janeiro 9, 2014 | Posted in:Turismo dicas

Ola Pessoal!

Em primeiro lugar gostaria de desejar a todos um otimo 2014.

Com o aumento do IOF sobre os cartões pré-pagos, e com as taxas ja altas dos cartões de credito, além da recente desvalorização do real em relação ao Euro e Dolar, viajar esta um pouco mais (ou bastante) caro agora.

Com os meus passeios guiados, eu entro em contato todos os dias com brasileiros vindo fazer turismo por aqui. Realmente a maioria esta reclamando desses aumentos.

Aqui vai então, algumas dicas, que embora extremamente simples, podem fazer uma grande diferença nos seus gastos por aqui.

1. Traga as suas coisas. Deixar pra comprar “tudo aqui”, simplesmente por esporte, não é bom negocio. Coisas que voce tem em casa servem tranquilamente pra viagem. Eu ja fiz passeios com pessoas que até pente deixaram pra comprar por aqui, enfim, essas coisas podem ser compradas no Brasil. Tem certas coisas que não ha diferença mesmo entre sendo made in Brazil ou in France (na minha opinião). Guarde o seu dinheiro para uma compra especial, de uma coisa que voce não tenha, ou alguma coisa que valha mesmo a pena comprar por aqui. Invista em passeios, que é o mais importante aqui.

2. Pesquise. Se a ideia é economizar mas mesmo assim fazer a viagem, tem certas coisas que não são super necessarias.

Passes tipo o Paris Pass, por exemplo, são otimos e eu aconselho, mas somente se voce tiver tempo de realmente aproveitar. Comprar esse passe so porque é “bacana” ter uma passe, pode sair caro. Por outro lado, em época de alta temporada o passe pode poupar bastante tempo em filas. Enfim, avalie bem e veja o que é melhor.

3. Não tenha medo dos hoteis 2 estrelas ou hostais: eles são pequenos como praticamente todos os hoteis no centro da cidade, mas se a ideia é economizar, é preferivel um hotel 2 estrelas no centro de Paris do que um 4 estrelas fora (se a sua ideia é passear por Paris).

4.Planeje com antecedencia e va comprando euros. como as taxas de credito e do cartão travel money estão super altas, é melhor andar com dinheiro. Tem pessoas que acham que dinheiro não é seguro, mas tudo é uma questão de saber andar com dinheiro. Não abra a sua carteira na rua mostrando montes de notas, organize o seu dinheiro para que voce não precise ficar “garimpando” dentro da bolsa pra achar o dinheiro, e principalmente, separe o “dinheiro do dia” do total de dinheiro que voce tem. Não guarde o dinheiro do dia na “doleira”, guarde na sua carteira, e o resto na doleira ou no cofre do quarto de hotel. Os cofres funcionam, se voce não sabe como usar pergunte a um funcionario do hotel.

5. Não va a restaurantes, lojas e locais caros “so porque voce viu no blog XYZ” que é um “must”. Na verdade, da pra comer barato por aqui (comida boa), gastar pouco e se divertir. Não esqueçam que 60% dos parisienses ganham cerca de 2000 euros por mes, pagam aluguel e vivem bem. Voce não precisa gastar muito por dia se não puder.

6. Ha muito o que ver de graça por aqui. Voce não paga em igrejas, jardins, e em varios museus.

7.Invista em um bom passeio de reconhecimento guiado de um dia, ou um turno. Isso vai poupar voce de varios gastos que os turistas fazem por não saber onde ir ou onde comprar. Ha muito o que escolher, guias particulares, passeios com excursão, etc. Faça a sua pesquisa e veja o que mais se adecua as suas necessidades e ao seu bolso. Pergunte ao guia se ele ajuda voces nos outros dias, se ele fica a disposição caso haja alguma urgencia nos outros dias, ou caso voces se percam, etc. Peça dicas de onde ir e o que fazer, para os dias por conta propria. Mostre a sua lista de “compras” a ele, e veja se ele pode ajudar e mostrar onde se compra o que voce quer, mais barato.

8. Não tente “negociar” com o taxista uma tarifa fixa antes de entrar no taxi. Normalmente estas negociações são otimas pra eles, porque assim eles ja veem que voce é um turista de primeira viagem, e cobram o que bem entenderem. Faça questão do taximetro funcionando e pronto. Eu ja fiz viagens com brasileiros que “insistiram” em negociar o valor com o taxista, apesar de eu dizer que saia muito mais caro, e acabaram pagando 25 euros por uma corrida que 2 quadras (que seria uns 9 euros no maximo). Pegue o taxi na estação (parada) de taxis, não aceite ofertas de pessoas oferecendo “taxis” pela rua ou dentro do aeroporto. Use taxis registrados. Ou melhor, use o metro que é barato.

9. Cuidado com a bolsa e com os seus bens. Não traga coisas de muito valor pra usar aqui. Não use bolsa ou mochila nas costas, e fique de olho nos seus pertences. O risco de brasileiros serem roubados é grande, porque gastamos muito na Europa e hoje em dia somos considerados “endinheirados”, por aqui. As nacionalidades mais roubadas em Paris são os japoneses (porque sempre carregam cash e bons eletronicos), e os brasileiros, porque baixam a guarda quando chegam “na Europa”, em vez continuarem vigilantes como fazem no Brasil. Brasileiro da conversa pra todo mundo, confia em todo mundo, e acha normal gente parando voce na rua pra “conversar”. Não aqui não é normal, cuidado se pararem voce pra propor qualquer coisa, ou para vender alguma coisa.

10. Por ultimo, mas não menos importante: Controle os gastos a credito que não sejam extremamente necessarios.

Enfim, acredito que seja mesmo tudo uma questão de bom senso.

Conhecer Paris é muito mais do que comprar tudo o que se ve pela frente, afinal o melhor de Paris é de graça: A atmosfera, os aromas, as ruas, a historia, passear pelas margens do sena, conhecer os jardins, as igrejas, etc.

 

Alexia é brasileira e vive em Paris. Formada em Historia (mestrado) e turismo (curso técnico) com especialização em Guia turistico. Oferece serviços de guia e organisa circuitos guiados pela Europa. Formação em Gestão e Contabilidade e em musica também :) Contato: alexiaoliveira@artdeviv.com

10 Comments

  1. Marcia Judith
    janeiro 18, 2014

    Oi bom dia,parabens pelo site,estou c um grande problema,tenho um namorado portugues q reside e trabalha na franca,ele tem dois filhos uma menina de 8 e um garoto de 15,a mae das criancas perdeu aguarda a alguns anos e vive no brasil,ele e eu eramos amigos e namoravamos por correspondencia,sou brasileira de sp e no fim de outubro resolvi vir p ca,hoje meu passaporte esta vencendo e esta dificil ter q deixai-los,estamos sofrendo mto,o patrao do meu quase marido cogitou em tentar fazer algo,mas n sei,se ficar ilega da medo,mas voltar esta dificil…me ajude e obrigado

    • Alexia Oliveira
      janeiro 26, 2014

      Ola Marcia

      Desculpe não responder antes.
      O caso do seu passaporte tem de ser resolvido no consulado brasileiro em Paris – se voce estiver falando de um passaporte que esta prestes a vencer, e não de uma estada prestes a vencer.
      Se voce estiver falando de uma estada prestes a vencer (chegou em outubro, janeiro fazem 90 dias que voce esta aqui), infelizmente não ha como voce resolver isso simplesmente “ficando por aqui”. Voce tem de voltar ao Brasil.
      Pelo o que voce fala o seu namorado ainda é casado com a mãe dos meninos? Ele precisa tratar do divorcio, e se quiser realmente ficar com voce, deve casar com voce. Voce como esposa de europeu tem direito a ficar aqui legalmente, somente como namorada fica dificil e se ele ainda for casado fica pior ainda. Converse com ele.
      bjos e boa sorte.

  2. Voltaire Vaz
    janeiro 11, 2014

    Feliz e abençoado 2014, com realizações, amor e prosperidade.

    • Alexia Oliveira
      janeiro 12, 2014

      Obrigada Voltaire!
      Igualmente pra voce s sua familia!
      Abraços pra voces!
      Alexia

  3. Maria Helena John
    janeiro 9, 2014

  4. Sidinei Lander da Silva Pereira
    janeiro 9, 2014

    Olá, Alexia.

    Esta tua nova postagem vem ao encontro das mais atuais dúvidas acerca da questão financeira de quem vai viajar, com essas mudanças na cobrança da IOF não somente eu e minha esposa ficamos hesitantes na questão do dinheiro em cash ou no pré-pago.
    Pois é, e contra todas as previsões de que uma nova viagem a Paris NÃO iria se realizar, NÓS VOLTAREMOS A PARIS já em meados de fevereiro.
    Acompanhar teu blog aumenta ainda mais as expectativas e nossa ansiedade por curtir o “friozinho francês”!
    Chega de derreter nos calor dos trópicos!!!!
    Inverno europeu, aí vamos nós!!!! UUUUUUHHHHUUU!!!!!

    Dos teus fiéis leitores Sidinei & Karol

    • Alexia Oliveira
      janeiro 9, 2014

      Ola Sidinei e Karol!
      Pois é essas mudanças pegaram muita gente de surpresa e muitos estão revendo a possibilidade de viajar. Ha de se rever alguns habitos e economizar um pouco as vezes que da pra fazer a viagem. Neste momento dinheiro “vivo” é o mais indicado.
      Fico contente que o plano de voces continue de pé, e que voces estejam vindo em fevereiro!
      Esta é uma época otima pra vir, sem filas…
      Qualquer coisa que voces precisem estou por aqui…
      Abraços pra voces.
      Alexia

      • Sidinei Lander da Silva Pereira
        janeiro 10, 2014

        Gostaríamos muito de aproveitar a oportunidade para ti conhecer (claro, se não for ti atrapalhar, evidentemente!), pois teu blog é uma permanente fonte de inspiração para nós, assim como para muitos outros leitores teus.

        Abraços!!!

        Sidinei & Karol

        • Alexia Oliveira
          janeiro 10, 2014

          Oie Sidinei e Karol
          Seria um grande prazer encontra-los por aqui!
          Vamos ver se encontramos um dia que não fique ruim para os planos de voces também!
          Vamos nos falando
          bjos pra voces
          alexia

          • Sidinei Lander da Silva Pereira
            janeiro 10, 2014

            Uma pergunta (que não tem relação com o tópico da postagem) que já tem algum tempo quero ti fazer: existem muitos livro-guia por aí, tipo Folha, Fodors, Viagem & Tursimo…
            Nós usamos o da National Geographic.
            Tu conheces, terias alguma opinião sobre ele?
            Ou tu indicarias outro?

            Abraços!

            Sidinei & Carol