Lista de produtos de Charcutaria que você pode encontrar nos supermercados e restaurantes em Paris, com tradução em português e calorias.

novembro 1, 2011 | Posted in Curso de Francês, Restaurantes, Turismo dicas | By


A charcutaria francesa e famosa pela variedade. Diferente dos outros países onde o controle dos alimentos não é levado muito a serio, a charcutaria francesa e saudável, sem conservantes artificiais e sem químicos ou corantes adicionados. Vale a pena experimentar. Tirando as Anduilles e Anduilletes, eu gosto de todos e aconselho!

Les charcuteries

Andouille – Uma linguica interessante, feita com miúdos tipo cérebro do animal, pedaços de intestino e outras “delicias” rsrs. Cheira esquisito tambem. (30 grammes) 71 kcal
Andouille de Vire – Anduille tipica da Normandia (30 grammes) 72 kcal
Adouillette crue – Anduille crua(150 grammes) 351 kcal
Andouilette de Troyes – Anduille caseira de Troyes (150 grammes) 384 kcal
Bacon fumé – Bacon defumado(20 grammes) 26 kcal
Bacon grillé – Bacon grelhado (20 grammes) 78 kcal
Chorizo sec – Chouriço seco (30 grammes) 150 kcal
Friand à la viande – pastel folhado de carne moída (100 grammes) 323 kcal Friand au fromage – pastel folhado de queijo(100 grammes) 342 kcal
Fromage de tête – especie de pate feito de pedaços de carne de porco, vegetais, temperos (30 grammes) 62 kcal Jambon cru – presunto cru(70 grammes) 160 kcal
Jambon bayonne – Tipo presunto serrano (defumado), mas feito em Bassin de l’Adour, em vez da Espanha (50 grammes) 114 kcal
Jambon cuit dégraissé – Presunto cozido magro(100 grammes) 114 kcal
Jambon cuit – Presunto cozido(100 grammes) 135 kcal Jambon de Paris dégraissé – presunto cozido de qualidade superior, magro(100 grammes) 113 kcal
Jambon fumé – presunto defumado (30 grammes) 68 kcal
Jambonneau cuit – presunto tambem, com gosto um pouco mais forte (100 grammes) 146 kcal
Lard fumé – E o mesmo que bacon, mas cortado em cubinhos, em vez de fatias. (30 grammes) 201 kcal
Lardon maigre – é o mesmo “Lard” mas sem a gordura(100 grammes) 280 kcal Merguez – salsicha de ovelha ou borrego, com paprica, cominho e temperos típicos de Marrocos. Normalmente acompanha os pratos marroquinhos, como o couscous. (70 grammes) 210 kcal
Mortadela – mortadela (35 grammes) 113 kcal
Mousse de canard – pate de pato(30 grammes) 117 kcal
Mousse de foie – pate de figado (30 grammes) 123 kcal
Museau de porc – pate de porco (30 grammes) 103 kcal
Pâté de campagne – pate de campanha (30 grammes) 98 kcal
Pâté de foie – pate de figado(30 grammes) 86 kcal
Pâté de foie au poivre vert – pate de figado com pimenta verde (30 grammes) 104 kcal
Pâté de gibier – pate feito de uma mistura de animais selvagens como o javali, lebre, etc. (30 grammes) 77 kcal
Pâté de lapin (30 grammes) – pate de coelho 69 kcal
Pâté de tête – pate de cabeça de porco (eles não colocam os olhos, língua, e outras coisas desse tipo, e só a carne mesmo(50 grammes) 171 kcal
Pâté en croûte – pate tipo caseiro, com pedaços de carne, coberto por uma camada de massa folhada na volta. (50 grammes) 159 kcal
Rillettes d’oie – especie de pate feito de carne de ganso desfiada, muito bom! (25 grammes) 116 kcal
Rillettes de porc – especie de pate feito de carne de porco desfiada (25 grammes) 109 kcal
Rilettes de saumon – salmao desfiado, tipo pate(30 grammes) 94 kcal
Rosette ou fuseau – salami (20 grammes) 80 kcal
Salami – salami italiano(20 grammes) 92 kcal
Saucisse alsacienne fumée (100 grammes) 473 kcal

Salsichas variadas, de porco, com temperos diferentes, dependendo do local onde e feito:
Saucisse de Francfort – salsichas de cachorro quente, cor de laranja(100 grammes) 301 kcal
Saucisse de Montbéliard – especie de linguica temperada, defumada (120 grammes) 404 kcal
Saucisse de Morteau – salsicha seca defumada (280 grammes) 896 kcal
Saucisse de Strasbourg – pra mim e igual a de cachorro quente tambem. Essa e cor de rosa, a de francfort e laranja (100 grammes) 304 kcal

Saucisse de Toulouse – linguiça comum(130 grammes) 450 kcal
Saucisse de Toulouse fumée linguiça defumada(100 grammes) 342 kcal
Saucisse sèche – salsicha seca (30 grammes) 127 kcal
Saucisson à l’ail – salsichão com alho(100 grammes) 315 kcal
Saucisson sec – salsichão seco (100 grammes) 424 kcal
Saucisson sec d’Arles – salsichado seco da região de Arles (20 grammes) 103 kcal
Saucisson sec Jésus -Pra mim parece um salami com formato irregular, mais grosso, em vez de ser cilíndrico (20 grammes) 73 kcal
Saucisson sec Rosette de Lyon – outro que parece um salami tambem (25 grammes) 100 kcal

Leia mais...

Como manter os cabelos bonitos no inverno Europeu – dicas de produtos para comprar

outubro 31, 2011 | Posted in Compras em Paris, Turismo dicas | By

Algumas pessoas pensam que o verão é o maior inimigo dos cabelos. Em se tratando de Europa, os cabelos sofrem mesmo é no inverno.

Eu já havia falado um pouco sobre como lavar os cabelos e do tipo de água que temos aqui em Paris, que é uma das piores águas para o cabelo em toda Europa, perdendo somente para algumas outras cidades no interior da Franca e Londres (água com muito cálcio e outros minerais que se acumulam no cabelo).

Nem todas as cidades europeias tem o mesmo tipo de água, portanto se você estiver passando menos de 15 dias em Paris especificamente, você talvez nem sinta muito o problema da água com muitos minerais.

Bom, em relação ao frio do inverno, a Europa de uma forma geral tem as mesmas características climáticas: clima seco, frio, temperaturas agradáveis de 23/24 graus no interior dos prédios (mas ambiente muito seco) e temperaturas baixas (entre -4 a 4) no exterior, seco tambem. Portanto, essas dicas servem para viagens a Europa como um todo.

Aqui vão algumas dicas para proteger o cabelo do frio e do clima seco:

  •      Cubra sua cabeça! Nosso couro cabeludo produz menos sebo quando a temperatura baixa, então use um lenço ou um chapéu para reduzir a exposição direta ao frio. Não saia na rua de cabelo molhado ou úmido, porque a água no cabelo pode congelar e como gelo aumenta de volume, arrebenta a estrutura dos fios.
  •      Use uma máscara nutritiva e hidratante que vai restaurar a suavidade do cabelo e proteger das baixas temperaturas do inverno! Há muitas máscaras, escolha uma forma adequada à natureza do seu cabelo. Como a gente quando esta viajando não tem tempo pra ficar 30 minutos com um creme no cabelo, escolha produtos que exigem apenas 5 minutos de espera, assim você pode usar no banho mesmo, depois do shampoo, e enquanto você toma o banho os minutos passam, e ao final é no enxaguar.
  • Preste atenção especialmente na ponta do seu cabelo porque essa é a parte mais exposta ao frio. Use tambem um leave in para manter o seu cabelo protegido, com uma camada de produto condicionante. Escolha os produtos com silicone porque estes protegem bastante do frio e da perda de umidade dos cabelos:

Eu aconselho estes produtos, existem muitos outros, mas estes foram os que eu testei:

Mascaras “de supermercado” baratas que dão conta do recado, estas você pode usar no lugar do condicionador mesmo, toda vez que lavar o cabelo:

Essas mascaras custam em torno de 5 euros e fazem milagres:

Garnier Ultra Doux:
Masque Huile D’Argan et Cranberry
Masque Huile d’Avocat et Beurre de Karité (Esta mascara é bem oleosa, não compre se o seu cabelo não é seco ou não esta danificado)

Elseve da L’Oreal:
Masque Elsève nutri-réparateur anti-casse a l’omega + ceramide
Masque Reconstituant – Elsève Total Repair 5 (estou usando esta linha no momento, )

Dessange:

Masque Nutri -Extreme de Jacques Dessange

Eu acredito que esta é a marca que eu mais gosto dentre os produtos de supermercado, que eu já experimentei. Eu amo tanto o shampoo, condicionador como a mascara para cabelos da Dessange.

 Mascaras para cabelo de qualidade profissional:

Encontram-se a venda em cabeleireiros por todo o lado em Paris: são mais caras, boas para cabelos que já estão danificados e precisam proteção extra e custam cerca de 25 euros. Essas mascaras são mais intensas e você deve usar somente uma vez por semana, ou o seu cabelo pode ficar muito pesado.

Kerastase:

Masque Cheveux Epais Masquintense – essa é a melhor mascara da kerastase, na minha opinião.

Masque Chroma Riche Kerastase – para cabelos pintados.

Redken:

Velvet whip Masque (esta custa 18 euros e é muito boa).

Mascaras para cabelo que se encontram em farmácias, maravilhosas:

Phyto – todas as mascaras desta linha são fantásticas, naturais e custam em torno de 15 euros.

Klorane – Mascaras naturais, de alta qualidade, tambem recomendo todas as mascaras desta linha, custam em torno de 18 euros.

Sephora:

Bumble and Bumble: (tudo desta marca é ótimo)

Mending Conditioner – Masque réparateur pour cheveux – 35 euros

Frédéric Fekkai:

Salon Technician Color Care – Masque hydratant résultats rapides – 34 euros

Leave-in “de supermercado”, baratos, que custam em torno de 8 euros:

Todos da Elseve, dependendo do tipo de cabelo.

No supermercado voce encontra muitos tipos de leave-ins por este mesmo valor, portanto veja o que e melhor para o seu tipo de cabelo.

Leave in mais caro:

 Philip B

Lovin’ Leave-in Hair Conditioner -25 euros, na sephora

Pra finalizar, use um silicone nas pontas.

Eu uso o silicone brasileiro da Niely Gold com queratina. Acho que o nome é “silicone reparador de pontas”.

     Lave o seu seu cabelo com um xampu hidratante ou nutritivo, que também protege o couro cabeludo da poluição e da poeira. Eu não indico nenhum shampoo em especifico porque eu vivo mudando e nunca gasto muito dinheiro com eles. Eu uso os da Elseve, Dessange e um de 2 euros (500ml) da marca carrefour que é uma maravilha apesar de ser super barato!

Up-date: se por acaso voce quiser comprar estes ou outros produtos online, e receber no Brasil, voce pode comprar na amazon francesa, por precos ate melhores que estes que eu coloquei aqui:

E so procurar no search:

Leia mais...

Supermercados e restaurantes em Paris: Lista de nomes de carnes e aves em francês com tradução em português e lista de calorias por porcão.

outubro 30, 2011 | Posted in Compras em Paris, Curso de Francês, Restaurantes, Turismo dicas | By

Ola pessoal, então dando seguimento a nossa serie de artigos dedicados a listagem completa dos alimentos em francês com tradução em português, hoje seguimos com a lista das carnes e aves,  que você poderá encontrar nos menus dos restaurantes, nos supermercados e mercados em Paris e em França.

Muitos dos pratos franceses não tem mesmo tradução, portanto estou fazendo o meu melhor para explicar o que cada prato parece e os ingredientes que tem.

Note que quando eu falo a palavra “ensopado” não imaginem uma sopa, e sim um prato com um delicioso molho, espesso.

Les viandes (111 produits) – As Carnes (111 produtos)


AGNEAU – cordeiro/borrego


  • Collier navarin – pescoço de borrego cozido com batatas (100 grammes) 250 kcal
  • Côte première – é uma das partes mais nobres do borrego, traduzido como o primeiro corte. (100 grammes) 249 kcal
  • Côtelette grillée – costeletas de borrego grelhadas(100 grammes) 234 kcal
  • Agneau rôtie – Borrego assado – (100 grammes) 190 kcal


GIBIER – Caças e animais “selvagens”


  • Cerf – cervo, rena enfim, aquele animal que puxa o treno do papai Noel. (100 grammes) 116 kcal
  • Chevreuil rôti – Veado assado(100 grammes) 174 kcal
  • Biche – e a femea do cervo, essa parece o Bambi (100 grammes) 116 kcal
  • Faisan – Faisão (100 grammes) 127 kcal
  • Lapin de garenne – coelho comum (100 grammes) 133 kcal
  • Lapin en ragoût – ensopado de coelho (140 grammes) 269 kcal
  • Lièvre – lebre (100 grammes) 100 kcal
  • Perdreau e Perdrix – são a fêmea e o macho do Perdiz (100 grammes) 115 kcal
  • Pigeon rôti – pombo assado (100 grammes) 175 kcal
  • Sanglier – javali (150 grammes) 166 kcal

 


BOEUF (carne bovina – de boi/vaca)


  • Bavette – Bife de flanco (100 grammes) 152 kcal
  • Araignée – Aranha (100 grammes) 200 kcal
  • Faux-filet grillé – falso filet grelhado (100 grammes) 166 kcal
  • Entrecôte grillée – entrecosto grelhado(100 grammes) 203 kcal
  • Filet – filet mignon(100 grammes) 180 kcal


  • Bœuf bourguignon (300 grammes) 318 kcal – ensopado de carne de boi com cenoura, batatas e outros vegetais feito com vinho tinto em panela de ferro, com molho espesso, é uma delicia, principalmente no inverno (100 grammes) 197 kcal
  • Bifteck – bife(100 grammes) 148 kcal
  • Bœuf Pot-au-feu – carnes cozidas com couve, cenouras, vegetais diversos, sem molho. – (100 grammes) 240 kcal
  • Rumsteck grillé – alcatra grelhada(100 grammes) 116 kcal
  • Steack haché – bife feito de carne moída, porem não é considerado hambúrguer porque e 100% carne e não tem farinha ou outras coisas com temperos na mistura como o bife de hambúrguer. (100 grammes) 125 kcal
  • Bœuf carottes – ensopado feito em panela de ferro com pedaços de carne de boi e cenouras, molho espesso (300 grammes) 273 kcal
  • Bœuf aloyau – é o famoso T-steak inglês, ótimo bife. (100 grammes) 266 kcal
  • Carpaccio + huile (7grammes+10 grammes) – especie de sashimi de carne de boi, cru, podendo ser acompanhado com parmesão, trufas, óleos, etc. As fatias são bem finas , mas são cruas mesmo. 246 kcal
  • Bison – bisão (100 grammes) 110 kcal

Aqui vai a lista de todos os steacks haches que podemos encontrar no supermercados em Paris com as calorias, os percentuais indicam o percentual de gordura da carne. Todo o steack hachee é feito de pura carne de boi, sem misturas como o hambúrguer.


  • Steack haché pur bœuf cru 5%mg (100 grammes) 129 kcal
  • Steack haché pur bœuf cuit 5% mg (100 grammes) 160 kcal
  • Steack haché pur bœuf cru 10% mg (100 grammes) 172 kcal
  • Steack haché pur bœuf cuit 10% lg (100 grammes) 212 kcal
  • Steack haché pur bœuf cru 15% mg (100 grammes) 204 kcal
  • Steack haché pur bœuf cuit 15% mg (100 grammes) 251 kcal
  • Steack haché pur bœuf cru 20% mg (100 grammes) 252 kcal
  • Steack haché pur bœuf cruit 20% mg (100 grammes) 309 kcal
  • Steack tartare – carne moida crua, com ovo cru, com tempero verde, cebola, etc. (150 grammes) 240 kcal


VEAU (vitela)


  • Blanquette de veau – especie de strogonoff de vitela, com creme de leite, manteiga, champignons, servido com pure de batata, arroz, etc. É chamado “blanquette” porque fica tudo branco, com o creme de leite. As carnes são cozidas, não ficam douradas ou escuras. (300 grammes) 420 kcal
  • Foie de veau – figado de vitela (100 grammes) 133 kcal
  • Paupiette de veau – Paupiette significa “enrolado” e paupiette de veau é feito com uma fina fatia de carne que é , então, coberto com um recheio (carne de vitela moida com temperos( que é enrolada antes de cozinhar.(100 grammes) 242 kcal
  • Veau carré – prato bem popular no Natal, o Veau carre e uma das partes mais nobres da vitela, com osso, assada no forno e com molho de mel, mostarda, manteiga, para ajudar a ficar tenro e dourado e com uma casquinha crocante. Maravilhoso!(100 grammes) 170 kcal
  • Veau cervelle – cérebro de vitela(100 grammes) 156 kcal
  • Veau escalope -Escalope de vitela(100 grammes) 151 kcal
  • Veau escalope grillée – Escalope de vitela (100 grammes) 170 kcal
  • Veau filet rôti – filet de vitela grelhado(100 grammes) 160 kcal
  • Veau foie cuit – figado de vitela cozido(100 grammes) 160 kcal
  • Veau foie poêlé – figado de vitela frito(100 grammes) 109 kcal
  • Veau jarret sauté osso-bucco – parecendo mais uma especialidade italiana do que francesa, este prato é feito com carne de vitela com osso, refogada em uma especie de ensopado com molho espesso, cenouras, tomate, servido com risotto (100 grammes) 155 kcal
  • Veau rognon – Rim de vitela (100 grammes) 107 kcal
  • Veau rôti – Vitela assada (100 grammes) 230 kcal


VOLAILLES (Aves)


  • Canard Rôti – Pato assado(150 grammes) 285 kcal
  • Canard sauvage – paro selvagem (150 grammes) 189 kcal
  • Bouchée à la reine au poulet – Vou tentar explicar: é uma especie de empada de frango, com massa folhada, porem em formato de cilindro, ou seja fica parecendo uma “cartolinha” no prato. Normalmente vem acompanhado com molho branco por cima e é servido como entrada. Uma delicia. (180 grammes) 376 kcal
  • Civet de lapin – ensopado de coelho no molho de vinho tinto(1 portion) 848 kcal
  • Confit foie de volaille – Especie de terrine de figado de aves em geral. Se come com pao ou torradas, como entrada, ou mesmo de garfo e faca. Se você não sabe o que é uma terrine, imagine um prato frio, tipo um pate mas não totalmente pastoso é homogêneo, a terrine mostra os pedados das carnes e as gorduras, normalmente tem um formato retangular. É uma delicia. (40 grammes) 142 kcal
  • Dinde – peru (100 grammes) 109 kcal
  • Escalope de dinde crue – escalope de peru(100 grammes) 105 kcal
  • Escalope de dinde sautée – escalope de peru salteado (frito em pouco óleo, só pra dourar)(100 grammes) 148 kcal
  • Dinde rôtie – peru assado(100 grammes) 144 kcal
  • Dindonneau rôti – seria o equivalente ao nosso peru de Natal, recheado(100 grammes) 260 kcal
  • Foie de volaille – figado de aves(100 grammes) 169 kcal
  • Foie gras – figado gordo (40 grammes) 179 kcal
  • Graisse d’oie – gordura de ganso (20 grammes) 179 kcal
  • Magret de canard – peito de pato(150 grammes) 198 kcal
  • Oie rôtie – ganso assado (100 grammes) 274 kcal
  • Pintade – especie de galinha D’angola (100 grammes) 151 kcal
  • Poulet bouillie sans peau – frango cozido sem pele (100 grammes) 229 kcal
  • Poulet bouillie avec peau – frango cozido com pele(100 grammes) 305 kcal
  • Poulet au pot – frango cozido em panela de ferro, com batata, cenouras, couves, etc. Sem molho(100 grammes) 300 kcal
  • Poulet rôti – frango assado(150 grammes) 242 kcal
  • Quenelle de volaille – bolinhos de frango feitos com peito de frango desfiado, ovos, farinha, manteiga, ervas e temperos. Servido com molho branco, ou molho de champignons. (100 grammes) 197 kcal
  • Quenelle de volaille fraîche -quenelle de volaille feito em casa. (100 grammes) 200 kcal
  • Quenelle de volaille en sauce conserve – quenelle de volaille de lata, com molho(100 grammes) 151 kcal


PORC (porco)


  • Boudin blanc – linguiça de porco feita sem o sangue, com misturas de farinhas as vezes (100 grammes) 242 kcal
  • Boudin noir – linguiça de porco feita somente com o sangue do porco (morcela), cebola e nozes ou frutas (100 grammes) 410 kcal
  • Poitrine de porc fumée – peito de porco defumado (na verdade mesmo é a barriga do porco…)- (25 grammes) 76 kcal
  • Poitrine de porc salée – peito de porco salgado (25 grammes) 300 kcal
  • Porc en cotelettes grillée – costeletas grelhadas de porco(100 grammes) 247 kcal
  • Porc en échine rôtie – porco recheado(100 grammes) 243 kcal
  • Porc en filet cuit – filet de porco(100 grammes) 153 kcal
  • Porc lard maigre frais – especie de bacon magro(100 grammes) 280 kcal
  • Porc lard fumé – bacon(100 grammes) 670 kcal
  • Porc palette – paleta do porco, mais ou menos na parte do que seria o “ombro” do animal (100 grammes) 300 kcal
  • Porc pied – pe de porco(100 grammes) 342 kcal
  • Porc poitrine – de novo traduzindo como peito de porco, mas na verdade o corte é mais a barriga (100 grammes) 246 kcal
  • Porc travers braisé – costeletas de porco tipo churrasco (100 grammes) 389 kcal


MOUTON (ovinos)

  • Mouton côte – costas de ovelha(100 grammes) 300 kcal
  • Mouton gigot – perna de ovelha(100 grammes) 225 kcal
  • Mouton rognon – rim de ovelha (100 grammes) 147 kcal


CHEVAL (cavalo)

  • Steack de cheval – bife de cavalo(140 grammes) 154 kcal

Baixe aqui a sua lista:

Supermercados e restaurantes em Paris- Lista de nomes de carnes e aves em francês com tradução em português e lista de calorias por porcão..

 

Leia mais...

Compras em Paris: como analisar se as roupas e accessórios que você esta comprando valem o preço que você esta pagando

outubro 16, 2011 | Posted in Compras em Paris, Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Você sabe avaliar se uma roupa ou óculos que você esta pensando em comprar vale mesmo a pena?

Uma das coisas que nos pensamos quando viemos a Paris é investir em alguma coisa de qualidade, que realmente não falta por aqui.

Óculos, bolsas sapatos, cintos, roupas, enfim, o que não faltam são opções. Vamos analisar como decidir na hora de investir uma grande quantia de dinheiro neles.

Roupas: Mulheres, de uma forma geral, não resistem quando chegam a Paris e veem todas estas marcas famosas e grifes que são muito mais caras no Brasil, e não pensam duas vezes antes de comprar alguma coisa de marcas europeias ou mesmo americanas. Mas vale mesmo a pena?

Quanto a qualidade, vale a pena sim, mas sera que vale a pena você comprar?

Roupas de marcas como Chanel, Armani, Dolce e Gabana, etc, são realmente de alta qualidade e vão durar pra sempre. Se você optar por um modelo mais clássico, você terá a sua roupa para o resto da vida. Como escolher então o que comprar?

Invista em algo que você vai usar mesmo. Coisas de qualidade são resistentes e duráveis, e é melhor investir em algo que você vai usar regularmente, portanto não pense em comprar um vestido de festa super chamativo se você não costuma ir a muitas festas. Eu, por exemplo, prefiro muito mais investir em roupas usáveis no dia a dia. Calças da Armani e da Calvin Klein, assim como Republic of banana’s, blazers para o dia a dia fazem parte do meu guarda roupa, sendo as peças compradas nas lojas mesmo, ou nos outlets.

Óculos, sapatos e acessórios:

Existem marcas ótimas para óculos, e outras que tem linhas de óculos de sol como parte da coleção de roupas. Saiba analisar quais são as especialidades das marcas: Prada e Jimmy Choo para sapatos, Guess para jeans, Armani para ternos, blazers, camisas e calças, Ray ban para óculos e… claro, Louis Vuitton para bolsas e carteiras. Escada faz muita coisa boa, desde óculos, sapatos ate perfumes.

 

Agora, o que fazer se você não conhece a marca da roupa e quer avaliar se a roupa vale a pena?

  • E importante, em primeiro lugar, ver a etiqueta e de que material e feito.
  • Roupas feitas com fibras naturais, misturadas com uma percentagem pequena de sintético ou seda duram mais.
  • Verifique como se lava a roupa. Se você não é de lavar roupa fina a mão, e gosta de jogar tudo na maquina, não compre coisas que sejam para lavar a mão. Por melhor que seja a qualidade da roupa, se você não seguir as instruções de lavagem, você estraga a roupa.
  • Veja se a roupa é para ser lavada a seco e avalie se vale a pena.
  • Não compre nada que contenha acrílico. Esse sintético fica com cara de velho e com bolinhas depois do primeiro uso. É jogar dinheiro fora.
  • Só compre roupas que venham com botoes sobressalentes, e melhor ainda, com a linha para você costurar o botão. Ficar com uma roupa sem poder usar só por causa de um botão perdido é uma pena.
  • Botoes sobressalentes também são uma dica de que a qualidade da roupa e boa.
  • Repare nas costuras interiores da roupa: fios soltos, costuras tortas pedem que você coloque a roupa de novo na prateleira.
  • Roupas e jeans com costura forrada por dentro são um ótimo sinal de que a roupa e de boa qualidade.
  • Qualquer roupa de la em tweed tem de ter forro. Não compre calcas nem casacos sem forro porque é sinal de péssima qualidade e dão alergia ao entrar em contato com a pele.
  • Tweed de linho com viscose, por exemplo, pode ser comprado sem forro se as costuras forem forradas.
  • Avalie se a roupa esta vestindo bem e tem um bom corte. Roupa de boa qualidade tem bom caimento.
  • Veja se os botoes são feitos em algum material mais nobre, como madrepérola, metal, ou madeira. Botoes de plastico não são bom sinal, a não ser que a roupa seja uma calca social, por exemplo, onde um botão de outra cor não ficaria bem.
  • O mesmo para zipers: os de metal duram mais, mas temos de avaliar se o estilo da roupa suportaria um zíper de metal. Novamente, as calcas sociais não ficam bem com um zíper tao pesado.
  • Existem vários tipos de linho, e aquele que é lisinho, e você não vê as bolinhas no fio, são de melhor qualidade, mais finos. Não que o linho com bolinhas no fio não seja bonito e durável (eu acho lindo), ele é um linho mais barato, portanto não pague uma fortuna por linho que não seja totalmente liso.

Se você é como eu, que prefere qualidade a quantidade (eu tenho somente 5 bolsas – todas boas), invista em uma Louis Vuitton, mas se você é daquelas que tem 30 bolsas em casa e adora variar de acordo com a cor da roupa, não vale a pena, pegue o dinheiro e compra montes de outras coisas legais que você vai usar mais.

Vale lembrar que no Brasil as pessoas compram e usam roupas baseadas em moda, portanto se você não se vê usando a mesma bolsa por 5 anos consecutivos, não gaste dinheiro nelas. Eu ando usando as mesmas 5 bolsas rsrs há mais de 5 anos…mmmm talvez seja tempo de comprar outra…

Se você precisar de ajuda para guiar as suas compras, eu estou disponível para levar você em lojas que são a sua cara! É só entrar em contato.

Leia mais...

Descobrindo A cidade Luz – Passeios guiados em Paris no inverno

outubro 1, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Estou escrevendo este artigo em resposta a vários e-mails que recebi, perguntando sobre os passeios guiados em Paris durante o inverno e período de Natal.

Aqui vão alguns dos trechos dos e-mails e as respostas:

…estava com receio de ir a Paris no inverno porque acredito que e difícil passear pelas ruas no frio…

Se você estiver agasalhado, não vai sentir frio. E sempre bom lembrar que se o frio apertar e só parar para beber um bom chocolate quente para aquecer um pouco… E caminhando não se sente tanto frio. Usamos também o metro e ônibus.

As pessoas gelam na rua porque ficam paradas por muito tempo olhando mapas e se perguntando para onde irão. Se você esta com um roteiro claro e com guia, isso não acontece.

Eu também dou dicas do que vestir para os passeios, não se preocupem, e também posso indicar locais onde podemos comprar roupas de inverno bem baratas caso vocês não tragam roupa suficiente. E bom lembrar que o inverno em Paris e seco, e ensolarado, portanto a gente se agasalha e fica quentinho.

…Voce esta disponível para fazer passeios no Natal?

Sim, tanto Natal como Ano Novo!

…Alexia já fizemos um passeio com você no verão e adoramos. Estamos indo com os nossos filhos passar o Natal em Paris. Os passeios seriam os mesmos ou podemos mudar um pouco o programa visto que já vimos os pontos principais?

Os passeios guiados por mim no inverno são diferentes sim. Temos outras coisas pra ver por aqui, e muito mais museus incluídos no roteiro (lugares fechados).

Bom, estas são algumas das perguntas que eu achei interessante responder em um artigo, para ficar a disposição de todos os leitores.

Guia brasileiro em Paris mostra a voce a cidade Luz no Inverno!

Guia brasileiro em Paris mostra a voce a cidade Luz no Inverno!

Você esta planejando vir a Paris no inverno? Esta e uma estacão onde Paris parece saída de um conto de fadas. Com a diminuição do tempo de luz do dia (começa a anoitecer bem mais cedo do que no verão), você tem a experiencia de ver a maravilhosa iluminação de Natal pelas ruas de Paris quando ainda não e muito tarde (no verão a noite só chega as 11 horas) e provavelmente você ainda vai estar na rua, programando o seu jantar.

Leia mais...

Fique atento para não cair em golpes aos turistas ao visitar Paris

setembro 25, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Paris é uma cidade tranquila e segura, comparada com a maioria das cidades  no Brasil. Mas como devemos imaginar, existem sempre pessoas honestas e pessoas desonestas em todo o lado.

Imagine a imagem padrão do turista: Cheio de dinheiro para gastar, sem conhecimento de preços, locais e inseguro com a língua e costumes locais. Esse é com certeza um alvo fácil para os aproveitadores.

 

A ideia de escrever este artigo veio por causa de um e-mail que recebi, de um casal que foi vitima de um golpe aqui em Paris. Segue aqui um trecho do e-mail:

 

“Quero aproveitar para te contar um fato que ocorreu conosco e que acredito que seria oportuno você publicar em seu blog para que outras pessoas não viessem a passar pela mesma situação.

Em nosso segundo dia em Paris, já no inicio da noite (apesar de ainda estar claro), fomos abordados por um rapaz falando Inglês, dizendo que era do Canada, que dizia que tinha comprado algumas coisas em um shopping próximo dali, mas que esqueceu o cartão de credito na loja e que quando voltou lá o shopping já tinha fechado.

Disse que a mulher e o filho pequeno estavam aguardando ele em um outro ponto da cidade e que eles estavam hospedados próximo a Disney, e que eles não tinham dinheiro para voltar ao hotel.

Ele pediu que emprestássemos 57 euros a ele, que ele daria o relógio dele como garantia a nós, e que no dia seguinte nos encontraríamos para desfazer a troca.

Minha esposa e eu ficamos muito desconfiados e tentávamos de todas as formas obter mais garantias de que ele falava a verdade, mas no fim das contas, nossa inocência e vontade de ajudar o próximo foi maior e acabamos aceitando.

Enfim, levamos um golpe e nunca mais vimos o cara.

Quando chegamos ao hotel a noite pesquisamos na internet e vimos que há vários casos de golpes semelhantes em Paris.

Então acho que seria legal se você publicasse algo no seu blog, pode ser a minha história mesmo, para que alertasse os turistas para que não sejam tão inocentes como nós fomos e não deem confiança a ninguém que venha com essas histórias.”

 

Não colocarei o nome das pessoas envolvidas para preservar a privacidade deles, mas gostaria de agradecer a generosidade deste casal, que apesar de ter passado por esta experiencia terrível, preferiu usar a experiencia de um forma positiva e alertar outros leitores para que não caiam no mesmo golpe.

 

Nao carregue a sua carneira no bolso de tras

Nao carregue a sua carteira no bolso de tras

 

Para que você não caia em golpes quando estiver passeando por aqui, aqui vão algumas dicas:

 

  • Aqui os “bandidos”, e “golpistas” não se vestem, ou se parecem como no Brasil. Tenha cuidado ao avaliar as pessoas pela a aparência.
  • Não de conversa a estranhos, mesmo que pareçam simpáticos.
  • Não compre coisas dos ambulantes de ruas nem fique de conversa com eles.
  • Saia de perto dos ciganos e romenos. Eles também são famosos pelos golpes do anel, por exemplo:  Eles fazem de conta que acham um anel perto de você, e dizem: “oh, eu achei um anel, e de ouro! Como vamos fazer? Podemos dividi-lo, etc. Afinal estava aos seus pés, então e seu também… blablablá, se você me der uns 50 euros eu deixo você ficar com o anel…
golpe do anel de ouro em Paris

golpe do anel de ouro em Paris

  • Em Montmartre (Sacre Coeur) também existe um grupo de africanos que da um outro golpe: eles vem falar com você com uma especie de linha, fazem uma tal pulseira no seu pulso e depois fazem você pagar pela pulseira. Eles são agressivos e as pessoas pagam de medo. Não pare pra falar com eles, siga o seu caminho. Dica: Evite passeios demorados em Montmartre e não vá la a tardinha ou a noite, é perigoso. Visite de manha!
  • Não caia no golpe do amor a primeira vista! Os franceses não são assim, eles demoram pra se envolver e precisa de muita conversa, muitas saidas, enfim… Aqui existe o golpe do esbarrão, o rapaz te olha com a cara mais apaixonada do mundo como se nunca tivesse visto uma criatura mais linda na face da terra, pede desculpas, pergunta se voce esta sozinha, etc. Ja aconteceu com uma moça que estava fazendo passeio comigo, eramos ao todo 3, ela ia na frente, e o cara achou que ela devia estar so (foi na Champs elysées que isso aconteceu). Ela ja estava toda derretida de conversa com o cara quando eu cheguei e falei que ele fosse embora ou eu chamava a policia. Ele saiu correndo e o amor acabou rapidinho. Depois tem o apaixonado do metro, que fica te olhando da mesma forma, se voce corresponder ele puxa conversa, na primeira oportunidade ele te rouba.
  • Outro: o golpe nos restaurantes turisticos é basicamente servir um vinho e cobrar outro, ou colocar coisas a mais na sua conta. Fique atento e confira tudo na nota. Se tiver qualquer coisa esquisita, peça o cardapio (la carte sil vous plait…) e veja os preços novamente. Não pague mais do que voce consumiu. Um restaurante otimo, simpatico e com comida razoavel que infelizmante esta ficando famoso por causa do golpe de um garçon somente (os outros são a principio honestos), é o La Flotille, que fica no jardim de Versailles. Voce não precisa deixar de ir porque o local é muito lindo, mas revise as notas… Tente sempre pagar no balcão, diretamente para o gerente ou o dono.
  • Não aceite ajuda de pessoas no metro, não entregue pra ninugém o seu passe. Somente entregue para os grupos de fiscais (sempre trabalham em grupo), com jaqueta azul marinho e lista verde limão. Isso caso voce passe por fiscalização de tickets dentro do metro.
  • Se voce gosta de ficar nas mesas externas dos restaurantes, fique com a sua bolsa no colo ou entre as suas pernas no chão. O mais seguro é sempre dentro do restaurante. Nada de iphones ou carteiras em cima da mesa se voce esta na rua.
  • Mamães com carrinhos de bebes: Fiquem super atentas porque voces são o alvo principal, ja que não vão largar o carrinho pra ir atras de ladrão – e eles sabem disso. O mesmo vale para senhores e senhoras usando bengala sozinhos pela rua. Tentem viajar com acompanhantes.

Como eu já disse em outro artigo analisando sobre as vantagens e desvantagens de se vestir como turista, se você vem aqui fazendo questão de mostrar que é brasileiro, você esta mais propenso a cair em golpes. Nos temos a fama aqui de sermos pacifistas, ingênuos e super simpáticos, alem de sermos uma das nacionalidades que mais consome por aqui ($$$). Então já viu…

 

Fique de olhos abertos para não estragar o seu passeio por aqui!

update 2014: Nos ultimos dois anos Paris mudou bastante em termos de segurança, principalmente por causa do desemprego e entrada dos paises de leste europeu na União Europeia. A maioria do pessoal que da golpe ou tenta roupar voce são imigrantes, mas existem também franceses que fazem isso (principalmente o golpe do amor a primeira vista). Fique muito atento e não desgrude da sua bolsa!

Não use mochila nas costas e não coloque todo o seu dinheiro no mesmo lugar. E ande sempre somente com a copia do passaporte, não com os originais.

Não existe “assaltos” em Paris. Fique tranquilo que ninguém vai enfiar uma faca no seu pescoço no metro, o que acontece aqui são os furtos. Tem muita gente que é roubada e sai escrevendo pela net que foi “assaltada”. Ora, assalto é quando alguém exige alguma coisa de voce (carteira, dinheiro, joias), sob forte ameaça (arma ou violencia). Isso aqui é dificil.

Quanto aos furtos, eles acontecem dentro de igrejas, museus, na rua, enfim não se pode baixar a guarda.

Tem gente que pensa que pode ir atras do ladrão bater nele que tem as suas coisas de volta. Pode dar certo, até porque a maioria são meninas (adolescentes, menores de idade) e são faceis de parar se voce pegar eles no flagra. O problema é que elas sempre estão com outras, e normalmente a que pega a sua carteira passa pra outra, que passa pra outra e voce até pode pegar a moça, mas o problema é que porvavelmente voce não vai encontrar o objeto furtado. Estes grupos são super bem treinados, trabalham sob supervisão de adultos.

 

 

 

 

 

 

Leia mais...

Inverno em Paris: Dicas para planejar bem a sua viagem e aproveitar ao máximo

setembro 21, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Inverno em Paris! Dicas de viagem

Paris muda a cada estacão e não existe realmente temporadas baixas quando se fala em turismo em Paris.

No inverno as ruas se tornam menos cheias de gente, as filas para os museus e monumentos são muito menores e você pode apreciar a maravilhosa culinária francesa especifica para o inverno.

Pratos mais ricos, quentinhos e cremosos vão ajudar você a manter-se quentinho durante o dia todo.

Esqueça a ideia “americana” que é adotada por muitos nutricionistas no Brasil de ficar comendo lanchinhos leves de 3 em 3 horas e nunca parar para fazer uma refeição de verdade. Aqui a gente para, senta e come bem. Escolhas pratos de carnes, com molhos ricos e você ficara realmente alimentado e não sentir tanto frio. Se estiver muito vento ou frio, resista a tentação de comer no “Terrasse” e vá para dentro do restaurante. Para quem passou a manha inteira ao ar livre, parar um pouco dentro de um ambiente fechado, quentinho e sem vento vai recuperar as suas forcas.

Paris - Champs Elysees no Inveno

Paris - Champs Elysees no Inveno

Aqui vão, então algumas dicas do que ver, o que fazer e o que vestir em Paris nos próximos meses.

 

  • A temperatura media é de 4 graus, mas é incomum ir abaixo de zero antes de janeiro (se acontecer, sera na madrugada).
  • Traga um bom casaco, luvas, chapéu, pulôver de la, não se preocupe em trazer muita variedade, porque as roupas de inverno são pesadas e a sua mala poderá ficar muito pesada, lembre-se que aqui as pessoas repetem muito as roupas. Para saber mais sobre o que colocar na mala, leia o artigo: Outono e inverno em Paris, o que colocar na mala.
  • Proteja a sua pele com um hidratante mais oleoso do que os que você costuma usar no Brasil: o óleo destes cremes também tem poder térmico e vão aquecer você, alem de proteger a sua pele dos banhos com água mais quente do que os que vocês estão acostumados.
  • Alem das visitas aos museus, monumentos e locais de interesse que já foram falados em outros artigos, existem certas particularidades que você só vê no inverno, aqui vão umas dicas do que estará acontecendo entre fins de Novembro ate Dezembro:
  • Em Frente do Hotel de Ville ha um ringue de patinacao no gelo. Mesmo que você não queira experimentar, vale a pena ver!
  • As Feiras de Natal estao espalhadas pela cidade, vendendo vinho quente (vin Chaud), presentes, e doces típicos de Natal.
  • Não perca a oportunidade de assistir um dos Concertos de Natal na Saint Chapelle: São os melhores concertos do ano!
  • O Festival de Outono ainda esta acontecendo ate o dia 19 de Dezembro.
  • O Grand Palais estará apresentando uma grande retrospectiva de toda a obra de Claude Monet ate 24 de Janeiro.
  • O Centro Ceorges Pompidou vai estar com uma exposição fantástica de uma retrospectiva do movimento Stijl (obras do Mondrian e outros).
  • A Bastille estará apresentando o Lago dos Cisnes. Compre os tickets com antecedência!
  • Vale a pena sair a noite, mesmo no frio, para ver ruas como a Rue Montorgeuil, Rue Saint Honoré, assim como as Galeries Lafayette e Place Vendome que estarão todas enfeitadas para o Natal. É um espetáculo imperdível.
  • As Catacumbas de Paris são uma ótima pedida para que não é muito impressionável (ela e feita de crânios humanos) momentos em que o tempo fica mais esquisito. Se você esta viajando com crianças de mais de 6 anos e adolescentes, aproveite para conhecer: As crianças adoram!
  • Natal em Paris: Certifique-se de que você tem reservas para o restaurante com antecedência. Não deixe para reservar na ultima hora porque muitos restaurantes podem estar fechados e outros já completos.

Se você esta vindo com a família, pense na possibilidade de alugar um apartamento em vez de ficar em hotel, assim voces podem ficar todos juntos, e ainda tem a possibilidade de fazer a ceia em casa, e depois saírem rapidamente para um passeio, se quiserem. Bolos, tortas e doces em geral podem ser comprados prontos nas inúmeras boulangeries e pâtisseries que se encontram por todos os lados por aqui, e no Picard Surgeles você pode comprar o peru pronto (não deixe pra comprar no ultimo dia). Castanhas e nozes podem ser comprados em lojas de produtos argelianos, árabes e indianos.

Para saber onde ficam as melhores boulangeries de Paris, leia o artigo:

Guia das 10 melhores boulangeries em Paris

 

Leia mais...

Vestir-se como um francês durante as suas férias na França? Vantagens e desvantagens.

agosto 20, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Uma das grandes duvidas que as pessoas tem quando viajam, é se devem seguir os padrões locais na vestimenta ou usar as roupas que esta acostumada a usar no seu pais de origem.

Claro que se é sempre bom evitar roupas que sejam muito abertas porque você vai chamar muito a atenção e pode ser barrado em algumas igrejas, mas sera que é realmente importante tentar ser confundido com um local? Vejamos as vantagens e desvantagens:

Eu vejo muito por aqui brasileiras usando roupas de ginastica pra fazer caminhada por Paris. Essas fuseaus coladas ao corpo são a marca registrada das brasileiras e nenhuma outra nacionalidade usa isso. Realmente esse tipo de roupa é muito confortavel e otimo pra passear por aqui. Fique tranquilo que ninguem acha  muito esquisito. Pode usar a vontade! Eu realmente acho que leggings são pra ser usadas com vestido por cima ou com saia, short, enfim, mas se voce se sente bem mostrando tudo va em frente.

As vantagens de usar uma roupa destas,  é que você é facilmente reconhecida como brasileira e provavelmente as pessoas irão tentar falar com você em português. A desvantagem e que se você esta planejando treinar o seu francês não vai ter muita chance. Mesmo que voce tente falar frances eles vão ver que voce é turista e vão falar em portugues, espanhol ou ingles.

O turismo dos Brasileiros aqui é muito forte e graças a isso existem agora muitos empregados em restaurantes e lojas que falam português, portanto mostrar que você e brasileiro pode facilitar bastante.

Outra vantagem é que os brasileiros irão se reconhecer também. Caso você esteja em duvida em relação a algum endereço ou como fazer para comprar tickets, é só procurar alguém vestindo fuseau sem nada por cima (leggings) e perguntar em português mesmo.

 

Desvantagens: Se você estiver viajando sozinha, isso pode chamar a atenção e deixar você mais vulnerável a golpes e roubos, alem de atrair a atenção de homens que estejam a procura de aventuras.

A regra de segurança geral seria então: se você esta com a sua família, pode se vestir como quiser desde que não exagere na exuberância. Se você estiver sozinha, vale mais a pena colocar roupas mais discretas. Quem mostra muito que e turista esta mais aberto a golpistas e aproveitadores.

Eu já disse anteriormente em alguns outros artigos, eu não aconselho ninguém a fazer enxoval para viagem, ou seja, venha com o que você tem, não se preocupe em fazer bonito porque ninguém vai lembrar ou reparar muito no meio de milhares de turistas. Aproveite para comprar coisas novas por aqui em vez de gastar o seu dinheiro renovando o seu guarda roupa antes da viagem.

Quanto a usar camisas de futebol por aqui, isto é visto como roupa de “turista de primeira viagem”.

Agora, se voce quiser se divertir e se “fantasiar” de frances, aqui vai a dica:

Roupa feminina:

Calça de tecido de cor neutra, qualquer cor serve, tanto faz se larga ou mais justa, desde que nao seja muito apertada se voce for curvilinea. Aqui as francesas não fazem o genero popozuda. Leggings so com saia por cima. As francesas não apreciam muito dar aulas de anatomia feminina pela rua como as brasileiras.

Blusa estilo marinheiro, pode ser camiseta mesmo.

Um blazer preto ou cardigan preto

Colar de perolas ou dourado GRANDE mas curto. Pode ser um fino enrolado varias vezes tambem.

Lenço ou echarpe. Sim aqui se usa colar e echarpe ou lenco no pescoço junto.

tenis all star ou sapato bailarina de qualquer cor.

 

Roupa masculina

Calça jeans escura reta

tenis all star ou qualquer converse

camiseta qualquer

cardigan ou blazer de qualquer cor ou jaqueta de couro, casaco de couro tambem serve.

Echarpe enrolada no pescoço, não vale jogar nos ombros, tem de enrolar tudo no pescoço.

Divirtam-se!

 

Leia mais...

Dicas de turismo: Comer e beber na França

agosto 10, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas, Viver em Paris | By

Na França, de maneira geral, se toma café da manha (petit dejeuner) entre sete e oito da manha. O almoço (le dejeuner), entre meio dia e uma hora da tarde, e o jantar (le diner), entre sete e oito e meia da noite. Os franceses costumam convidar os seus amigos para jantar em casa, por volta de duas horas antes tomam “l’aperitif” – o aperitivo. E depois do jantar costumam propor um digestif – o digestivo.

Diferente de varias outras culturas, recusar bebidas alcoólicas não é mal educado. Se você não quiser beber é só dizer que não, não precisa inventar que esta tomando medicamentos ou que é alérgico.

As refeiçoes familiares, sobretudo em épocas festivas, podem durar varia horas e os pratos servidos parecem infintos.

Como os franceses vão servindo os pratos aos poucos, em vez de colocar tudo na mesa, tente comer pelo menos um pouco de cada coisa, e não se encha muito para não sobrecarregar o estomago.

Se você não comer alguma coisa, você terá de ficar esperando o outro prato que sera servido somente depois que todos terminarem o prato (não precisa limpar o prato, coma o que você puder ou quiser).

Outra coisa, não existe muito a opção de repetir o prato, portanto não peça mais, porque muitos outros pratos virão em seguida. Tente não demorar mais do que os outros e acompanhe o ritmo, porque e meio chato fazer todos os outros ficar a espera de você terminar de comer para eles poderem passar para o prato seguinte.

 

Se você for convidado por algum francês ou família francesa para comer, nunca apareça de mãos abanando. Leve alguma coisa. Você pode levar o vinho ou a sobremesa (você pode comprar uma torta de framboesa, que todo mundo gosta!), ou mesmo flores.

Na minha opinião, levar o vinho pode ser meio complicado porque normalmente as pessoas que cozinham já selecionam os vinhos que irão ser servidos com o jantar então se você for intimo de algum dos membros da família é melhor perguntar que vinho eles preferem. Não esqueça de cumprimentar quem cozinhou, não somente o dono da casa. É simpático elogiar as comidas quando você prova elas, e pode ate perguntar o nome do prato, como se faz, enfim, mostre algum interesse pela comida.

Para os franceses, culinária é uma arte, e deve ser apreciada como tal. Não comece a dizer que sua mãe faz um prato parecido, nem que o prato ficaria melhor se fosse com feito com a carne brasileira.

Detalhe: nunca, em hipótese alguma, apareça com um pack de cerveja em um jantar com franceses!

Se você estiver indo a casa de casais mistos (francês e brasileiro, por exemplo), pergunte quem vai cozinhar e que estilo sera o jantar, se francês ou brasileiro. Se for brasileiro, e super simpático aparecer com uma garrafa de cachaça mesmo, e de preferencia limão e todos os ingredientes para fazer uma caipirinha. Ah, certifique-se primeiro se na casa já existe um fazedor de caipirinha oficial, e se tiver, fale com ele/a o que seria bom levar e deixe ele/a dar o show.

 

No restaurante:

Na França, pode-se encontrar muitos restaurantes que oferecem especialidades estrangeiras. Devido ao seu passado colonial, os restaurante norte-africanos são bastante numerosos. Se você tem um espirito curioso e tempo, vá a um desses pequenos restaurantes algerianos ou tunisianos: o Couscous é um prato delicioso. Tem também a cozinha marroquina, que é rica em cores e sabores, sendo considerada uma das melhores do mundo.

É claro, aproveite também para degustar os inúmeros pratos regionais franceses também!

Se você estiver apressado ou não quiser entrar em um restaurante para comer, escolha um dos vários sanduíches que podem ser comprados em praticamente todas as esquinas e padarias.

Não esqueça que nos restaurantes o “menu” é o “pacote” que vem incluído o prato principal, sobremesa, ou prato principal e entrada, enfim, veja com atenção as diferentes opções.

Os restaurantes normalmente exigem que você peca entrada, prato principal e talvez sobremesa. Se você quer algo mais simples e rápido, opte pelas inúmeras brasseries, cafés ou creperies, porque nestes lugares você pode pedir somente um prato (grande!) que vem com a refeição completa. Sai mais rápido e mais barato.

Leia mais...

Internet e telefones na França: Como usar e onde encontrar

agosto 5, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Telefones

Na França se pode telefonar a partir dos telefones públicos, que se encontram nas ruas ou das cabines de telefone disponíveis nas agencias de correio.

A maioria dos telefones públicos funciona com um cartão telefônico, la carte telefonique, que pode ser comprado num bureau de tabac.

Há tambem telefones públicos que funcionam com cartão de credito/debito (tipo Visa). Não use os cartões de telefone para telefonar do seu celular, porque vai sair bem caro. Se você optar por trazer o seu celular, você pode comprar um cartão aqui mesmo por cerca de 15 euros e colocar no seu celular/telemóvel.

 

Para telefonar da França para Portugal o código é 00-351+ o prefixo da região portuguesa e o numero que você deseja chamar.

Para o Brasil o procedimento deve ser o mesmo, sendo que o código do pais é 00-55

 

Eu aconselho a não usar o telefone no hotel para fazer chamadas internacionais, porque as tarifas são bem caras. Claro que se você não esta se importando com gastos extras, esta seria a melhor e mais fácil opção. Eu geralmente recomendo usar e-mails e skype para falar com a família.

 

Internet na França:

 

A França é bem servida de serviços de internet, principalmente nas grandes cidades. Em Paris, por exemplo, existem vários cybers-cafes com conexões de alta velocidade. Outras possibilidades são os aeroportos e estacoes de trem, assim como algumas praças e vários restaurantes.

Caso você esteja viajando com o seu laptop ou notebook, existem inúmeros cafés que disponibilizam a conexão wi-fi gratuita.

 

Eu aconselho que pelo menos uma das pessoas da família traga um computador portátil ou um iphone.

Quando você esta aqui e precisa saber, por exemplo, como chegar a um determinado lugar, ou para checar que determinado museu esta aberto (e a que horas fecha), a internet é sempre util.

A internet também vai ser útil pra você reservar restaurantes ou mesmo comprar tickets em avanço, assim como reservar mesas no Moulin Rouge ou outros cabarets e teatros.

 

 

Leia mais...

Turismo na França: Como economizar em Paris

agosto 1, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Pensando em passar férias em Paris? Então este é o site ideal pra tirar duvidas e aprender sobre cultura, língua e costumes franceses. A França é um país bonito, e o estereótipo que os franceses são rudes é totalmente errado. Eles tem uma forma de humor diferente do humor brasileiro, mas são super bem educados e gentis. Em todo o lugar você encontra pessoas atenciosas e prontas pra ajudar. Diferente de outros países que eu já vivi, os franceses são os únicos com quem eu tive a feliz experiência de receber um belo sorriso ao falar a língua local. Eles não fazem careta se o seu sotaque é esquisito, portanto pode treinar o seu frances a vontade!

Falando nisso… voce não precisa falar frances, fique descansado que o mito de que os franceses se negam a falar ingles é coisa do passado.

Quando você vem a França, além de incríveis lugares e passeios magníficos, você vai encontrar uma enorme variedade gastronômica. E quase impossivel voltar pra casa sem uns quilinhos a mais, mesmo com toda a caminhada que fazemos por aqui.

A idéia de que as porções são pequenas e outro mito que eu gostaria que caísse por terra porque não e verdade. Eu nunca saí de um restaurante com fome. O que acontece e que os franceses comem vários pratos diferentes, entrada, prato principal, salada, queijo, pão sobremesa, etc. Se voce quiser pratos unicos e gostosos, procure as brasseries, que servem pratos enormes e muito mais baratos!

Na dúvida eu aconselho os menus prontos que são quase sempre disponíveis e não são caros.
Caso voce esteja planejando uma noite especial em um restaurante mais sofisticado, use o Grupon Paris para receber por email varias ofertas de promocoes e decontos em restaurantes – e não só: voce pode encontrar descontos de oculos de sol de marca, roupas, bolsas, spas, cabarets, shows, enfim, tudo muito mais barato. Experimente: Groupon FR

Comer bem e uma das paixões nacionais e vale a pena aventurar-se em pratos desconhecidos porque na maior parte das vezes será uma agradável surpresa.

Comer em restaurantes-brasserias não é a única opção, você encontra lugares onde pode comer sanduíches pela rua mesmo, eu aconselho o Brioche Doree, por exemplo, que tem sanduiches de baguettes otimos, sorvetes, e refrigerantes para sair comendo pela rua ou para levar para um pic nic. Acredite, não  é esquisito levar comida ou sanduiches para comer nos parques, todos fazem isso.

Quanto ao transporte, a melhor maneira de conhecer Paris e caminhando mesmo. Se voce estiver muito cansado, pegue o metro, mas tente se organizae de tal maneira que voce não precise usar muito o metro, assim voce economiza tambem.

Passes de museu só valem a pena quando voce vai usar muito mesmo, e fazer uma maratona de museus. Eu recomendo o Paris Pass, que ja vem com passe de metro junto. Mas atenção, um passe de 2 dias e suficiente, programe 2 dias para maratona de museus e deixe os outros dias para as igrejas, catedrais, jardins e outros monumentos de graça.

Leia mais...

O que comprar em Paris? Dica de Souvenir

julho 26, 2011 | Posted in Compras em Paris, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Ola Pessoal! Mais um artigo da nossa querida leitora Luana Veloso!

Vamos falar de coisa boa? C-O-M-P-R-A-S !!!
Sempre que viajo quero comprar presente pra todo mundo, uma pequena lembrança claro, afinal, a conta bancária não está lotada!
E outra, sempre que alguém sabe que você está indo viajar, já fala: “Não esquece do meu presentinho!” Pois bem, vou dar umas dicas de coisas legais e baratas que  todo mundo vai AMAR receber!

Para quem não sabe, o termo “Suvenir” vem do verbo francês “Souvenir” que significar “lembrar”!
Paris é a cidade que mais tem lojinha de souvenir na vida!!
Alguns dos principais pontos são:

– Rue de Rivoli – próximo ao Musée du Louvre
– As ruazinhas da Rive Gauche – perto da Catedral Notre Dame
– As ruazinhas atrás da Basílica de Sacre Coeur em MontMartre

Enfim, o que não falta são endereços! Pra ser sincera, os preços não variam muito, então, não perca seu tempo procurando – pois eu mesma fiz isso e perdi muito tempo de viagem e no final nem valia a pena –

Bom, segue algumas coisas que eu comprei e agradou MUITO quem recebeu

AVENTAL
Se alguém que você quer presentear gosta de cozinhar, esse é o presente!
São baratos, com uma qualidade ótima e lindos!

Dicas de o que comprar em Paris para trazer como souvenir

Dicas de o que comprar em Paris para trazer como souvenir

LENÇOS E CACHECÓIS
Se tem um povo que sabe usar bem esse acessório são os franceses! Um mais lindo que o outro! Comprei uns que parecem de seda e paguei 2  Euros!!!

lencos lindos com motivos parisienses

Lencos lindos com motivos parisienses

IMÃ DE GELADEIRA
Parece besteira, e  eu sou suspeita pois faço coleção, mas vale muito a pena … Se você viaja por muito países, cidades … Pode trazer um de cada lugar pra sua mãe que ela vai amar a coleção!

ima de geladeira com a torre eiffel

Dicas de souvenirs: imas de geladeira com a Torre Eiffel

CHAVEIRO TORRE EIFFEL
Eu sempre trago um monte de chaveiros! Você compra 3 por 1 euro daqueles meninos africanos que ficam vendendo na rua, assim se esqueci de alguém eu dou um chaveiro! Além de que eles são uma graça, eu tenho um em cada chave ! Dica: Não compre os coloridos, pois eles desbotam! Compre os de metal bronze

Chaveiro da torre eiffel

Chaveiro da torre eiffel – otima lembranca para dar para os amigos!

 

PINTURAS
Sempre compro umas gravuras que parecem pinturas dos principais pontos turísticos da cidade, aí você dá pra pessoa e ela emoldura.
Fica lindo na decoração! E também são baratas, eu compro naquelas bancas verdes que tem nas margens do Rio Sena, achei ali com o melhor preço!
Posters em museus são um pouco mais caros, mas também é uma boa ideia pra quem gosta de arte, decoração e está com o orçamento um pouco mais folgado!

E vocês? o Que gostam de trazer de Souvenir??
Pra quem ainda não foi viajar, espero que aproveite as dicas!

A bien Tôt!

Luana Veloso

 

 

 

Leia mais...

Glossário Básico Paris:Tudo o que você queria saber sobre Paris mas tinha vergonha de perguntar

julho 22, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Glossário Básico Paris: Tudo o que você queria saber sobre Paris mas tinha vergonha de perguntar.

Estou escrevendo este glossário básico de Paris em resposta a vários e-mails que recebi desde que o ArtdeViv começou. Embora tenha respondido por e-mail individualmente a cada leitor, notei que a maior parte das perguntas eram sempre as mesmas.
Então, para informar os próximos curiosos sobre Paris, aqui vai a lista dos termos que mais tiveram perguntas:

O que é Rive Gauche e Rive Droite? Qual é a melhor? Ficam longe uma da outra?

Rive Gauche ( Margem Esquerda) – Paris é dividida entre margem direita e esquerda. No meio, o rio Sena. Algumas de suas famosas ruas são Boulevard Saint Germain des Prés e Saint Michel. Não existe uma margem “melhor” do que a outra, ambas são importantes, tem pontos turísticos e vale a pena visitar. Você pode cruzar as pontes e ir de uma margem a outra em 5 minutos (caminhando). A Rive gauche é mais segura, mais “francesa”, e não tem cinturões de miséria nas cidades dos arredores.

Rive Droite (Margem Direita) – Em frente à margem esquerda do rio e, geralmente, refere-se à metade norte da cidade. Sua rua mais famosa é, inegavelmente, os Campos Elísios (Champs Elysees), mas há outros, como a Rue de la Paix e Rue de Rivoli e a famosa avenue Montaigne. Ah um probleminha, porém, pois essa região é cercada por regiões bem complicadas socialmente, evite a parte norte de Paris à noite.

Qual é o melhor arrondissement?

Arrondissements – Paris é dividida em vinte arrondissements (seriam como distritos ou bairros).
O primeiro é o ponto “central da Paris do seculo XIX”, e os outros são estabelecidos no sentido horário como um espiral. Detalhe: o centro mesmo, hostoricamente falando, não seria “o Louvre”, e sim a Notre Dame, portanto pode-se dizer que o arrondissement 5 ou 4 são mais centrais que o 1 .
Como se trata de uma tal unidade básica para a cidade, eles são constantemente citados nos guias, quase sempre usando apenas o seu número associado (1er, ou 2em etc.). Não se pode dizer ao certo qual é o melhor arrondissement, depende muito de gosto.
Se você é turista vai preferir ficar nos primeiros, porque tem mais pontos turísticos. Se você quer curtir a noite e as “ruas vermelhas” de Paris talvez prefira a 18eme (mas este arondissement pode ser (muito) perigoso a noite). Para quem quer ver uma Paris menos turística pode preferir a 14eme, 15eme, etc. Para quem esta vinda a Paris pela primeira vez, eu aconselho dedicar-se mais aos arrondissents 1 ao 9, mas sem deixar de ir a Montmartre (18) que e onde esta a Sacre Cour (de dia).
O Louvre está no 1er, o Arc de Triomphe está na 8eme. Leia mais sobre os arrondissements em  Pontos turisticos de Paris por area (arrondissement)
Note que como os arrondissements são em sentido de espiral, a 15eme por exemplo (onde eu vivo), não esta necessariamente longe do centro. Eu estou a 10 minutos da Torre Eifell, que fica na 7eme. Se eu cruzar a ponte estou na 16eme.

Afinal o que é o tal Quartier Latin? Vale a pena ir la? Vale!
O Quartier Latin – uma região à esquerda do Banco no 5 º arrondissement
O quartier Latin tem sido o centro da vida intelectual e universitária de Paris ha mais de 700 anos.
Vale a pena ir conhecer som certeza. Alias essa area é uma das mais interessantes e antigas de paris.

O que é o Marais? É uma rua ou arrondissement?
O Marais é composto fica entre 3eme e a 4eme na margem direita, é um bairro que manteve muitas ruas pequenas e ainda guarda muito da “Paris antiga”. Foi onde viveu Balzac, Victor Hugo entre outros escritores famosos. Imperdível. Tem muitos pontos turisticos e lugares interessantes.

Quem foi esse tal de Haussman?
Haussmann – Barão que foi o responsável pelo projeto de planejamento urbano de Paris de 1852-1870. Os vinte arrondissements data dessa época. O nome Haussmann é conhecido por todos os parisienses.

O Metro de Paris é seguro? É verdade que cheira mal?
Metrô – O metrô de Paris. É extenso e serve quase todos os cantos da cidade. É um dos maiores do mundo e bem organizado. Tem linhas muito antigas e outras novas e modernas. É seguro. Nunca tentei usar o metro de noite em estações perto da 18eme ou 19eme (os 2 arrondissements mais “barra pesada” de Paris). Nunca senti mal cheiro. Na verdade todos os transportes públicos de Paris são completamente “usáveis”, não precisa ter medo. So não da pra baixar a guarda totalmente, mas isso voce ja sabe ne?

O que é RER? O cartão de metro serve também para o RER?
RER – Réseau Express Régional, semelhante ao metro, mas não fica embaixo da terra – são os trens suburbanos, (serve os subúrbios e regiões periféricas de Paris).
No centro da cidade, a distância entre as estações RER é mais significativa do que para o metro (não para muito), uma vantagem se você quiser ir distâncias maiores rapidamente – mesmo no centro da cidade. Se usa o mesmo cartão (passe de metro) para os 2.

O que são os Bateaux Mouches?
Bateaux Mouches – Este é o nome dado aos barcos que fazem tours pelo rio Sena.
Antigamente este era o nome de uma empresa de barcos especifica, mas hoje em dia é usado para se referir a todos os barcos de turismo.

Leia mais...

O Musée Cognacq-Jay: Um dos melhores museus gratuitos de Paris

julho 10, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Hoje irei falar de um dos museus que eu mais gosto em Paris.

O Musée Cognacq-Jay é um museu situado no Hôtel Donon no arrondissement 3 , na 8 rue Elzevir, Paris. Está aberto diariamente, excepto segunda-feira; entrada é gratuita. O museu é tao bom que é difícil acreditar que é gratuito!

O acervo do museu foi formado entre 1900-1925 por Théodore-Ernest Cognacq (1839-1928) e sua esposa Marie-Louise Jay (1838-925), fundadores da loja de departamentos La Samaritaine.

Na ocasião da sua morte, Cognacq deu a coleção para a cidade de Paris, que em 1929 inaugurou o Musée Cognacq-Jay na 25, boulevard des Capucines.

Em 1990, o maravilhoso acervo foi transferido para o Donon Hôtel (este prédio e maravilhoso também, construído em 1575), no Marais, onde a coleção é apresentada em vinte salas de painéis (quatro andares) nos estilos de Luís XV e Luís XVI.

O museu contém uma excepcional coleção de arte e artigos de decoração, cerca de 1200 itens no total, com ênfase na França do século 18, que variam de cerâmicas europeias e chinesas, jóias entre outros, pinturas de Leopoldina-ES Boilly, François Boucher, Canaletto, Jean-Siméon Chardin, Jean-Honoré Fragonard, Jean-Baptiste Greuze, Maurice Quentin de La Tour, Sir Thomas Lawrence, Hubert Robert, Giovanni Battista Tiepolo, e Jean-Antoine Watteau, esculturas incriveis de Jean-Antoine Houdon, Jean-Baptiste Lemoyne e Jacques-François-Joseph Saly, móbiliario atribuídos a Jean-François Oeben e Van der Roger Cruse.

 

O Século 17 também está representado, nomeadamente com duas pinturas de Rembrandt, enquanto século 19 é representado com obras de Camille Corot, Paul Cézanne e também Edgar Degas.

Este Museu maravilhoso fica bem perto da Place des Vosges, e vale a pena ver mesmo!

Este Museu pertence a Mairie de Paris, e você pode ver todas as informações no próprio site

 

 

 

Leia mais...

Como manter o cabelo bonito durante uma viagem pela Europa

junho 12, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Para quem não sabe, cabelos, produtos para cabelos e afins são uma das minhas manias.

Eu não sou daquelas pessoas que colecionam produtos para cabelo em casa e estão sempre comprando coisa nova. O que eu gosto mesmo é pesquisar sobre os produtos, para que servem os ingredientes, se realmente fazem efeito ou estão ali só para aumentar o preço dos produtos. Tenho um “interesse cientifico” no assunto e adoro descobrir que afinal aquela velha marca de shampoo barata tem uma formula quase igual ao shampoo mais caro do supermercado. Entendo sobre shampoos com cones, sem cones, biológicos e sei qual é a diferença entre sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate – Se você não sabe, aconselho a usar shampoos com o primeiro da lista.

Mas agora, falando sobre como manter os cabelos bonitos na sua viagem pela Europa:

Quem vem passar ferias em Paris normalmente começa a reclamar do estado do seu cabelo.

A água em Paris é muito mais “dura” e mais alcalina, boa para beber porem péssima para a pele e cabelos. Aqui temos que colocar anti-calcario sempre que lavamos roupa (junto com o sabão) senão a roupa não fica limpa e entope os canos com calcário. As maquinas de cafe tem de serem limpas seguidamente também.

O calcário encontrado na água vai acumular no seu cabelo também.

Depois de umas duas lavagens você vai começar a notar a diferença. A sua pele pode começar a ficar extremamente seca, coçando e os cabelos pesados, sem brilho.

Qual é a solução? Quelamento.

Eu não sei se este termo é muito usado no Brasil, mas acredito que os frequentadores de piscinas conheçam. O cloro que fica no cabelo não sai com shampoo, nem mesmo com shampoo de limpeza profunda ou clarificantes, então a gente tem de usar os tais queladores.

Os queladores são produtos que tem o “poder’ de retirar minerais e metais do nosso cabelo e pele, assim como também podem ser administrados para intoxicação interna por metais pesados (que não é o que estou falando neste artigo – eu me refiro somente a cabelos e pele mesmo).

Se você reparar, aqui as pessoas, de uma forma geral (na Europa como um todo) tem cabelos mais porosos, e muitas vezes com aparência de sujo.

Não é porque eles não lavam os cabelos, é simplesmente o efeito da água mesmo, caso eles não usem queladores.

Esses minerais se acumulam no cabelo e não saem mesmo, e o cabelo fica parecendo danificado – tem muita gente que corta o cabelo achando que esta muito estragado, quando na verdade só precisa mesmo e de uma boa limpeza com queladores.

Bom, como resolver o problema?

Use, (traga ou compre aqui) shampoos com algum destes ingredientes:

Disodium EDTA

Tetrasodium EDTA

Sodium citrate / Acido citrico

Trisodium citrate

Estes são os ingredientes que tiram os minerais do cabelo. Você vai notar que aqui você precisa usar muito mais shampoo do que em lugares onde a água e mais “macia”, como no Brasil.

Essa mudança na quantidade de shampoo vai deixar o seu cabelo mais seco também, e aliado com o clima, que é seco, piora tudo mesmo.

Se você não usar sabonetes ou shampoos com estes ingredientes, você vai, mais cedo ou mais tarde, notar o seu cabelo e pele mudando (para pior).

Existem vários sabonetes (para a pele) aqui com algum “EDTA” por causa da água. Um deles e o Petit Marseillais, que se encontra em todo supermercado, e é barato (cerca de 2 euros).

Eu recomendo o de azeite de oliva (este link vai direto pro website do Petit Marseillais somente pra ver como é a embalagem e os ingredientes).

Shampoos: qualquer um que tenha estes ingredientes, ou simplesmente misture suco de limão ou vinagre (um pouquinho só) no seu shampoo ou para enxaguar. Tem garrafinhas pequenas de vinagre no supermercado e ate mesmo suco de limão puro (com conservantes, claro) em garrafinhas pequenas na parte gelada do supermercado. Ficam normalmente perto do salmão defumado (porque se usam juntos, he he).

Não interessa muito a marca mesmo. O acido citrico do limao ou do vinagre vao limpar os minerais do seu cabelo. Deixe no seu cabelo um pouco, não lave imediatamente (espere 1 ou 2 minutos com o limao no cabelo), ou evite o problema já usando desde o primeiro dia. Os shampoos que realmente limpam os cabelos tem de ter um destes ingredientes no topo da lista, ou seja, um pouquinho de acido citrico no final da lista de ingredientes não vai resolver muito. Como você sabe – quanto mais acima da lista, maior é a quantidade do produto. Na duvida, misture vinagre ou suco de limao (na hora) no shampoo.

Bom, sabendo disso, você deve adivinhar que a maioria dos produtos de higiene e limpeza feitos para o publico frances é diferente dos que compramos no Brasil.

Note que não tem nada a ver com raça, nacionalidade, cor ou afins. Os parisienses são tao ou mais misturados do que os Brasileiros e temos aqui mulatas, loiras, morenas, ruivas, arabes, todas 100% francesas.

A diferença é portanto, o clima e a água. Aqui uma “loção hidratante” é muito mais pesada do que no Brasil. Um creme é ainda mais pesado. Se você esta pensando que vai encontrar os produtos franceses que você usa e compra no Brasil, pode se decepcionar um pouco. Cada empresa tem a sua própria linha de produtos para o mercado estrangeiro. Os produtos de marcas francesas que voce compra no Brasil sao especiais para o publico, clima e gosto brasileiro.

Já aconteceu de pessoas vindo passear aqui, ao pedirem a minha ajuda para “traduzir” os produtos, depois começarem a reclamar dizendo “você disse que era loção e afinal é um creme”.

Eu aviso sempre, experimente antes  (use as amostras) porque o que é considerado loção aqui, ou mesmo “leite de beleza” é muito mais grosso e pesado do que no Brasil.

Não adianta somente traduzir e note bem: O mundo não segue os padrões brasileiros. Cada lugar tem o seu próprio padrão e usa os termos como bem entende visando os moradores deste local, não os turistas.

Assim como no Brasil o “couro sintético” se chama “couro ecológico” (que de ecológico não tem nada há ha), cada lugar é livre para as suas próprias invenções de marketing e usos da linguagem.

Agora, falando um pouquinho de compras em Paris:

Coisas que eu, pessoalmente uso e aconselho a comprar por aqui, para os cabelos, que eu não costumo ver em outros lugares com os preços que temos aqui:

Kerastase – Esta é sem duvida a melhor marca de Shampoo francesa. Se você usa ou quer experimentar, aproveite. São vendidos em salões de beleza.

Klorane – ótimos produtos para o cabelo também, vendidos em farmácias.

Os outros shampoos e condicionadores franceses, são na maioria das vezes iguais aos brasileiros, com a diferença de serem sempre mais ácidos por causa da água. Os Dessange, muito populares aqui, tem a formula muito parecida com os Pantene, e são ótimos para presentear amigas (custam em media 5 euros).

Essa é a linha de shampoos que eu uso no dia a dia. Eu uso o nutri extreme da Dessange (amarelo).

Eu costumo ler todos os rótulos muito atentamente, e cheguei a conclusão que tirando os Kerastase e Kloranes (muito caros pro meu gosto, so uso de vez em quando) não há nada assim muito diferente entre os produtos que eu vejo por aqui. Shampoo serve pra limpar mesmo. Não vai fazer muito pelo cabelo mesmo. Alguns, como os Dessanges e Pantenes da vida, como tem silicones (Dimethicone e afins) no proprio shampoo, dao aquela sensaçao de cabelo escorregadio quando molhado, tipica dos silicones.

Os silicones somente servem para facilitar a sua vida depois de lavar os cabelos, ao pentear. Não trata o cabelo. Silicones são produtos puramente cosmeticos. Eles formam uma camada fina em volta do seu cabelo, mas nao é absorvido.

Os condicionadores é que devem sem bem pesquisados.

Os produtos da Occitane são ótimos também, incluindo shampoos e condicionadores, se encontram nas lojas Occitane (tem por todo o lado aqui) e nas Galeries Lafayettes.

Manteiga de Karite pura – uma maravilha da natureza, otima para o cabelo, pele, etc. Encontrado em lojas de produtos africanos e indianos. Eu compro a minha na Velan ( link para o site da loja, para voce ver como chegar la).

Note que a manteiga de karite verdadeira é beje ou cinzenta, não amarelada. A que aparece no site, para comprar online, não é muito boa (é feita de outra arvore) e esta meio seca porque eles recebem em grande quantidade e depois colocam em pacotes .

A melhor é a que eles vendem em potes fechados na loja (250 gramas por 5 euros). Você tem de ir la mesmo.

Monoil Oil – A venda em qualquer supermercado, este óleo de coco perfumado, medicinal, da polinésia francesa (Haiti) é ótimo, e tem também os shampoos naturais da própria marca. São vendidos no supermercado Monoprix pelo melhor preco link para voce ver como é o vidro.

O monoil oil e a manteiga de Karite não são produtos made in france, mas é uma otima oportunidade de comprar esses produtos puros, sem mistura neguma. No Brasil é praticamente impossível encontrar manteiga de karite pura, somente misturada com outros produtos baratos que aumentam a quantidade e estragam a qualidade. Manteiga de karite é uma manteiga medicinal, não deve ser misturada com produtos de puro efeito cosmético como silicones e óleos minerais. Note que eu chamo de medicinal produtos que curam ou tratam mesmo certos problemas de pele, couro cabeludo, como eczemas, psoriase, queloides, acne etc. Produtos de efeito cosméticos deixam o cabelo/pele bonitos, mas não tratam nada (silicones e óleos minerais de uma forma geral). A mistura de Monoil oil com karite e uma otima ideia.

Eu misturo, em casa, a manteiga com óleo de coco virgem biológico (50/50), sem mais misturas nenhumas, mas você e livre para misturar com óleos essenciais, monoil, azeite de oliva também.

Outros produtos legais para cabelo:

Escovas de cabelo com cerdas naturais: Essas escovas são ótimas para o cabelo, e ainda reduzem as suas dores de cabeça, desde  que sejam cafaleias tensionais. Elas retiram eletricidade estática do seu couro cabeludo e diminuem o stress.

Escova de pelo de javali (javali em frances se chama sanglier) – essas escovas não penetram nos cabelos mais volumosos, somente em cabelos finos, portanto você também encontra as opções que tem nylon e sanglier (pelo de javali) juntas, que são ótimas também pois o nylon penetra no cabelo, e as cerdas naturais vão tirar a eletricidade estática, espalhar os óleos naturais do cabelo e baixar as cutículas dos fios.

Escova de pelo de cabra (chevre em frances) – escovas usadas para polir o cabelo, baixando as cutículas. Não espere essas escovas penetrarem no cabelo, imagine que o pelo de cabra é mais ou menos da mesma textura que o nosso cabelo, portanto é para polimento somente.

Você tem de dividir o seu cabelo em partes para usar a escova de pelo de cabra. Você pode colocar umas poucas gotinhas de Monoil Oil para perfumar o seu cabelo com a escova, e dar brilho.

Cuidado para não deixar o cabelo oleoso. Essa escova deve ser lavada como se lava cabelo mesmo, muito seguidamente (a cada 3 dias no máximo) não deixe as escovas com cabo de madeira de molho, porque a madeira vai inchar e trincar.

Essas escovar custam entre 7 e 12 euros, ou mais, mas são investimentos que duram muito tempo.

A de cabra você tem de ir em lojas especializadas mesmo.

Esteja preparada para emergências também:

Se por acaso você ficou sem shampoo, você pode usar por um dia um detergente qualquer, mas NUNCA, em hipótese alguma coloque sabão (como o sabão em barra para as mãos ou o petit marselleise, que é liquido) no cabelo quando viajar pela Europa.

O problema não é o sabão. A água é que não é boa. Sabão + água dura (com calcário) não funcionam bem juntos e você vai acabar com um cabelo parecendo um ninho de passarinho.

Como o cabelo fica assim, fica impossível tirar o sabão do cabelo. Não pense que só porque é liquido e necessariamente detergente. O Petit marsselleise é sabao liquido, não é detergente.

Use, em caso de emergência qualquer detergente (sim, os shampoos são detergentes não são sabões) que você tenha por perto. O seu cabelo vai ficar meio seco mas perfeitamente aceitável e limpo. Exemplo de detergentes que você pode encontrar nos hotéis: body wash, shampoos para banho.

Preste atenção que tudo o que tiver o ingrediente “cocos nucífera oil” é sabão.

Detergentes tem sodium laureth sulfate, sodium lauryl e sulfate ammonium laureth sulfate. Se você puder pegar um pedaço de limão no restaurante que jantar, o seu cabelo vai agradecer ainda mais.

 Obs: Na falta de limão, Ice Tea, cha preto e cafe tambem tiram os minerais do cabelo e são faceis de encontrar em todo  o lado.

Leia mais...

O Roteiro do Código Da Vinci em Paris com endereços

abril 29, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Está precisando de algumas idéias de como programar o seu roteiro em Paris? Que tal seguir os passos do livro/filme Código Da Vinci?

Coloco aqui alguma informação sobre cada um dos lugares que aparecem no livro/filme, e espero que vocês se divirtam bastante fazendo este roteiro. Aconselho ver o filme de novo só pra ter tudo fresquinho na memoria quando vierem!

O Hotel Ritz de Paris, na Place Vendome

A Place Vendôme é conhecida por suas famosas (e caras) boutiques e hotéis de luxo, como o Ritz. Muitos designers famosos tiveram seus salões nesta praça, como Coco Chanel, que viveu la. Também foi onde Chopin viveu.

No Código Da Vinci, Robert Langdon se hospedou no Ritz, descobrindo as paredes decoradas com afrescos, ricamente decorado Renascença e cadeiras Luís XVI em madeira dourada em torno de sua mogno enorme cama de dossel. Não da pra ver por dentro, a não ser que você queira ficar hospedado lá.

Infelizmente os preços não são muito amigáveis, o quarto menor custa mais de 600 Euros a diária.

Mas de qualquer forma a place Vendome é um ponto turístico que vale a pena ver em Paris. E legal começar o roteiro por la mesmo.

Endereço Place Vendome 15

75001 Paris

A Grande Pirâmide do Louvre

O “Código Da Vinci” fala que a pirâmide do Louvre contém exatamente 666 peças de vidro – para o deleite dos amantes de mistérios, um numero que dá o que pensar.

Atenção: há controvérsias:

Depois da publicação do livro, as vidros da piramide já foram contados diversas vezes, e foram encontrados outros números: O número mais citado é 698. É também muitas vezes chamado 789, em honra da Revolução Francesa de 1789.

Local: Carrousel du Louvre

75001 Paris

A Grande Galerie do Louvre

No “Código Da Vinci” O crime original da trama se desenrola na Grande Galeria do Louvre, Jacques Saunière é encontrado morto perto da Mona Lisa de Leonardo da Vinci. “Langdon estava na entrada do túnel interminável de Grand Hall, cujo vidro abóbada desapareceu na escuridão.” “A galeria tem 500 metros. A largura é igualmente impressionante. Podemos acomodar dois trens de passageiros lado a lado.”

A descrição do livro é realmente próximo da realidade neste caso.

Endereço: Louvre 75001 Paris

O famoso quadro de Caravaggio “A Morte da Virgem”

No “Código Da Vinci” Para escapar de seu agressor, Jacques Saunière aciona o sistema de alarme. “O homem de 76 anos, agarrou com ambas as mãos a primeira imagem que apareceu à sua direita, um Caravaggio…”A pintura tem na verdade quase quatro metros de altura, difícil de levantar por um senhor de 76 anos! Bom, mesmo assim vale a pena ver!

Endereço Museu do Louvre, a Galeria Principal, 75001 Paris

 

A Mona Lisa, um misterioso Ícone

No “Código Da Vinci” “A Salle des Etats foi um dos poucos “cul de sac” (beco sem saída) do Museu do Louvre, a única sala que se abria para o centro da Grande Galeria.”

De fato, a ala Denon estava sendo reformado quando Dan Brown escreveu O Código Da Vinci. A Mona Lisa foi movida e, em seguida, substituído na Salle des Etats, que não é um beco sem saída e tem duas portas de frente para a Grande Galeria, a terceira se abre para o terraço Denon .

Endereço: Museu do Louvre, Salle des Etats, 75001 Paris

A Igreja de Saint-Sulpice

No “Código Da Vinci” O assassino foi para Saint-Sulpice para encontrar a chave escondida na igreja. Um monumento construído sobre as ruínas de um antigo templo dedicado à deusa Ísis.

O vaticano nega que a igreja de Saint-Sulpice seja um vestígio de um templo pagão da antiguidade. A fundação da igreja data do século XII e da primeira pedra do atual edifício foi lançada em 1646. De qualquer forma, estão la o relógio de sol em estilo romano e o lugar foi, sem dúvida, ponto de encontro de muitas ordens secretas, como a Irmandade de Sião. Esta é a segunda igreja mais importante de Paris, depois da Catedral de Notre Dame. Vale a pena colocar no seu roteiro! Fica pertinho do Jardim de Louxembourg.

Endereço 2 rue Palatine 75006 Paris

Este roteiro pode ser feito em uma manhã, deixando o resto da tarde livre para outros passeios.

Espero que as informações ajudem você a fazer o passeio por conta própria, mas se você quiser fazer esse passeio guiado por mim, é só entrar em contato!

 

 

 

Leia mais...

Guia das 10 Melhores boulangeries de Paris com endereço e estação de metro mais próxima

abril 28, 2011 | Posted in Restaurantes, Turismo dicas | By

E quase impossivel não ficarmos encantados em um primeiro encontro com uma vitrine de uma boulangerie em Paris.

Apesar do surgimento recente de lojas da Starbucks e “unidades de McCafé”, as boulangeries parisienses, (especie de padarias/pastelarias) conseguiram suportar a produção em massa e globalização, continuando a produzir pães de qualidade, doces e bolos que são atraentes, suntuosos, e muitas vezes francamente irresistiveis. Com uma boulangerie em praticamente cada esquina, você nunca vai ficar com fome em Paris, e se você está procurando por baguete extra-especiais ou pela  famosa torta de framboesa francesa, aqui está um guia para dez das melhores padarias de Paris. Não deixe de experimentar!

    1. Le Grenier à Pain
    Endereço: 38 rue des Abbesses
    Tel: 33. (0) 1 46 06 41 81
    Metro: Abbesses
       

      2. Poilâne
      Endereço: 8 rue du Cherche-Midi
      Tel: 33. (0) 1 45 48 42 59
      Metro: Saint-Sulpice

      3. Pain d’Epis
      Endereço: Avenida 63 Bosquet
      Tel:. 33 1 45 51 75 01
      Metrô: Ecole Militaire

      4. Le Moulin de la Vierge
      Endereço: 166 avenue de Suffren
      Tel:. 33 1 47 83 45 55
      Metro: Denfert-Rochereau
      5. Maison Kayser
      Endereço: 14 rue Monge
      Tel: 33 (0) 1 44 07 17 81
      Metro: Mutualité Maubert

      6. Au 140
      Endereço: 140, rue de Belleville
      Tel: 33. (0) 1 46 36 92 47
      Metro: Jourdain

      7. Le Nôtre
      Endereço: 10 rue Saint Antoine
      Tel: 33. (0) 1 53 01 91 91
      Metrô: Bastille

      8. Boulangepicier
      Endereço: Avenida 73 de Courcelles
      Tel: 33. (0) 1 46 22 20 20
      Metro: Courcelles

      9. Jean Pierre Cohier
      Endereço: 270 rue Faubourg St-Honoré
      Tel: 33. (0) 1 42 27 45 26
      Metro: Ternes

      10. La Bague de Kenza (Algérienne Boulangerie)
      Endereço: 106, rue St Maur
      Tel: 33 (0) 1 43 14 93 15
      Metro: Parmentier

    Leia mais...

    Saiba programar as suas férias em Paris: Veja quanto tempo é necessário para ver cada ponto turístico, museu ou monumento.

    abril 17, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

    Paris, com a sua imponente Torre Eiffel, e a sensação romântica de ver a cidade através de um passeio pelo rio Sena, alem da história cultural, devem ser visitadas em alguma primavera na vida de todos.
    Ao visitar Paris, os pontos turísticos e valor cultural da cidade compensam e muito o valor pago pela viagem, especialmente na primavera, quando o clima faz um passeio pelo rio Sena tão convidativo. Os dias são longos e você tem luz diurna ate quase 10 da noite.
    A cidade oferece 10 pontos turísticos considerados imperdíveis para os visitantes que vem pela primeira vez. O que se segue é um breve resumo sobre cada um destes destinos, assim como o tempo necessário para ver cada um destes monumentos. Evite fazer roteiros de “20 minutos em cada museu”, a não ser que você tenha um passe tipo paris pass, senão sai muito caro.

     

    Louvre: O Louvre é o museu de arte mais visitado do mundo (mais de 8 milhões de turistas visitaram o país em 2006). A Mona Lisa de Leonardo da Vinci, Madonna e as rochas e a Virgem e o Menino com Santa Ana estão entre as obras de arte em exposição. Alexandros de Antioquia Vênus de Milo também está abrigada no museu. O edifício foi um palácio real durante os tempos medievais. (Para quem gosta de arte, recomendo pelo menos uma manha inteira dentro do Louvre, pra quem não só gosta como entende de arte, recomendo um dia inteiro).

    Jardin des Tuileries: Também conhecido como o Jardim das Tulherias, ocupa o grande espaço vazio entre as alas norte e sul do Louvre. O Sena é para o sul. O Jardim das Tulherias cobre cerca de 63 hectares. O espaçoso jardim, que se irradia na primavera, oferece esculturas clássicas e modernas, grandes bacias, canteiros de flores e aves selvagens. O espaço onde está localizada uma vez foi um palácio ao lado do Louvre, que  foi completamente perdido por um incendio em 1871, abrindo espaço para o jardim. (Lugar ideal para descansar depois de uma visita ao Louvre). O Jardim des Tuileries e grande, reserve tempo para ver, recomendo no minimo 40 minutos. Aproveite para relaxar por aqui, e comer qualquer coisa.

    Centre Georges Pompidou: um museu de arte com design exclusivo (muita gente diria “interessante”), biblioteca de pesquisa em música, tem este nome por causa do Georges Pompidou, que era o presidente da França em 1969-1974. O edifício, inaugurado em 1977, inclui os grandes tubos coloridos na parte externa traseira. As cores dos tubos mostram o seu conteúdo: Amarelo para a eletricidade, o vermelho para o aquecimento, azul para o ar, e verde para a água. (Tempo recomendado: Uma manha inteira – Recomendado somente para quem gosta de arte contemporânea) Fecha as tercas feiras.

    Place des Vosges: É a mais antiga praça de Paris, construído no reinado de Henrique IV de 1605-1612. A Place des Vosges foi  a primeira tentativa de Paris para o planejamento urbano  e é composto de 39 casas cada um feito de tijolo vermelho, com revestimentos de pedra. Algumas das casas são museus, apresentando os seus residentes de 400 anos atrás. (Vale a pena passar pelo menos 30 minutos la, lugar fantástico para tirar fotos)A casa/museu de Victor Hugo fica a esquerda de quem entra, e so ir ate o fundo.

    Notre Dame de Paris: Esta  catedral católica romana levou quase 200 anos para ser construida,  comecando em 1163 e concluída por volta de 1345. A catedral, com suas torres distintas sobre a fachada oeste, foi parte de muitos acontecimentos históricos, incluindo a colocação da coroa de Cristo de espinhos por São Luís, durante a construção da Sainte-Chapelle em 1239, e Henrique VI é coroado rei da França, em 1431. (Se você não subir na torre, uns 20 minutos e suficiente) Napoleao se “auto-coroou” aqui tambem,

    Sainte Chappelle: Uma capela gótica no coração de Paris foi rapidamente concluída, uma vez que foi consagrada em 1248, após os planos para sua construção iniciada em 1241. Luís IX  (San Louis)de França construiu esta capela para ser a capela palácio real. Também foi construído para abrigar as relíquias preciosas, como a Coroa de espinhos de Cristo, a Imagem de Edessa e 20 outras relíquias de Cristo. (Pelo menos 30 minutos). O palacio real que existia na epoca nao existe mais, mas a capela foi preservada (ainda bem!)

    Musée d’Orsay: Este edifício está situado na margem esquerda do Sena e está situado na antiga Estação Ferroviária de Orsay. Possui pinturas francesas 1848-1914. Entre as pinturas mais famosas são as de Van Gogh, Monet e Renoir. (Uma manha inteira)

    Torre Eiffel: A famosa torre de observação e torre de transmissão de rádio foi construído em 1889. É a estrutura mais alta de Paris (1063 metros de altura) e é o monumento mais visitado do mundo . A estrutura, concebida pelo engenheiro Gustave Eiffel, foi construída em três anos, foi construído como uma entrada para a Feira Mundial marcando o centenário da Revolução Francesa. O melhor momento para ir a torre Eiffel é a noite ou a tardinha, quando os museus estão fechados. A uma serie de bons restaurantes e bistrôs ao redor, vá jantar por la ou mesmo na torre (tem 2 restaurantes dentro torre mas e melhor reservar antes de ir).

    Avenue des Champs-Elysees: Uma das mais famosas ruas do mundo que inclui habitação afluente, cinemas, cafés e lojas especializadas de luxo. Continua a ser a segunda avenida mais caras (imóveis) no mundo, atrás da Quinta Avenida de Nova York. As rendas são tão altas quanto 1,25 milhões dólares por ano.. A Champs-Elysees é também o fim tradicional da última etapa do Tour de France. (são 3 km de Avenida, começando perto do Louvre em terminando no Arco do Triunfo) Programe bem a caminhada  para poder aproveitar e ver tudo, com uma pausa para um café.

    Arc de Triomphe: Também um dos monumentos mais famosos do mundo, fica na extremidade oeste da Champs-Elysees. As honras arco aqueles que combateram pela França durante o regime imperial de Napoleão Bonaparte na França 1804-1815. Hoje, ele inclui um túmulo para o soldado desconhecido. (Se você não subir la em cima, uns 10 minutos sao suficientes).

    Estes são 10 dos mais populares locais em Paris. A cidade oferece muito mais, incluindo passagens românticas ao longo do Sena, o cabaré Moulin Rouge, e algumas das mais belas arquiteturas góticas do mundo.

    Uma viagem a Paris durante a primavera ou em qualquer momento exige pelo menos duas semanas, talvez mais, para apreciar o seu lugar na história do mundo da cultura. Tudo o que você tem que considerar: as mais belas obras de Leonardo da Vinci, Vincent Van Gogh e Claude Monet estão em Paris. Isso é motivo suficiente para visitar a Cidade luz.

     

    Como você pode ver, estes são os pontos turísticos mais famosos de Paris e já foram falados muitas vezes aqui no blog.

    Se você não tem tempo de ficar 2 semanas em Paris, tente optar pelas coisas que você goste mais.

    Pesquise, veja se interessa antes de ir.

    Eu tenho tido uma experiencia interessante com os meus passeios guiados aqui em Paris, mas realmente ver os monumentos “só porque você TEM DE VER” não é para mim a melhor ideia de diversão.

    Eu já tive a experiencia de estar guiando um grupo que ao chegar no Museu d’Orsay perguntou:

    “Onde esta a Monalisa?”

    Eu disse: “Esta no Museu do Louvre”.

    A pessoa respondeu: “Então porque estamos aqui?”

     

    Pesquise, pergunte, veja se o local realmente interessa e não perca tempo no que pra você não tem valor!

    • Você esta em férias. Férias que não são baratas. Aproveite bem e relaxe.
    • Não vá ao “ Centre Georges Pompidou” se você não gosta de “modernices” , Eu pessoalmente não gostei do Centro na primeira vez que fui, eu aprendi a apreciar depois de muitas idas.
    • Não vá ao Louvre se você pouco liga pra arte e não gosta de “velharia”.
    • Tente ser coerente com os seus gostos e seja feliz. Não suba a torre Eiffel só pra contar para os outros na volta.
    • A maioria dos monumento tem fila pra entrar. Mesmo com passe você vai ter alguma fila as vezes.

    Não desperdice o seu tempo se você não acha necessário. Gosto não se discute. Va onde você quer ir e pronto. Eu tenho tido grupos que preferem fazer um roteiro meio “mórbido” que não deixa de ser original, com catacumbas, cemitérios e mausoléus. Não deixa de ser interessante também, e afinal você e dono do seu nariz.

    Eu, por exemplo, muito mais prefiro andar pelos jardins ao redor da torre do que enfrentar uma fila pra subir ate la em cima. Mas como eu já disse: gosto não se discute!

     

    Leia mais...

    Intercâmbio cultural e hospedagem “free”: Sim, é possível e você também pode fazer!

    abril 14, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

    Inspirada na minha filosofia de viajante independente, resolvi falar neste artigo sobre a possibilidade de realizar intercâmbio cultural durante a viagem de férias. Sim, é possível fazer intercâmbio sem precisar ficar meses em um país.

    Existem comunidades virtuais de viajantes independentes, onde a filosofia é a hospedagem gratuita em troca de intercâmbio cultural. Entre essas comunidades, os mais conhecidos são o Hospitality Club (http://www.hospitalityclub.org/) e o CouchSurfing (http://www.couchsurfing.org/).

    De uma forma geral, nestas comunidades basicamente você “se oferece” para receber pessoas em sua casa e também “solicita” hospedagem na casa de outros membros com o perfil compatível com o seu. Esses membros estão espalhados em todos os continentes, e você tanto pode receber na sua casa uma pessoa do Japão, como pode hospedar-se em Paris!

    A primeira vista parece um pouco de loucura, mas cada uma destas comunidades possui regras claras para seus participantes, que são auto reguladas pelos membros e geralmente são respeitadas. Além disso, essas comunidades possuem ferramentas de segurança e verificação de seus membros, como uma forma de ajudar na segurança do projeto.

    COMO FUNCIONA:

    1) Você deve criar um perfil em um dos sites (eu indico o CouchSurfing), como um site de relacionamento, porém muito mais específico, já que o foco é voltado para hospedar e ser hospedado. Quanto mais detalhista você for, melhor na hora de solicitar hospedagem;

    2) Depois de ter um perfil completo, participe dos grupos. Cada cidade tem um grupo. O grupo de Paris é um dos mais movimentados e ativos do CouchSurfing;

    3) Se você mora no Brasil, nas principais capitais também tem grupos ativos, participe dos eventos e conheça pessoas. Isso é importante como forma de iniciar sua fase de confiança no projeto. Eu aconselho isso, assim você verá por si só que o projeto é realmente sério;

    4) Antes de sua viagem pesquise pessoas que moram na sua cidade de destino, leia o perfil completo da pessoa e veja se há afinidade com você;

    5) Se tiver a intenção de se hospedar, envie um e-mail solicitando, informe o período que você ficará na cidade e fale um pouco de você;

    6) Você também pode simplesmente solicitar companhia para alguns passeios, alguma pessoas se disponibilizam a apresentar a cidade, tomar um drink ou apresentar alguma balada legal.

    Sou entusiasta deste projeto, já hospedei pessoas na minha casa em São Paulo, já acompanhei em passeios pela cidade, baladas e fiz ótimos amigos entre brasileiros e estrangeiros. Isso tudo sem sair de São Paulo.

    Claro que existem pessoas que não procuram entender a filosofia do projeto e acabam se equivocando ao tentar conseguir hospedagem de graça para economizar dinheiro na viagem, mas logo percebe-se que são a grande minoria e geralmente não conseguem nada além de uma recusa por parte de algum membro da comunidade.

    Pessoas altamente conservadoras geralmente não se identificam com o projeto, mas se este não é o seu caso, vale a pena acessar os sites indicados e conhecer um pouco mais sobre assunto. Quem sabe na sua próxima viagem você acabe se hospedando na casa de um típico parisiense e tendo a oportunidade de mergulhar de cabeça na cultura e dia-a-dia da cidade luz?

    Leia mais...

    Paris Impressionista: Museus Marmottan, D’Orsay e L’Orangerie

    abril 12, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

    A origem de uma revolução artística: 1874. Em meio a hostilidades e rigidez das regras de pintura da época, Claude Monet e seus amigos resolvem fazer uma exposição mostrando uma nova forma de pintar. Essa exposição foi feita em um salão próprio, particular, onde eles poderiam mostrar as suas obras sem ter que entrar dentro do “esquema” estético da época.

    A premiere foi um sucesso. A obra de Monet “Impression, Le Soleil” causou um tal efeito no publico da época que deu nome ao novo movimento que surgia: “O Movimento impressionista”.

    O Impressionismo mostra elementos de cores contrastantes e pinceladas fortes, usando a luminosidade como fator fundamental. Os temas pintados são temas cotidianos, paisagens locais e populares.

    Paris e arredores, assim como a costa da Normandia foram os lugares elegidos pelos pintores a serem retratados e recriados.

    Estas obras foram primeiramente expostas no Museu Marmottan-Monet. Instalado em um hotel particular do quartier Ranelagh, este museu expôs cerca de 300 obras de artistas impressionistas, como Renoir e Manet.

    O museu Marmottan-Monet ainda hoje expõe grande parte da obra de Claude Monet, sendo considerado por alguns muito melhor do que o Museu de Giverny, onde fica a casa do Monet.

    Em continuação ao sucesso do movimento impressionista, cria-se outro espaço dentro do Jardim de Tuileries: O Museu de L’Orangerie.

    As margens do Rio Sena, em frente ao Louvre, a antiga gare d’Orsay se torna outro templo dedicado ao impressionismo. O Museu D’Orsay é hoje em dia considerado um dos mais belos museus do mundo.

    Estes 3 museus tem uma coisa em comum alem de guardar as mais belas obras do movimento impressionista do mundo: A luz natural que ilumina o ambiente destes museus tornam estes os lugares ideais para expor arte impressionista.

    Lugares como Honfleur, Etretat e outras perolas da Costa da Normandia foram retratados por Monet, assim como pelos seus amigos impressionistas.

    Jardins, praias, pontes e parques e belas paisagens naturais são retratadas de uma forma fantástica neste estilo de pintura.

    No impressionismo não há espaço para retratos de reis e rainhas, nem para pinceladas imperceptíveis fazendo uma especie de “fotografia realista”.

    Você vai poder ver cada pincelada do artista, e ver que parece que nenhuma e da mesma cor do que a outra. A mistura das cores da-se ao olhar as pinturas mais ao longe, misturando-se no todo da obra.

    Não deixe de reservar um espaço na sua agenda para ver com calma pelo menos um destes museus.

    Aqui vão os endereços do impressionismo em Paris.

    Clique no web site dos museus para ver um pouco das obras que estão a sua espera:

     

    Musee Marmottan-Monet

    2, Rue Louis-Boilly, 75016

    www.marmottan.com

     

    Musee de L’Orangerie

    Jardin de Tuileries, 750101

    www.musee-orangerie.com

     

    Musee d’Orsay

    1, Rue de la Legion-d’Honneur, 75007

    www.museeorsay.fr

     

    Temporada: Os Museus de L’Orangerie e Marmottan estão fechados na terça, o Musee d’Orsay na segunda-feira.

    Leia mais...