda na face da terra, pede desculpas, pergunta se voce esta sozinha, etc. Ja aconteceu com uma moça que estava fazendo passeio comigo, eramos ao todo 3, ela ia na frente, e o cara achou que ela devia estar so (foi na Champs elysées que isso aconteceu). Ela ja estava toda derretida de conversa com o cara quando eu cheguei e falei que ele fosse embora ou eu chamava a policia. Ele saiu correndo e o amor acabou rapidinho. Depois tem o apaixonado do metro, que fica te olhando da mesma forma, se voce corresponder ele puxa conversa, na primeira oportunidade ele te rouba.
  • Outro: o golpe nos restaurantes turisticos é basicamente servir um vinho e cobrar outro, ou colocar coisas a mais na sua conta. Fique atento e confira tudo na nota. Se tiver qualquer coisa esquisita, peça o cardapio (la carte sil vous plait…) e veja os preços novamente. Não pague mais do que voce consumiu. Um restaurante otimo, simpatico e com comida razoavel que infelizmante esta ficando famoso por causa do golpe de um garçon somente (os outros são a principio honestos), é o La Flotille, que fica no jardim de Versailles. Voce não precisa deixar de ir porque o local é muito lindo, mas revise as notas… Tente sempre pagar no balcão, diretamente para o gerente ou o dono.
  • Não aceite ajuda de pessoas no metro, não entregue pra ninugém o seu passe. Somente entregue para os grupos de fiscais (sempre trabalham em grupo), com jaqueta azul marinho e lista verde limão. Isso caso voce passe por fiscalização de tickets dentro do metro.
  • Se voce gosta de ficar nas mesas externas dos restaurantes, fique com a sua bolsa no colo ou entre as suas pernas no chão. O mais seguro é sempre dentro do restaurante. Nada de iphones ou carteiras em cima da mesa se voce esta na rua.
  • Mamães com carrinhos de bebes: Fiquem super atentas porque voces são o alvo principal, ja que não vão largar o carrinho pra ir atras de ladrão – e eles sabem disso. O mesmo vale para senhores e senhoras usando bengala sozinhos pela rua. Tentem viajar com acompanhantes.

Como eu já disse em outro artigo analisando sobre as vantagens e desvantagens de se vestir como turista, se você vem aqui fazendo questão de mostrar que é brasileiro, você esta mais propenso a cair em golpes. Nos temos a fama aqui de sermos pacifistas, ingênuos e super simpáticos, alem de sermos uma das nacionalidades que mais consome por aqui ($$$). Então já viu…

 

Fique de olhos abertos para não estragar o seu passeio por aqui!

update 2014: Nos ultimos dois anos Paris mudou bastante em termos de segurança, principalmente por causa do desemprego e entrada dos paises de leste europeu na União Europeia. A maioria do pessoal que da golpe ou tenta roupar voce são imigrantes, mas existem também franceses que fazem isso (principalmente o golpe do amor a primeira vista). Fique muito atento e não desgrude da sua bolsa!

Não use mochila nas costas e não coloque todo o seu dinheiro no mesmo lugar. E ande sempre somente com a copia do passaporte, não com os originais.

Não existe “assaltos” em Paris. Fique tranquilo que ninguém vai enfiar uma faca no seu pescoço no metro, o que acontece aqui são os furtos. Tem muita gente que é roubada e sai escrevendo pela net que foi “assaltada”. Ora, assalto é quando alguém exige alguma coisa de voce (carteira, dinheiro, joias), sob forte ameaça (arma ou violencia). Isso aqui é dificil.

Quanto aos furtos, eles acontecem dentro de igrejas, museus, na rua, enfim não se pode baixar a guarda.

Tem gente que pensa que pode ir atras do ladrão bater nele que tem as suas coisas de volta. Pode dar certo, até porque a maioria são meninas (adolescentes, menores de idade) e são faceis de parar se voce pegar eles no flagra. O problema é que elas sempre estão com outras, e normalmente a que pega a sua carteira passa pra outra, que passa pra outra e voce até pode pegar a moça, mas o problema é que porvavelmente voce não vai encontrar o objeto furtado. Estes grupos são super bem treinados, trabalham sob supervisão de adultos.

 

 

 

 

 

 

Leia mais...

Inverno em Paris: Dicas para planejar bem a sua viagem e aproveitar ao máximo

setembro 21, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Inverno em Paris! Dicas de viagem

Paris muda a cada estacão e não existe realmente temporadas baixas quando se fala em turismo em Paris.

No inverno as ruas se tornam menos cheias de gente, as filas para os museus e monumentos são muito menores e você pode apreciar a maravilhosa culinária francesa especifica para o inverno.

Pratos mais ricos, quentinhos e cremosos vão ajudar você a manter-se quentinho durante o dia todo.

Esqueça a ideia “americana” que é adotada por muitos nutricionistas no Brasil de ficar comendo lanchinhos leves de 3 em 3 horas e nunca parar para fazer uma refeição de verdade. Aqui a gente para, senta e come bem. Escolhas pratos de carnes, com molhos ricos e você ficara realmente alimentado e não sentir tanto frio. Se estiver muito vento ou frio, resista a tentação de comer no “Terrasse” e vá para dentro do restaurante. Para quem passou a manha inteira ao ar livre, parar um pouco dentro de um ambiente fechado, quentinho e sem vento vai recuperar as suas forcas.

Paris - Champs Elysees no Inveno

Paris - Champs Elysees no Inveno

Aqui vão, então algumas dicas do que ver, o que fazer e o que vestir em Paris nos próximos meses.

 

  • A temperatura media é de 4 graus, mas é incomum ir abaixo de zero antes de janeiro (se acontecer, sera na madrugada).
  • Traga um bom casaco, luvas, chapéu, pulôver de la, não se preocupe em trazer muita variedade, porque as roupas de inverno são pesadas e a sua mala poderá ficar muito pesada, lembre-se que aqui as pessoas repetem muito as roupas. Para saber mais sobre o que colocar na mala, leia o artigo: Outono e inverno em Paris, o que colocar na mala.
  • Proteja a sua pele com um hidratante mais oleoso do que os que você costuma usar no Brasil: o óleo destes cremes também tem poder térmico e vão aquecer você, alem de proteger a sua pele dos banhos com água mais quente do que os que vocês estão acostumados.
  • Alem das visitas aos museus, monumentos e locais de interesse que já foram falados em outros artigos, existem certas particularidades que você só vê no inverno, aqui vão umas dicas do que estará acontecendo entre fins de Novembro ate Dezembro:
  • Em Frente do Hotel de Ville ha um ringue de patinacao no gelo. Mesmo que você não queira experimentar, vale a pena ver!
  • As Feiras de Natal estao espalhadas pela cidade, vendendo vinho quente (vin Chaud), presentes, e doces típicos de Natal.
  • Não perca a oportunidade de assistir um dos Concertos de Natal na Saint Chapelle: São os melhores concertos do ano!
  • O Festival de Outono ainda esta acontecendo ate o dia 19 de Dezembro.
  • O Grand Palais estará apresentando uma grande retrospectiva de toda a obra de Claude Monet ate 24 de Janeiro.
  • O Centro Ceorges Pompidou vai estar com uma exposição fantástica de uma retrospectiva do movimento Stijl (obras do Mondrian e outros).
  • A Bastille estará apresentando o Lago dos Cisnes. Compre os tickets com antecedência!
  • Vale a pena sair a noite, mesmo no frio, para ver ruas como a Rue Montorgeuil, Rue Saint Honoré, assim como as Galeries Lafayette e Place Vendome que estarão todas enfeitadas para o Natal. É um espetáculo imperdível.
  • As Catacumbas de Paris são uma ótima pedida para que não é muito impressionável (ela e feita de crânios humanos) momentos em que o tempo fica mais esquisito. Se você esta viajando com crianças de mais de 6 anos e adolescentes, aproveite para conhecer: As crianças adoram!
  • Natal em Paris: Certifique-se de que você tem reservas para o restaurante com antecedência. Não deixe para reservar na ultima hora porque muitos restaurantes podem estar fechados e outros já completos.

Se você esta vindo com a família, pense na possibilidade de alugar um apartamento em vez de ficar em hotel, assim voces podem ficar todos juntos, e ainda tem a possibilidade de fazer a ceia em casa, e depois saírem rapidamente para um passeio, se quiserem. Bolos, tortas e doces em geral podem ser comprados prontos nas inúmeras boulangeries e pâtisseries que se encontram por todos os lados por aqui, e no Picard Surgeles você pode comprar o peru pronto (não deixe pra comprar no ultimo dia). Castanhas e nozes podem ser comprados em lojas de produtos argelianos, árabes e indianos.

Para saber onde ficam as melhores boulangeries de Paris, leia o artigo:

Guia das 10 melhores boulangeries em Paris

 

Leia mais...

Ponte Alexandre III em Paris, a ponte mais exuberante do rio Sena

setembro 1, 2011 | Posted in Pontos turisticos | By

A ponte Alexandre III é a ponte  que liga a Avenida Champs Elysees com os Invalides e a área da Torre Eiffel. Ela fica mesmo no centro de Paris, e é um ponto turístico imperdível. Ela passa pela Rua onde se encontram o Grand Palais, e Petit Palais, construidos na mesma época. Apesar da pont Neuf (a ponte mais antiga de Paris) ser a mais procurada pelos turistas brasileiros (na minha experiencia), eu realmente aconselho a tirar um tempinho para passar pela Ponte Alexandre III, que é sem duvida a mais linda de Paris. Esta ponte e linda tando de noite como de dia.

Ponte Alexandre III - Paris (Foto: wikipedia)

Ponte Alexandre III - Paris (Foto: wikipedia)

A ponte, com as suas lampadas exuberantes em estilo Art Nouveau, esta decorada com querubins, ninfas e cavalos alados dourados em cada extremidade, e foi construída entre 1896 e 1900. É dedicada ao czar Russo (obvio) Alexandre III  quando ele concluiu a Aliança franco-russa em 1892. O seu filho Nicholas II colocou a pedra de fundação em outubro de 1896. O estilo da ponte Alexander III  reflete o mesmo estilo do Grand Palais,  na margem direita.

A construção da ponte é uma maravilha da engenharia do século XIX, que consiste em um arco de aço de seis metros de altura.. O design, desenvolvido pelos arquitetos  Bernard e Gaston Cousin, foi sujeito a controles rigorosos para que a ponte não obscurecesse a visão do Champs-Elysées ou do Invalides.
Esta ponte Alexandre III é classificada como monumento histórico.

No centro dos arcos, ninfas do Sena com as armas da França corresponde com ninfas com as armas da Rússia Imperial, do outro lado, ambos são em cobre martelado.

Ponte Alexandre III em Paris - Detalhe Ninfas

Ponte Alexandre III em Paris - Detalhe Ninfas - foto wikipedia

Esta é  sem duvida a ponte mais exuberante e famosa de Paris. Ela aparece em inúmeros filmes tais como:

  •     No filme Angel-A É na Ponte Alexandre III que Angela e André se atiram no Sena.
  •     No filme Anastásia (1997), a ponte está danificada por Rasputin quando tentava matar  Anastásia, que na vida real era a neta de Alexandre III.
  •     No filme Ronin, a equipe de espiões se reúnem com alguns negociantes de armas embaixo da ponte na margem direita.
  •     No filme A Very Long Engagement, o personagem de Marion Cotillard mata François Levantal embaixo da ponte.
  •     No filme de James Bond James 1985 A View to a Kill, Bond (Roger Moore) chega a um impasse na ponte em um Renault ( táxi roubado).
  •     No filme  Midnight em Paris, a ponte é retratada em várias cenas, incluindo a final.

Metro mais proximo: Invalides

Veja no mapa como chegar:

Ponte Alexandre III mapa

Ponte Alexandre III mapa

Leia mais...

Turismo na França: Como economizar em Paris

agosto 1, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Pensando em passar férias em Paris? Então este é o site ideal pra tirar duvidas e aprender sobre cultura, língua e costumes franceses. A França é um país bonito, e o estereótipo que os franceses são rudes é totalmente errado. Eles tem uma forma de humor diferente do humor brasileiro, mas são super bem educados e gentis. Em todo o lugar você encontra pessoas atenciosas e prontas pra ajudar. Diferente de outros países que eu já vivi, os franceses são os únicos com quem eu tive a feliz experiência de receber um belo sorriso ao falar a língua local. Eles não fazem careta se o seu sotaque é esquisito, portanto pode treinar o seu frances a vontade!

Falando nisso… voce não precisa falar frances, fique descansado que o mito de que os franceses se negam a falar ingles é coisa do passado.

Quando você vem a França, além de incríveis lugares e passeios magníficos, você vai encontrar uma enorme variedade gastronômica. E quase impossivel voltar pra casa sem uns quilinhos a mais, mesmo com toda a caminhada que fazemos por aqui.

A idéia de que as porções são pequenas e outro mito que eu gostaria que caísse por terra porque não e verdade. Eu nunca saí de um restaurante com fome. O que acontece e que os franceses comem vários pratos diferentes, entrada, prato principal, salada, queijo, pão sobremesa, etc. Se voce quiser pratos unicos e gostosos, procure as brasseries, que servem pratos enormes e muito mais baratos!

Na dúvida eu aconselho os menus prontos que são quase sempre disponíveis e não são caros.
Caso voce esteja planejando uma noite especial em um restaurante mais sofisticado, use o Grupon Paris para receber por email varias ofertas de promocoes e decontos em restaurantes – e não só: voce pode encontrar descontos de oculos de sol de marca, roupas, bolsas, spas, cabarets, shows, enfim, tudo muito mais barato. Experimente: Groupon FR

Comer bem e uma das paixões nacionais e vale a pena aventurar-se em pratos desconhecidos porque na maior parte das vezes será uma agradável surpresa.

Comer em restaurantes-brasserias não é a única opção, você encontra lugares onde pode comer sanduíches pela rua mesmo, eu aconselho o Brioche Doree, por exemplo, que tem sanduiches de baguettes otimos, sorvetes, e refrigerantes para sair comendo pela rua ou para levar para um pic nic. Acredite, não  é esquisito levar comida ou sanduiches para comer nos parques, todos fazem isso.

Quanto ao transporte, a melhor maneira de conhecer Paris e caminhando mesmo. Se voce estiver muito cansado, pegue o metro, mas tente se organizae de tal maneira que voce não precise usar muito o metro, assim voce economiza tambem.

Passes de museu só valem a pena quando voce vai usar muito mesmo, e fazer uma maratona de museus. Eu recomendo o Paris Pass, que ja vem com passe de metro junto. Mas atenção, um passe de 2 dias e suficiente, programe 2 dias para maratona de museus e deixe os outros dias para as igrejas, catedrais, jardins e outros monumentos de graça.

Leia mais...

Paris: Moda, beleza, cultura e afins

julho 23, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Olá pessoal!

Estou escrevendo este post em resposta a vários e-mails que tenho recebido de leitores (e leitoras) perguntando sobre a moda francesa, novidades de beleza e cosméticos, lançamentos, entre outros temas.

Como já sabemos a moda muda a toda estação mas cada pais tem os seu próprio estilo. E normal as pessoas se referirem ao estilo francês como mais clássico, mais formal.

Diferentes culturas e modos de pensar vão exigir diferentes formas de pensar a moda.

Aqui em Paris, e podemos dizer Europa de uma forma geral, não existe esta cobrança social que existe no Brasil de que se você repete uma roupa as pessoas “ficam falando”. As pessoas repetem roupas sim, e muito. E normal ver as pessoas no metro com o mesmo casaco quase o inverno todo. Mas são casacos caros, que duram uma vida inteira e podem ate passar de mãe pra filha. Assim como as bolsas Hermes ou Louis Vuitton, essas bolsas são, como todos sabem, caríssimas. Mesmo assim no Brasil existem certos grupos de senhoras que se você não tem a Louis Vuitton “do ano” você já não e mais bem- vinda no grupo. Aqui e exatamente o contrario! Quanto mais velha a sua bolsa mais interessante ela fica! Outra coisa que se faz muito por aqui e quando chega os saldos, onde as roupas estão muito mais baratas, ir em lojas tipo Armani, Uniclo, enfim, a sua loja favorita e comprar varias pecas do mesmo modelo para guardar. Isso não pode ser feito com roupas muito da moda, mas funciona muito bem para cashmires, casacos e botas de modelos mais clássicos.

Os brasileiros tem muito mais quantidade de roupas, e comprar mais por impulso do que os francês. Eu lembro de ouvir na minha família mesmo, expressões do tipo, “não é muito bonito mas tava barato, então comprei”. E só mesmo pra ter o que variar.

 

Em resumo,  aqui as roupas  são mais caras mas duram muito mais por causa da qualidade, o que evita da pessoa ter que ficar consumindo, consumindo o tempo todo.

No Brasil se compra roupa “por estação”. Aqui se compra roupa “pra vida inteira”, por isso compram coisas mais discretas e clássicas, para poder atravessar vários anos com elas.

Então, já vimos que Brasileiros e Franceses se vestem de forma completamente diferente mesmo.

 

Muitas vezes me perguntam “que tipo de roupa os franceses usam?” ou “que tipo de roupa devo colocar na mala para um período de férias na França?”

A minha opinião é que não devemos ficar mudando o guarda roupa só porque vamos viajar. Se fosse assim teríamos um guarda roupa para as viagens a Ásia, outro para a Europa, outro para a África e assim por diante. Vista-se de acordo com o clima, esteja confortável e traga roupas que combinem entre si. Pronto. Use o que você tem, e compre coisas novas na viagem. E melhor do que gastar fazendo “enxoval de viagem” antes de partir.  Planeje os seus passeios e traga roupas de acordo.

Leia mais nos artigos Outono e Inverno em Paris! O que colocar na mala?Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris Compras em Paris: Vintage e artigos de segunda mão eO estilo parisiense de ir às compras.

Mas claro, se você quer ter uma idéia de como andam as tendências por aqui, eu aconselho assinar de graça a revista Marie Clair, em Francês, o que vai ajudar também com o aprendizado do idioma. Eu assino e gosto muito de ler as novidades, tem varias seções e você recebe gratuitamente na sua caixa de email.

Mesmo se você não entende Francês a 100% você vai adorar ver as fotos. Infelizmente eu não posso copiar as fotos aqui por causa dos direitos autorais, só posso colocar aqui fotos que são minhas.

Pra assinar, você vai no website da Marie Clair francesa: http://www.marieclaire.fr/

Logo na primeira página você vai ver, no meio da página, à direita, um anúncio igual a este:

Você coloca o seu email, clica em “valider” e pronto!

Eu tenho certeza de que as informações que vocês podem encontrar nessa revista são de muito melhor qualidade e mais atualizadas do que eu poderia prover aqui no site.

Então fica aqui a minha dica, se vocês tiverem interessados em saber as últimas tendências de moda, beleza, cortes de cabelo, cultura e sociedade, não percam a oportunidade!

Nota: Quem conhece Paris deve ter notado que apesar desta ser uma das capitais da moda, as pessoas se vestem de forma discreta e repetem muito as roupas, portanto, não se preocupe em trazer toda a sua coleção de sapatos!

Leia mais...

Como manter o cabelo bonito durante uma viagem pela Europa

junho 12, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Para quem não sabe, cabelos, produtos para cabelos e afins são uma das minhas manias.

Eu não sou daquelas pessoas que colecionam produtos para cabelo em casa e estão sempre comprando coisa nova. O que eu gosto mesmo é pesquisar sobre os produtos, para que servem os ingredientes, se realmente fazem efeito ou estão ali só para aumentar o preço dos produtos. Tenho um “interesse cientifico” no assunto e adoro descobrir que afinal aquela velha marca de shampoo barata tem uma formula quase igual ao shampoo mais caro do supermercado. Entendo sobre shampoos com cones, sem cones, biológicos e sei qual é a diferença entre sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate – Se você não sabe, aconselho a usar shampoos com o primeiro da lista.

Mas agora, falando sobre como manter os cabelos bonitos na sua viagem pela Europa:

Quem vem passar ferias em Paris normalmente começa a reclamar do estado do seu cabelo.

A água em Paris é muito mais “dura” e mais alcalina, boa para beber porem péssima para a pele e cabelos. Aqui temos que colocar anti-calcario sempre que lavamos roupa (junto com o sabão) senão a roupa não fica limpa e entope os canos com calcário. As maquinas de cafe tem de serem limpas seguidamente também.

O calcário encontrado na água vai acumular no seu cabelo também.

Depois de umas duas lavagens você vai começar a notar a diferença. A sua pele pode começar a ficar extremamente seca, coçando e os cabelos pesados, sem brilho.

Qual é a solução? Quelamento.

Eu não sei se este termo é muito usado no Brasil, mas acredito que os frequentadores de piscinas conheçam. O cloro que fica no cabelo não sai com shampoo, nem mesmo com shampoo de limpeza profunda ou clarificantes, então a gente tem de usar os tais queladores.

Os queladores são produtos que tem o “poder’ de retirar minerais e metais do nosso cabelo e pele, assim como também podem ser administrados para intoxicação interna por metais pesados (que não é o que estou falando neste artigo – eu me refiro somente a cabelos e pele mesmo).

Se você reparar, aqui as pessoas, de uma forma geral (na Europa como um todo) tem cabelos mais porosos, e muitas vezes com aparência de sujo.

Não é porque eles não lavam os cabelos, é simplesmente o efeito da água mesmo, caso eles não usem queladores.

Esses minerais se acumulam no cabelo e não saem mesmo, e o cabelo fica parecendo danificado – tem muita gente que corta o cabelo achando que esta muito estragado, quando na verdade só precisa mesmo e de uma boa limpeza com queladores.

Bom, como resolver o problema?

Use, (traga ou compre aqui) shampoos com algum destes ingredientes:

Disodium EDTA

Tetrasodium EDTA

Sodium citrate / Acido citrico

Trisodium citrate

Estes são os ingredientes que tiram os minerais do cabelo. Você vai notar que aqui você precisa usar muito mais shampoo do que em lugares onde a água e mais “macia”, como no Brasil.

Essa mudança na quantidade de shampoo vai deixar o seu cabelo mais seco também, e aliado com o clima, que é seco, piora tudo mesmo.

Se você não usar sabonetes ou shampoos com estes ingredientes, você vai, mais cedo ou mais tarde, notar o seu cabelo e pele mudando (para pior).

Existem vários sabonetes (para a pele) aqui com algum “EDTA” por causa da água. Um deles e o Petit Marseillais, que se encontra em todo supermercado, e é barato (cerca de 2 euros).

Eu recomendo o de azeite de oliva (este link vai direto pro website do Petit Marseillais somente pra ver como é a embalagem e os ingredientes).

Shampoos: qualquer um que tenha estes ingredientes, ou simplesmente misture suco de limão ou vinagre (um pouquinho só) no seu shampoo ou para enxaguar. Tem garrafinhas pequenas de vinagre no supermercado e ate mesmo suco de limão puro (com conservantes, claro) em garrafinhas pequenas na parte gelada do supermercado. Ficam normalmente perto do salmão defumado (porque se usam juntos, he he).

Não interessa muito a marca mesmo. O acido citrico do limao ou do vinagre vao limpar os minerais do seu cabelo. Deixe no seu cabelo um pouco, não lave imediatamente (espere 1 ou 2 minutos com o limao no cabelo), ou evite o problema já usando desde o primeiro dia. Os shampoos que realmente limpam os cabelos tem de ter um destes ingredientes no topo da lista, ou seja, um pouquinho de acido citrico no final da lista de ingredientes não vai resolver muito. Como você sabe – quanto mais acima da lista, maior é a quantidade do produto. Na duvida, misture vinagre ou suco de limao (na hora) no shampoo.

Bom, sabendo disso, você deve adivinhar que a maioria dos produtos de higiene e limpeza feitos para o publico frances é diferente dos que compramos no Brasil.

Note que não tem nada a ver com raça, nacionalidade, cor ou afins. Os parisienses são tao ou mais misturados do que os Brasileiros e temos aqui mulatas, loiras, morenas, ruivas, arabes, todas 100% francesas.

A diferença é portanto, o clima e a água. Aqui uma “loção hidratante” é muito mais pesada do que no Brasil. Um creme é ainda mais pesado. Se você esta pensando que vai encontrar os produtos franceses que você usa e compra no Brasil, pode se decepcionar um pouco. Cada empresa tem a sua própria linha de produtos para o mercado estrangeiro. Os produtos de marcas francesas que voce compra no Brasil sao especiais para o publico, clima e gosto brasileiro.

Já aconteceu de pessoas vindo passear aqui, ao pedirem a minha ajuda para “traduzir” os produtos, depois começarem a reclamar dizendo “você disse que era loção e afinal é um creme”.

Eu aviso sempre, experimente antes  (use as amostras) porque o que é considerado loção aqui, ou mesmo “leite de beleza” é muito mais grosso e pesado do que no Brasil.

Não adianta somente traduzir e note bem: O mundo não segue os padrões brasileiros. Cada lugar tem o seu próprio padrão e usa os termos como bem entende visando os moradores deste local, não os turistas.

Assim como no Brasil o “couro sintético” se chama “couro ecológico” (que de ecológico não tem nada há ha), cada lugar é livre para as suas próprias invenções de marketing e usos da linguagem.

Agora, falando um pouquinho de compras em Paris:

Coisas que eu, pessoalmente uso e aconselho a comprar por aqui, para os cabelos, que eu não costumo ver em outros lugares com os preços que temos aqui:

Kerastase – Esta é sem duvida a melhor marca de Shampoo francesa. Se você usa ou quer experimentar, aproveite. São vendidos em salões de beleza.

Klorane – ótimos produtos para o cabelo também, vendidos em farmácias.

Os outros shampoos e condicionadores franceses, são na maioria das vezes iguais aos brasileiros, com a diferença de serem sempre mais ácidos por causa da água. Os Dessange, muito populares aqui, tem a formula muito parecida com os Pantene, e são ótimos para presentear amigas (custam em media 5 euros).

Essa é a linha de shampoos que eu uso no dia a dia. Eu uso o nutri extreme da Dessange (amarelo).

Eu costumo ler todos os rótulos muito atentamente, e cheguei a conclusão que tirando os Kerastase e Kloranes (muito caros pro meu gosto, so uso de vez em quando) não há nada assim muito diferente entre os produtos que eu vejo por aqui. Shampoo serve pra limpar mesmo. Não vai fazer muito pelo cabelo mesmo. Alguns, como os Dessanges e Pantenes da vida, como tem silicones (Dimethicone e afins) no proprio shampoo, dao aquela sensaçao de cabelo escorregadio quando molhado, tipica dos silicones.

Os silicones somente servem para facilitar a sua vida depois de lavar os cabelos, ao pentear. Não trata o cabelo. Silicones são produtos puramente cosmeticos. Eles formam uma camada fina em volta do seu cabelo, mas nao é absorvido.

Os condicionadores é que devem sem bem pesquisados.

Os produtos da Occitane são ótimos também, incluindo shampoos e condicionadores, se encontram nas lojas Occitane (tem por todo o lado aqui) e nas Galeries Lafayettes.

Manteiga de Karite pura – uma maravilha da natureza, otima para o cabelo, pele, etc. Encontrado em lojas de produtos africanos e indianos. Eu compro a minha na Velan ( link para o site da loja, para voce ver como chegar la).

Note que a manteiga de karite verdadeira é beje ou cinzenta, não amarelada. A que aparece no site, para comprar online, não é muito boa (é feita de outra arvore) e esta meio seca porque eles recebem em grande quantidade e depois colocam em pacotes .

A melhor é a que eles vendem em potes fechados na loja (250 gramas por 5 euros). Você tem de ir la mesmo.

Monoil Oil – A venda em qualquer supermercado, este óleo de coco perfumado, medicinal, da polinésia francesa (Haiti) é ótimo, e tem também os shampoos naturais da própria marca. São vendidos no supermercado Monoprix pelo melhor preco link para voce ver como é o vidro.

O monoil oil e a manteiga de Karite não são produtos made in france, mas é uma otima oportunidade de comprar esses produtos puros, sem mistura neguma. No Brasil é praticamente impossível encontrar manteiga de karite pura, somente misturada com outros produtos baratos que aumentam a quantidade e estragam a qualidade. Manteiga de karite é uma manteiga medicinal, não deve ser misturada com produtos de puro efeito cosmético como silicones e óleos minerais. Note que eu chamo de medicinal produtos que curam ou tratam mesmo certos problemas de pele, couro cabeludo, como eczemas, psoriase, queloides, acne etc. Produtos de efeito cosméticos deixam o cabelo/pele bonitos, mas não tratam nada (silicones e óleos minerais de uma forma geral). A mistura de Monoil oil com karite e uma otima ideia.

Eu misturo, em casa, a manteiga com óleo de coco virgem biológico (50/50), sem mais misturas nenhumas, mas você e livre para misturar com óleos essenciais, monoil, azeite de oliva também.

Outros produtos legais para cabelo:

Escovas de cabelo com cerdas naturais: Essas escovas são ótimas para o cabelo, e ainda reduzem as suas dores de cabeça, desde  que sejam cafaleias tensionais. Elas retiram eletricidade estática do seu couro cabeludo e diminuem o stress.

Escova de pelo de javali (javali em frances se chama sanglier) – essas escovas não penetram nos cabelos mais volumosos, somente em cabelos finos, portanto você também encontra as opções que tem nylon e sanglier (pelo de javali) juntas, que são ótimas também pois o nylon penetra no cabelo, e as cerdas naturais vão tirar a eletricidade estática, espalhar os óleos naturais do cabelo e baixar as cutículas dos fios.

Escova de pelo de cabra (chevre em frances) – escovas usadas para polir o cabelo, baixando as cutículas. Não espere essas escovas penetrarem no cabelo, imagine que o pelo de cabra é mais ou menos da mesma textura que o nosso cabelo, portanto é para polimento somente.

Você tem de dividir o seu cabelo em partes para usar a escova de pelo de cabra. Você pode colocar umas poucas gotinhas de Monoil Oil para perfumar o seu cabelo com a escova, e dar brilho.

Cuidado para não deixar o cabelo oleoso. Essa escova deve ser lavada como se lava cabelo mesmo, muito seguidamente (a cada 3 dias no máximo) não deixe as escovas com cabo de madeira de molho, porque a madeira vai inchar e trincar.

Essas escovar custam entre 7 e 12 euros, ou mais, mas são investimentos que duram muito tempo.

A de cabra você tem de ir em lojas especializadas mesmo.

Esteja preparada para emergências também:

Se por acaso você ficou sem shampoo, você pode usar por um dia um detergente qualquer, mas NUNCA, em hipótese alguma coloque sabão (como o sabão em barra para as mãos ou o petit marselleise, que é liquido) no cabelo quando viajar pela Europa.

O problema não é o sabão. A água é que não é boa. Sabão + água dura (com calcário) não funcionam bem juntos e você vai acabar com um cabelo parecendo um ninho de passarinho.

Como o cabelo fica assim, fica impossível tirar o sabão do cabelo. Não pense que só porque é liquido e necessariamente detergente. O Petit marsselleise é sabao liquido, não é detergente.

Use, em caso de emergência qualquer detergente (sim, os shampoos são detergentes não são sabões) que você tenha por perto. O seu cabelo vai ficar meio seco mas perfeitamente aceitável e limpo. Exemplo de detergentes que você pode encontrar nos hotéis: body wash, shampoos para banho.

Preste atenção que tudo o que tiver o ingrediente “cocos nucífera oil” é sabão.

Detergentes tem sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate. Se você puder pegar um pedaço de limão no restaurante que jantar, o seu cabelo vai agradecer ainda mais.

 Obs: Na falta de limão, Ice Tea, cha preto e cafe tambem tiram os minerais do cabelo e são faceis de encontrar em todo  o lado.

Leia mais...

Descobrindo Paris: As margens do Rio Sena e as suas pontes

junho 5, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Pontos turisticos | By

O Rio Sena sempre foi importante para o desenvolvimento cultural e econômico de Paris, de fato, podemos dizer que foi imprescindível.

Essa importância pode ser medida pelo número de monumentos que estão localizados perto de seu curso. Desde a Torre Eiffel (7eme) ate a Biblioteca Nacional da França (13eme), as margens do rio estão cheias de monumentos históricos. Um passeio de bateau mouche ou mesmo a pé, ao longo do rio sena é uma das melhores formas de ver o centro de Paris, através das suas margens.

Para você se situar um pouco na historia e entender mais sobre a importância das pontes que você vai encontrar, ligando tanto a rive gauche com a rive droite como ambas as margens com as ilhas no meio do sena (Ile de la cite e Ile Saint Louis), aqui vai um resumo da historia de Paris, visando exclusivamente as pontes:

Idade Média ao século XVI: As primeiras pontes são construídas em Paris

O Sena é um lugar rico e variado. No centro, ao redor de Ile de la Cité, as casas são também construídas umas sobre as outras, diretamente sobre o rio, sobre as pontes. A cidade de Paris se resume basicamente em Ile de la Cite. Lugares como o conhecido e central (hoje) Quartier Latin são considerados “subúrbios” nesta época.

O primeiro cais aparece no início do século XVI com a construção do Rei Filipe, o Belo, o Quai des Grands Augustins. As pontes são todas cobertas com casas de madeira, sendo estas um dos motivos da grande poluição que já se encontrava no rio nesta época (somente sendo resolvida seculos mais tarde).

Os arcos estreitos das pontes são ocupados por fábricas e outras atividades.

A Pont-Neuf (a ponte mais antiga de Paris, tem uma estacão de metro com o mesmo nome), nascida da vontade real, foi construída a partir de 1578. Esta é a primeira ponte onde não foi permitido casas construídas em cima.

XVII e século XVIII: o nascimento das docas em Paris

O desejo de embelezar e limpar Paris faz com que haja uma profunda transformação do Sena.

A criação em 1753 da Place Louis XV (agora chamada de Place de la Concorde) foi acompanhado da construção de um cais ao longo das duas margens (rive droite e rive gauche).

Casas construídas diretamente sobre o rio (em cima das pontes) são, então, demolidas, apesar da resistência dos moradores, que não gostaram nada da ideia de terem as suas casas destruídas.

O espaço liberado é reservado às margens ao redor das ilhas para a criação de cais mais elevados.

O século XIX: o triunfo de pontes e o embelezamento de Paris

Este século é marcado pela construção massiva de pontes que melhoraram a comunicação entre ambos os lados. Cada reinado desempenhou o seu papel e contribuiu como construtores em Paris, encorajados pela crescente urbanização e a expansão da capital. Em 1870, 15 pontes foram construídas, mais do que durante todos os séculos anteriores. A navegação é muito ativa nesta época. O Sena é o local preferido das Exposições Internacionais, realizada em Paris de 1855-1900.

O século XX: a convivência com o automóvel

É hora de conciliar o compromisso (e o conflito) dos usos das pontes: a circulação a pé e com carros.

O uso do Sena diminui e o tráfego se espalha por Paris com a construção de estradas em terra. Muitos produtos e mercadorias que antes vinham para Paris através do Sena começam a vir por terra. A Ponte Charles de Gaulle simboliza o fim do século com o seu longo avental horizontal.
Deixe-se levar por um passeio ao longo do Sena e descubra um panorama interessante, que não se limita somente às pontes. As margens do Sena são Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

 

Aqui a lista das 37 pontes de Paris, com links para a wikipedia, para você saber mais sobre cada uma delas, assim como ver as fotos também:

  1. Pont amont
  2. Pont National
  3. Pont de Tolbiac
  4. Passerelle Simone-de-Beauvoir (somente para pedestres), inaugurada em 13 de julho de 2006
  5. Pont de Bercy
  6. Pont Charles-de-Gaulle (1996)
  7. Viaduc d’Austerlitz
  8. Pont d’Austerlitz
  9. Pont de Sully (que atravessa a parte leste da l’Île Saint-Louis)
  10. Pont de la Tournelle (entre la rive gauche et l’Île Saint-Louis)
  11. Pont Marie (entre l’Île Saint-Louis et la rive droite)
  12. Pont Louis-Philippe (entre l’Île Saint-Louis et la rive droite)
  13. Pont Saint-Louis (somente para pedestres, entre l’Île de la Cité et l’Île Saint-Louis)
  14. Pont de l’Archevêché (entre la rive gauche et l’Île de la Cité)
  15. Pont au Double (entre la rive gauche et l’Île de la Cité)
  16. Pont d’Arcole (entre l’Île de la Cité et la rive droite)
  17. Petit-Pont (entre la rive gauche et l’Île de la Cité)
  18. Pont Notre-Dame (entre l’Île de la Cité et la rive droite)
  19. Pont Saint-Michel (entre la rive gauche et l’Île de la Cité)
  20. Pont au Change (entre l’Île de la Cité et la rive droite)
  21. Pont Neuf (atravessa a ponte oeste da l’Île de la Cité, a mais antiga (apesar do nome…), foi construída entre 1578 et 1607)
  22. Pont des Arts (para pedestres, esta é e ponte onde os casais colocam os cadeados pendurados)
  23. Pont du Carrousel
  24. Pont Royal
  25. Passerelle Léopold-Sédar-Senghor (1999) (somente para pedestres, antiga Passerelle de Solférino, renomeada em 2006)
  26. Pont de la Concorde
  27. Pont Alexandre-III
  28. Pont des Invalides
  29. Pont de l’Alma (em baixo desta ponte tem o túnel onde morreu a princesa Diana)
  30. Passerelle Debilly (apenas para pedestres)
  31. Pont d’Iéna
  32. Pont de Bir-Hakeim (atravessa a l’Île aux Cygnes,a terceira Ilha de Paris, pouco conhecida pelos turistas)
  33. Pont Rouelle (viaduto ferroviário da ligne C do RER atravessando a l’Île aux Cygnes)
  34. Pont de Grenelle (atravessa a l’Île aux Cygnes)
  35. Pont Mirabeau
  36. Pont du Garigliano (antigo Viaduc d’Auteuil ou Viaduc du Point-du-Jour)
  37. Pont aval

Leia mais...

Passeios em Paris: Place des Voges, Marais e arredores

maio 5, 2011 | Posted in Pontos turisticos | By

A Place des Vosges é a mais antiga praça de Paris. Ele está localizado no bairro de Marais (rive droite/margem direita), e fica bem entre o terceiro e quarto arrondissement de Paris.

Se eu fosse descrever esta Praça, diria que lembra um pouco a Placa Major em Madrid, mas em menor escala, e com uma Praça de verdade ao centro, com brinquedos para crianças, fonte de água ao centro, enfim, uma Praça como a gente está acostumado a ver no Brasil.

O grande interesse desta Praça são as belas arcadas que a rodeiam, as lindas galerias de arte e o Museu/casa do Victor Hugo, escritor do famoso livro “Os Miseráveis” que se tornou um filme, e o “Catedral de Notre Dame”, que ficou conhecido por todos por causa do desenho da Disney, o “Corcunda de Notre Dame”. O ticket para entrar no museu-casa do Victor Hugo custa 5 euros e quase nunca tem filas. Vale a pena!

Place des Vosges

Originalmente conhecido como Place Royale, a Place des Vosges foi construída por Henri IV em 1605-1612. Uma verdadeira praça de 140 metros quadrados, ela fez parte do primeiro programa europeu de planejamento da cidade real.

A Place des Vosges, inaugurada em 1612 com um carrossel grande para comemorar o casamento de Luís XIII e Ana de Áustria, é o protótipo de todas as praças residenciais das cidades europeias que estavam por vir. O que foi novidade na Place Royale, em 1612 foi que a fachada foram todas construídos com o mesmo desenho, de tijolo vermelho, e pedra (pedra de Paris, esta pedra amarelada que e comum de ver por todo o lado nas construções em Paris) abobadados sobre arcadas que se destacam em pilares quadrados.

Embora sejam designadas no Pavilhão do Rei e da Rainha, nenhum personagem real já viveu na praça aristocrática.
Moradores famosos da Place des Vosges

* N º 1 A Madame de Sévigné nasceu aqui
* No. 6, “Maison de Victor Hugo” Victor Hugo 1832-1848, no que era então o Hôtel de Rohan-Guéménée, agora um museu dedicado à sua memória, gerido pela Prefeitura de Paris
* No. 7 Sully, ministro do grande Henrique IV
* No. 8 poeta Théophile Gautier e escritor Alphonse Daudet
* No. 9 (Hôtel de Chaulnes), sede da Academia de Arquitetura, atualmente, também habitada por Galerie Historisimus
* No. 11 1639-1648 ocupada pela cortesã Marion Delorme
* No. 14 (Hôtel de la Rivière). Os seus tectos pintados por Lebrun foram reinstalados no Musée Carnavalet. O rabino David Feuerwerker, Feuerwerker Antonieta e Marmor Atara
* No. 15 Marguerite Louise d’Orléans, esposa de Médici Cosimo III
* No. 17 ex-residência de Bossuet
* No. 21 Cardeal Richelieu 1615-1627
* No. 23 pós-impressionista pintor Georges Dufrénoy

A Raca des Vosges esta localizada próxima às estações de metro: Bastille, Chemin Vert, Bréguet – Sabin ou Saint-Paul.

É servido por linhas 1, 5 e 8.

Um passeio interessante de fazer durante uma manha seria descer no metro Bastille, pegar a Rue Antoine, caminhar ate a rua Beautreillis Birague (você caminha 3 quadras até encontrar esta rua) e virar a direita. Esta pequena rua e cheia de lojinhas interessantes. E só seguir reto que você encontra a Place des Voges.

Depois de vista a praça , volte pela mesma rua e siga a Rue Antoine, você vai passar pela linda Igreja St. Paul-Saint Louis, e mais ou menos depois da igreja a rua muda de nome para Rue Rivoli, siga reto e você vai encontrar o Hotel de Ville (a prefeitura de Paris, um prédio lindíssimo, com museu) e logo em seguida, sempre seguindo reto, a Tour Saint Jaques (ponto de inicio da peregrinação até Santiago de Compostela, na Espanha).

 

Place des Vosges - Paris

Place des Vosges - Paris, foto wikipedia

Espero que você aprecie bastante este passeio, é realmente muito lindo!

Depois de ver a tour Saint Jaques, e só seguir a sinalização e virando a esquerda você vai direto para a Ile de La Cite, onde está a Saint Chapelle, Conciergerie e Notre Dame!

Aconselho você seguir o passeio por Paris vendo a Ile de France, depois, durante a hora do almoço, encontrar uma brasserie na margem esquerda do sena-rive gauche, e seguir a Rue Saint Michel para Ver a área das Grandes Universidades, Sorbonne, Pantheon, Jardim de Louxembourg e outras igrejas da área.

Bom passeio!

Aqui vai o link do texto da wikipedia de onde tirei a foto, tem mais fotos pra ver!

Place des Voges – Wikipedia

 

 

 

Leia mais...

Saiba programar as suas férias em Paris: Veja quanto tempo é necessário para ver cada ponto turístico, museu ou monumento.

abril 17, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Paris, com a sua imponente Torre Eiffel, e a sensação romântica de ver a cidade através de um passeio pelo rio Sena, alem da história cultural, devem ser visitadas em alguma primavera na vida de todos.
Ao visitar Paris, os pontos turísticos e valor cultural da cidade compensam e muito o valor pago pela viagem, especialmente na primavera, quando o clima faz um passeio pelo rio Sena tão convidativo. Os dias são longos e você tem luz diurna ate quase 10 da noite.
A cidade oferece 10 pontos turísticos considerados imperdíveis para os visitantes que vem pela primeira vez. O que se segue é um breve resumo sobre cada um destes destinos, assim como o tempo necessário para ver cada um destes monumentos. Evite fazer roteiros de “20 minutos em cada museu”, a não ser que você tenha um passe tipo paris pass, senão sai muito caro.

 

Louvre: O Louvre é o museu de arte mais visitado do mundo (mais de 8 milhões de turistas visitaram o país em 2006). A Mona Lisa de Leonardo da Vinci, Madonna e as rochas e a Virgem e o Menino com Santa Ana estão entre as obras de arte em exposição. Alexandros de Antioquia Vênus de Milo também está abrigada no museu. O edifício foi um palácio real durante os tempos medievais. (Para quem gosta de arte, recomendo pelo menos uma manha inteira dentro do Louvre, pra quem não só gosta como entende de arte, recomendo um dia inteiro).

Jardin des Tuileries: Também conhecido como o Jardim das Tulherias, ocupa o grande espaço vazio entre as alas norte e sul do Louvre. O Sena é para o sul. O Jardim das Tulherias cobre cerca de 63 hectares. O espaçoso jardim, que se irradia na primavera, oferece esculturas clássicas e modernas, grandes bacias, canteiros de flores e aves selvagens. O espaço onde está localizada uma vez foi um palácio ao lado do Louvre, que  foi completamente perdido por um incendio em 1871, abrindo espaço para o jardim. (Lugar ideal para descansar depois de uma visita ao Louvre). O Jardim des Tuileries e grande, reserve tempo para ver, recomendo no minimo 40 minutos. Aproveite para relaxar por aqui, e comer qualquer coisa.

Centre Georges Pompidou: um museu de arte com design exclusivo (muita gente diria “interessante”), biblioteca de pesquisa em música, tem este nome por causa do Georges Pompidou, que era o presidente da França em 1969-1974. O edifício, inaugurado em 1977, inclui os grandes tubos coloridos na parte externa traseira. As cores dos tubos mostram o seu conteúdo: Amarelo para a eletricidade, o vermelho para o aquecimento, azul para o ar, e verde para a água. (Tempo recomendado: Uma manha inteira – Recomendado somente para quem gosta de arte contemporânea) Fecha as tercas feiras.

Place des Vosges: É a mais antiga praça de Paris, construído no reinado de Henrique IV de 1605-1612. A Place des Vosges foi  a primeira tentativa de Paris para o planejamento urbano  e é composto de 39 casas cada um feito de tijolo vermelho, com revestimentos de pedra. Algumas das casas são museus, apresentando os seus residentes de 400 anos atrás. (Vale a pena passar pelo menos 30 minutos la, lugar fantástico para tirar fotos)A casa/museu de Victor Hugo fica a esquerda de quem entra, e so ir ate o fundo.

Notre Dame de Paris: Esta  catedral católica romana levou quase 200 anos para ser construida,  comecando em 1163 e concluída por volta de 1345. A catedral, com suas torres distintas sobre a fachada oeste, foi parte de muitos acontecimentos históricos, incluindo a colocação da coroa de Cristo de espinhos por São Luís, durante a construção da Sainte-Chapelle em 1239, e Henrique VI é coroado rei da França, em 1431. (Se você não subir na torre, uns 20 minutos e suficiente) Napoleao se “auto-coroou” aqui tambem,

Sainte Chappelle: Uma capela gótica no coração de Paris foi rapidamente concluída, uma vez que foi consagrada em 1248, após os planos para sua construção iniciada em 1241. Luís IX  (San Louis)de França construiu esta capela para ser a capela palácio real. Também foi construído para abrigar as relíquias preciosas, como a Coroa de espinhos de Cristo, a Imagem de Edessa e 20 outras relíquias de Cristo. (Pelo menos 30 minutos). O palacio real que existia na epoca nao existe mais, mas a capela foi preservada (ainda bem!)

Musée d’Orsay: Este edifício está situado na margem esquerda do Sena e está situado na antiga Estação Ferroviária de Orsay. Possui pinturas francesas 1848-1914. Entre as pinturas mais famosas são as de Van Gogh, Monet e Renoir. (Uma manha inteira)

Torre Eiffel: A famosa torre de observação e torre de transmissão de rádio foi construído em 1889. É a estrutura mais alta de Paris (1063 metros de altura) e é o monumento mais visitado do mundo . A estrutura, concebida pelo engenheiro Gustave Eiffel, foi construída em três anos, foi construído como uma entrada para a Feira Mundial marcando o centenário da Revolução Francesa. O melhor momento para ir a torre Eiffel é a noite ou a tardinha, quando os museus estão fechados. A uma serie de bons restaurantes e bistrôs ao redor, vá jantar por la ou mesmo na torre (tem 2 restaurantes dentro torre mas e melhor reservar antes de ir).

Avenue des Champs-Elysees: Uma das mais famosas ruas do mundo que inclui habitação afluente, cinemas, cafés e lojas especializadas de luxo. Continua a ser a segunda avenida mais caras (imóveis) no mundo, atrás da Quinta Avenida de Nova York. As rendas são tão altas quanto 1,25 milhões dólares por ano.. A Champs-Elysees é também o fim tradicional da última etapa do Tour de France. (são 3 km de Avenida, começando perto do Louvre em terminando no Arco do Triunfo) Programe bem a caminhada  para poder aproveitar e ver tudo, com uma pausa para um café.

Arc de Triomphe: Também um dos monumentos mais famosos do mundo, fica na extremidade oeste da Champs-Elysees. As honras arco aqueles que combateram pela França durante o regime imperial de Napoleão Bonaparte na França 1804-1815. Hoje, ele inclui um túmulo para o soldado desconhecido. (Se você não subir la em cima, uns 10 minutos sao suficientes).

Estes são 10 dos mais populares locais em Paris. A cidade oferece muito mais, incluindo passagens românticas ao longo do Sena, o cabaré Moulin Rouge, e algumas das mais belas arquiteturas góticas do mundo.

Uma viagem a Paris durante a primavera ou em qualquer momento exige pelo menos duas semanas, talvez mais, para apreciar o seu lugar na história do mundo da cultura. Tudo o que você tem que considerar: as mais belas obras de Leonardo da Vinci, Vincent Van Gogh e Claude Monet estão em Paris. Isso é motivo suficiente para visitar a Cidade luz.

 

Como você pode ver, estes são os pontos turísticos mais famosos de Paris e já foram falados muitas vezes aqui no blog.

Se você não tem tempo de ficar 2 semanas em Paris, tente optar pelas coisas que você goste mais.

Pesquise, veja se interessa antes de ir.

Eu tenho tido uma experiencia interessante com os meus passeios guiados aqui em Paris, mas realmente ver os monumentos “só porque você TEM DE VER” não é para mim a melhor ideia de diversão.

Eu já tive a experiencia de estar guiando um grupo que ao chegar no Museu d’Orsay perguntou:

“Onde esta a Monalisa?”

Eu disse: “Esta no Museu do Louvre”.

A pessoa respondeu: “Então porque estamos aqui?”

 

Pesquise, pergunte, veja se o local realmente interessa e não perca tempo no que pra você não tem valor!

  • Você esta em férias. Férias que não são baratas. Aproveite bem e relaxe.
  • Não vá ao “ Centre Georges Pompidou” se você não gosta de “modernices” , Eu pessoalmente não gostei do Centro na primeira vez que fui, eu aprendi a apreciar depois de muitas idas.
  • Não vá ao Louvre se você pouco liga pra arte e não gosta de “velharia”.
  • Tente ser coerente com os seus gostos e seja feliz. Não suba a torre Eiffel só pra contar para os outros na volta.
  • A maioria dos monumento tem fila pra entrar. Mesmo com passe você vai ter alguma fila as vezes.

Não desperdice o seu tempo se você não acha necessário. Gosto não se discute. Va onde você quer ir e pronto. Eu tenho tido grupos que preferem fazer um roteiro meio “mórbido” que não deixa de ser original, com catacumbas, cemitérios e mausoléus. Não deixa de ser interessante também, e afinal você e dono do seu nariz.

Eu, por exemplo, muito mais prefiro andar pelos jardins ao redor da torre do que enfrentar uma fila pra subir ate la em cima. Mas como eu já disse: gosto não se discute!

 

Leia mais...

Paris Impressionista: Museus Marmottan, D’Orsay e L’Orangerie

abril 12, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

A origem de uma revolução artística: 1874. Em meio a hostilidades e rigidez das regras de pintura da época, Claude Monet e seus amigos resolvem fazer uma exposição mostrando uma nova forma de pintar. Essa exposição foi feita em um salão próprio, particular, onde eles poderiam mostrar as suas obras sem ter que entrar dentro do “esquema” estético da época.

A premiere foi um sucesso. A obra de Monet “Impression, Le Soleil” causou um tal efeito no publico da época que deu nome ao novo movimento que surgia: “O Movimento impressionista”.

O Impressionismo mostra elementos de cores contrastantes e pinceladas fortes, usando a luminosidade como fator fundamental. Os temas pintados são temas cotidianos, paisagens locais e populares.

Paris e arredores, assim como a costa da Normandia foram os lugares elegidos pelos pintores a serem retratados e recriados.

Estas obras foram primeiramente expostas no Museu Marmottan-Monet. Instalado em um hotel particular do quartier Ranelagh, este museu expôs cerca de 300 obras de artistas impressionistas, como Renoir e Manet.

O museu Marmottan-Monet ainda hoje expõe grande parte da obra de Claude Monet, sendo considerado por alguns muito melhor do que o Museu de Giverny, onde fica a casa do Monet.

Em continuação ao sucesso do movimento impressionista, cria-se outro espaço dentro do Jardim de Tuileries: O Museu de L’Orangerie.

As margens do Rio Sena, em frente ao Louvre, a antiga gare d’Orsay se torna outro templo dedicado ao impressionismo. O Museu D’Orsay é hoje em dia considerado um dos mais belos museus do mundo.

Estes 3 museus tem uma coisa em comum alem de guardar as mais belas obras do movimento impressionista do mundo: A luz natural que ilumina o ambiente destes museus tornam estes os lugares ideais para expor arte impressionista.

Lugares como Honfleur, Etretat e outras perolas da Costa da Normandia foram retratados por Monet, assim como pelos seus amigos impressionistas.

Jardins, praias, pontes e parques e belas paisagens naturais são retratadas de uma forma fantástica neste estilo de pintura.

No impressionismo não há espaço para retratos de reis e rainhas, nem para pinceladas imperceptíveis fazendo uma especie de “fotografia realista”.

Você vai poder ver cada pincelada do artista, e ver que parece que nenhuma e da mesma cor do que a outra. A mistura das cores da-se ao olhar as pinturas mais ao longe, misturando-se no todo da obra.

Não deixe de reservar um espaço na sua agenda para ver com calma pelo menos um destes museus.

Aqui vão os endereços do impressionismo em Paris.

Clique no web site dos museus para ver um pouco das obras que estão a sua espera:

 

Musee Marmottan-Monet

2, Rue Louis-Boilly, 75016

www.marmottan.com

 

Musee de L’Orangerie

Jardin de Tuileries, 750101

www.musee-orangerie.com

 

Musee d’Orsay

1, Rue de la Legion-d’Honneur, 75007

www.museeorsay.fr

 

Temporada: Os Museus de L’Orangerie e Marmottan estão fechados na terça, o Musee d’Orsay na segunda-feira.

Leia mais...

Avenue Montaigne: O Endereço da moda em Paris

março 31, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Se você ama moda e conhece melhor a historia da Vida de Coco Chanel e Valentino do que a historia da Torre Eiffel, ou se você suspira mais ao ver uma boutique da Dior do que uma Igreja medieval, você não esta sozinho.

Além de museus e monumentos, Paris também é famosa por ser um dos maiores centros da moda do Mundo. Reserve um dia para fazer o roteiro da moda em Paris.

A Avenue Montaigne foi originalmente chamada de Veuves Allée des (beco das viúvas), porque as mulheres de luto se reuniram ali, mas a rua mudou muito desde os dias do início do século 18.

O nome atual vem de Michel de Montaigne, um escritor francês do Renascimento. No século XIX, a rua ganhou notoriedade por sua decoração brilhantes e coloridas nas noites de sábado.

 

A Avenue Montaigne possui inúmeras lojas especializadas em moda, como Dior, Chanel, Fendi, Valentino e Ralph Lauren, assim como joalheiros como Bulgari e outros estabelecimentos de luxo, como o hotel Plaza Athénée.

Essa avenida também foi residência de atores e atrizes famosos: A atriz Marlene Dietrich, por exemplo, manteve um apartamento na avenida Montaigne 12, por muitos anos, e lá morreu em 1992.

Em uma rua somente você encontra grande parte das boutiques mais famosas do mundo, e o passeio pode ser feito em uma manhã ou tarde.

 

Para completar o dia, aproveite para ir também:

Museu do Perfume: Fragonard Musee Du Parfum

9 Rue Scribe, 75009 Paris, France +33 1 47 42 04 56 ‎ fragonard.com

 

Ao museu da Moda de Paris: Musée de La Mode et du Textile

Musée de La Mode et du Textile, 107 Rue de Rivoli, 75001 Paris, France +33 1 44 55 57 50 ‎ lesartsdecoratifs.fr

 

Como chegar:

O metro Franklin D. Roosevelt deixa você mesmo no meio desta rua. Se você estiver passeando a pé, siga a Champs Elysee, saindo da Place de La Concorde (outro lugar imperdivel para quem quer ver boutiques famosas também) e ao chegar a rotunda de Champs Elysee, vire a esquerda.

Pronto, você já esta no paraíso da moda em Paris.

 

Para passeios guiados e guia de compras, entre em contato: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

Culinária Francesa: Dica de como preparar uma Tartiflette

março 29, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Restaurantes, Viver em Paris | By

ola pessoal, deixo voces hoje com mais um otimo artigo da leitora Luana Veloso!

Hoje vou dar uma dica super simples de como preparar um ótimo prato com sabor francês! Quando eu morava na França comia em restaurantes todo santo dia ! Sempre que eu chegava ao mercado via aquela infinidades de ingredientes mas não sabia o que fazer com eles! Um amigo meu percebeu que eu gastava todos meus euros comendo e resolveu me ensinar algumas receitas que ele tinha aprendido com o pai dele que é um chef super conceituado na França! Um dos pratos que eu mais gostei foi a Tartiflette, não apenas por ser maravilhosa no quesito sabor, mas por ser fácil de preparar! Fica a dica pra pessoas que moram/ vão morar na França e acham que vão morrer de fome por não saber cozinhar ou para aqueles que gostam de aprender pratos simples e saborosos para os almoços de domingo!

 

RECEITA

Ingredientes:
1,2 Kg de batatas cortadas em 4 partes
350 gramas de Bacon picado em cubinhos
1 lata creme de leite
1 cebola picada
300 gramas reblochon
200 gramas queijo mussarela em fatias finas*
2 colheres requeijão*

* Esse ingredientes não são usados na receita original, eu uso pois no Brasil o creme de leite diferente do “crème fraiche” que ele utilizam na França e também porque fica mais saboroso com mussarela =p

 

1 – Coloque as batatas em água para cozinhá-las
(o tempo para o cozimento depende de cada fogão, porém, não espere elas ficarem muito moles, tire-as da água ainda meio durinhas)

2 – Corte a cebola e refogue junto com o bacon até que o bacon fique bem frito

3 – Unte uma forma com manteiga e coloque uma camada de batatas, depois cubra com uma camada de bacon, adicione outra camada de batatas e finalize com o restante do bacon

4 – Coloque o creme de leite (sem soro), 2 colheres de requeijão e o queijo mussarela

5- Para terminar, coloque o reblochon em fatias em cime e leve ao forno até gratinar

C’est fini! Pode tirar do forno, servir e deixar todo mundo boquiaberto achando que você anda fazendo curso de gastronomia ;-P

 

 

Au revoir!

Luana Veloso

Leia mais...

Veja Paris a 150 metros de altitude passeando de Balão!

março 21, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Pouca gente sabe mas Paris tem o maior balão de ar do mundo, funcionando desde 1999, para dar aos turistas uma experiencia única de ver Paris do alto de 150 metros de altitude!

 

Esse Balão fica no arrondissement 15, no Parc André Citroen (lindo parque para visitar também!) e esta aberto todos os dias a partir das 9 hora da manhã. A última “subida” acontece 30 minutos antes de fechar o parque.

mapa de paris - parque Andre Citroen

mapa de paris - parque Andre Citroen

O Ballon Air de Paris funciona com toda a segurança, dependendo do tempo (se esta propenso a trovoadas, por exemplo) os passeios são cancelados.

 

Durante os fins de semana o preço para subir no balão é de 12 Euros, e no meio da semana 10 Euros. Jovens entre 12 e 17 anos pagam 10 Euros e 9 Euros, (fim de semana e dia útil respectivamente). Crianças com menos de 3 anos não pagam.

O balão tambem monitora a condição do ar de Paris, mudando de cor entre verde (boa qualidade de ar – não poluído) ate vermelho (poluído). O balão proporciona uma visão do Champ de Mars, o Rio Sena, a Basílica do Sacré Coeur e a Catedral Notre Dame de Paris e muito mais.

Como a primavera em Paris pede passeios ao ar livre, se você tiver tempo de sair do circuito dos grandes museus e monumentos bem ao centro de Paris, o Ballon Air de Paris e uma ótima opção!

Parque Andre Citroen mostrando o Balao ao fundo

Parque Andre Citroen em Paris mostrando o Balao ao fundo

Foto author:Jotel photo taken Aug. 2004 (from wikipedia)

 

Você tem 2 opções de metro para chegar ate o Parque André Citroen:

  • Javel
  • Balard

Para saber mais informações sobre o passeio, visite o web site: www.ballondeparis.com

Se você não estiver muito certo a respeito das condições climáticas do dia, telefone para 01 44 26 20 00 ou peça para alguém no seu hotel telefonar para perguntar se tem passeio de balão neste dia. Eles só informam no dia mesmo.

 

Sobre o Parque André Citroen: (texto tirado da wikipedia em inglês, traduzido  por mim).

Aqui voce pode encontrar o texto em ingles na integra.

 

“O parque foi construído em torno de um gramado central, retangular, de aproximadamente 273 por 85 metros de tamanho.

É decorado com dois pavilhões com estufa (com plantas exóticas e vegetação mediterrânica), na parte Leste, que são separadas por uma área pavimentada, com fontes (nota minha: estas fontes são um espetáculo lindo – veja a foto acima, eles chamam de “águas dançantes”, no verão as crianças se divertem tomando banho e brincando nestas fontes).

A borda sul do gramado é delimitada por um monumental canal – o “Jardin des Metamorfoses ” – composto de uma piscina que reflete através das casas de granito, ladeada por uma passarela suspensa. No lado Norte são dois conjuntos de pequenos jardins: os seis “Jardins de série”, cada um com uma paisagem diferente e projeto arquitetônico, e “Jardim em Movimento”, que apresenta gramíneas selvagens selecionados para responder a diferentes taxas de velocidade do vento. A 630 metros de diagonal corta caminho pelo parque, que muda constantemente a sua forma.”

 

ADHZ9BW9T4J6

Leia mais...

Guia turístico particular em Paris – Roteiros turísticos personalizados de acordo com os seus interesses.

março 17, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Passeios  por Paris!

Guias especializados, que falam portugues,  treinados para lhe ajudarem a conhecer a cidade Luz!

Sem pagamentos adiantados. voce so paga no dia do passeio.

O guia busca voce no hotel, e depois do passeio voce escolhe se quer voltar ao hotel ou ficar em algum outro local (dentro de Paris, é claro).

Estes são exemplos de roteiros que podem ser escolhidos:

Roteiro 1
Arco do Triunfo
Champs Elysees
Place de la Concorde
Jardim de Tuilleries
Torre Eiffel
Trocadero

Roteiro 2
Place Saint Germaim de Pres/Abadia de Saint Germain de Pres
Igreja de Saint Sulpice
Catedral de Notre Dame
Quartier latin
Sorbonne
Pantheon
Jardim de louxembourg

Roteiro 3
Eglise Magdalene
Place Vandome
Palacio garnier (l’Opera de Paris)
Galeries Lafayettes
Museu do Louvre

Roteiro 4
Montmartre:
Sacre Coeur
Place du tertre (praca dos artistas).
Passeio pela Ile de La Cite
Ruas medievais da ile de la cite
Marche au Fleurs – mercado de flores
Square du vert Galant

Roteiro 5
Place de la Bastille/Marais
Place des Vosges
Rue des Rosiers
Rue Antoine/ Eglise Saint Paul
Hotel de Ville
Tour Saint Jacques
Rue Rivoli

Roteiro 6
Passeio de dia inteiro a Versailles
Vamos e voltamos de trem.

 

Clique aqui para maiores detalhes.

 

 

 

 

Leia mais...

Como comprar tickets de trem em Paris e metro usando as maquinas de venda automática

março 3, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Este é um guia de como usar máquinas de venda automática de bilhetes que estão dentro e em torno de Paris.

As maquinas servem para comprar bilhetes para o metro de Paris, ônibus, elétrico e trem RER, então você pode comprar de bilhetes de trem para viajar entre cidades, na região de Paris e arredores.

As maquinas de venda automática de bilhetes de trem são encontrados em todas as estações de trem de Paris (Gare de Lyon, Gare du Nord, Gare Montparnasse, Gare Saint Lazare, Gare de l’Est, Gare d’Austerlitz, Gare de Bercy) e em algumas estações de Metro de Paris / RER e nos aeroportos.

 

Existem maquinas para venda somente de passes de metro, mas eu aqui estou falando das maquinas onde você pode comprar os tickets de trem RER também, essas são as mais difíceis de usar.

 

Estas máquinas de venda funcionam com uma tela sensível ao toque. Eles aceitam moedas de Euro e cartão de credito ou debito.

Os tickets são entregues na bandeja inferior (abaixo). A impressão do bilhete pode ser um pouco lenta, por isso seja paciente e espere ate completar a sua transação. Confira se você já recebeu os bilhetes todos, as vezes a maquina entrega 3 bilhetes de uma vez só e depois demora um pouco para entregar o ultimo. Espere.
Passes de Passe Navigo Découverte, Paris Visite e cartão, não são vendidos a partir dessas máquinas.

Você terá que visitar um guichê / cabine para a aquisição destes e falar com algum ser humano mesmo, uma vez que eles vêm com cartões de papel adicional para identificação e você tem de entregar foto e preencher uma folha com o seu nome e outras informa coes. Você pode depois de ter o cartão colocar mais dinheiro nele usando essas maquinas.
Acima da tela é uma grande barra preta contendo uma CB (Carte Bleu), símbolo do cartão de débito. Quando uma máquina de venda automática de bilhetes não está funcionando, um vermelho “Hors Service” (“Out of Service”) estará aceso nesta barra preta.

Verifique se este sinal não esta aceso antes de tentar usar uma destas máquina. Além disso, se a máquina está com poucas moedas para o troco, um sinal vermelho acende-se logo abaixo do aviso “Rend La Monnaie” para indicar isso.

Olhando atentamente para o painel de pagamento, vemos que a máquina de bilhetes aceitam Mastercard e cartões de crédito Visa, cartão de débito Carte Bleu, moedas e cartões em dinheiro Mondeo.
Esta bem visível um slot (buraco para colocar o cartão) para cartão de Navigo. Esse slot pode ser usado para recarregar um Navigo Passe ou Passe Navigo Decouverte.

A tela inicial desses máquinas de venda automática de bilhetes (“billetterie”) oferecem opções de idioma no canto superior direito. Normalmente você tem como optar entre francês, espanhol e inglês.
Depois de mudar para a língua que você entende melhor, vemos que nossas opções são tanto para recarregar um cartão Navigo Pass ou para comprar bilhetes individuais ou cadernetas de bilhetes.

Para recarregar um Navigo, por exemplo, comece inserindo cartão no leitor de cartão Navigo.
Tocando num retângulo azul na tela para começar a sessão de compra do bilhete.
As outras informações úteis que podemos ver na tela inicial:
As moedas são utilizáveis para compras até 30 €
Cartões do dinheiro Mondeo são aceites até 30 €
Cartões de débito Carte Bleu / Cartões de crédito são aceitos para compras superiores a 1 €

Basicamente você vai encontrar essas opções:
Bilhete Único para Paris: Se a maquina que você esta usando esta fora de Paris, vai oferecer os bilhetes mais populares em primeiro lugar: um bilhete único a partir desta estação ate Paris.

Estes bilhetes “estação ate estação”, com preços e distância entre as estações, são conhecidos como um boleto Ile-de-France.

O preço dos bilhetes varia dependendo de onde você está comprando o bilhete. Por exemplo, do Aeroporto Charles de Gaulle de Paris o preço do boleto Ile-de-France seria cerca de 10 €. Fontainebleau-Avon a Paris Gare de Lyon cerca de 9 €.
Mobilis Ticket: Para comprar bilhetes de uso múltiplo, são cupons plastificados para viagens ilimitadas em trens, RER, Metro, ônibus e eléctricos nas zonas 1 a 6 (todas as zonas) para um único dia até o final do serviço ( não é um período de 24 horas).

O número de zonas abrangidas pela Mobilis Ticket depende de onde a máquina de bilhetes está situada. Se, por exemplo, você esta na zona 6, o Mobilis Ticket automaticamente abrangera as zonas 1-6 Se você esta comprando um bilhete na Zona 4, o seu ticket vai abranger automaticamente as zonas de 1-4 (você pode mudar isso clicando em “Outras Opções”).
O botão “cancelar” anula a sessão de compra, retornando para a tela (em francês) de bem-vindo.
Outras opções: você pode digitar o nome da estacão que você quer ir (acho mais fácil assim).

Quando você começa a digitar o nome da estação de destino, a máquina irá oferecer sugestões dependendo do que você digitou. Clique no nome da estação desejada, quando ela aparece por baixo do teclado na tela para selecioná-lo como sua estação de destino. Neste ponto a maquina ira apresentar as opções de quantidade (quantos ingressos deseja comprar).
Bilhete (s) para os Aeroportos: Viagem para o Aeroporto Charles de Gaulle e Paris-Orly Airport tem preços especiais e exigem tickets específicos.
No final aparece a tela de pagamento e você pode escolher se vai pagar em dinheiro em dinheiro ou cartão de crédito / débito. Embora a escolha lê “Cash”, essas máquinas de bilhetes só aceitam moedas de Euro, e não notas. Ao pagar com moedas, selecionando o botão “cash” para desbloquear o entalhe das moeda, caso contrário, ficara bloqueado.

Se você escolher pagar com cartão, faca esta opção e insira o cartão. Espere para que o leitor (lentamente) lera o cartão. Cartões sem chips não são aceitos.
O PIN (senha) é obrigatório para todos de crédito / compras com cartão de débito. Três erros consecutivos em inserir o código PIN irá bloquear o seu cartão.

Complete a compra através da remoção de seu cartão quando você vê a tela acima e ouvir um “som” vindo da máquina.

A questão final é se você quiser um recibo impresso ou não. O recibo será impresso em um bilhete em branco. Depois disso, basta esperar que os bilhetes que você comprou sejam (lentamente) entregues na bandeja de recolha de fundo. Se você pagou com moedas, recolha o seu troco (se houver) do lado direito da bandeja de coleta, separados dos bilhetes.

 

Você pode ver mais informações sobre bilhetes de trem, e metro e todas as opções de transportes públicos que você tem, no site oficial dos transportes publicos em Franca

Leia mais...

Mapas dos pontos turisticos de Paris, metro, RER e onibus para download

março 2, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Voce quer saber onde estão os principais pontos turisticos de paris em relacao ao seu hotel?

Estes mapas sao uma grande ajuda para quem esta a procura dos mapas de ônibus, RER (trem suburbano-aquele que leva você ate a Disney e Castelo de Versailles), mapa dos principais pontos turísticos de Paris, e dos arrondissements (distritos ou bairros de Paris).

Você pode arrastar essas imagens para o seu desktop e guardar. Se voce acha que estão muito pequenos (o mapa de RER provavelmente está), olhe a lista de mapas na coluna da (sua) esquerda no blog que voce pode pegar em formato maior.

 

 

 

Mapa de metro em Paris

Mapa do Metro de Paris

Você pode pedir um mapa de metro grátis nas estações de metro, portanto não é tão necessário imprimir esse, mas é bom se você estiver querendo planejar direitinho onde ir e para conferir que afinal a estação de metro que fica perto do seu hotel não exige que você faça mil conexões para chegar aos pontos turísticos. O mapa do RER eu aconselho imprimir, mas peque o grandão em PDF que esta na coluna a sua direita no blog. Esse aqui é muito pequeno.

 

Mapa de onibus de Paris

onibus de paris - mapa

 

Use estas informações como uma base para programar a sua viagem. Quanto mais pontos turísticos perto do seu hotel melhor será para o seu conforto e mais bonito será o local.

Usando o mapa dos pontos turisticos de Para verificar se o seu hotel esta bem localizado:

Repare, por exemplo, que a 18eme só tem o sacre coeur e fica longe do resto, então pela lógica não é um bom lugar para escolher. O arrondissement 10 (10eme) só tem a gare du nort e gare de l’est (duas estacoes de trem). Não fique em hotéis perto de estações de trem.  Escolha um hotel entre os arrondissements 1 e 9.

 

 

Mapa de Paris com pontos turisticos mais importantes

pontos turisticos de paris

Repare bem que algumas agencias, na pressa de fazer voce comprar o pacote turístico, (que voce não precisa, pois é so reservar tudo voce mesmo,mais barato) dizem “este hotel fica a 20 minutos da Champs Elisee”.

Sim, mas são 20 minutos caminhando ou de carro, de metro ou de taxi? Como é o caminho? é uma area bonita, cheia de outros pontos turisticos? Quais são os outros pontos turísticos que da pra ir a pé ,que ficam perto deste tal hotel? So tem um?

Fique esperto quando a agencia mostra somente fotos do interior do hotel. Eles tem fotos da rua, da área?

Veja principalmente o CEP do endereço do hotel. Todo endereco em Paris tem CEP que começa em 75. No CEP tambem dá pra ver o arrondissement. Se o CEP é 75009, fica no arrondissement 9, se o CEP e 75002, fica no arrondissement 2, e assim por diante.

Coloque o endereco do hotel, com o nome da cidade, no google e clique em mapas. Voce tera o mapa da area, informações sobre as estações de metro e RER próximas e os principais pontos turísticos tambem.

Tipo se voce quiser saber onde fica a Rue Rivoli, escreva Rue Rivoli Paris, porque senão pode aparecer uma Rue Rivoli na Belgica, por exemplo. Coloque o nome da cidade também.  Neste mapa voce pode ver ONDE fica realmente o seu hotel. Se voce quer saber se dá pra ir caminhando até o louvre por exemplo, e quanto tempo demora, voce clica em itinerários, dentro da própria pagina do google maps.

Estando em itinerários, voce coloca o nome da outra rua que quer ver, ou o nome do museu, por exemplo.

O google maps vai mostrar o itinerário de carro, então voce tem que clicar ao alto no bonequinho para conseguir o itinerario a pé.

Se voce não conseguir fazer, deixe um comentário com o nome da rua, e o nome do monumento que voce quer saber se fica perto, que eu ajudo.

Se voce passar o cursor em cima dos pontos de metro voce vai poder ver os nomes das estações também.

 

Mapa RER de Paris

artdeviv - dicas de turismo

 

Não compre pacotes turisticos com hoteis duvidosos e que voce não tem certeza de onde fica sem antes perguntar aqui no blog ou fazer a pesquisa no google maps. Não esqueça de olhar o CEP do endereço!

Eu criei o ArtdeViv para facilitar a vida da gente mesmo, então podem contar comigo para ajudar voce a vir pra cá da forma fais facil, barata e confortável.

Não esqueça que se voce ficar dependendo de transporte o tempo inteiro para passear voce vai gastar muito mais do que passeando a pé. Paris é a cidade perfeita para passear a pé. Desde que voce esteja no centro voce vai a qualquer lado.

Outro problema de reservar hotel através de agencia é que se por acaso voce chega aqui e afinal não gosta do hotel, ou tem muito barulho, ou é sujo, voce não pode cancelar e mudar.

Reservando online, por exemplo, se voce chegar e não gostar, pode falar com o pessoal do hotel e dizer que afinal não vai ficar todos os dias da reserva por causa de… Eles não cobram os dias reservados se voce tem justificativa.

Leia mais...

Como ir de Paris ao Castelo de Versailles de trem: Instruções passo a passo

fevereiro 20, 2011 | Posted in Destinos, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Existem vários tours para quem quer ir ao castelo de Versailles e eu (Alexia) recomendo os tours do Paris Trip porque já experimentei e foram ótimos. Eu fiz o tour ate Versailles – Guided Tour of Versailles. Este tour não oferece guia em portugues, mas voce pode optar por varios outros idiomas. Para passeios com guia que fale portugues, entre em contato pelo email que esta no final do artigo.

Mas… Se a sua ideia e economizar dinheiro, você pode ir ate Versalhes por conta própria. Segue aqui as minhas dicas passo a passo de como chegar ao Castelo de Versailles saindo de qualquer estação de RER no centro de Paris.

De Paris, você pode pegar o “RER – letra C” ate a estação Versailles-Rive Gauche (a ultima estacão) que fica a 5 minutos a pé do Castelo de Versalhes.

Tem 5 linhas de trem (RER é o trem suburbano): A, B,C,D e E.

Voce tem de pegar a linha de trem suburbano RER letra C para ir a Versailles.

Comece a sua viagem, indo em qualquer estação de metro / RER que você encontra ao redor da cidade, que será marcado com uma placa azul com um M /ou RER cercado por um círculo.
Seu objetivo é chegar à linha de RER C, a linha amarela que serve a metade ocidental da periferia parisiense. Se você tem um passe do dia ou da semana que é bom para, pelo menos, Zona 4, ignore esta próxima dica.

Vá ate um guichê da estação para comprar um bilhete que vá ate a zona 4, uma vez que Versailles está na Zona 4, fora da cobertura normal do Metro de Paris / Bus / RER (Bilhete que você usa para viajar em Paris). Em hipótese alguma de uma de “esperto” e vá sem ter o ticket certo na esperanca de que você podera dizer que não sabia.

No guichê: não entre em pânico. Há uma possibilidade de 50/50 do empregado falar Inglês muito bem e se não, eles vão entender “Chateau de Versailles”. Normalmente, a pessoa que esta te atendendo vai perguntar se você quer um bilhete de volta, perguntando “Aller Retour?”,”Aller retour” é simplesmente dois bilhetes simples. Cada bilhete custa em torno de 3 euros, então vai sair 6 euros para uma viagem de ida e volta.

Dica: não espere que seu cartão de crédito funcione no guichê. Muitos cartões de crédito simplesmente não funcionam na RATP / SNCF máquinas de cartão de crédito. E melhor ter dinheiro na mão e não esperar para usar uma nota de 50 euros. Pequenas notas ou moedas são as melhores. Vá em frente e compre bilhetes de regresso Aller-Retour para ganhar tempo (a menos que você esteja pensando em bisbilhotar um pouco a área e descobrir algumas atracões fora do trajeto tradicional do castelo e passar a noite lá).

Uma vez que você passou na catraca do Metro, procure um mapa para ver onde você está em relação à linha amarela C RER. Se acontecer de você estar em St. Michel / Notre Dame, Torre Eiffel (além de alguns outros) você já está na linha de RER C, tudo que você precisa fazer é encontrar a plataforma do trem direitinho.
Muitas estações em toda Paris servem várias linhas de metro diferentes e linhas de trem RER todos dentro da mesma estação. Isto significa que uma única estação pode ter vários níveis verticais e diversas plataformas indo em direções opostas.
Isto pode parecer confuso, mas siga um padrão que você vai memorizar rapidamente:

Todas as linhas RER são letras, de A a E, todas as linhas de metro são números de 1 a 14.

Todas as linhas têm uma estação terminal, ou seja, a última estação da linha. Cada plataforma de trem e metrô vai marcar a linha que está e que direção está indo o trem, que é a estação terminal. Se você ainda não estiver em uma estação que serve o RER linha C, olhe para o mapas perto das escadas no metrô / RER linhas para ver como você pode chegar mais próximo da estação de RER C.

Uma vez que você estiver em uma estação de RER C, siga as indicações gerais e sinais na parede para o Versailles-Rive Gauche RER C plataforma.

O que pode estar confuso é que pode haver outros nomes no sinal junto com Versailles-Rive Gauche para outras estações terminais na mesma linha. Por exemplo, você pode ver um sinal de RER C que mostra a direção / estação terminal de Saint-Quentin-en-Yvelines, Versailles Chantiers de Versailles-Rive Gauche, tudo em um sinal. Enquanto a estação terminal não é antes a estação desejada (neste caso Versailles-Rive Gauche), você pode pegar a linha uma vez que vai na direção certa.

Assim que você chegar na plataforma do trem, olhe para a estação que você deseja, Versailles-Rive Gauche. Se o nome não está na placa, verifique o outro lado da plataforma,pois e provável que você esteja indo na direção oposta.

Quando o trem chega, as portas não se abrem automaticamente, alguém no trem, ou você, deve pressionar o botão verde ou prata na porta para abri-lo.

Uma vez no trem (se você tomou o trem certo) você não vai precisar acompanhar as estações desde Versailles-Rive Gauche será a última estação na linha e todos estarão saindo.

Após chegar à estação terminal, olha para a placa azul “Sortie” – sinais que marcam as saídas para a estação. Eventualmente, cada uma delas terá um nome de rua marcando o que lhe dá acesso. Você encontrará uma saída para Chateau de Versailles, que é apenas uma caminhada de cinco minutos a partir desta estação. Aproveite a sua visita.
A qualquer momento, se você estiver em duvida, e só olhar pra alguém e perguntar “Chateau de Versailles?”, mesmo que você não fale francês, você pode entender bem pelos gestos qual e o caminho. Na duvida pergunte de novo ate encontrar. Nao saia em outra porta ou você vai ter de caminhar mais pra encontrar o castelo.
Então, em resumo:

Linha => RER C (amarela)

Direção = Gauche> Versailles-Rive Gauche

Chegada Estação => Versailles-Rive Gauche (Zona 4)

 

UP – DATE (2/Abril/2011): Como a maioria das estações de trem ja não esta vendendo mais tickets junto com os bilhetes de metro, as filas para comprar tickets para o castelo de versalhes (na estação de trem) ficaram enormes! Eu aconselho chegar A Versailles cedo e comprar la mesmo.

Bom Passeio!

Para passeios Guiados com guia em Portugues ate Versailles contate: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

Viver em Paris: Como comprar o passe de metro Navigo

fevereiro 15, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Se você está pensando em viver em Paris por uma longa temporada, é uma boa ideia comprar um passe de metro – O Navigo Decouverte vai ajudar você a economizar se você for usar bastante o metrô de Paris.

Partindo do principio que você vai querer conhecer bastante lugares, trabalhar ou estudar, o passe de metro e uma otima opção. Para quem usa o metro todos os dias e ótimo e pratico.
Não precisa ser residente para comprar o passe de metro Navigo. Se você estiver pensando em ficar todos os 90 dias que tem direito como turista aqui, o passe de metro Navigo vale a pena.

Vantagens de ter o passe de metro Navigo

É muito mais conveniente usar um passe em vez de lidar com os bilhetes de papel – ou, pior ainda, lidar com dinheiro e moedas para comprar os bilhetes de papel – toda vez que quiser ir a algum lugar.
O passe te da direito a viagens ilimitadas por todo o tempo de você carregar no cartão (uma semana, um mês, etc.)

Como comprar um Decouverte Navigo.

Comprar o passe de metro Paris Navigo Découverte é fácil. Você só precisa encontrar uma estação de metro com um guichê e pedir um. Se você não fala francês, você pode primeiro perguntar ao atendente se eles falam Inglês, ou você pode dizer isto:
“Bonjour. Je voudrais un passe Navigo Découverte, s’il vous plait “.

Em seguida, eles vão pedir-lhe quais as zonas que você deseja carregar o passe.
As Zonas 1 e 2 vão cobrir todas as suas viagens no centro de Paris.
Lugares como La Defense, Versalhes e aeroporto Charles de Gaulle estão fora das zonas 1 e 2, mas você pode comprar apenas um bilhete individual para raras ocasiões em que você vai viajar para fora da sua zona.

Então, a atendente vai perguntar quanto tempo (Combien de temps) que deseja carregar para o passe. Você pode carregar o Decouverte Navigo por semana ou por mês (une semaine, un mois).

Quanto custa o passe de metro Paris Navigo?

Um passe mensal vai ficar mais barato do que semanal.
O preço do passe semanal custa 17,20 € e um passe mensal é de 56,60 (Zonas 1 e 2).

Esteja ciente de o Decouverte Navigo não pode ser substituído ou devolvido, caso ele seja perdido ou roubado. Cabe a você manter o controle do mesmo. Não da para se usado por duas pessoas também.

Para obter um cartão mensal, você vai pagar um total de 66,60 €. (Isso é porque você tem de pagar uma taxa de 5 euros para o cartão, mais 56,60 por um mês para as zonas 1 e 2).
Se você estiver trabalhando não esqueça de perguntar se o seu patrão paga o navigo. As vezes eles pagam somente a metade do valor, mas já e melhor que nada :)

O atendente lhe entregará um pacote de plástico que contém três partes. Primeiro, há a parte da identificação, onde você precisa assinar o seu nome (traga uma caneta), retire o plastico para colocar a a sua foto (veja abaixo). A segunda peça é o cartão com o número de identificação e chip.

Se voce estiver com alguma duvida e so pedir ajuda.

Para usar o seu cartão: você passa o passe no leitor do bilhete em qualquer catraca do Metro. Não enfie o passe no lugar dos tickets de papel!

Se você estiver meio perdido sem saber como fazer, e só fazer uma cara de “ não sei usar isso” com o passe na mão que vai aparecer alguém rapidinho para ajudar.

Você vai precisar de uma foto 2,5 cm x 3 para o passe. Se você só tiver 3×4, corte um pouco rs rs que da.
Eu recomendo levar uma foto com você de casa, aqui e mais caro (bem mais caro!) e você não precisa ficar se preocupando em descobrir onde tirar a tal foto.
Mas caso você não tenha tempo ou esqueça, você pode tirar uma foto em cabines automáticas na própria estacão de metro. Não esqueça que as instruções são em francês e as vezes estao “fora de servico”.
As cabines de fotografias podem ser encontradas em quase todas as estações de Metro de Paris (disponível em muitas estações ao lado do guichê, e também no aeroporto CDG).
Você precisa de  moedas (parece que 5 moedas de 1 euro).
Se você vai usar a máquina no mesmo dia que esta pensando em fazer o passe, traga o seu par de tesouras pequenas para a estação de metro assim que você pode cortar a foto que recebe da maquina.

Como saber se o passe de metro esta valido ainda?

Uns 2 de dias antes de expirar o seu passe, você vai começar a receber um aviso sempre que você passar o cartão na catraca do metro: “Fin du Forfait” com a data de validade.
Depois e só ir carregar o cartão para mais um mês, o passe em si continua valido sempre, esse cartão só e feito uma vez.

É isso aí. Agora você está pronto para andar de metrô com facilidade, como um verdadeiro parisiense, em Paris.

Dicas:

  • So voce esta pensando em usar pouco o metro, considere comprar um carnet de 10 tickets que custa em torno de 12 euros.
  • Se voce esta querendo percorrer os museus de Paris, considere comprar o Paris Pass que alem de servir como passe de metro, voce entra de graca em todos os Museus, tem direito a degustacao de vinho e outros passeios em um so cartao.

Leia mais...

30 frases e expressões uteis para comprar cosméticos em Frances

fevereiro 5, 2011 | Posted in Compras em Paris, Curso de Francês | By

Compras em Paris!
Paris é conhecida como o centro mundial dos cosméticos e produtos de beleza de alta qualidade, e a maioria dos turistas quando vem aqui tem interesse em programar um dia de compras para cosméticos, perfumes e produtos de beleza em geral. Cosméticos, shampoos, perfumes e maquiagem são também presentes muito apreciados de uma forma geral.
Para ter certeza de que você esta comprando o produto certo para o seu tipo de cabelo ou pele, preparei uma lista para ajudar você:

1. cabelos secos – cheveux secs, desseché (ressecados)
2. cabelos oleosos – cheveux gras
3. cabelo danificado – cheveux abîmés
4. shampoo nutritivo – shampooing nourrissant
5. Shampoo hidratante – Shampooing Hydratant
6. shampoo para crianças – shampoing pour les enfants
7. cabelos pintados – cheveux colorés
8. cabelos longos – les cheveux longs
9. creme condicionador para cabelos – Revitalisant pour les cheveux /apres shampooing
10. cabelos cacheados – cheveux bouclés
11. cabelos lisos – cheveux raides
12. alisar os cabelos – lisser les cheveux
13. creme para a face  – crème pour le visage
14. creme para as mãos – crème pour les mains
15. creme hidratante – crème hydratante
16. creme nutritivo – crème nourrissante
17. creme para a área dos olhos – crème pour le contour des yeux
18. creme para as rugas – Crème Contour des yeux
19. tratamento intensivo – soins intensifs
20. tratamento para rugas – traitement des rides (soins é também usado)
21. tratamento para acne – traitement pour l’acné (soins também é usado)
22. Loção  – Lotion
23. creme auto bronzeador – crème autobronzante
24. óleo para o cabelo – l’huile pour les cheveux
25. óleo apos banho – l’huile après le bain
26. maquiagem – maquillage
27. batom – rouge à lèvres
28. base – base
29. rímel – mascara
30. esmalte de unhas (longa duracao) – vernis à ongles (de longue durée)

Dicas:
A palavra “soins” é uma das palavras que você vai encontrar mais frequentemente nos produtos, e significa tratamento, seja para a pele, cabelo, etc.
Se você esta pensando em comprar presentes para levar para amigos ou família, perfumes, águas de colonias (não tao fortes) e produtos de beleza são perfeitos! Você não precisa gastar muito, nos supermercados tipo Monoprix tem uma área especifica para cosméticos e produtos de beleza incríveis e de ótima qualidade. Você vai encontrar lindas embalagens perfeitas para dar de presente!
Shampoos Kerastase são encontrados em salões de beleza e estão sempre a mostra nas vitrines, é bem fácil de encontrar.
Se você lembrar de mais alguma palavra que eu não coloquei na lista, deixe a sua mensagem aqui perguntando que eu incluo com a tradução!
Boas compras!

Leia mais...