Curiosidades a respeito do queijo Roquefort

Quando se fala em culinária francesa, a maioria já imagina um prato delicioso e irresistível…

Mas quando nos deparamos no supermercado com a prateleira dos queijos franceses, ás vezes paramos para pensar se é tudo delicioso mesmo… Cheira mal mesmo!

Um dos mais famosos queijos franceses, o queijo Roquefort, faz muita gente virar a cara tanto pelo forte cheiro como pelas manchas de mofo verde por todo o queijo.

Quem já provou sabe que esse queijo é uma delicia e é usado como “tempero” em muitos molhos franceses.

Mas então… e o mofo? E saudável? Não vamos ficar doentes se comermos?

Como eu adoro Roquefort, tenho de escrever este artigo para esclarecer a respeito do tal mofo verde de aspecto duvidoso que o Roquefort tem.

Bom, eu tive de perguntar para franceses a respeito do tal queijo porque confesso que apesar de adorar Roquefort não tinha muita certeza a respeito do tal mofo.

Como é famoso por aqui os franceses tem cerca de 400 tipos de queijos diferentes, e são orgulhosos pela qualidade dos mesmos, não tive problemas em encontrar a resposta.

Roquefort é uma região da França, e o nome Roquefort só pode ser atribuído aos queijos feitos nesta região. Esta região fica ao sul da Franca, e tem muitas caves onde o tal mofo cresce naturalmente.

Este mofo nada mais é do que penicilina! (procurei informação no Google e é verdade!)

Isso mesmo, a penicilina que usamos como antibiótico!

Antigamente os franceses usavam esse queijo nas feridas por suas “propriedades curativas”. Isso muito antes da descoberta da penicilina.

O queijo Roquefort era feito assim:

Eles colocavam pedaços de pão na cave, depois de um tempo, quando o pão já estava verdinho de mofo, eles trituravam e transformavam esse “produto” em pó.

Dependendo da técnica usada, poderia ser usado um spray para colocar o mofo nos buracos do queijo já pronto ou então misturar nos ingredientes do queijo antes de ser feito.  Hoje em dia já usam outras formas de coletar o mofo, mas as caves ainda existem e você  pode ir visitar!

Então, já estamos esclarecidos a respeito do tal mofo do Roquefort, não é venenoso e caso você esteja passando por aqui e tiver uma dor de garganta, pode comer um pouco do queijo que resolve o problema (de acordo com as informações dos meus amigos franceses, aviso que nenhum deles é médico)!

Agora, falando a respeito do gosto super forte do queijo…

Roquefort se come com pão e manteiga, o sabor da manteiga ajuda a suavizar o gosto forte do Roquefort.

Também é comum comer roquefort com salada, uma garfada de queijo, um pouco de salada verde… também funciona. Nunca vi ninguém aqui comendo roquefort puro, mas não posso dizer que “não se faz”, mas eu nunca vi.

Outro detalhezinho a respeito do cheiro… os franceses guardam os queijos em casa em uma “caixa de queijos” que tem uns buracos com filtro de carbono, fica meio aberto pro queijo respirar mas não deixa a geladeira ou a cozinha com mal cheiro! Genial!

6 Comments
  1. Oi Alexia, gostaria de saber se você acha que seria interessante fazer uma visita num lugar desses que fazem queijos, e sim qual você indicaria?

    Abraços

    • Eu acho interessantissimo! Alias eu adoro queijo.
      Kalina, as caves de Roquefort ficam no sul fa Franca, mas ja te mandei um email perguntando se voce quer saber mais sobre os queijos da normandia, que ficam perto de Paris. Como nao sei bem o seu roteiro nao se vai ficar muito fora de mao ir as caves de roquefort. Para saber mais sobre essas caves em Roquefort, va ao site http://www.roquefort.fr/
      Abraco

Comments are closed.