Louis Vuitton, dicas de como escolher a sua bolsa

Louis Vuitton - publicidade atual

julho 28, 2015 | Posted in Compras em Paris | By

 

Paris ! Finalmente o dia da viagem chegou !

Chegou também a oportunidade de comprar a sua bolsa Louis Vuitton, que é não é muito mais barata aqui na França do que no Brasil, mas a experiência de comprar uma bolsa Louis Vuitton na França sempre chama a atenção dos turistas.

O que escolher ? Como escolher ?

Louis Vuitton - publicidade atual

Louis Vuitton

Em primeiro lugar, uma bolsa Louis Vuitton é para a vida inteira, portanto tente comprar alguma bolsa que você vá mesmo usar.

Normalmente, você teria 15 dias de “prazo” pra decidir se você fica ou não com a bolsa ou seja voce pode devolver desde que esteja em perfeito estado, não vale usar uma vez e ir la trocar por outra.

Como quem esta de passeio normalmente não fica tanto tempo, é melhor decidir certo pra não se arrepender depois. Como estas bolsas não são baratas, é melhor estar contente com o que você comprou.

Aqui vão algumas dicas:

Pesquise. Tente já chegar na loja com uma boa ideia do que você quer (bolsa pequena para noite, bolsa pra trabalhar, bolsa pra sair com as crianças no fim de semana?). Não se deixe levar muito por conselhos de vendedoras porque quem vai usar a bolsa é você. Eu nunca chego na Louis Vuitton sem saber exatamente o que eu quero e o valor que eu vou pagar. Normalmente ja vou com o dinheiro certinho na carteira pra não trocar de ideia e comprar outra, porque compras de artigos de luxo não rimam com impulsividade.

  1. Não tenha “medo” de entrar na loja. Os vendedores são super simpáticos. A primeira vez que eu entrei em uma loja da Louis Vuitton eu estava quase tendo um ataque cardíaco rsrs de tanto que me assustaram, dizendo que eles recusavam vender bolsas se eles não gostassem da cara da gente, ou que tinha de entrar em lista de espera, enfim so bobagem.  Cheguei, pedi pra ver a bolsa, a moça me mostrou algumas outras que ela achava que eu poderia gostar de ver também, comprei a que eu queria e pronto, como em qualquer loja. E fiquem tranquilas, as bolsas de Louis Vuitton não são “bolsas de gente muito rica”. Estas são bolsas para o dia a dia, e são usadas pela classe media aqui na Europa. Gente rica de verdade usa Hermès, que custam 20 mil euros ou mais. Hoje em dia se vê estudantes e jovens que ganham salário mínimo (na França) usando LVs legitimas. E claro, fica meio difícil ter 50 bolsas no armário se você opta pelo lado das bolsas de luxo, mas sinceramente eu prefiro ter 4 LV do que 20 bolsas vagabundas. Aqui não se faz crediários na LV, portanto se você quiser parcelar, vai ter de ser depois no pagamento do cartão. Aqui você não tem como “parcelar no cartão” como no Brasil.
  2. Eu li em um blog brasileiro (acho que é de moda), um comentario de uma moça dizendo que na LV da Champs Elysées eles não deixam comprar mais de uma bolsa, e pedem “até passaporte”… Eu sinceramente nunca vi isso e ja comprei mais de uma unidade (claro que não da mesma coisa ne?). O passaporte é para o de-tax ou se voce paga com cartão de credito… só isso, não ha “controle” nenhum. Eu nunca tive de mostrar documentos em loja nenhuma da LV, porque quando perguntaram se eu ia querer de-tax eu digo que moro na França e não posso ter. E se você paga em dinheiro não precisa mostrar nada. Eles fazem um registro da sua compra com o seu nome associado ao numero de registro a bolsa, mas é so pra controle. Tem gente que sai da LV com 10 itens…
  3. As bolsas mais populares e mais em conta são a Neverfull e Speedy, ambas em torno de 700 euros mas sinceramente as melhores de usar no dia a dia. São lindas, leves e um (ou dois) must have, normalmente quem gosta de LV tem pelo menos uma destas (eu recomendo a speedy damier 30 que é a que eu tenho, mas pretendo um dia ter a neverfull também em monograma). Ambas oferecem 3 tamanhos, PM, MM,GM (pequeno (petit), médio e grande modelos). Eu aconselho uma destas como a primeira LV de alguém. Depois você passa para as mais diferentes. Embora se veja muitos blogs brasileiros chamando essas bolsas de Louis Vuitton “baaasicas”, sinceramente, uma bolsa de mais de 500 euros nunca é basica. Basica é uma longchamp de 70 euros (que é otima por sinal).

  4. As bolsas e carteiras em Verniz transferem a cor para outros tecidos e mesmo para o  interior de bolsas. Este material é melhor para bolsas de noite, enfim não são para o dia dia e arranham muito. Estou so comentando pra voce não achar que a sua bolsa tem defeito, elas são assim mesmo. Se voce gosta, va em frente. Tem umas super coloridas maravilhosas.

  5. As bolsas em Damier Azur (quadriculado claro) mancham se usados com jeans escuros, infelizmente. Veja o seu estilo, e se voce quer lidar com uma bolsa de baixa ou alta manutenção. Eu prefiro bolsas que não me dão problemas, mas é voce quem vai usar, portanto avalie se voce prefere uma bolsa mais diferente como a Damier Azur, linda para o verão ou alguma coisa mais facil de cuidar. Infelizmente as bolsas mais lindas e fofas são de alta manutenção. As damier azur são lindas. Não tenha medo de lava-la com cuidado com uma esponjinha e shampoo para bebes.

  6. As bolsas de monograma, aquela com LV por todo o lado tem partes que são em couro “cru” e exigem paciência e cuidados especiais no inicio até oxidarem (patinarem). Essa bolsa não podem pegar chuva (“poder” pode, mas ficam com as alças manchadas com pingos). Estas bolsas são a marca registrada da LV, mas são dificeis de usar se voce é timida rsrs, elas chamam mesmo a atenção (e ha muita falsificação). Eu so tenho uma de monograma e uso pouquissimo, mas também porque ela é pequena e eu deixo ela para a noite. Essa bolsa me da trabalho (tenho a Thames PM), porque eu tenho de ter certeza que não vai chover pra sair com ela rsrs.

  7. As bolsas mais resistentes são a Epi e Damier Ebene (as minhas preferidas, “pau pra toda obra”), que não exigem tratamentos especiais, e podem andar com você na chuva, neve, etc. Só não as guarde úmidas porque podem mofar. Eu tenho uma epi que eu ja uso constantemente ha mais de 15 anos. A minha é a Noé. Dessa linha, totalmente em couro, eu tenho a carteira, um porta cartão (parao  cartão do metro) também, todas ja com bastante “idade”, mas sempre com cara de nova.

  8. Tem muita gente que fala que as “ferragens” (partes em metal) das bolsas verdadeiras da LV não oxidam e brilham como ouro. Os modelos tipo Neverfull e Speedy tem metal que oxida sim, elas perdem o brilho, principalmente se pegam chuva, mas voltam a brilhar novamente com um bom polimento. Eu uso pasta de dentes rsrs.

  9. As ferragens (a parte de metal) das bolsas mais caras não oxidam da mesma maneira e tem melhor qualidade. Tem bolsas mais caras que o metal parece mesmo “joias”, outras parecem metal pintado como a speedy. Depende do modelo. Todas são verdadeiras. Eu noto que a minha speedy tem metais com cara de “mais baratos” do que as outras. Mas isso não me faz deixar de amar a minha speedy rsrs.

  10. As vezes você vê bolsas de amigas que tem os metais dourados, e chega na loja e os metais são prateados. Isso é normal, ambas são verdadeiras, porém dependendo da época (do ano que foram feitos), elas mudam um pouco o design. Eu tenho a Noé em metal dourado (comprada no fim dos anos 90: a minha primeira LV!!), e hoje em dia só se encontra a Noé com metal prateado na loja. Se você prefere o modelo antigo, terá de comprar de segunda mão, mas muito cuidado com bolsas falsificadas neste caso.

  11. A LV não faz liquidação e não tem Outlets. Se você compra uma LV em outlet só pode ser falsa. A única maneira de você comprar uma LV um pouquinho mais barata seria de segunda mão, mas para comprar bolsas de segunda mão você tem de conhecer muito bem o modelo, detalhes específicos de costuras, etc. Normalmente eu só aconselho a compra de produtos LV usados pra quem esta super familiarizado com a marca ou se voce compra de uma amiga de confiança. Se é a sua primeira ou segunda compra, mantenha-se com as das boutiques LV, com garantia de 1 ano.

  12. As bolsas LV mais fáceis de usar são as Epi porque só mesmo quem sabe consegue identificar como LV, se você é do tipo discreto, timido,  ou vive em área com grande índice de violência e roubos, esta linha seria “mais segura” pra andar no dia a dia. Eu ando com a minha Epi por todo o lado, até Montmartre, sem problemas.

  13. As bolsas e carteiras da LV tem alta qualidade, mas podem estragar. Normalmente você pode ir a qualquer loja da marca e pedir pra arrumarem. Dependendo do que for e de a quanto tempo voce tem a bolsa,  não sera de graça, mas eles arrumam. Eles não fazem furos a mais na alça da sua bolsa ou mudam o modelo pra voce. Pra isso voce precisa encontrar um bom profissional tipo sapateiro no Brasil (em frances seria cordonnier). Aqui as vezes a LV recomenda um cordonnier se voce pretende fazer modificações no modelo da bolsa (como mais furos ou encuratar a alça). Voce perde a garantia, mas afinal… a bolsa é sua, e se voce pedir pra personalizar com o seu nome na loja, voce perde a garantia também, então… faça o que bem entender com a bolsa e seja feliz.

  14. As bolsas tem tons diferentes. Isso mesmo. Eu tenho 4 itens em damier ebene (estou contando com acessorios tipo estojo de iphone e bolsa de make up também) e todos tem tons diferentes. O “tecido” damier não é somente um, que eles usam pra fazer carteiras, bolsas, etc. Pra cada modelo eles usam um tipo de espessura (mesmo sendo tudo damier), dependendo do tipo de bolsa ela pode ser mais ou menos estruturada, enfim. Tudo isso pra dizer que se voce tiver duas bolsas, uma mais clara ou mais opaca que a outra, é normal. A minha speedy tem um tom quente e vibrante, a minha bloomsbury é mais clara, mais mate e mais fria. A minha bolsinha de make fica entre as duas.
  15. Loção para mão, gel desinfetante para mãos e afins não combinam com alças de bolsas LV. Tente ter as mão limpas ao usar a sua bolsa (deixe o gel secar bem antes de segurar a alça da bolsa, ou compre bolsas que você use no ombro ou a tiracolo. Assim a alça não fica constantemente em contato com a sua pele.

  16. Pesquise o que as pessoas dizem sobre o modelo que você quer. Tente olhar vídeos no youtube, de pessoas mostrando o que se pode colocar dentro da bolsa, e principalmente, veja reviews de pessoas que já estão usando a bolsa por um tempo. Evite os vídeos tipo “comprinhas!” “olhem o que eu comprei na Louis Vuitton”, ou “comprinhas básicas na Louis Vuitton”, porque estes vídeos só servem pra pessoa mostrar o que comprou e pronto, não acrescentam nada de informação em relação a qualidade real da bolsa e como elas envelhecem. Uma review bem feita tem de ser feita quando a pessoa ja usou a bolsa, não quando esta abrindo o pacote.

  17. Pra quem entende inglês pra mim os melhores vídeos são os da http://www.youtube.com/user/bjtaylor02/videos

Mesmo que você não entenda o que ela fala, vale a pena olhar. Ela é ótima de verdade.

Aqui vão as fotos das bolsas que eu tenho, com a minha opinião sincera sobre elas:

1. Noé epi preta (grande) – a melhor bolsa do mundo (haha exagerei). A minha tem quase vinte anos e esta como nova, e teve anos que eu so usava ela,  foi muito usada mesmo.

Epi preta louis Vuitton - modelo grande

Epi preta louis Vuitton – modelo grande

2. Thames PM (a unica que eu tenho em monograma). Esta bolsa foi descontinuada, como todas as bolsas com esta placa dourada em homenagem ao inventor da marca. Eu uso ela pouco porque ela não é muito grande e por causa do bendito couro claro que mancha. Esta é pra mim a bolsa mais linda de todas as que eu tenho, mas sinceramente a mais chata de usar. So uso pra jantares e opera. Essa so se consegue de segunda mão hoje em dia. Não ha mais nas lojas. Não aconselho como bolsa pra quem tem uma Louis Vuitton somente.

Thames LV modelo pequeno

Thames LV modelo pequeno monograma

3. Speedy Damier Ebene , tamanho 30 – bolsa maravilhosa, com bom preço, cabe tudo (o inconveniente é que todo mundo tem). Recomendo muito. Essa bolsa é super chique, não use nada pra “dar forma” a ela porque ela estraga mais rapido assim, o bonito é ela ficar toda “guenza” (tradução: mole, sem forma).

louis-vuitton-speedy-30-toile-damier-ebène

louis-vuitton-speedy-30-toile-damier-ebène

4. Bloomsbury PM Damier Ebene – a melhor bolsa  a tiracolo que a Louis Vuitton tem (na minha opinião mas pesquise também a odeon se voce gosta de monograma, que é muito fofa também). Não é uma bolsa muito chique porque não é de mão nem de ombro como toda bolsa de mulher phyna deve ser kkkkk, mas é perfeita pra andar no metro, viagens, supermercado, pra quem tem filho pequeno, enfim pra mim que sou guia  e vivo caminhando pela rua é otimo. Eu tenho usado muito esta bolsa, comprei a pouco, é a mais nova que eu tenho.

louis-vuitton-bloomsbury-pm-toile-damier-ebène

louis-vuitton-bloomsbury-pm-toile-damier-ebène

Essas bolsas são otimas mas não valem o stress de uma divida, e não valem privamentos financeiros. Artigos de luxo não são de forma alguma coisas necessarias: são, como o proprio nome diz, um “luxo”.

so pra exclarecer pra quem esta pensando “coitado do marido pagando essas bogagens pra ela” – tirando a minha carteira o resto das LVs que eu tenho fui em quem pagou. Bolsas, maquiagens e afins são “extras”, a gente so compra se tem dinheiro sobrando, não da pra se endividar por futilidade.

Leia mais...

Louis Vuitton, a historia de perseverança de um jovem que entrou para a historia da moda

janeiro 20, 2012 | Posted in Compras em Paris, Cultura Francesa | By

Mal se pronuncia o nome Louis Vuitton, o famoso monograma LV vem nas nossas mentes. Essa marca, mais cobiçada e copiada no mundo, é um símbolo de luxo e know-how, o símbolo de sucesso para todos os adoradores de qualidade, historia e de moda. Louis Vuitton também é o simbolo do sucesso da perseverança e do idealismo.

A saga da Vuitton tem suas origens em uma pequena aldeia remota no berço Jura, Anchay.Louis Vuitton (nascido em 1821) vem de uma família pobre de moleiros e carpinteiros. Aos 14 anos, ele resolve viajar, a pé, (400 km!) para Paris, para aprender durante uma jornada de dois anos, como trabalhar com madeira.

Depois, o jovem Vuitton é contratado como aprendiz de um fabricante de baús de viagem (antigas malas) que era usado pela alta sociedade em suas mudanças e viagens. O jovem rapaz trabalhou muito para criar alguma coisa diferente, que fosse alem de útil, pratico e bonito. O conceito de aliar beleza e praticidade foi pioneira na época.

Louis Vuitton

Louis Vuitton

O destino extraordinário de Louis Vuitton está ligado a Napoleão III , pois ele se tornou o favorito da Imperatriz Eugenie, em 1853. A partir dai, a sua sorte começa a mudar e ele começa e ver os frutos de tanto trabalho e pesquisa.

Com seu sucesso, Louis Vuitton fundou sua própria empresa no ano seguinte e se mudou para a Rue des Capucines.

A sua grande primeira idéia, foi criar um tecido altamente resistente, revestido, que irá substituir o couro. Um golpe de gênio: usar um material menos restritivo do que a pele natural e com melhor cheiro, porque as malas de couro da época eram famosas pelo mal cheiro.

Louis Vuitton - publicidade de 1898

Louis Vuitton - publicidade de 1898

 

Gradualmente, Louis Vuitton vai obedecer as necessidades de sua clientela abastada, melhorando a pele (couro e a sua nova invenção de tecido revestido), criando o conceito de malas “a prova d’água”, e lidando com os cantos das malas (com ponteiras de metal), etc

Vuitton vai seguir passo a passo a evolução da moda e as exigências da sua clientela, criando novos modelos, e comecando a fazer bolsas para o dia a dia.

Ele também se adapta aos novos meios de transporte: ele vai acompanhar o lançamento dos primeiros trens, barcos a vapor, e depois também vê o surgimento dos carros. As malas (antes em estilo bau de viagem) tem de se tornar cada vez mais leves e portateis.

Em 1859, a oficina se muda para a Rue Scribe, as pessoas começam a viajar mais e as malas rígidas dão lugar as malas flexíveis, mais leves, estilo bolsas de viagem, em vez dos antigos baus.

A Marca LV foi sempre caracterizada pelo monograma. As malas sempre tiveram o seu nome escrito.

Sem duvida, o jovem Louis Vuitton tinha uma ótima ideia de marketing. Ele foi o pioneiro na ideia de lançar bolsas com designer, e criar uma marca.
Nesta altura, as copias e falsificações começam também a aparecer. Hoje em dia, a LV é a marca mais falsificada no mundo.
Muito foi desenvolvido desde la, e criadores como Marc Jabobs, Takashi Murakami entraram para a família LV para engrandecer ainda mais as diferentes linhas e modelos das bolsas.

Na verdade, todas as outras bolsas de marcas famosas surgiram imitando os passos da Louis Vuitton, não em estilo ou modelos, mas em conceito. Ele foi o pioneiro, ele foi quem pesquisou como criar modelos, enfim, qualquer bolsa hoje em dia deve alguma coisa a esta marca.

Antes das bolsas LV, as pessoas usavam uma especie de saquinhos como bolsas de mão. Você pode ver nos filmes…

Diferente de muitas outras marcas, a empresa LV hoje em dia, faz questao de patrocinar artes, museus e teatros no mundo inteiro, tem ótimas condições de trabalho para os funcionários (beeeem diferentes da Nike, por exemplo). Enfim, essa é uma empresa politicamente correta.

O tempo passou e a LV diversificou os seus produtos, e temos desde sapatos, joias, relógios, etc. Mas as bolsas continuam sendo o forte da marca.

Agora, termino este artigo com alguns fatos sobre as bolsas LV:

 

Louis Vuitton - publicidade atual

Louis Vuitton - publicidade atual

  • As bolsas Louis Vuitton verdadeiras não tem defeitos de fabricação. São perfeitas, e o monograma nunca e cortado ao meio em uma bolsa.
  • Essa bolsa não é uma bolsa para ser usada somente em momentos especiais, uma Louis Vuitton é feita para ser usada no dia a dia, porque e super-resistente e durável. Essa e uma bolsa “pra bater mesmo”.
  • As LV não são as bolsas mais caras do mundo nem são consideradas bolsas de snobe, ou de “quem quer aparecer”, pelo menos na Europa. Esta cheio de gente no metro usando bolsas da LV. Depois da Longchamp, a LV é a marca mais vista na mão das francesas (claro, sem contar as bolsas sem marca, que são a maioria sempre, quem qualquer lugar).
  • As bolsas mais caras do mundo são as bolsas da Hermes. Estas bolsas chegam a 40.000 euros. As bolsas LV Variam entre 300 e 3.000 euros. Grande diferença.
  • O conceito de “ter 50 bolsas diferentes” não faz parte da cultura europeia. Aqui as pessoas tem 1 bolsa para o dia a dia, uma para viagem e outra para festas. Assim podem investir em alguma coisa de qualidade, porque sabem que vão usar a bolsa por muito tempo, pela vida inteira mesmo.
  • As bolsas LV passam de mãe pra filha e ficam mais lindas a medida que o tempo passa. Não existe o conceito de que “você tem de ter o ultimo modelo”.
  • A louis Vuitton nunca entra em liquidação, nunca faz promoções e não e vendida em outros locais que não sejam as lojas da Louis Vuitton. Comprar uma LV falsificada incentiva o trabalho escravo, infantil, e o crime organizado. Se você não pode comprar uma bolsa legitima, compre uma bolsa original qualquer, de outra marca, existem modelos lindíssimos para todos os gostos e bolsos que são comercializadas por empresas honestas.
  • As bolsas LV são fabricadas na França, Espanha e Estados Unidos. Não existe LV legitima feita em outros locais. A LV não tem fabricas em países de terceiro mundo para se aproveitar de salários baixos e mas condições de trabalho. Qualidade em primeiro lugar!
  • Eu costumo acompanhar pessoas em compras por aqui, e quando se fala em LV, a maioria dos brasileiros faz cara feia, porque é um bolsa de snobes, etc. Preferem gastar o mesmo dinheiro (ou muito mais) comprando 10 bolsas diferentes. Pra que 10 bolsas? Coisas culturais…
  • Temos que ver pelo lado ecológico também. Quanto mais quantidade de produtos você consome, mais você degrada os recursos naturais do planeta. Ter UMA bolsa para usar todos os dias (ou boa parte deles) da sua vida é muito mais PC (politicamente correto) do que comprar 100 bolsas ou mais no decorrer dos anos. E sai mais barato, mesmo que a sua única bolsa seja uma Louis Vuitton cara.

 

 

 

Leia mais...