Dicas de viagem! O que vestir em Paris no verão!

maio 1, 2012 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Verão em Paris, o que colocar na mala?

Ola pessoal!

Em primeiro lugar, gostaria de esclarecer uma coisa que faz um pouco de confusão com o pessoal no Brasil, que não esta sempre viajando. Quando é inverno no Brasil, aqui é verão. Quando é primavera aqui, é outono no Brasil, ou seja sempre ao contrario. Pode parecer obvio para os viajantes acostumados, mas acreditem que muita gente não sabe.

Então, vamos falar um pouco do que colocar na mala para estar preparada para o verão parisiense.

E normal as pessoas ficarem um pouco inseguras ao virem para Paris, já que aqui os parisienses terem fama de andarem sempre na ultima moda e ligarem muito para estilo, etc.

Vamos começar então pelo começo:

O conceito de moda aqui é bem diferente do que no Brasil. Apesar da Europa ser dita como lançadora de moda para o resto do mundo, o Brasil segue muito mais o estilo Americano de vestir (eu costumo chamar de moda Miami, ou moda Califórnia, cabelos mechados e alisados, roupa sexy, você sabe do que eu estou falando né?).

Os parisienses estão mais preocupados em acessórios do que em outfits completos da moda, ate porque aqui, pela qualidade e preço das roupas (sem crediário…) não se tem como ficar fazendo shopping terapia todo o sábado. As pessoas usam as roupas ate não dar mais mesmo, inventando, criando, pintando e bordando (as vezes literalmente rsrs), com o que tem. Por isso echarpes e cintos são um must por aqui. Assim se muda o visual com uns poucos euros, sem precisar ficar comprando blusas e calças o tempo todo. E de resto, vivem usando e repetindo os seus básicos de qualidade que compraram a 10 anos atras.

Vamos então as dicas:

Ah… o verão! Corpo a mostra!

Hora de mostrar que todas aquelas horas malhando na academia valeram a pena, mostrar que você esta em plena forma e que nem aparenta a idade que tem, certo? Não. Pelo menos em Paris.

 Aqui não se tem cultura nem moda de praia. Não traga shorts ou blusas com costas de fora, porque depois você não pode entrar nas igrejas ,etc. Bermudas (larguinhas) são bem vindas mas saias são mais polivalentes, dando pra usar de dia, com sapatinho tipo bailarina e camisete ou camisetinha lisa, e de noite com sapatos sociais e uma blusa bonita você já esta pronta para jantar em um lugar fino ou mesmo ir ao Moulin Rouge, etc. Esqueça a roupa de academia em casa.

Não compre roupa nova pra vir. Roupas por aqui não ficam velhas, elas se tornam “ vintage”. Pode usar sem medo, desde que sejam de boa qualidade. Sapatos bons pra caminhar são sapatos velhos, usados e amolecidos, portanto nada de ficar gastando os euros que você poderia usar pra gastar por aqui comprando um sapato pra vir.

 Tenha cuidado com estampas muito florais ou oncinhas, porque elas são muito casuais e depois fica difícil de usar se você precisar ir a algum local que exija traje social. Prefira as cores lisas e mantenha-se fiel a uma paleta de cores para não precisar trazer muita coisa. Uma saia tipo secretaria em cor neutra tem muito mais utilidade do que uma saia florida, a não ser que você saiba combinar muito bem com outras coisas bem discretas.

 Não mostre muito a pele: Se você esta com uma blusa muito aberta, cubra as pernas. E Vice versa. Tenha atenção a sua idade: aqui as pessoas se vestem de acordo com a idade, mesmo estando com o corpo bonito, umas bermudas curtas podem ficar ótimas em uma adolescente, mas não são muito bem vistas de você já passou dos 50. Mesmo que você tenha lindas pernas.

 Prefira sapatos fechados ou bailarinas para andar pela cidade, sandálias cansam muito os pés e podem ser usadas de vez em quando mas não todos os dias. A não ser que você esteja bem acostumada em usá-las.

 E por ultimo, mas não menos importante: Não se vista para “arrasar”. Aqui ninguém faz isso (só os turistas).

Mesmo que o seu intuito seja encontrar o seu príncipe encantado por aqui, os franceses não encaram muito na boa essa coisa de popuzuda, leggings com tops curtos, e minivestidos super ultra sexy – você corre o risco de ser mal interpretada.

Mantenha-se discreta e assim você chamara a atenção pelo lado positivo e não pelo negativo. Invista na maquiagem, no cabelo, enfim, tem varias coisas que você pode fazer para ficar bonita sem ficar muito provocante. No Brasil é super normal, mas aqui não. O meu marido mesmo ate chama essas oncinhas, leggings e botas por fora da calça apertada de “estilo brasileiro”. E para quem quer saber, ele não acha bonito.

 Enfim, resumindo, entre um minivestido apertado de costas de fora e umas calças de linho largas e uma camisete, fique com a segunda opção. No mais, relaxe, você esta de férias e no verão é mais provável que você veja mais os outros turistas por aqui do que franceses.

 Agora, uma lista do que você deve colocar na mala:

 1 Saia reta clássica lisa, ou saia plissada, lisa também

2. Uma bermuda ou saia mais informal.

Sapatilha, sapato boneca, sapatenis, enfim, sapatos bons pra caminhar. Ou espere para comprar uns Mefistos por aqui. Esses são sapatos super confortáveis para caminhar, franceses. Campers são ótimos também, porém são espanhóis. Traga uns scarpins para sair a noite.

Calça jeans – 1 somente, para viagens de trem, passeios no campo tipo em Giverny ou Versailles, etc.

3 Camisas ou camisetes de cor lisa

2 Calças de linho largas para andar no dia a dia. De preferencia a fibras naturais: Rami, seda, canhamo, algodão, também são ótimos.

3 camisetas pequenas (não traga camisetas coloridas com coisas escritas na frente, traga tipo baby look lisas que assim você pode colocar echarpes e estar bonita.

Echarpes e lenços de seda.

Aproveite para trazer as suas joias ou bijuterias que você herdou da sua avo e nunca usou porque no Brasil coisa velha não se usa. Aqui você vai fazer o maior sucesso com um detalhe vintage no seu outfit. Lenços antigos, bolsinhas do tempo do guarana de rolha, broches do tempo que a sua bisa ainda era mocinha, enfeite de cabelo, enfim, vale tudo desde que não seja uma peça de 10 centímetros de tamanho, é claro (tirando a bolsa, é claro, essa poder ser maior do que 10 cm, logico).

Enfim, aproveite para testar os seus dotes criativos e traga peças básicas, muitos acessórios de qualidade, lenços , etc (deixe os brincos de plastico e bijuterias douradas de 10 cm para a sua viagem aos USA).

 Atenção:

Esta é somente a minha opinião. Na realidade, desde que voce não esteja usando burka, tudo é permitido.  De resto, algumas restrições quanto as igrejas, restaurantes finos, Moulin Rouge e nada mais.

Leia mais...

Compra de cosméticos : Atenção para os prazos de validade dos produtos antes de gastar os seus euros 

Batom mac

abril 16, 2012 | Posted in Compras em Paris | By

Compras em Paris! A oportunidade de comprar batons, mascaras (rímel) para os olhos, lápis de contorno de olhos e boca, esmaltes, sombras e tantas outras maravilhas que no Brasil custam caríssimo e aqui nem tanto…

Só pra termos uma ideia, um batom da marca Bourjois (marca da mesma empresa Chanel) que é na minha opinião uma das melhores marcas de batom, aqui custa 14 euros, o famoso Sweet kiss. No Brasil se encontra por 100 reais!

Uma mascara DiorShow aqui custa cerca de 25 euros (eu acho uma mascara super cara, tem muitas ótimas por aqui por cerca de 10 euros).

Da realmente vontade de ir jogando tudo pra dentro da cestinha.

O problema é que temos de reparar nos prazos de validade dos produtos, porque por melhor que seja um produto de maquiagem francês, produto velho ou já passado do prazo alem de perder toda a qualidade não “funciona bem”.

Todos os produtos de maquiagem por aqui tem um simbolo que mostra a validade do produto depois de aberto. Depois desse prazo você deve jogá-lo fora.

prazo de validade dos cosmeticos

prazo de validade dos cosmeticos

O que acontece, entretanto, é que é normal as pessoas comprarem montes de batons da mesma cor, ou lápis de olho, pra aproveitar os preços, e irem usando os com o passar dos anos, abrindo um de cada vez. O problema é que estes produtos também tem prazo de validade, fechados mesmo. Como media, um produto dura cerca de 3 anos fechado contando a partir da data de fabricação, mas como saber quanto tempo ele já esta na prateleira das lojas por aqui? Fácil, use o site check cosméticos:

http://checkcosmetic.net/

Este site tem cobre a maioria das marcas conhecidas e mostra como encontrar o código pra colocar na busca. Mesmo que você não entenda inglês o site tem fotos mostrando onde estão os códigos.

Uma coisa importante é que não adianta ficar poupando a maquiagem porque ela é cara, maquiagem foi feita pra usar, e se você acha que não é pro seu bolso jogar fora uma mascara (rímel) para olhos depois de 3 ou 4 meses de uso, então faça como eu e compre maquiagem mais barata.

Marcas de maquiagem como a Bourjois ( Chanel), Maybelline e L’Oreal (Lancome) não são consideradas marcas de luxo como Chanel, Dior e Lancome, portanto os preços caem pela metade ou custam ate 3 vezes menos do que as marcas de luxo. Lancome e L’Oreal são feitas pela mesma empresa e a qualidade é igual, claro que as vezes com ingredientes um pouco diferentes, assim como a Bourjois é feita pela Chanel, ambos saem da mesma fabrica). Você paga pela embalagem diferenciada, pelo status de ter um produto de luxo, etc.

Eu amo maquiagem mas compro basicamente produtos mais perecíveis de marcas como Bourjois, que eu acredito que seja uma das melhores marcas francesas.

Eu costumo ver pessoas fazendo coleção de esmaltes, por exemplo. A menos que a pessoa seja manicure, se você esta pensando em usar os esmaltes individualmente, fique de olho porque depois de 1 ano eles começam a dar problema também. Os problemas com os esmaltes aparecem como alergias nos olhos, boca, etc. Ou seja onde você encosta o dedo. Não se tem reação alérgica na unha…

Produtos BIO ou naturais tem prazo de validade ainda menores. Eu mesma ganhei um gloss ótimo maravilhoso da Cattier que já chegou as minhas mãos com sentença de morte breve: tenho de usar o que eu puder ate setembro deste ano. Uma pena, mas é melhor não arriscar.

Sombras e pós compactos duram mais: pode-se usar por cerca de 2 anos (ou mais). Se você utiliza o dedo pra passar a sombra, de vez em quando passe um papel na superfície para tirar a camada de oleosidade que se acumula na superfície. O melhor mesmo é usar pinceis, que devem ser lavados toda a semana.

Bom, é isso, eu vejo constantemente pessoas comprando quilos de maquiagem que só seria usado se a pessoa fosse maquiadora profissional. Infelizmente tudo tem prazo de validade.

Leia mais...

Como manter os cabelos bonitos no inverno Europeu – dicas de produtos para comprar

outubro 31, 2011 | Posted in Compras em Paris, Turismo dicas | By

Algumas pessoas pensam que o verão é o maior inimigo dos cabelos. Em se tratando de Europa, os cabelos sofrem mesmo é no inverno.

Eu já havia falado um pouco sobre como lavar os cabelos e do tipo de água que temos aqui em Paris, que é uma das piores águas para o cabelo em toda Europa, perdendo somente para algumas outras cidades no interior da Franca e Londres (água com muito cálcio e outros minerais que se acumulam no cabelo).

Nem todas as cidades europeias tem o mesmo tipo de água, portanto se você estiver passando menos de 15 dias em Paris especificamente, você talvez nem sinta muito o problema da água com muitos minerais.

Bom, em relação ao frio do inverno, a Europa de uma forma geral tem as mesmas características climáticas: clima seco, frio, temperaturas agradáveis de 23/24 graus no interior dos prédios (mas ambiente muito seco) e temperaturas baixas (entre -4 a 4) no exterior, seco tambem. Portanto, essas dicas servem para viagens a Europa como um todo.

Aqui vão algumas dicas para proteger o cabelo do frio e do clima seco:

  •      Cubra sua cabeça! Nosso couro cabeludo produz menos sebo quando a temperatura baixa, então use um lenço ou um chapéu para reduzir a exposição direta ao frio. Não saia na rua de cabelo molhado ou úmido, porque a água no cabelo pode congelar e como gelo aumenta de volume, arrebenta a estrutura dos fios.
  •      Use uma máscara nutritiva e hidratante que vai restaurar a suavidade do cabelo e proteger das baixas temperaturas do inverno! Há muitas máscaras, escolha uma forma adequada à natureza do seu cabelo. Como a gente quando esta viajando não tem tempo pra ficar 30 minutos com um creme no cabelo, escolha produtos que exigem apenas 5 minutos de espera, assim você pode usar no banho mesmo, depois do shampoo, e enquanto você toma o banho os minutos passam, e ao final é no enxaguar.
  • Preste atenção especialmente na ponta do seu cabelo porque essa é a parte mais exposta ao frio. Use tambem um leave in para manter o seu cabelo protegido, com uma camada de produto condicionante. Escolha os produtos com silicone porque estes protegem bastante do frio e da perda de umidade dos cabelos:

Eu aconselho estes produtos, existem muitos outros, mas estes foram os que eu testei:

Mascaras “de supermercado” baratas que dão conta do recado, estas você pode usar no lugar do condicionador mesmo, toda vez que lavar o cabelo:

Essas mascaras custam em torno de 5 euros e fazem milagres:

Garnier Ultra Doux:
Masque Huile D’Argan et Cranberry
Masque Huile d’Avocat et Beurre de Karité (Esta mascara é bem oleosa, não compre se o seu cabelo não é seco ou não esta danificado)

Elseve da L’Oreal:
Masque Elsève nutri-réparateur anti-casse a l’omega + ceramide
Masque Reconstituant – Elsève Total Repair 5 (estou usando esta linha no momento, )

Dessange:

Masque Nutri -Extreme de Jacques Dessange

Eu acredito que esta é a marca que eu mais gosto dentre os produtos de supermercado, que eu já experimentei. Eu amo tanto o shampoo, condicionador como a mascara para cabelos da Dessange.

 Mascaras para cabelo de qualidade profissional:

Encontram-se a venda em cabeleireiros por todo o lado em Paris: são mais caras, boas para cabelos que já estão danificados e precisam proteção extra e custam cerca de 25 euros. Essas mascaras são mais intensas e você deve usar somente uma vez por semana, ou o seu cabelo pode ficar muito pesado.

Kerastase:

Masque Cheveux Epais Masquintense – essa é a melhor mascara da kerastase, na minha opinião.

Masque Chroma Riche Kerastase – para cabelos pintados.

Redken:

Velvet whip Masque (esta custa 18 euros e é muito boa).

Mascaras para cabelo que se encontram em farmácias, maravilhosas:

Phyto – todas as mascaras desta linha são fantásticas, naturais e custam em torno de 15 euros.

Klorane – Mascaras naturais, de alta qualidade, tambem recomendo todas as mascaras desta linha, custam em torno de 18 euros.

Sephora:

Bumble and Bumble: (tudo desta marca é ótimo)

Mending Conditioner – Masque réparateur pour cheveux – 35 euros

Frédéric Fekkai:

Salon Technician Color Care – Masque hydratant résultats rapides – 34 euros

Leave-in “de supermercado”, baratos, que custam em torno de 8 euros:

Todos da Elseve, dependendo do tipo de cabelo.

No supermercado voce encontra muitos tipos de leave-ins por este mesmo valor, portanto veja o que e melhor para o seu tipo de cabelo.

Leave in mais caro:

 Philip B

Lovin’ Leave-in Hair Conditioner -25 euros, na sephora

Pra finalizar, use um silicone nas pontas.

Eu uso o silicone brasileiro da Niely Gold com queratina. Acho que o nome é “silicone reparador de pontas”.

     Lave o seu seu cabelo com um xampu hidratante ou nutritivo, que também protege o couro cabeludo da poluição e da poeira. Eu não indico nenhum shampoo em especifico porque eu vivo mudando e nunca gasto muito dinheiro com eles. Eu uso os da Elseve, Dessange e um de 2 euros (500ml) da marca carrefour que é uma maravilha apesar de ser super barato!

Up-date: se por acaso voce quiser comprar estes ou outros produtos online, e receber no Brasil, voce pode comprar na amazon francesa, por precos ate melhores que estes que eu coloquei aqui:

E so procurar no search:

Leia mais...

Paris: Moda, beleza, cultura e afins

julho 23, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Olá pessoal!

Estou escrevendo este post em resposta a vários e-mails que tenho recebido de leitores (e leitoras) perguntando sobre a moda francesa, novidades de beleza e cosméticos, lançamentos, entre outros temas.

Como já sabemos a moda muda a toda estação mas cada pais tem os seu próprio estilo. E normal as pessoas se referirem ao estilo francês como mais clássico, mais formal.

Diferentes culturas e modos de pensar vão exigir diferentes formas de pensar a moda.

Aqui em Paris, e podemos dizer Europa de uma forma geral, não existe esta cobrança social que existe no Brasil de que se você repete uma roupa as pessoas “ficam falando”. As pessoas repetem roupas sim, e muito. E normal ver as pessoas no metro com o mesmo casaco quase o inverno todo. Mas são casacos caros, que duram uma vida inteira e podem ate passar de mãe pra filha. Assim como as bolsas Hermes ou Louis Vuitton, essas bolsas são, como todos sabem, caríssimas. Mesmo assim no Brasil existem certos grupos de senhoras que se você não tem a Louis Vuitton “do ano” você já não e mais bem- vinda no grupo. Aqui e exatamente o contrario! Quanto mais velha a sua bolsa mais interessante ela fica! Outra coisa que se faz muito por aqui e quando chega os saldos, onde as roupas estão muito mais baratas, ir em lojas tipo Armani, Uniclo, enfim, a sua loja favorita e comprar varias pecas do mesmo modelo para guardar. Isso não pode ser feito com roupas muito da moda, mas funciona muito bem para cashmires, casacos e botas de modelos mais clássicos.

Os brasileiros tem muito mais quantidade de roupas, e comprar mais por impulso do que os francês. Eu lembro de ouvir na minha família mesmo, expressões do tipo, “não é muito bonito mas tava barato, então comprei”. E só mesmo pra ter o que variar.

 

Em resumo,  aqui as roupas  são mais caras mas duram muito mais por causa da qualidade, o que evita da pessoa ter que ficar consumindo, consumindo o tempo todo.

No Brasil se compra roupa “por estação”. Aqui se compra roupa “pra vida inteira”, por isso compram coisas mais discretas e clássicas, para poder atravessar vários anos com elas.

Então, já vimos que Brasileiros e Franceses se vestem de forma completamente diferente mesmo.

 

Muitas vezes me perguntam “que tipo de roupa os franceses usam?” ou “que tipo de roupa devo colocar na mala para um período de férias na França?”

A minha opinião é que não devemos ficar mudando o guarda roupa só porque vamos viajar. Se fosse assim teríamos um guarda roupa para as viagens a Ásia, outro para a Europa, outro para a África e assim por diante. Vista-se de acordo com o clima, esteja confortável e traga roupas que combinem entre si. Pronto. Use o que você tem, e compre coisas novas na viagem. E melhor do que gastar fazendo “enxoval de viagem” antes de partir.  Planeje os seus passeios e traga roupas de acordo.

Leia mais nos artigos Outono e Inverno em Paris! O que colocar na mala?Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris Compras em Paris: Vintage e artigos de segunda mão eO estilo parisiense de ir às compras.

Mas claro, se você quer ter uma idéia de como andam as tendências por aqui, eu aconselho assinar de graça a revista Marie Clair, em Francês, o que vai ajudar também com o aprendizado do idioma. Eu assino e gosto muito de ler as novidades, tem varias seções e você recebe gratuitamente na sua caixa de email.

Mesmo se você não entende Francês a 100% você vai adorar ver as fotos. Infelizmente eu não posso copiar as fotos aqui por causa dos direitos autorais, só posso colocar aqui fotos que são minhas.

Pra assinar, você vai no website da Marie Clair francesa: http://www.marieclaire.fr/

Logo na primeira página você vai ver, no meio da página, à direita, um anúncio igual a este:

Você coloca o seu email, clica em “valider” e pronto!

Eu tenho certeza de que as informações que vocês podem encontrar nessa revista são de muito melhor qualidade e mais atualizadas do que eu poderia prover aqui no site.

Então fica aqui a minha dica, se vocês tiverem interessados em saber as últimas tendências de moda, beleza, cortes de cabelo, cultura e sociedade, não percam a oportunidade!

Nota: Quem conhece Paris deve ter notado que apesar desta ser uma das capitais da moda, as pessoas se vestem de forma discreta e repetem muito as roupas, portanto, não se preocupe em trazer toda a sua coleção de sapatos!

Leia mais...

Compras em Paris: Aproveite os grandes descontos do Grupon

julho 5, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Esta é uma dica imperdível.

Você já deve ter ouvido falar do Grupon, site onde você pode comprar de tudo com ate 70% de desconto.
É hora de usar o Grupon Paris também!

Se você esta planejando férias por aqui, ou passar aqui uma temporada maior, dinheiro economizado é sempre bem vindo.

Você pode economizar muito em restaurantes, lancherias, perfumarias, spas, lojas de departamentos, tours, espetaculos, enfim, o que não falta são opções.

Inscreva-se no Grupon Paris e receba por e-mail as promoções!

Eu aconselho mesmo, vale a pena.

Se você não conhece o Grupon, faca uma pesquisa no site do Grupon Brasil para ver do que se trata, e depois venha aqui se inscrever no Grupon Paris! Pra quem não conhece o site, ele abre uma janela pra voce se inscrever, se voce nao quiser e só clicar no botao que diz que ja esta registrado.

Voce pode se inscrever para receber as informações do Grupon sem comprar nada, a inscrição é gratuita e voce só compra se quiser. Eu as vezes passo meses sem comprar nada. Uma boa idéia é usar as promoções do grupon para fazer o seu roteiro, por exemplo, ao comprar um jantar num restaurante ou tickets para algum show, pesquise a area na volta e planeje um passeio nos arredorres.

Eu costumo utilizar o Grupon para comprar tickets de espetáculos por aqui (alem de manicure e roupas claro). Vale a pena porque você pode ir aos Cabarés de Paris, assistir o show e jantar, por exemplo, pela metade do preço. 

Pra quem viaja e come mais em restaurante, vale a pena também ver as promoções de lancherias para um almoço rápido como também as promoções em restaurantes de luxo (que sem o desconto do Grupon ficariam muito caros) para jantares aqui.

Aproveite para economizar usando o Grupon Paris!

 

 

Leia mais...

Rue Rivoli em Paris: Mais um endereço para compras

junho 30, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

A Rue Rivoli é uma das ruas mais famosas de Paris.

Mesmo no centro, passando ao lado do Museu do Louvre, esta rua é o destino certo para quem esta atras das grandes lojas de departamentos como H&M, Zara, Mango, e muitas outras.

Mesmo que algumas destas lojas também existam na sua cidade, no Brasil, vale a pena dar uma olhada porque aqui e muito mais barato.

Eu particularmente gosto muito das ofertas da Stradivarius, por exemplo, que é uma loja espanhola (como a Zara), mas mais barata. Vale a pena conferir. As roupas da Mango duram muito.

Passear pela rua Rivoli não é só “coisa de turista”. A rue Rivoli é também o ponto de encontro dos parisienses quando pensam em compras.

Cheia de lojas de roupas, perfumarias,  sapatos e óticas, em uma rua somente você pode comprar praticamente tudo o que precisa.

A grande vantagem de percorrer a Rue Rivoli para compras e que você tem a parte que começa na Place de la Concorde, onde estão as lojas de souvenires que seguem ao lado do Museu do Louvre, você encontra a Benlux na esquina com a Avenida da Opera para as suas compras de cosméticos, e seguindo adiante você verá as grandes lojas de departamentos, enfim, é bom porque não tem como se perder: é só seguir em linha reta.

A Rue Rivoli em Paris é uma das ruas mais longas de Paris e se você seguir reto ela irá terminar “se transformando” na Rue St. Antoine. Se você ainda tiver energia, siga em frente também, e terminará na place de la Bastille.

Na Place de la Bastille tem um mercado de artesanato, com quiosques representando os países do mundo e você encontra de tudo la: chapéus Panamá a 35 euros, sabonetes de Marseille (ótimo para dar de presente, esses sabonetes são famosos por seus “poderes” medicinais, feitos a moda antiga, sem químicos esquisitos adicionados).

Bom, este é um roteiro que também vale a pena fazer, e é bem simples – uma linha reta mesmo:

Va ate a Place de La Concorde (metro concorde).

Siga reto acompanhando a rua Rivoli, passe pela estatua dourada da Joanne D’Arc, enfim, o que não falta são coisas interessantes pra ver nesta rua.

 

Ou:

Va ate a Place de la Bastille (metro bastille)

Compre aqui o seu chapéu Panamá he he. Siga reto na Rue St. Antoine, no Marais, e vá em frente ate encontrar uma bifurcação: passe para a Rue Rivoli e pronto, siga em frente ate encontrar a Place de La Concorde.

 

Leia mais...

La Vallée Vilage: O Paraíso outlet para compras a 40 minutos de Paris

junho 30, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Compras em Paris!

Essa Village, dedicada somente a compras merece uma visita.

Acompanhamento, guia de compras brasileira, transporte de onibus inda e volta incluido.

Para quem esta interessado em roupas de marca famosas, de alta qualidade, e não esta disposto a percorrer Paris de ponta a ponta a procura dos outlets das marcas espalhados por aqui, tem a opção de encontrar um lugar onde as lojas estão lado a lado.

A poucos minutos da Disney, a La Vallée Vilage é o destino certo para compras.

Com descontos que podem chegar ate a 70% esta é a oportunidade de você comprar sapatos, óculos, bijuterias, roupas, enfim, tudo no mesmo lugar.

Aberto todos os dias, também é o lugar ideal para ir aos domingos, quando todas as outras lojas estão fechadas.

A La Vallee Village abre as 10 horas da manhã e fecha as 8 da noite.

 

Você vai encontrar varias opções de restaurantes, cervejarias e brasseries e cafés para quando sentir fome, sede ou quiser dar uma pausa para descansar.

Apesar de ter praticamente todas as marcas que você imaginar, o La Vallée Vilage é muito pratico porque você encontra tudo reunido.

Este é um passeio perfeito para quem quer fazer compras em lojas de marca, mas não quer pagar os preços das boutiques no centro. Se você dedicar um dia para ir la, você vai economizar tempo e ainda se divertir muito, porque o lugar e muito bonito. Vale a pena!

 

Se voce estiver interessada/o em visitar com guia acompanhando, escreva pra mim:

 

Leia mais...

Como manter o cabelo bonito durante uma viagem pela Europa

junho 12, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Para quem não sabe, cabelos, produtos para cabelos e afins são uma das minhas manias.

Eu não sou daquelas pessoas que colecionam produtos para cabelo em casa e estão sempre comprando coisa nova. O que eu gosto mesmo é pesquisar sobre os produtos, para que servem os ingredientes, se realmente fazem efeito ou estão ali só para aumentar o preço dos produtos. Tenho um “interesse cientifico” no assunto e adoro descobrir que afinal aquela velha marca de shampoo barata tem uma formula quase igual ao shampoo mais caro do supermercado. Entendo sobre shampoos com cones, sem cones, biológicos e sei qual é a diferença entre sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate – Se você não sabe, aconselho a usar shampoos com o primeiro da lista.

Mas agora, falando sobre como manter os cabelos bonitos na sua viagem pela Europa:

Quem vem passar ferias em Paris normalmente começa a reclamar do estado do seu cabelo.

A água em Paris é muito mais “dura” e mais alcalina, boa para beber porem péssima para a pele e cabelos. Aqui temos que colocar anti-calcario sempre que lavamos roupa (junto com o sabão) senão a roupa não fica limpa e entope os canos com calcário. As maquinas de cafe tem de serem limpas seguidamente também.

O calcário encontrado na água vai acumular no seu cabelo também.

Depois de umas duas lavagens você vai começar a notar a diferença. A sua pele pode começar a ficar extremamente seca, coçando e os cabelos pesados, sem brilho.

Qual é a solução? Quelamento.

Eu não sei se este termo é muito usado no Brasil, mas acredito que os frequentadores de piscinas conheçam. O cloro que fica no cabelo não sai com shampoo, nem mesmo com shampoo de limpeza profunda ou clarificantes, então a gente tem de usar os tais queladores.

Os queladores são produtos que tem o “poder’ de retirar minerais e metais do nosso cabelo e pele, assim como também podem ser administrados para intoxicação interna por metais pesados (que não é o que estou falando neste artigo – eu me refiro somente a cabelos e pele mesmo).

Se você reparar, aqui as pessoas, de uma forma geral (na Europa como um todo) tem cabelos mais porosos, e muitas vezes com aparência de sujo.

Não é porque eles não lavam os cabelos, é simplesmente o efeito da água mesmo, caso eles não usem queladores.

Esses minerais se acumulam no cabelo e não saem mesmo, e o cabelo fica parecendo danificado – tem muita gente que corta o cabelo achando que esta muito estragado, quando na verdade só precisa mesmo e de uma boa limpeza com queladores.

Bom, como resolver o problema?

Use, (traga ou compre aqui) shampoos com algum destes ingredientes:

Disodium EDTA

Tetrasodium EDTA

Sodium citrate / Acido citrico

Trisodium citrate

Estes são os ingredientes que tiram os minerais do cabelo. Você vai notar que aqui você precisa usar muito mais shampoo do que em lugares onde a água e mais “macia”, como no Brasil.

Essa mudança na quantidade de shampoo vai deixar o seu cabelo mais seco também, e aliado com o clima, que é seco, piora tudo mesmo.

Se você não usar sabonetes ou shampoos com estes ingredientes, você vai, mais cedo ou mais tarde, notar o seu cabelo e pele mudando (para pior).

Existem vários sabonetes (para a pele) aqui com algum “EDTA” por causa da água. Um deles e o Petit Marseillais, que se encontra em todo supermercado, e é barato (cerca de 2 euros).

Eu recomendo o de azeite de oliva (este link vai direto pro website do Petit Marseillais somente pra ver como é a embalagem e os ingredientes).

Shampoos: qualquer um que tenha estes ingredientes, ou simplesmente misture suco de limão ou vinagre (um pouquinho só) no seu shampoo ou para enxaguar. Tem garrafinhas pequenas de vinagre no supermercado e ate mesmo suco de limão puro (com conservantes, claro) em garrafinhas pequenas na parte gelada do supermercado. Ficam normalmente perto do salmão defumado (porque se usam juntos, he he).

Não interessa muito a marca mesmo. O acido citrico do limao ou do vinagre vao limpar os minerais do seu cabelo. Deixe no seu cabelo um pouco, não lave imediatamente (espere 1 ou 2 minutos com o limao no cabelo), ou evite o problema já usando desde o primeiro dia. Os shampoos que realmente limpam os cabelos tem de ter um destes ingredientes no topo da lista, ou seja, um pouquinho de acido citrico no final da lista de ingredientes não vai resolver muito. Como você sabe – quanto mais acima da lista, maior é a quantidade do produto. Na duvida, misture vinagre ou suco de limao (na hora) no shampoo.

Bom, sabendo disso, você deve adivinhar que a maioria dos produtos de higiene e limpeza feitos para o publico frances é diferente dos que compramos no Brasil.

Note que não tem nada a ver com raça, nacionalidade, cor ou afins. Os parisienses são tao ou mais misturados do que os Brasileiros e temos aqui mulatas, loiras, morenas, ruivas, arabes, todas 100% francesas.

A diferença é portanto, o clima e a água. Aqui uma “loção hidratante” é muito mais pesada do que no Brasil. Um creme é ainda mais pesado. Se você esta pensando que vai encontrar os produtos franceses que você usa e compra no Brasil, pode se decepcionar um pouco. Cada empresa tem a sua própria linha de produtos para o mercado estrangeiro. Os produtos de marcas francesas que voce compra no Brasil sao especiais para o publico, clima e gosto brasileiro.

Já aconteceu de pessoas vindo passear aqui, ao pedirem a minha ajuda para “traduzir” os produtos, depois começarem a reclamar dizendo “você disse que era loção e afinal é um creme”.

Eu aviso sempre, experimente antes  (use as amostras) porque o que é considerado loção aqui, ou mesmo “leite de beleza” é muito mais grosso e pesado do que no Brasil.

Não adianta somente traduzir e note bem: O mundo não segue os padrões brasileiros. Cada lugar tem o seu próprio padrão e usa os termos como bem entende visando os moradores deste local, não os turistas.

Assim como no Brasil o “couro sintético” se chama “couro ecológico” (que de ecológico não tem nada há ha), cada lugar é livre para as suas próprias invenções de marketing e usos da linguagem.

Agora, falando um pouquinho de compras em Paris:

Coisas que eu, pessoalmente uso e aconselho a comprar por aqui, para os cabelos, que eu não costumo ver em outros lugares com os preços que temos aqui:

Kerastase – Esta é sem duvida a melhor marca de Shampoo francesa. Se você usa ou quer experimentar, aproveite. São vendidos em salões de beleza.

Klorane – ótimos produtos para o cabelo também, vendidos em farmácias.

Os outros shampoos e condicionadores franceses, são na maioria das vezes iguais aos brasileiros, com a diferença de serem sempre mais ácidos por causa da água. Os Dessange, muito populares aqui, tem a formula muito parecida com os Pantene, e são ótimos para presentear amigas (custam em media 5 euros).

Essa é a linha de shampoos que eu uso no dia a dia. Eu uso o nutri extreme da Dessange (amarelo).

Eu costumo ler todos os rótulos muito atentamente, e cheguei a conclusão que tirando os Kerastase e Kloranes (muito caros pro meu gosto, so uso de vez em quando) não há nada assim muito diferente entre os produtos que eu vejo por aqui. Shampoo serve pra limpar mesmo. Não vai fazer muito pelo cabelo mesmo. Alguns, como os Dessanges e Pantenes da vida, como tem silicones (Dimethicone e afins) no proprio shampoo, dao aquela sensaçao de cabelo escorregadio quando molhado, tipica dos silicones.

Os silicones somente servem para facilitar a sua vida depois de lavar os cabelos, ao pentear. Não trata o cabelo. Silicones são produtos puramente cosmeticos. Eles formam uma camada fina em volta do seu cabelo, mas nao é absorvido.

Os condicionadores é que devem sem bem pesquisados.

Os produtos da Occitane são ótimos também, incluindo shampoos e condicionadores, se encontram nas lojas Occitane (tem por todo o lado aqui) e nas Galeries Lafayettes.

Manteiga de Karite pura – uma maravilha da natureza, otima para o cabelo, pele, etc. Encontrado em lojas de produtos africanos e indianos. Eu compro a minha na Velan ( link para o site da loja, para voce ver como chegar la).

Note que a manteiga de karite verdadeira é beje ou cinzenta, não amarelada. A que aparece no site, para comprar online, não é muito boa (é feita de outra arvore) e esta meio seca porque eles recebem em grande quantidade e depois colocam em pacotes .

A melhor é a que eles vendem em potes fechados na loja (250 gramas por 5 euros). Você tem de ir la mesmo.

Monoil Oil – A venda em qualquer supermercado, este óleo de coco perfumado, medicinal, da polinésia francesa (Haiti) é ótimo, e tem também os shampoos naturais da própria marca. São vendidos no supermercado Monoprix pelo melhor preco link para voce ver como é o vidro.

O monoil oil e a manteiga de Karite não são produtos made in france, mas é uma otima oportunidade de comprar esses produtos puros, sem mistura neguma. No Brasil é praticamente impossível encontrar manteiga de karite pura, somente misturada com outros produtos baratos que aumentam a quantidade e estragam a qualidade. Manteiga de karite é uma manteiga medicinal, não deve ser misturada com produtos de puro efeito cosmético como silicones e óleos minerais. Note que eu chamo de medicinal produtos que curam ou tratam mesmo certos problemas de pele, couro cabeludo, como eczemas, psoriase, queloides, acne etc. Produtos de efeito cosméticos deixam o cabelo/pele bonitos, mas não tratam nada (silicones e óleos minerais de uma forma geral). A mistura de Monoil oil com karite e uma otima ideia.

Eu misturo, em casa, a manteiga com óleo de coco virgem biológico (50/50), sem mais misturas nenhumas, mas você e livre para misturar com óleos essenciais, monoil, azeite de oliva também.

Outros produtos legais para cabelo:

Escovas de cabelo com cerdas naturais: Essas escovas são ótimas para o cabelo, e ainda reduzem as suas dores de cabeça, desde  que sejam cafaleias tensionais. Elas retiram eletricidade estática do seu couro cabeludo e diminuem o stress.

Escova de pelo de javali (javali em frances se chama sanglier) – essas escovas não penetram nos cabelos mais volumosos, somente em cabelos finos, portanto você também encontra as opções que tem nylon e sanglier (pelo de javali) juntas, que são ótimas também pois o nylon penetra no cabelo, e as cerdas naturais vão tirar a eletricidade estática, espalhar os óleos naturais do cabelo e baixar as cutículas dos fios.

Escova de pelo de cabra (chevre em frances) – escovas usadas para polir o cabelo, baixando as cutículas. Não espere essas escovas penetrarem no cabelo, imagine que o pelo de cabra é mais ou menos da mesma textura que o nosso cabelo, portanto é para polimento somente.

Você tem de dividir o seu cabelo em partes para usar a escova de pelo de cabra. Você pode colocar umas poucas gotinhas de Monoil Oil para perfumar o seu cabelo com a escova, e dar brilho.

Cuidado para não deixar o cabelo oleoso. Essa escova deve ser lavada como se lava cabelo mesmo, muito seguidamente (a cada 3 dias no máximo) não deixe as escovas com cabo de madeira de molho, porque a madeira vai inchar e trincar.

Essas escovar custam entre 7 e 12 euros, ou mais, mas são investimentos que duram muito tempo.

A de cabra você tem de ir em lojas especializadas mesmo.

Esteja preparada para emergências também:

Se por acaso você ficou sem shampoo, você pode usar por um dia um detergente qualquer, mas NUNCA, em hipótese alguma coloque sabão (como o sabão em barra para as mãos ou o petit marselleise, que é liquido) no cabelo quando viajar pela Europa.

O problema não é o sabão. A água é que não é boa. Sabão + água dura (com calcário) não funcionam bem juntos e você vai acabar com um cabelo parecendo um ninho de passarinho.

Como o cabelo fica assim, fica impossível tirar o sabão do cabelo. Não pense que só porque é liquido e necessariamente detergente. O Petit marsselleise é sabao liquido, não é detergente.

Use, em caso de emergência qualquer detergente (sim, os shampoos são detergentes não são sabões) que você tenha por perto. O seu cabelo vai ficar meio seco mas perfeitamente aceitável e limpo. Exemplo de detergentes que você pode encontrar nos hotéis: body wash, shampoos para banho.

Preste atenção que tudo o que tiver o ingrediente “cocos nucífera oil” é sabão.

Detergentes tem sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate. Se você puder pegar um pedaço de limão no restaurante que jantar, o seu cabelo vai agradecer ainda mais.

 Obs: Na falta de limão, Ice Tea, cha preto e cafe tambem tiram os minerais do cabelo e são faceis de encontrar em todo  o lado.

Leia mais...

O museu do perfume em Paris: Fragonard Musee Du Parfum

abril 16, 2011 | Posted in Compras em Paris, Pontos turisticos | By

No final do século 14, perfumes líquidos começaram a gradualmente substituir os sólidas (resinas e óleos usados como perfumes).

Águas perfumadas e tinturas foram procurados por seus valores medicinais.

 

Banhos eram considerados perigosa e insalubre por toda a Europa e, conseqüentemente, aristocratas utilizado quantidades crescentes de perfume para ocultar o odor de seus corpos mal-lavado.

Perfumes fortes e inebriantes, como o âmbar, almíscar, jasmim e tuberosa, eram persistentes o suficiente para encobrir maus odores em voga. Da mesma forma, a fragrância usada em luvas perfumadas trazida à França por Catarina de Medici, de sua terra natal (Toscana) mascaravam o cheiro desagradável de couro mal curtido.

 

A associação entre couro e perfume era tão forte que em 1656 a Corporação dos Glovemakers (fazedores de luvas) e perfumistas foi formado em França.

Sob Luís XIV, apelidado de “rei com cheiro mais doce de todos”, nessa agremiação foi concedido o monopólio da distribuição de perfume, que anteriormente pertencia a boticários e farmacêuticos.

 

A forte demanda por produtos perfumados, principalmente importados da Itália, encorajou a França a desenvolver a sua indústria próprio perfume. A região de Grasse, no sul da França, que gozava de um clima favorável e apoio local da Faculdade de Farmácia de Montpellier, começou a especializar-se em ambas as matérias-primas aromáticas e a produção efetiva de perfume.

 

A idade do Iluminismo viu uma grande expansão dos produtos de perfumaria. As águas perfumadas abriram caminho para colonias de toucador e banho de cheiros gradualmente foram incorporados ao dia a dia cotidiano da realeza e dos cidadãos abastados.

 

A corte francesa foi o modelo inquestionável de requinte e elegância em toda a Europa e, eventualmente, a França se tornou o lar dos maiores fabricantes de perfumes e perfumes mais inovadores. Enquanto Paris era a capital do comércio de produtos perfumados, a cidade de Grasse, com suas extensos campos de jasmim e rosa, se tornou a capital da produção. Como você pode ver por esta pequena historia do perfume francês, a ideia de que os franceses eram mal cheirosos é apenas um erro. Na verdade eles cheiravam a essências muito fortes e doces, dando assim a eles a fama de “cheirosos”.A realidade da época era que realmente ninguém tomava banho regularmente. Os banhos regulares foram introduzidos pelo contato com os povos indígenas das americas, que costumavam banhar-se nos rios para evitar que o cheiro corporal atraísse insetos e animais.

Foi durante este período que Grasse começou a adquirir a sua reputação mundial pela diversidade e qualidade da sua produção.

Para saber mais sobre a historia do perfume Frances, e ver como eram feitos os perfumes antigamente e como são feitos hoje, o Museu do Perfume é o melhor lugar para ir em Paris.

De Graça, e ainda com visita guiada (em inglês).

Você ainda terá a oportunidade de fazer compras na Boutique do Museu, que oferece uma variada gama de produtos de Higiene e perfumaria. Imperdível!

 

Museu do Perfume – Fragonard Musee Du Parfum

9 Rue Scribe, 75009 Paris, France +33 1 47 42 04 56 ‎ fragonard.com

Leia mais...

Avenue Montaigne: O Endereço da moda em Paris

março 31, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Se você ama moda e conhece melhor a historia da Vida de Coco Chanel e Valentino do que a historia da Torre Eiffel, ou se você suspira mais ao ver uma boutique da Dior do que uma Igreja medieval, você não esta sozinho.

Além de museus e monumentos, Paris também é famosa por ser um dos maiores centros da moda do Mundo. Reserve um dia para fazer o roteiro da moda em Paris.

A Avenue Montaigne foi originalmente chamada de Veuves Allée des (beco das viúvas), porque as mulheres de luto se reuniram ali, mas a rua mudou muito desde os dias do início do século 18.

O nome atual vem de Michel de Montaigne, um escritor francês do Renascimento. No século XIX, a rua ganhou notoriedade por sua decoração brilhantes e coloridas nas noites de sábado.

 

A Avenue Montaigne possui inúmeras lojas especializadas em moda, como Dior, Chanel, Fendi, Valentino e Ralph Lauren, assim como joalheiros como Bulgari e outros estabelecimentos de luxo, como o hotel Plaza Athénée.

Essa avenida também foi residência de atores e atrizes famosos: A atriz Marlene Dietrich, por exemplo, manteve um apartamento na avenida Montaigne 12, por muitos anos, e lá morreu em 1992.

Em uma rua somente você encontra grande parte das boutiques mais famosas do mundo, e o passeio pode ser feito em uma manhã ou tarde.

 

Para completar o dia, aproveite para ir também:

Museu do Perfume: Fragonard Musee Du Parfum

9 Rue Scribe, 75009 Paris, France +33 1 47 42 04 56 ‎ fragonard.com

 

Ao museu da Moda de Paris: Musée de La Mode et du Textile

Musée de La Mode et du Textile, 107 Rue de Rivoli, 75001 Paris, France +33 1 44 55 57 50 ‎ lesartsdecoratifs.fr

 

Como chegar:

O metro Franklin D. Roosevelt deixa você mesmo no meio desta rua. Se você estiver passeando a pé, siga a Champs Elysee, saindo da Place de La Concorde (outro lugar imperdivel para quem quer ver boutiques famosas também) e ao chegar a rotunda de Champs Elysee, vire a esquerda.

Pronto, você já esta no paraíso da moda em Paris.

 

Para passeios guiados e guia de compras, entre em contato: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

30 frases e expressões uteis para comprar cosméticos em Frances

fevereiro 5, 2011 | Posted in Compras em Paris, Curso de Francês | By

Compras em Paris!
Paris é conhecida como o centro mundial dos cosméticos e produtos de beleza de alta qualidade, e a maioria dos turistas quando vem aqui tem interesse em programar um dia de compras para cosméticos, perfumes e produtos de beleza em geral. Cosméticos, shampoos, perfumes e maquiagem são também presentes muito apreciados de uma forma geral.
Para ter certeza de que você esta comprando o produto certo para o seu tipo de cabelo ou pele, preparei uma lista para ajudar você:

1. cabelos secos – cheveux secs, desseché (ressecados)
2. cabelos oleosos – cheveux gras
3. cabelo danificado – cheveux abîmés
4. shampoo nutritivo – shampooing nourrissant
5. Shampoo hidratante – Shampooing Hydratant
6. shampoo para crianças – shampoing pour les enfants
7. cabelos pintados – cheveux colorés
8. cabelos longos – les cheveux longs
9. creme condicionador para cabelos – Revitalisant pour les cheveux /apres shampooing
10. cabelos cacheados – cheveux bouclés
11. cabelos lisos – cheveux raides
12. alisar os cabelos – lisser les cheveux
13. creme para a face  – crème pour le visage
14. creme para as mãos – crème pour les mains
15. creme hidratante – crème hydratante
16. creme nutritivo – crème nourrissante
17. creme para a área dos olhos – crème pour le contour des yeux
18. creme para as rugas – Crème Contour des yeux
19. tratamento intensivo – soins intensifs
20. tratamento para rugas – traitement des rides (soins é também usado)
21. tratamento para acne – traitement pour l’acné (soins também é usado)
22. Loção  – Lotion
23. creme auto bronzeador – crème autobronzante
24. óleo para o cabelo – l’huile pour les cheveux
25. óleo apos banho – l’huile après le bain
26. maquiagem – maquillage
27. batom – rouge à lèvres
28. base – base
29. rímel – mascara
30. esmalte de unhas (longa duracao) – vernis à ongles (de longue durée)

Dicas:
A palavra “soins” é uma das palavras que você vai encontrar mais frequentemente nos produtos, e significa tratamento, seja para a pele, cabelo, etc.
Se você esta pensando em comprar presentes para levar para amigos ou família, perfumes, águas de colonias (não tao fortes) e produtos de beleza são perfeitos! Você não precisa gastar muito, nos supermercados tipo Monoprix tem uma área especifica para cosméticos e produtos de beleza incríveis e de ótima qualidade. Você vai encontrar lindas embalagens perfeitas para dar de presente!
Shampoos Kerastase são encontrados em salões de beleza e estão sempre a mostra nas vitrines, é bem fácil de encontrar.
Se você lembrar de mais alguma palavra que eu não coloquei na lista, deixe a sua mensagem aqui perguntando que eu incluo com a tradução!
Boas compras!

Leia mais...

Saldos de Inverno: O melhor momento para fazer compras na Europa

janeiro 12, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Saldos, Saldi, rebajas … seja qual for o país ou o nome, o princípio continua o mesmo: Divertir-se a preços de pechincha. E os saldos de Inverno de 2011 estão ao virar da esquina em toda a Europa. Esta é uma oportunidade ideal para renovar o guarda roupa, comprar os itens necessários que você estava namorando a tempo mas o preço estava impedindo…
Chegou a hora! Época dos saldos!
Os saldos de inverno são particularmente populares porque as roupas de inverno são caras, materiais como cashmire, couro, peles e las de boa qualidade custam muito caro.
Os Parisienses preferem comprar roupas de boa qualidade e que durem muito, então da para imaginar a correria para comprar umas peças de cashmire ou bons casacos a partir de hoje.
Todos os anos um pouco antes do fim do inverno começam os saldos por toda a Europa: As datas não são as mesmas e muitos atravessam as fronteiras nestas épocas para aproveitar saldos de diferentes cidades.
Falando em comprar em Paris, existem vários mitos em relação as lojas famosas de Paris que eu gostaria de esclarecer:
As Galerias lafayettes são frequentadas somente por turistas que não sabem onde ir. Mentira. Os Parisienses compram muito nas Galeries Lafayettes. A qualidade das roupas é ótima e sempre tem boas promoções para aproveitar ( durante todo o ano).
Paris é a capital mais fashion da Europa e todo mundo anda na ultima moda. Mentira. Os Parisienses gostam de roupas de boa qualidade mas não se vestem de forma exuberante e chamativa. O estilo para o dia a dia é bem clássico – urbano. Se vê muita gente com roupa chamativa nas ruas, mas esses são os turistas, que acham que tem de “mostrar o seu melhor” em Paris.

Aqui vai a informação das cidades Europeias que são famosas por terem os melhores períodos de saldos de inverno:

Saldos em Paris 2011
Paris, capital da moda francesa é, obviamente, o mais popular da cidade para aproveitar os saldos na França. Em Paris, a partir de 12 de janeiro (2011), você será capaz de correr para as lojas da capital para fazer um bom negócio. Existem lojas como a Galeries Haussmann, Galeries Lafayettes que estarão literalmente lotadas. Elas são normalmente os lugares mais frequentados durante todo o ano, então não e de admirar que na época dos saldos o publico aumente ainda mais. Talvez fosse melhor focar a sua sessão de compras durante as vendas para as áreas um pouco menos concorridas, como as ruas de Rennes, ou do Marais.
Até 15 de fevereiro de 2011.

Saldos em Londres 2011
A capital britânica é o destino ideal para todos os viciados em moda.
Aproveite os saldos em Londres, para colocar um pouco do kitsch Inglês em seu guarda-roupa!
Dia 26 de dezembro foi a data de abertura dos saldos na cidade de Londres, o suficiente para aumentar seu apetite por compras na França ou em outro lugar.
Até 23 de janeiro de 2011.

Saldos em Milão 2011
Saldos muitas vezes pode pagar um bom preço para os itens que são normalmente inacessíveis para a bolsa. Milão é a capital da moda italiana e luxo. Mime-se, escolha de um par de sapatos italianos e aquela bolsa de luxo que você sempre sonhou. Você vai adorar os saldos em Milão!
2 janeiro – 3 março de 2011.

Leia mais...

Outono e Inverno em Paris! O que colocar na mala?

outubro 23, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Aqui em Paris temos a sensação de que já chegou o inverno,  temperaturas baixas como se fosse já época de Natal está fazendo todo mundo comentar e achar estranho.

À noite a temperatura vai a 2 e 3 graus… Agora só falta começar  a nevar em pleno Outubro!

Bom, estou escrevendo sobre esta “novidade” não só por curiosidade, mas para aproveitar o assunto e dar umas dicas de o que colocar na mala  caso você esteja planejando vir aqui no inverno.

1.     Aqui todos os lugares tem aquecimento central: tendo isso em mente, tente colocar na mala um casaco quente, de preferência impermeável por causa das chuvas, mas não traga blusões muito quentes porque dentro dos hotéis, restaurantes, teatros, é quente. Um bom casaco por cima é o suficiente para enfrentar o frio na rua. Chapéus, luvas e echarpes são bem vindas e você pode tirar facilmente quando chega no interior de algum lugar.  Se você vive em algum lugar que não faz tanto frio, considere comprar o casaco aqui, você pode encontrar coisas bem legais nas lojas outlet, por exemplo, a preços bem em conta. As lojas outlet vendem roupas e sapatos de marcas conhecidas mas a preços mais baratos porque são modelos mais antigos, mas tem muita coisa boa, bonita e barata.

2.     Traga guarda chuva e botas de inverno – eu aconselho botas confortáveis de salto baixo para agüentar as caminhadas. Uma coisa importante a lembrar: por mais confortavel que seja o sapato, vale a pena trazer mais de um par, assim os pes descansam do formato do sapato!

3.     Como você vai tirar o casaco toda vez que chega em algum lugar, não se preocupe muito se não for o casaco mais lindo do mundo, o que importa e estar quentinho!

4.     Aqui se usa casacos de nylon, lã, couro, couro com pele por dentro, casaco de pele natural ou falsa, tem de tudo, portanto não se preocupe com o modelo, se vê mais cores escuras mas também muito casaco cor de vinho, vermelho, bege, caramelo, vale tudo.

5.     Cardigans de lã são ótimos porque você pode colocar de baixo do casaco se estiver muito frio, e é fácil de tirar se você sente calor.

6.     Como roupas de inverno são mais pesadas e maiores do que as de verão, não traga muita coisa, um bom casaco escuro e suficiente, de resto, traga roupas que combinem entre si, escolha uma cor e mantenha os mesmos tons, você não tem como errar dessa maneira.

Book Early & Save up to 20% Off at Crowne Plaza!

7.     Então, resumindo, você vai precisar:

a.     Um bom casaco de inverno, de preferência impermeável para agüentar a chuva.

b.     Botas de inverno- 2 pares, ou um par de botas e botinas (botas de cano curto), não traga sapatos em veludo ou que estraguem na chuva.

c.      Blusas quentes – umas 3 e suficiente, em cores escuras, tipo 2 tons de cinza e uma preta.  Não traga blusas de gola alta – decote V ou redondo são melhores ou você vai ficar com calor depois.

d.     Cachecol e echarpe – uma de cada, em cores neutras.

e.     Chapéu de inverno – eu aconselharia 2, caso um fique molhado você tem outro, digamos um preto e um cinza ou da cor dos suas blusas.

f.      Luvas – 2 pares pelo mesmo motivo- se um par fica molhado você tem outro.

8.     A maioria dos hotéis tem, mas se você não tem certeza ou vai ficar em hostal (albergue) é sempre bom trazer um secador de cabelos – não saia na rua com cabelo molhado ou você vai sentir muito frio.

9.     Tenha em mente que por causa do aquecimento o ambiente e seco, então meias, roupas interiores secam facilmente durante a noite, você poderá lavar e usar no outro dia, então mais uma razão para não trazer 20 calcinhas.

Se voce estiver precisando de alguma roupa quando estiver aqui e nao quer gastar muito, leia as dicas em Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

O estilo parisiense de ir às compras.

outubro 18, 2010 | Posted in Compras em Paris | By

Estilo parisiense de ir às compras.

Os parisienses não mudam de guarda roupa a cada estação, ou seja, não compram um novo casaco a cada inverno que chega. Quando vão as compras, eles buscam roupas de qualidade que sejam capazes de durar vários anos. É por isso que se vê muitas cores básicas na rua, muito preto, marrom, cinza e azul escuro. Fica legal porque as roupas de todo mundo combinam umas com as outras.

Normalmente eles tem um bom casaco preto, marrom ou cinza, uma jaqueta de couro/jeans, um impermeável de meia estação e outro de inverno. Se vê muito casaco e jaqueta de couro nas ruas,de todos os modelos e tamanhos.

Outra coisa que eles fazem muito e combinar marrom com preto e com cinza, coisa que normalmente é vista como um “no no” em termos de moda. Mas como as roupas são de boa qualidade fica bem bonito.

É normal o parisiense esperar as temporadas de saldos e comprar peças mais baratas mas de boa qualidade. Quando encontram alguma coisa que tem qualidade e esteja com um preço bom, normalmente compram 2, 3 peças iguais para guardar e usar mais tarde- note bem: não é porque está barato que eles compram uma camisa de cada cor – eles compram varias da mesma cor! Como eles normalmente compram coisas num estilo mais clássico, nunca sai de moda. E claro que eles acompanham as tendências da moda, mas não investem em muitas peças, um acessório ou outro é o suficiente.

É muito comum eles comprarem em lojas outlet- aquelas lojas que vendem roupas de marca, verdadeiras, não são falsificadas, são de estações passadas. Eu costumo comprar Le Cooper, Banana’s Republic, entre outras marcas de qualidade nessas lojas. Afinal uma calça preta é sempre uma calca preta, não importa muito se é da coleção do inverno passado ou deste. E essas roupas duram muito! Eu tenho calças que estão perfeitas e já tem 10 anos!

Eu escrevi um artigo com os principais enderecos destas lojas em  Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris.

Uma coisa interessante sobre as francesas é a que respeito das bolsas que usam. Não existe essa de ter uma bolsa para o trabalho, outra para o fim de semana, outra para “ocasiões especiais”, outra para sair de noite, outra para sair de dia, etc. Elas tem uma mini colecção de 4 ou 5 bolsas, com tamanhos diferentes, e pronto. Essas bolsas duram a vida inteira e passam de mãe para filha! Uma bolsa Louis Vuiton ou Hermes pode durar gerações e elas usam no dia dia, não e só para dias de festa.

A respeito das calças jeans (as azuis denin: blue jeans), por exemplo, os homens usam regularmente, mas é difícil ver uma parisiense todo dia usando blue jeans. É claro que se vê muito blue jeans nas ruas, mas são mais os turistas que usam mesmo.

up-date: 4 meses depois de escrever este paragrafo sobre o uso de jeans entre os franceses, noto que tenho visto a maior parte das pessoas (mulheres inclusive) usando blue jeans ans ruas de Paris. Otima noticia pra quem gosta de usar jeans!

Parece que não é comum o conceito “ ah… só comprei porque era barato mas não gostei muito da cor…”

Os parisienses tem um alto padrão estético e senso de estilo, não se aventuram a usar uma coisa que eles não acham legal só porque “estava barato”. São amantes da arte, do luxo e da beleza, até parece que são todos librianos.

Leia mais...