Mais dicas de como viajar leve sem chegar ja com excesso de bagagem

novembro 21, 2014 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Ola pessoal !

Estou escrevendo mais uma vez sobre este assunto, porque sei que é super dificil as pessoas se desapagarem de tudo o que usam normalmente no dia a dia ao fazerem uma viagem.
Resultado ? Uma mala super grande, com coisas que na verdade e pessoa poderia passar tranquilamente sem.
Em uma viagem de, digamos, uma semana, não ha necessidade de uma mala enorme.
Como a maioria dos hoteis em Paris são pequenos, até é uma boa ideia não trazer uma super mala pra ficar ocupando espaço.
Como eu ja disse aqui, os brasileiros são famosos na Europa por serem os que andam com as malas maiores, e muitos motoristas de taxi com carro normal ja desistiram de nos atender.
Bom vamos as dicas :

1. Uma calça jeans pode ser usada aqui por cerca de 5 dias (não precisa ser consecutivos) sem precisar lavar (aqui a maioria faz assim). Isso pode parecer inadimissivel para muitos, mas se voce acha muito nojento, peça para lavarem no hotel e pronto. Mas desde que voce não seja desastrado e fique derramando molhos e doces nas roupas, uma calça jeans da tranquilo. E claro que voce nao vai vir somente com uma calça, mas não precisa mais de uma jeans. Traga junto uma calça de sarja escura ou calça mais social (tipo de alfaiataria), e uma saia e pronto, voce ja tem roupa pra qualquer ocasião. Se voce quiser trocar o jeans por uma legging, tudo bem. Mas não precisa trazer um monte de coisas.
2. Blusas : se for inverno, dois pulovers, duas blusas mais leves pra colocar por baixo e um ou dois cardigans. Pronto, nao precisa mais do que isso. Se voce esta pensando em ir a algum local super chic, uma blusa bonita (camisa por exemplo), e um cardigan esta mais que bom.
3. Um casaco adequado à estação : Se for inverno, um super casado de rua, não importa se ele não é super chic, porque afinal quando voce entrar em algum restaurante ou outro local voce tira ele. Casaco de inverno é pra rua e não pra dentro de « casa ». Se for primavera ou verão, uma jaquetinha jeans ou blazer, ou mesmo um cardigan de algodão servem. Para outono um casado « de outono », ou seja não precisa ser super hyper quente. Venha com o casaco na mão, não precisa colocar na mala.
4. Sapatos : não precisa muitos : um tenis para andar caminhando por ai, um sapatenis ou sapato baixo preto e um sapatinho mais social, tipo scarpin não muito alto. Se for verão e voce estiver super acostumada com sandalias, traga uma. Sandalias não são adequadas à grandes caminhadas.
5. Maquina fotografica, Iphone, um pequeno laptop ou tablet. Isso vai na mala de mão, juntamente com os fois e cabos, etc. Não esqueça os transformadores de voltagem, um adaptador universal etc. Não esqueça de trazer alguma coisa para transferir as suas fotos para o computador porque muitas vezes as pessoas deixam de tirar fotos porque ja não tem mais espaço livre no aparelho.
6. Produtos de higiene : Shampoo pequeno, creme, sabonete pequeno (normalmente nem é necessario porque os hoteis tem). Maquiagem para senhoras : traga coisas bem usadas, que voce não tem muito amor, porque em viagem podem quebrar. O ideal é trazer um duo de sombras velho, ou essas mini paletas com 4 sombras. Um ou dois batons, que podem servir de blush também, filtro solar, creme hidratante (se voce tiver um que sirva para rosto e corpo melhor ainda, um item a menos. Base, po compacto ou bases sequinhas que não precisam de po. Ou so po para colocar por cima do filtro solar.
Note que no inverno voce precisa mesmo de um creme hidratante, não é uma questão de vaidade, é mesmo porque o frio queima a pele e descama. Um bom creme para mãos ou mesmo o filtro solar deve estar sempre na bolsa. Um protetor labial é suficiente para a familia toda para a viagem.
7. Escova de cabelo, pente. Elasticos para prender o cabelo, grampos para fazer um coque, etc. Não precisa trazer a caixa toda !
8. Touca e luvas para o inverno, Chapeu ou boné para o verão (pode ser chapeu de praia mesmo).
9. Guarda chuva ou sombrinha em qualquer estação.
10. Roupa interior, que pode ser lavada na pia do hotel (por favor não fique acumulando roupa suja, va lavando). Meias, etc.
11. Bolsa de mão : so uma, a que voce vem no avião. Esqueça os bolsas super pesadas, que mesmo sem nada dentro ja são horriveis pra carregar. Escolha uma que caiba : mapa da cidade onde voce esta passeando, um bloquinho de notas com lapis com anotações do que voce quer ver, comprar, etc, carteira, uma garrafa de agua, uma pequena necessaire (pequeeena!) para colocar band-aid, comprimidos para dor de cabeça, remedios para indigestão, etc), filtro solar (que serve como creme de mão), protetor labial, baton (voce não precisa de mais itens de maquiagem na bolsa, so o batom), maquina fotografica, iphone, e por favor deixe o tablet no hotel. Coloque uma sacola de compras dessas tipo « ecologicas » para as suas compras – uma que seja beeeeem dobravel. A sua coluna agradece.
12. So isso. Precisa de uma mala super grande ?

 

 

Leia mais...

Como viajar sem gastar mais do que voce pode

janeiro 9, 2014 | Posted in Turismo dicas | By

Ola Pessoal!

Em primeiro lugar gostaria de desejar a todos um otimo 2014.

Com o aumento do IOF sobre os cartões pré-pagos, e com as taxas ja altas dos cartões de credito, além da recente desvalorização do real em relação ao Euro e Dolar, viajar esta um pouco mais (ou bastante) caro agora.

Com os meus passeios guiados, eu entro em contato todos os dias com brasileiros vindo fazer turismo por aqui. Realmente a maioria esta reclamando desses aumentos.

Aqui vai então, algumas dicas, que embora extremamente simples, podem fazer uma grande diferença nos seus gastos por aqui.

1. Traga as suas coisas. Deixar pra comprar “tudo aqui”, simplesmente por esporte, não é bom negocio. Coisas que voce tem em casa servem tranquilamente pra viagem. Eu ja fiz passeios com pessoas que até pente deixaram pra comprar por aqui, enfim, essas coisas podem ser compradas no Brasil. Tem certas coisas que não ha diferença mesmo entre sendo made in Brazil ou in France (na minha opinião). Guarde o seu dinheiro para uma compra especial, de uma coisa que voce não tenha, ou alguma coisa que valha mesmo a pena comprar por aqui. Invista em passeios, que é o mais importante aqui.

2. Pesquise. Se a ideia é economizar mas mesmo assim fazer a viagem, tem certas coisas que não são super necessarias.

Passes tipo o Paris Pass, por exemplo, são otimos e eu aconselho, mas somente se voce tiver tempo de realmente aproveitar. Comprar esse passe so porque é “bacana” ter uma passe, pode sair caro. Por outro lado, em época de alta temporada o passe pode poupar bastante tempo em filas. Enfim, avalie bem e veja o que é melhor.

3. Não tenha medo dos hoteis 2 estrelas ou hostais: eles são pequenos como praticamente todos os hoteis no centro da cidade, mas se a ideia é economizar, é preferivel um hotel 2 estrelas no centro de Paris do que um 4 estrelas fora (se a sua ideia é passear por Paris).

4.Planeje com antecedencia e va comprando euros. como as taxas de credito e do cartão travel money estão super altas, é melhor andar com dinheiro. Tem pessoas que acham que dinheiro não é seguro, mas tudo é uma questão de saber andar com dinheiro. Não abra a sua carteira na rua mostrando montes de notas, organize o seu dinheiro para que voce não precise ficar “garimpando” dentro da bolsa pra achar o dinheiro, e principalmente, separe o “dinheiro do dia” do total de dinheiro que voce tem. Não guarde o dinheiro do dia na “doleira”, guarde na sua carteira, e o resto na doleira ou no cofre do quarto de hotel. Os cofres funcionam, se voce não sabe como usar pergunte a um funcionario do hotel.

5. Não va a restaurantes, lojas e locais caros “so porque voce viu no blog XYZ” que é um “must”. Na verdade, da pra comer barato por aqui (comida boa), gastar pouco e se divertir. Não esqueçam que 60% dos parisienses ganham cerca de 2000 euros por mes, pagam aluguel e vivem bem. Voce não precisa gastar muito por dia se não puder.

6. Ha muito o que ver de graça por aqui. Voce não paga em igrejas, jardins, e em varios museus.

7.Invista em um bom passeio de reconhecimento guiado de um dia, ou um turno. Isso vai poupar voce de varios gastos que os turistas fazem por não saber onde ir ou onde comprar. Ha muito o que escolher, guias particulares, passeios com excursão, etc. Faça a sua pesquisa e veja o que mais se adecua as suas necessidades e ao seu bolso. Pergunte ao guia se ele ajuda voces nos outros dias, se ele fica a disposição caso haja alguma urgencia nos outros dias, ou caso voces se percam, etc. Peça dicas de onde ir e o que fazer, para os dias por conta propria. Mostre a sua lista de “compras” a ele, e veja se ele pode ajudar e mostrar onde se compra o que voce quer, mais barato.

8. Não tente “negociar” com o taxista uma tarifa fixa antes de entrar no taxi. Normalmente estas negociações são otimas pra eles, porque assim eles ja veem que voce é um turista de primeira viagem, e cobram o que bem entenderem. Faça questão do taximetro funcionando e pronto. Eu ja fiz viagens com brasileiros que “insistiram” em negociar o valor com o taxista, apesar de eu dizer que saia muito mais caro, e acabaram pagando 25 euros por uma corrida que 2 quadras (que seria uns 9 euros no maximo). Pegue o taxi na estação (parada) de taxis, não aceite ofertas de pessoas oferecendo “taxis” pela rua ou dentro do aeroporto. Use taxis registrados. Ou melhor, use o metro que é barato.

9. Cuidado com a bolsa e com os seus bens. Não traga coisas de muito valor pra usar aqui. Não use bolsa ou mochila nas costas, e fique de olho nos seus pertences. O risco de brasileiros serem roubados é grande, porque gastamos muito na Europa e hoje em dia somos considerados “endinheirados”, por aqui. As nacionalidades mais roubadas em Paris são os japoneses (porque sempre carregam cash e bons eletronicos), e os brasileiros, porque baixam a guarda quando chegam “na Europa”, em vez continuarem vigilantes como fazem no Brasil. Brasileiro da conversa pra todo mundo, confia em todo mundo, e acha normal gente parando voce na rua pra “conversar”. Não aqui não é normal, cuidado se pararem voce pra propor qualquer coisa, ou para vender alguma coisa.

10. Por ultimo, mas não menos importante: Controle os gastos a credito que não sejam extremamente necessarios.

Enfim, acredito que seja mesmo tudo uma questão de bom senso.

Conhecer Paris é muito mais do que comprar tudo o que se ve pela frente, afinal o melhor de Paris é de graça: A atmosfera, os aromas, as ruas, a historia, passear pelas margens do sena, conhecer os jardins, as igrejas, etc.

 

Leia mais...

Paris no inverno – 5 Dicas para Ajudar Você a escolher as roupas certas para passeios em Paris.

outubro 25, 2013 | Posted in Turismo dicas | By

Em um clima frio como o de Paris, é sempre bom estar bem preparado para que os seus passeios pela cidade sejam confortáveis e que você possa ver tudo o que Paris tem de lindo no inverno, sem congelar na rua!
Aqui vão, então, dicas de como vestir-se para poder aproveitar ao máximo a sua estada em Paris:
1.Vista-se em camadas.
Quanto mais camadas, melhor. Vestir-se com varias camadas de roupa são a melhor opção, vamos analisar porque:

Camadas preenchem o espaço entre você e seu casaco de inverno (externo) com isolamento. Uma camiseta interior, uma camisa, um suéter: cada um representa uma camada. O seu casaco de inverno é mais uma camada. Quanto mais camadas de isolamento, melhor.
Camadas tendem a prender o ar melhor. Se você tiver apenas um casaco, o ar quente próximo ao seu corpo tendem a vazar para fora da parte superior e inferior do casaco quando você faz movimentos do corpo, esfriando você . Camadas ajudam a manter este ar quente perto de você.
Camadas permitem que você regule a temperatura do corpo com mais precisão. Se você ficar muito quente, você pode sempre abrir uma camada – começando com abertura no topo do seu casaco e, progressivamente, abrindo mais e mais camadas quando você começar ficar mais quente com a caminhada.
2.Escolha um bom casaco. 
Na minha opinião, não há nada mais quente e mais leve do que um casaco de nylon com forro de penas tipo “parca” ou uma “doudoune”,
O problema é que eles não favorecem a todos os tipos físicos (na verdade nenhum eu acho), eu por exemplo, evitava, porque fico parecendo um astronauta, mas afinal é tão fofinho e quentinho, além de pratico que não tem como resistir. Enfim, no inverno deixe a vaidade um pouco de lado.
Se você gosta, vá em frente. A outra opção, mais cara e mais elegante, também quente mas não tão leve são os casacos de la. Estes não são tão quentes como que os de nylon e não são tao leves. Existem casacos de lã que também são impermeáveis, estes são uma ótima opção desde que você vá usar depois, e não somente na viagem, porque são bem caros.
Muitas vezes, materiais sintéticos são altamente recomendados. Antes de comprar materiais sintéticos, no entanto, esteja ciente do seguinte:
A lã vai manter você quente mesmo quando está molhada. Não sei de nenhum material sintético que vai fazer isso. Algodão seria realmente a ultima opção, porque “gela” quando molha, portanto cuidado com as calças jeans se o tempo estiver com cara de chuva. Nylon é bom tambem, e os casacos impermeaveis de chuva. Ha sprays que voce pode deixar qualquer tecido impermeavel (até a proxima lavada).
Materiais naturais tendem a respirar melhor. Isto pode ser crítico quando você começar a caminhar e a transpiração precisa evaporar, porque você molhado vai sentir frio depois.
Se voce não tem um super casaco, coloque um moleton com fecho, uma jaqueta tipo jeans e uma jaqueta de nylon (dessas fininhas de verão mesmo, tipo “corta vento”. Por dentro, um blusão de la e voce fica quentinho.
Aqui em Paris voce pode comprar um bom casaco barato na Zara, Uniqlo (recomendo muito), enfim.
3.Esteja ciente que você perde mais calor através de sua cabeça do que qualquer outra parte do corpo.
A nossa  cabeça nunca sente frio, mas…
O fato da sua cabeça não sentir frio não significa que você não está perdendo o calor.  Você não vai sentir perda de calor pela cabeça, você vai sentir as suas mãos e pés frios!
A razão de seus pés e mãos estão frias é porque você está perdendo calor na região da cabeça. Por quê? Porque as mãos e os pés são de baixa prioridade e sua cabeça é a principal prioridade.
Lembre-se então! Use um chapéu para bloquear o “vazamento de calor”.
Se você der prioridade a manter a cabeça quente, você terá vencido metade da batalha para manter seu corpo quente.
Não tente ficar chic ou na moda, use um chapéu que seja quentinho mesmo, de la, pele ou couro, com forro, touca quentinha, etc.
4.Mantenha os pés aquecidos.
Seus pés estão em contato com o chão frio. Você deve usar botas ou tenis/sapato com um bom solado, para isolar o frio.
Novamente, os materiais favoritos são os naturais. Use meias de lã, uma ou duas. Se você só tem 1 par de meias de la, coloque as meias de la primeiro, e outra qualquer por cima. Meias sinteticas tipo de sky são perfeitas. Hoje em dia ha muita meia com “alta tecnologia” que são finas e bem quentes.
5.Mantenha o seu pescoço quente.
Um lenço ou echarpe ao redor do pescoço e muito melhor para aquecer do que uma blusa de gola alta, porque você tem a opção de tirar quando entrar em um restaurante ou loja, por exemplo.
Há duas razões importantes para usar uma echarpe:
Você quer ficar o menos exposto ao frio e ao vento. Esta razão  é o óbvia.
A razão menos óbvia é que você quer para selar o topo de sua jaqueta para que não escape de ar para fora do corpo de sua jaqueta. Você perde muito calor Quando o topo do seu ano jaqueta é basicamente buraco aberto em torno de seu pescoço.
Então, em resumo, você não precisa ficar parecendo um astronauta nem precisa de roupa especial para vir pra ca, você precisa de camadas, materiais térmicos que não esfriem quando molhados, tipo la, cashmire, merinos, seda, etc. E só usar roupas em camadas. Evite colocar camisetas interiores de algodão puro, porque o algodão não seca e se você transpirar você vai gelar.

Segue então, por ordem de prioridade, como você deve pensar ao vestir-se:

  • Primeiro, você quer manter seu torso quente.
  • Em segundo lugar, mantenha a cabeça quente.
  • Terceiro, você deseja manter os pés quentes.
  • Quarta, mantenha seu pescoço quente.
  • Quinto: as mãos quentes.
  • Sexto: manter suas pernas quentes .

leia tambem o artigo sobre o que colocar na mala no outono e no inverno em Paris

Leia mais...

Como lidar com os quartos pequenos dos Hotéis em Paris – organização

setembro 25, 2013 | Posted in Turismo dicas | By

Ola Pessoal.
Este artigo é uma tentativa de ajudar os viajantes de primeira viagem a lidar com os famosos quartos minúsculos que a maioria dos hotéis em Paris oferecem.

Independente de estrelas, os hotéis em Paris são bem menores do que os Hotéis em outras cidades da Europa. Como os prédios em Paris são históricos, tombados, não há muito o que as empresas hoteleiras podem fazer, em relação a este “problema”, pois eles tem de respeitar as fachadas.
Não há como chegar e destruir os prédios antigos e fazer um super Novotel no centro de Paris.

Muitas das pessoas que fazem passeios comigo reclamam disso.
Agora, já que não temos como mudar a realidade de Paris, vamos tentar nos adequar a ela, ok?
Começando…

1. Traga pouca coisa. A maioria das pessoas que viaja pela primeira vez traz muita coisa nas malas, e no final nem usa. Eu vivo repetindo: Europa não é Brasil e aqui ninguém liga se você esta com as mesmas roupas o tempo todo.
2. Muito importante: Ao chegar no hotel, desfaça as malas, pendure o que tiver de pendurar, coloque as suas roupas nas gavetas disponíveis, use o guarda roupa, coloque os produtos de toilete no banheiro. Se faltar cabides, peça mais! Pessoal, mala não é gaveta e tem de sair do seu caminho o mais rápido possível. Se você olha pra sua mala e fica com preguiça de desfazer, é porque você esta trazendo muita coisa. Eu normalmente tiro tudo da mala, organizo o quarto, e escondo a mala atras de um sofá ou da cortina. Pronto, menos uma coisa pra atrapalhar o caminho.
Eu costumo ouvir o pessoal dizendo “eu tenho de ficar pulando por cima das malas!”. Isso significa que as suas malas estão no meio do caminho, certo? Então tire a mala do meio do caminho e o problema esta resolvido!
3. Se o seu hotel for bem simples; com pouco local para colocar as suas coisas, tente fazer uma mala simples também. Hotéis por menos de 100 euros são super simples, tente “ser coerente” com a simplicidade e traga pouca coisa.
4. Agora, saindo um pouco do tema, mas nem tanto, tente trazer coisas que não sejam de grande valor, porque se acaso a sua mala se perder ou você perder alguma coisa, você não fica no prejuízo: joias finas e caras, cintos de 600 euros, bolsas de 2000 euros ficam em casa ok? Eu já tive casos de pessoas ficarem de mal humor o dia inteiro por terem perdido no hotel um brinco caríssimo(depois acharam mas ai já tinham perdido um dia na vida de mal humor rsrs). Não tragam a sua caixa de joias inteira, tragam coisas pequenas, um brinco de perolas que já vem nas suas orelhas desde casa é o suficiente – um relogio é suficiente (a maioria dos europeus so tem um relogio e usam durante anos o mesmo). Se o seu quarto no hotel é uma bagunça você provavelmente vai perder coisas, e as coisinhas pequenas são as primeiras a desaparecerem.
5. Mala não é cofre. Deixe a sua carteira, passaportes, Ipad, euros e afins no cofre do quarto. A mala deve desaparecer da sua vista logo na chegada pra você ter espaço.

mala no meio do quarto

Se esta foto lembra o seu quarto de hotel, é hora de se organizar..

Leia mais...

Como seria se as grandes cidades do Brasil tivessem um sistema de transporte como em Paris?

junho 24, 2013 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas | By

 

Ola Pessoal. Estou acompanhando as manifestações no Brasil, e umas das reivindicações (objetivas) é uma melhora do sistema coletivo de transporte. Queremos um metro tipo o de Paris no Brasil?

Ou o metro daqui é muito simples pra gente, que esta acostumado com estações de metro em mármores e construções de luxo? Afinal é melhor ter transportes bonitos e caros ou simples e baratos? Não é melhor ter mais linhas, a toda hora, evitando muito acumulo de pessoas dentro dos transportes? O que é realmente o que se quer?

A rede de transportes públicos na região de Paris é altamente desenvolvida e funciona muito bem. O metro é o representante mais emblemático.

Nas últimas décadas, o crescimento da oferta focada em melhorar o serviço para os subúrbios com, entre outros, a criação da “Rede Regional Express” (RER), fez com que seja possível viajar entre cidades de Ile de france rapidamente. Se pode viver em uma cidade e trabalhar ou estudar em outra. Da mesma forma se pode ir e vir aos aeroportos Charles de Gaulle e Orly, que não ficam em Paris, usando o RER. Ou mesmo ir até a Disney passear.

Milhões de pessoas todos os dias usam o sistema de transporte parisiense e de subúrbio. Quem é residente e usa sempre os transportes pode ter um passe de uso ilimitado, que é ótimo e pratico, além de claro, ser muito mais barato do que ficar comprando bilhetes avulsos. Normalmente quem é empregado recebe este passe do patrão.

O metro se conecta com o RER e você faz a sua viagem pagando somente um ticket.

Outro sistema de transporte muito utilizado são os ônibus, ótima opção para idosos e pessoas com mobilidade reduzida, que não podem subir e descer as escadarias do metro.

Como assim? O metro de Paris não é moderno e lindo?

A simplicidade do metro Parisiense é motivo de reclamação dos turistas brasilieros

A simplicidade do metro Parisiense é motivo de reclamação dos turistas brasileros

Não. É feio, antigo (as primeiras linhas datam de 1900), com poucas escadas rolantes, com sistema de compra de tickets em maquinas (sem serviçais pra atender você ) e para muitos brasileiros, “cheira mal”. A maioria dos Brasileiros volta ao Brasil falando mal do sistema de transporte parisiense, pela questão estética, é claro. Dizem que no Brasil é que é bom, moderno, etc.

Eu sinceramente só sinto mal cheiro em locais no norte de Paris, onde ficam os guetos de imigrantes, gente que normalmente não teve boa educação no seu pais de origem e suja mesmo tudo, quebra, enfim.

metro de Paris


Metro de Paris – Varios vagões evitam que o metro esteja sempre superlotado

 

Em contrapartida, é barato e acessivel a todos. Aqui o deslocamento pra todo o lado não é problema, as crianças podem ir e vir da escola usando os transportes com segurança. Não há necessidade de alguém ir buscar as crianças na escola, elas sabem voltar pra casa sozinhas, ou em grupo de coleguinhas.

Um ticket comprado avulso custa 1,70 euros, um passe mensal para Paris e um pouquinho fora somente, custa 62 euros. Você com esse passe anda pra todo o lado. Este é um passe pra residentes, mas os turistas tem opções também: o navigo decouverte, e o paris visite. Ambos são comprados nos guichês do metro ou nas maquinas. Não há necessidade de comprar antes, por internet, etc. E só chegar e comprar.

Quando eu faço passeios aqui somente uma minoria acha mesmo legal o sistema de transportes aqui, porque para a maioria dos brasileiros, é muito feio, tinha de ser como em São Paulo, tudo em mármore, tudo bonito. Mas claro, se as pessoas querem luxo, tem de pagar mais. Aqui desde que seja seguro, pratico, eu não me importo se as paredes da estação são em azulejo ou em ouro. O objetivo dos transportes é transportar pessoas de uma lado pra outro. Só isso.

E você? Qual é a sua opinião? E melhor um sistema de metro de luxo com 4 linhas como o de São Paulo, ou um mais simples com 16 linhas, conectado a trams (eletricos)? O que você, sinceramente, escolheria?

metro paris: muito simples para o gosto refinado dos Brasileiros?

métro Paris: muito simples para o gosto refinado dos Brasileiros?

Já que agora, finalmente “acordamos”, quem sabe vamos rever as nossas necessidades? Ou continuamos com essa ideia de que tudo tem de ser de luxo?

Leia mais...

Chinon, Carlos VII e Joana D’Arc

junho 14, 2013 | Posted in Cultura Francesa, Destinos, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

 

CHINON, CARLOS VII E JOANA D’ARC

por
(Romulo M. Ribeiro)

A única coisa que me vem ao espírito, quando penso naquele castelo imponente, além daqueles condes, reis, e o encontro decisivo entre Joana D’arc e o futuro rei Carlos VII é o frio. Fico imaginando como seria morar, ou de repente “se esconder” na época, naquele imenso castelo-fortaleza de Chinon. A paisagem, vista das torres, é digna de qualquer filme de ficção, onde as águas do rio Vienne, brincam de espelho com o céu e as nuvens incessantes; ondes são os corvos que mandam naquele espaço celeste, naquelas árvores seculares. Mas o inverno é bem frio, e nota-se, pelos tamanhos das lareiras do castelo, que na época o povo devia botar muita lenha naquelas fogueiras.

A cidade de Chinon é cercada pelos rios Vienne e Loire, a imensa floresta de Chinon – muitos animais selvagens ainda vivem naquele espaço – e as infinitas vinhas. O famoso vinho de Chinon, assim como outros da região, são frutados na degustação. Se guardamos o vinho na boca, podemos sentir um curioso gosto de argila no fundo da língua. Ao olfacto predomina-se o olor de cassis.

Mas, voltando à historia, fora naquele castelo que Carlos VII recebera Joana D’arc. Ela tinha somente 17 anos e dizia ter tido visões e visitas de anjos. E que recebera “ordens” e instruções divinas para salvar a França, e que o rei, em apuros, não poderia recusar uma ordem vinda de entes superiores: ele deveria lhe confiar um exército. Como todos os franceses temiam algum atentado ao futuro rei, em plena e eterna guerra contra os ingleses, as autoridades e os mais próximos de Carlos VII, até então regente secreto, resolveram organizar uma pequena cerimônia, onde um outro homem se vestiu, simulando ser o Delfim (golfinho, que na França é o termo para designar o herdeiro de um trono).

Joana D’arc, ao ser apresentada ao “falso” rei, não se convenceu. Deu uma volta entre os convidados e se ajoelhou em frente ao verdadeiro Carlos VII, cuja identidade era completamente desconhecida do povo. Todos ficaram impressionados, e foi o início de uma grande cumplicidade entre a força de um reino e a força de um espírito ( eis que a jovem Joana não tinha muita força para segurar sua espada, mas ganhara todas suas batalhas, inclusive as de Orleans, Reims e Compiegne, liberarando a França de seus invasores).

A cidade de Chinon fica a 240 km de Paris e, entre suas caves trogloditas, seus vinhos saudáveis, seu festival “musica show” (início de julho), seus bares e restaurantes, entre os quais o “le cafe français”, merece uma boa visita. Sem contar com os outros castelos tão próximos, como o de Saumur, Azay-le-rideau e o “chateau d’Ussé” – os jardins foram desenhados por Le Nôtre (*) – que inspirara Charles Perrault em seu fabuloso conto “A bela adormecida”.

Para ir à Chinon por transporte comum, o mais simples seria pegar o TGV (trem bala) na gare de Montparnasse, em Paris – 50 mn até Tours, e pegar um ônibus – 30mn – até Chinon. As reservas podem ser feitas pela internet pelo site http://www.sncf.com/fr/.

Pode-se também alugar um carro com carteira internacional e GPS. Fala-se portugues no hotel ‘Le Plantagenêt’ 12 Place Jeanne d’Arc – Chinon(www.hotel-plantagenet.com/)

* le nôtre também desenhou os jardins de Versalhes, entre outros.

 

Leia mais...

Dicas de Turismo: Como lidar como periodos de chuva durante as suas ferias em Paris

dezembro 26, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Ola pessoal! Mais dicas de Turismo e informações sobre Paris!

Aqui em Paris chove (quase) sem parar já faz alguns dias. O que fazer quando voce programa umas férias, e ao chegar, depara-se com mau tempo?
Deixo aqui algumas dicas:

1. Nao se assuste com a chuva e programe os seus passeios. As chuvas não são “torrenciais” e a maior parte das vezes é perfeitamente possivel andar pelas ruas e aproveitar bastante.
2. Vista-se de acordo com o clima: botas, capa de chuva, guarda chuva, etc. Uma boa ideia é ter um par de meias secas na bolsa-mochila caso voce sinta os pés umidos.
Voce não precisa realmente de “botas de chuva” simplesmente passe um spray impermeabilizante nos seus sapatos antes de vir e pronto. Eu uso até All Star na chuva, impermeabilizados, é claro!
3. Caso aconteca da chuva aumentar durante o passeio, pare em uma esplanada para tomar um café e descansar (as esplanadas tem proteção contra a chuva). Descanse, e em poucos instantes voce vai ver que a chuva vai diminuir e voce pode voltar ao passeio.
4. Paris é linda durante todas as estações e vale a pena percorrer a cidade para apreciar uma Paris molhada tambem!
5. Nao passeie muito longe do hotel: dia de chuva não é dia para longas viagens, mas pequenos passeios nos arredores vão ser bem agradáveis.
6. Aproveite o seu hotel um pouco mais neste dia, tire fotos do interior, almoce no restaurante do hotel ou experimente um por perto, faça uma siesta.
7. Dia de chuva á perfeito para passear em centros comerciais tais como as Galerias Lafayette ou Printemps! vá as compras! Aproveite para comprar as lembranças e souvenirs para a familia e amigos!
8. Aproveite para visitar museus, ir ao teatro, e outros lugares fechados. Considere comprar o Paris Pass para economizar e não entrar em filas nos museus. As filas são enormes em Museus como o Louvre, por exemplo.
9. Use o metro, não caminhe se não for necessário, procure por pontos turísticos que estejam perto das estações de metro, ou pegue um táxi!

Bom, essas são apenas umas dicas de como aproveitas as ferias durante dias de chuva, eu particularmente adoro chuva e não me assusto com mau tempo se quero ir a algum lugar. Eu gosto de ver Paris de diferente maneiras!
Nao esqueça de trazer vitamina C para lhe proteger de um resfriado devido aos passeios no frio e entradas em centros comerciais aquecidos. Essas mudanças de temperatura baixam um pouco a nossa resistencia.
Bom passeio e aproveite cada minuto desta cidade maravilhosa!

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Férias na Europa: Surtos de sarampo, viroses desconhecidas, resfriados e outros. Dicas para não ficar doente nas férias.

dezembro 25, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Ferias finalmente!!!!!

Não deixe a sua tão sonhada viagem terminar mal! Ficar doente nas ferias não é nada agradavel, afinal voce não quer vir a Paris para ficar deitado na cama do hotel…

Aqui vai algumas dicas para não ficar doente nas suas férias, porque pagar caro por tickets, hotéis, etc, só pra ficar deitado na cama do hotel não é nada agradável:

Vejamos então, o que pode ser feito para evitar que você fique doente por aqui:

 

  • O sarampo é muito comum por aqui e se você não teve sarampo quando pequeno, ou não foi vacinado, vá ao seu medico pelo menos 1 mês antes da viagem para perguntar quais são os riscos/benefícios de tomar a vacina. Não adianta tomar a vacina uma semana antes da viagem porque ela demora pra fazer efeito.
  • Não pare de tomar as suas vitaminas e suplementos que você esta acostumado. Vitaminas devem ser tomadas todos os dias. A maioria dos turistas brasileiros que fazem passeios comigo (pra não dizer todos), não trazem as vitaminas porque ocupa lugar na mala. Pense bem: e preferível colocar mais uma blusa na mala ou trazer as vitaminas? A maioria do pessoal já chega aqui com sobrepeso na mala, portanto da pra repensar um pouco se você realmente precisa trazer 3 botas pra ca e deixar as suas vitaminas em casa… Europa não é Brasil… aqui ninugém repara nem trata voce mal porque voce esta usando o mesmo casaco a semana inteira.
  • Se vista de acordo com a temperatura, proteja-se do vento e não fique com os pés molhados.
  • Não fique pensando em moda. Pense na sua saúde e no seu conforto.
  • Não fique perto das estufas e aquecedores nos cafés e restaurantes, porque depois você sairá pra rua e a mudança de temperatura pode fazer a sua resistência cair. Se no restaurante o garcon indicar uma mesa perto da estufa, recuse, diga que é muito quente.
  • Lave as mãos seguidamente, ou carregue uma vidrinho de desinfetante para limpar as mãos. Use, depois do uso de metro, de tocar nas maçanetas e corrimãos dos monumentos turísticos, etc.
  • Não esqueça que aqui tem multidões de gente de todos os locais, e o seu organismo não e resistente a viroses ou bactérias de locais digamos, como a Índia ou China, ou mesmo países da Europa.
  • Não experimente maquiagem no seu rosto!!!! não “aproveite” pra se maquiar usando os produtos que estão disponíveis para teste. Todo mundo mete a mão, a boca, etc, todos usam, e novamente, gente de todos os lugares. Depois de experimentar a maquiagem na sua mão, limpe-a com um lencinho ou lave a mão.
  • Cuidado com os olhos: o ar daqui, mais o tempo passado no avião, irritam os olhos e os deixam mais sensíveis a infecções trazidas pelo vento ou pegas no metro, etc. No primeiro sinal de vermelhidão, corra pra farmácia e mostre o seus olhos para a/o balconista. Em todas as farmácias existe um farmacêutico que pode receitar pra você um colírio anti-septico para prevenir problemas maiores. Não toque os seus olhos com as mãos sujas.
  • Tome banho ao chegar dos passeios, e LAVE O CABELO seguido, pelo menos um dia sim, outro não. O fato de você ter feito uma linda escova no Brasil não e motivo pra não tirar o pó e o suor do couro cabeludo. Mantenha-se limpo, mantenha-se saudável. Parece engraçado dar esse conselho para Brasileiros, que são os primeiros a rir e dizer que os franceses não tomam banho. Mas eu sei que em viagem as pessoas querem aproveitar o seu cabelo super hiper liso de chapinha e escova ate “não dar mais”. Você esta em férias, relaxe, na Europa ninguém liga se o seu cabelo é liso ou crespo. Se o cabelo estiver medonho porque você não fez escova, prenda pra traz, faca um coque, use um chapéu ou lenço e pronto. Note que mesmo que você não costume lavar o cabelo seguido no Brasil, aqui você esta ao ar livre praticamente o dia inteiro, passeando. Ficar em ambiente fechado é diferente. Paris é uma cidade muito poluida.
  • Ainda falando em banho, se é inverno, não tome banho antes de sair pra rua, tome banho de noite, ao chegar ao hotel, e seque bem o seu cabelo antes de dormir. Sair do hotel quentinho depois do banho, para caminhar no vento vai enfraquecer o seu sistema imunitário.
  • Proteja a sua pele: Use creme no rosto, e se possível, maquiagem (senhoras somente rsrs). A maquiagem, o batom e etc, formam uma camada protetora. Um primer de silicone é muito bem vindo!
  • Coma bem, não fique só nos lanchinhos, doces e sanduíches. Você precisa se alimentar bem para não ficar doente. Não esqueça de tomar bastante água.
  • Durma bem, e não fique tentando ver tudo o que pode, correndo o tempo inteiro. Relaxe (afinal, você esta de ferias), stress só atrapalha e deixa o seu sistema imunitário mais fraco.
  • Evite comidas estranhas, que você não esta acostumado. Não coma carnes e frutos do mar crus, só pra experimentar. Se você não esta acostumado, pode ficar doente. Escargots são famosos por darem diarreia a quem não esta acostumado.
  • Se mesmo com todos estes cuidados, você ficar doente, não esqueça de checar antes da viagem como utilizar o seu seguro de saúde. O seguro de saúde não e só “uma chateação a mais” para ter o que mostrar na imigração. Você pode precisar. Veja como usar, se você tem direito a ter médicos de graça aqui ou terá de pagar e depois ser reembolsado. Veja os detalhes direitinho do seu plano.

 

Leia mais...

Como fazer compras em Paris : Regras de etiqueta nas lojas e restaurantes.

setembro 9, 2012 | Posted in Compras em Paris, Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Ola pessoal. Não sei se todos sabem, mas eu sou guia aqui em Paris e passeios com turistas brasileiros todos os dias por aqui. Muitos dos meus artigos são inspirados em situações reais do meu dia a dia.

Existem algumas diferenças em relação as lojas fora das « Américas ». O Brasil segue muito o sistema de atendimento americano, as lojas sempre tem muitos funcionários que ficam a sua disposição pelo o tempo que você quiser ficar na loja. Tem gente no Brasil que ate escolhe uma funcionaria com o mesmo tipo físico e « manda » ela vestir as roupas pra você ver como fica. E elas fazem !!!

Essa maneira “servil” do povo, e de outro lado, o pessoal que nem sabe que existem palavras como “por favor” ou “muito obrigado”, existe em locais onde houve escravidão. Nos ainda seguimos estes mesmo parametros de comportamento, apesar de nos acharmos tão moderninhos. Realmente ha pessoas que acham mesmo que so porque estão pagando não precisam dizer bom dia, por favor ou muito obrigado. coisas do nosso passado colonial.
Ha brasileiros que dizem na minha cara “que bom dia que nada… eu to pagando!” Esse é o nosso Brasil…

Aqui, existem poucos funcionários nas lojas, e na maior parte das vezes, você não terá uma pessoa para ficar a sua espera enquanto você decide o que comprar.

Também, diferente do conceito de que quem esta pagando tem direito a fazer qualquer coisa, aqui não é bem assim. Aqui a ideia é que se você esta pagando, você é quem precisa. Nas lojas, para os funcionários, tanto faz vender uma bolsa pra Maria, para a Joane ou para outra pessoa. O dinheiro é o mesmo.

Vamos então as dicas das diferenças em relação as compras no Brasil e aqui na França :

Brasil : Você entra na loja pra comprar um chocolate. Pega o chocolate, vai ao caixa. A moça registra o chocolate e fica a espera de você fazer o pagamento.

Ai, você começa a olhar para os lados, vê que afinal a loja também tem bombons, biscoitinhos e licores. Sai da fila sem avisar nada e volta as prateleiras. O seu chocolate e a moça ficam a sua espera, ate você se decidir o que quer. Afinal você já não quer mais o chocolate, e resolve que quer comprar biscoitos amanteigados.

Ah… você se lembra de um tipo de biscoito que uma amiga sua comentou e resolve ligar pra ela pra perguntar o nome. Tem gente na fila mas afinal você é que esta sendo atendida e eles que esperem afinal você esta gastando bastante e tem direito de fazer o que bem entender.

Situação normalíssima no Brasil. Afinal você sai da loja com biscoitinhos, licores e a moça esta contente porque ganhou uns centavos de comissão.

França : Em resumo, eles ficam malucos com esta situação. O pessoal da fila vai xingar você.

Para não sair da loja dizendo que os franceses são mal educados, tente somente entregar os produtos que você quer comprar no momento que você esta pronta mesmo pra pagar e ir embora. Olhe tudo primeiro. Depois entregue as coisas para o funcionário.

Lojas como a Sephora, Lafayettes e afins, são basicamente « self service ». Você pergunta o básico para a funcionaria e deixa ela em paz para atender outras pessoas. Tem pessoas que vieram a Sephora e saíram super decepcionados porque ao chegar e dizerem que queriam ver os produtos da Chanel, por exemplo, a funcionaria simplesmente indicou a prateleira e pronto.

« Como assim ? Eu quero alguém me atendendo !!!! Essa gente é muito mal educada ! » Afinal eu estou pagando, exijo tratamento VIP !!!

Bom… todos pagam, não só você… O sistema da Sephora é assim. Se você quer uma pessoa lhe atendendo, procure outra loja. Claro que voce deve perguntar se não esta encontrando alguma coisa ou quer uma saia em outra cor, ou numero maior, etc.

Essa conversa de marketing brasileiro que você terá um tratamento especial « só pra você, eu vou fazer um descontinho… ». Ou mesmo em um restaurante : « Vou pedir pra eles capricharem no seu prato la na cozinha ! » E uma coisa que não faz muito sentido por aqui.

Um francês ao ouvir ou perceber que você acha que merece um tratamento especial fica sem entender.

Essa coisa de dizer para as pessoas « capricha ! » E meio « falta de educação ». Na verdade, o que eles entendem é que você diz « Eu sei que você faz tudo mal feito, mas eu estou pedindo para você fazer o favor de tentar fazer bem feito desta vez ».

Entendem porque as vezes podem acontecer de haver alguma desentendimento nas lojas ? São apenas coisas culturais.

Eu mesma recebo as vezes emails de agencias pedindo para que eu acompanhe certos clientes mas eles ja avisam: Eles são VIP, favor fazer tratamento especial!  Como assim??? rsrs

Mais uma informação: Não peça desconto nem “presentes” nas lojas.  Não ha descontos por pagamento a vista, porque aqui todo mundo paga a vista. Não ha crediarios nem “parcelamento no cartão”, portanto para o funcionario tanto faz se voce paga no cartão de credito, debito, ou cash.  O importante é pagar.

Não esqueça, na Europa voce é somente “mais um turista brasileiro”, o mundo não para so porque voce chegou. Voce não tem o direito de fazer todo mundo nas lojas ou restaurantes ficarem em função de voce, afinal o que não falta em Paris é turista.

bjos a todos.

Leia mais...

Fotografando Paris : Veja o que você pode e o que não pode fotografar na França

setembro 4, 2012 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Oi pessoal!

Estou de volta finalmente!

Hoje vou falar sobre as leis referentes a fotografias e filmagens por aqui.

Diferente dos EUA e do Brasil, onde você tem direito por lei a registrar qualquer coisa (e colocar no youtube depois rsrs), aqui as leis são diferentes.

É claro que os turistas tem uma certa margem de tolerância quanto a estas infrações mas é bom saber o que você não pode fotografar por aqui:

  • Policia, carro de policia e seguranças em geral. Se você quiser tirar fotos deles, peça pra eles e você tem de aparecer na foto também. Se forem dois policiais, peça pra um tirar a foto de você com o outro. Mas sempre peça permissão.

  • Crianças e adolescentes. Esses nem pedindo autorização você pode fotografar.

  • Pessoas na rua. Aqui cada indivíduo mantem os seus direitos de imagem, então não tire foto de ninguém em especifico. E claro que ao filmar a torre Eiffel ou tirar fotos, você vai ter varias pessoas na volta. Isso tudo bem, mas não da pra realmente focar ninguém em especifico.

  • Vitrines, interiores de supermercados e lojas, etc.

Na duvida, pergunte.

Artistas de rua podem ser fotografados, mas deixe uma contribuição sempre.

Se você vir alguma coisa esquisita tipo briga ou confusão, e começar a filmar, você pode arranjar problemas. A policia vai vir pedir pra você apagar tudo ou confiscar a sua maquina.

Seja o que for, tente tirar fotos que você esteja também. Por exemplo, se você quiser mesmo tirar foto de uma vitrine, fique em frente da loja a tire uma foto sua na frente da vitrine.

Essas leis não são muito conhecidas pelos turistas, e é normal a gente ter blogs e revistas fotografando pessoas na rua pra mostrar como se vestem, etc. Da mesma forma é normal, por exemplo, nos EUA, você chegar e começar a filmar a policia em ação, em uma blitz por exemplo. Ou mesmo entrar em uma loja filmando sem autorização. Quando se chega aqui e as pessoas reclamam, dizem que os franceses são mal educados. As leis é que são diferentes.

Enfim, você pode fotografar o seu prato de comida, por exemplo, no restaurante, e ate pedir para algum empregado do restaurante tirar fotos da mesa de vocês, etc. Isso não é problema. Desde que vocês estejam nas fotos, é claro. Podem ate tirar fotos com os empregados, se eles permitirem é claro. É bom sempre perguntar.

A gente, como é de costume no Brasil, costuma fazer coisas que sabemos que estão erradas, simplesmente “porque tem outros fazendo”. Isso fica então a critério de cada um, seguir as leis ou não, afinal vocês podem fazer de conta que não sabiam.

Este artigo é só pra esclarecer que caso alguém reclame, eles estão no seu direito de reclamar mesmo. Não entenda como algo pessoal tipo “eles não foram com a minha cara”.

Não esqueça de antes de perguntar dizer bonjour porque aqui eles levam a mal se voce ja sai logo lascando um “posso fotografar isso?”.

Isso parece super hyper obvio pra muitos, mas acredite, tem muita gente no Brasil que ja sai lascando um “olha, onde é a famacia mais proxima?”. Pelo menos no meu estado rsrs.

De resto, relaxe e aproveite as suas ferias!

Bom meus amigos, por hoje é só.

Leia mais...

Dicas para trazer uma mala leve, com poucas roupas, para viajar pela Europa no verão

julho 20, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Ola pessoal !

O peso da mala pode influenciar muito a qualidade das suas ferias. Passeios e viagens de trem, e o próprio traslado entre aeroporto e hotel (e vice versa) pode ser mais difícil se você esta super carregado.

Muitos taxistas simplesmente se negam a carregar muitas malas, por falta de espaço no carro, e quando o fazem, cobram uma taxa extra por toda a segunda mala de cada pessoa.

As roupas de verão são leves e não ha necessidade mesmo de ficar carregando muita coisa.

Viajar leve também vai abrir mais opções de deslocamento, por exemplo, você se esta com pouca coisa pode pegar o RER ou ônibus e pagar muito menos para se deslocar entre o aeroporto para o hotel.

Eu tenho notado que a maioria dos meus clientes (dos meus passeios guiados por Paris) usa as roupas e não lava, e no meio da viagem fica sem ter o que usar, tendo que comprar mais camisetas ou blusas por que esta tudo sujo. Além de aumentar o peso da mala, você gasta no que não precisa realmente.

Este artigo não tem como objetivo dar uma lista do que trazer na mala, pois eu já escrevi vários artigos sobre isso. Você pode ir a pagina sitemap para ver a lista de todos os artigos que tem no blog.

A minha dica aqui é como cuidar das suas roupas na viagem, para não precisar ficar pensando em uma roupa para cada dia, aqui vai então a unica dica que é necessaria, com explicações :

  1. Lave as roupas. Roupas de verão secam super rápido e você pode mesmo lavar as suas blusas e camisas à noite, pendurar em um cabide no banheiro que no outro dia elas estarão secas. Assim você tem sempre roupa limpinha e perfumada pra usar, sem precisar ficar trazendo muita coisa.

  2. Não traga sabão do brasil, porque não faz espuma nesta água daqui. Compre no supermercado ou mercadinho mais próximo um sabão liquido pra lavagem de roupas a mão, eu recomendo a marca Genie, custa menos de 3 euros e é só colocar um pouquinho (mesmo!) na pia com água, e colocar a sua roupa. Como a sua roupa vai estar somente suada, é só deixar uns 5 minutos de molho e enxaguar. Não precisa esfregar nem deixar por muito tempo, a não ser que você tenha rolado pelo chão na rua rsrs e a sua roupa esteja mesmo muito suja.

    genie sans frotter-gel para lavar roupa a mão

    genie sans frotter – gel para lavar roupa a mão

  3. Pensando então que você vai lavar as suas roupas por aqui, esqueça as roupas 100% algodão, que demoram muito a secar. Opte pelo poliéster, linho, rami e canhamo, que secam em poucas horas. Uma calça de linho seca em cerca de 5 horas. Uma calça de algodão, mesmo fininha, demora umas boas 15 horas pra secar. Pense nisso. Camisas de poliéster com algodão não amassam como algodão puro. Se você pendurar direitinho no cabide, ela não vai precisar ser passada. Sinteticos são otimos porque secam rapido.

  4. Muita gente acha que linho precisa ser passado depois de lavado. Se você lavar a mão e não torcer, e pendurar ela bem esticadinha, ela fica linda e sem amassados. Eu não passo as minhas calças de linho, e ate molho todas ao tirar da mala e penduro no banheiro do hotel, pois elas secam super rápido e desamassam de terem ficado dobradas na mala. Repito : Não torça as roupas, deixe secar normalmente pingando mesmo. Estique o melhor que você puder e pronto. Se você torcer então já era. Fica mesmo precisando passar.

  5. Falando então em roupas de algodão, não traga muitas coisas de jeans e sarja, que além de quentes e não muito versáteis, você não vai poder lavá-las, pois demoram dias pra secar de você não torcer. (exagerei rsrs).

  6. Eu sempre falo e vou falar novamente: Não se preocupe se você estiver repetindo roupa, aqui todos fazem isso. Afinal você vai estar em diferentes locais todos os dias. Aqui ninguém repara.

  7. Lavar a roupa no hotel não é algo “proibido” . Normalmente quando eu menciono para os meus clientes “vocês poderiam lavar as roupas no hotel mesmo”, eles acham simplesmente impossível, falam que não conseguem.

    Não é impossível, não exige técnica especial nem habilidade extrema. Você só precisa saber fechar o ralo da pia, colocar água ate um pouco mais da metade pra não derramar, e colocar umas gotas de sabão liquido de roupas. Misture um pouco com a mão pra fazer espuma. Coloque uma peça de roupa – não coloque muita coisa pra não amassar muito as roupas, se voce lavar as roupas “apertadas” na pia, elas amassam. Vá fazer outra coisa, como por exemplo tomar banho, e depois abra o ralo, de uma apertada de leve na roupa para sair o excesso de sabão e depois ligue a torneira, enxague ate desaparecer as bolhas de sabão. Pronto, leva a peça ate o box do chuveiro ou a banheira, sacuda pra tirar o excesso de água sem torcer, e pendure em um cabide. Repita a operação com outras peças de roupa. Manuseie as roupas delicadamente, pra não amassarem.

  8. Bermudas, saias e calças podem ser usados mais de uma vez se elas forem soltinhas e não ficarem totalmente molhadas de suor. E por isso que eu sempre aconselho roupas largas, pois as justas ficam molhadas de suor mesmo.

  9. No dia a dia, você vai somente lavar a sua roupa interior e as blusas, pois são o que se usa mesmo somente uma vez. De resto, se não estiver suado, da pra ir usando mais vezes.

  10. Eu uso as minhas calças de linho umas boas 3 vezes antes de lavar.

  11. Roupas da mesma cor podem ser lavadas juntas, mas se a sua blusa tiver coisas coloridas ou escritos na frente é melhor não arriscar e lavar separadamente. Mais uma boa razão pra trazer roupas todas na mesma paleta de cores e lisas. Assim tudo combina com tudo e voce não tem problemas em lava-las juntas.

  12. Lave as suas roupas de verão delicadas na agua fria!!! Se voce lavar uma calça de linho, ou canhamo, ou bambu, em agua quente, somente a Barbie da sua filha ou sobrinha vai aproveitar depois. Elas encolhem mesmo!

Eu sei que no Brasil ninguém costuma fazer trabalho de casa porque praticamente todos tem alguém pra ajudar, uma diarista, “secretaria”, etc. Aqui a não ser que você tenha 1500 euros pra largar todo o mês, não é bem uma opção e todo mundo lava as suas roupas em casa. Sem ajuda. Se os europeus conseguem, todo mundo consegue. Nem que seja somente pelo período da viagem.

Reparem que estas dicas são para roupas de verão leves e pequenas. Você não tem mesmo como lavar roupas de inverno na pia do hotel. Casacos de la, impermeáveis com recheio de penas e roupas pesadas de inverno não são fáceis de lavar em um espaço pequeno de uma pia. Eu estou falando de roupa interior, meias, camisetas, camisas de verão, blusinhas, etc. Não tentem fazer isso com calças jeans ou roupas de inverno porque elas são pesadas, exigem tratamento especial e lavam muito tempo pra secar.

Leia mais...

Paris em Agosto ! Como programar as suas ferias para não ficar frustrado.

julho 1, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Como todos sabem Agosto significa ferias de verão em todo o hemisfério Norte.

Países como os Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, China e Rússia estão fazendo as suas grandes e esperadas ferias de verão e escolares, e praticamente todos escolhem este mês para excursões escolares de fim de ano (letivo), e enfim, Paris é o destino principal.

O numero de pessoas pelas ruas é impressionante e você deve ficar preparado psicologicamente para dividir espaço e compartilhar mesas e bancos por todo o lado e enfrentar filas para o toilete e pra comprar água.

Como a França também faz parte do hemisfério norte, também « entra em ferias », então não se surpreenda com muitos restaurantes fechados por aqui. Acreditem, até as sorveterias fecham para ferias coletivas. Tudo fica mais devagar mesmo.

Pra quem esta acostumado com o Brasil, que funciona 24 horas 7 dias por semana e todo o serviço é super rápido, tenha em mente que a Europa já é, normalmente um local onde tudo é mais relax, e não há a correia normal que há no Brasil, imaginem então em época de férias.

Muitos turistas, mesmo fora da época de férias, já estranha a demora nos restaurantes, o que aqui é bem normal, porque a principio a refeição é para ser apreciada sem pressa. O que no Brasil parece ser descaso dos atendentes aqui é sinal de boa educação. Eles deixam você em paz.

Nos restaurantes, os garçons deixam você a vontade, não ficam toda hora na sua mesa tentando empurrar mais uma cerveja, se você precisa de mais uma, tem de chamá-los. A principio a ideia é não incomodar, e não ignorar você, como as vezes é percebido pelos brasileiros. E possível por aqui ficar uma tarde inteira na mesa de um café e beber só um cafezinho. Ninguém fica indo na sua mesa perguntando se você quer mais alguma coisa, como no Brasil, com a mensagem “se não esta consumindo tem de liberar a mesa”. Aqui tudo é mais devagar e se você diz para o garçom que você tem pressa ele vai dizer: “caaalma, vocês estão em férias…”. Estilo europeu, culturas diferentes. Não leve a mal.

Agora imagine este “estilo”, nas férias. Multiplique por 10 e você tem uma ideia de como as coisas ficam devagar por aqui. Aproveite e relaxe, afinal “você esta em férias” rsrs. Multiplique por 50 o numero de pessoas andando nas ruas também so pra se preparar…

Pensando nestes pequenos poréns de agosto, fiz uma listinha de dicas que podem salvar as suas férias:

  1. Relaxe e não fique com grandes expectativas. Agosto não é época para maratonas do tipo “ver o maximo que puder de Paris em um minimo de tempo” e ate pra percorrer uma rua tipo o Boulevard Saint Michel você vai demorar o dobro (estou sendo otimista rsrs) do tempo do que em outra época. Prepare-se para desacelerar mesmo e aproveitar.

  2. Traga sempre água na bolsa. Va enchendo a garrafa nos parques e jardins, há varias fontes de água potável pelas ruas, e você poupa tempo em filas pra comprar água na rua, que vai estar custando muito mais neste período, afinal é altíssima temporada.

  3. Compre sempre muitos tickets de metro, carnets de 10 tickets são ótimos. Se cada vez que você for usar o metro você for entrar na fila pra comprar tickets você perde muito tempo.

  4. Pense diferente de todos e evite os momentos de pique. Todos tem a mesma ideia:

    • Ir ao Louvre logo que ele abre: errado, todos tem essa ideia, então você deve ir na hora do almoço, quando as filas estão significantemente menores.
    • Ir a torre Eiffel de Manha cedinho: Também errado, todos vão a essa hora, vá depois das 6 horas da tarde. Melhor ainda, reserve jantar no restaurante 58, assim você fura a fila pra subir e ainda tem uma experiencia inesquecível.
    • Ir almoçar em Montmartre: péssima ideia, os restaurantes são uns doces sim, e o local vale a pena, mas infelizmente as 11 horas da manha chegam centenas de ônibus de excursões a Montmartre, todos com a mesma ideia na cabeça. Va a Montmartre de manha cedo, e saia de la as 11 horas da manha. Você vai ver as excursões chegando e vai agradecer pela dica. Rsrs Aproveite a manha para passear e fazer um lanchezinho por la, se você realmente quiser ter a experiencia de entrar em um dos restaurantes-cafés, ou mesmo tomar uma cerveja ou um vinho rosé geladinho. Deixe o almoço pra outro local.
  1. Venha com ideia de passear pelas ruas de Paris, aproveitar os parques e perambular pelos locais, ver as pessoas (tem gente do mundo inteiro), se as filas para os monumentos e para a Catedral de Notre Dame estiverem impraticáveis, passe pela frente, tire fotos e vá adiante. Não perca 2 horas na fila de cada monumento. Aproveite para conhecer outros locais sem muitos turistas, e sem filas como a Eglise de Saint Sulpice (aquela do livro Código Da Vinci), Eglise de Saint Severin (lindíssima, bem pertinho da Notre Dame, Na esquina da Rue St. Jacques com Saint Severin. Tem muito o que ver por aqui sem enfrentar filas. Um museu grátis, imperdível é o Musée Carnavalet:

    Musée Carnavalet. 23 rue de Sévigné 75003 Paris , metro Saint Paul, linha 1 (amarela).

    Site: http://carnavalet.paris.fr/fr/musee-carnavalet Não perca mesmo!

  2. O Panthéon quase nunca tem filas enormes e é fresquinho la dentro. Ótima pedida para refrescar do calorão da rua. Não perca o tour até o topo do Panthéon, que esta incluído no ticket para entrada.

  1. Carregue lanche na bolsa se você não estiver disposto a entrar nos demorados restaurantes e Brasseries. Ou entre no supermercado e compre sanduíches e coisas pra fazer picnic em algum parque.

  2. Tente, se possível, deixar as mochilas em casa e venha com bolsas. Mochilas exigem na maior parte do tempo que você  as deixe na portaria dos museus, você não pode entrar com mochilas em muitos museus. Bolsas, por maior que sejam, não tem problemas. Assim você passa direto e não tem de enfrentar a fila do bengaleiro.

  3. Esqueça a Saint Chapelle. Impraticável em Agosto. Se você faz mesmo questão de conhece-la, prepare se para umas duas horas de fila para a segurança e depois outra para entrar. São duas filas e nenhum passe “fura fila” faz você furar a fila da segurança. Como a Saint Chapelle fica dentro do palácio de Justiça, é necessário passar primeiro pela segurança e detector de metais. Só depois é que você entra na fila para entrar, la dentro.

  4. Versailles: Eu diria que vale a pena, mas vá preparado para filas. Novamente, pense diferente dos outros, chegue la pelas 11 horas, compre os tickets nas maquinas e vá direto para os jardins, almoce por la, vá aos Domínios da Marie Antoinette e só depois entre na fila para o palácio central. Depois das 4 horas a fila para o palacio é muito menor.

  5. Esqueça as “dicas de restaurantes” imperdíveis da net. Em agosto muitos podem estar fechados para férias coletivas e o importante é encontrar um restaurantezinho SEM FILA. Afinal comer mal em Paris é praticamente impossível. Não viaje para longe de onde você esta somente pra tentar encontrar um restaurante que é super famoso. Imagine que tem muitos com a mesma informação tirada da net, e as filas são grandes.

  6. Esqueça a ideia de encontrar restaurantes sem turistas. Isso já é impossível em qualquer estação, imaginem em Agosto. A ideia de fugir dos turistas e ter Paris so pra voce so funciona no inverno.

  7. O calor pode ser um fator importante e não deve ser esquecido: Tente sair cedinho, passear pela cidade, almoçar e voltar ao hotel para descansar. Saia novamente la pelas 4 horas.

  8. Tenha em mente que a maioria dos turistas faz o seguinte: Sai de manha e caminha “até não aguentar mais”. Normalmente as 18 horas estão todos exaustos, voltando para o hotel, pensando em descansar um pouco ate a hora do jantar. Faça diferente: Não pegue o metro a essa hora, em primeiro lugar, pois estara lotado. Saia de manha cedinho, passeie e vá onde puder, almoce e vá sestiar ou descansar. As 4 horas você já esta descansado para aproveitar Paris novamente. Não esqueça que a luz do dia vai ate as 10 e meia da “noite”, portanto saindo tipo umas 4 ou 5 horas da tarde pra passear mais é uma ótima ideia, porque você ainda tem muito dia pela frente. E não pega calorão.

  9. Fique no centro de Paris e não fora de Paris e em “arredores”. Voce não quer depender de transportes neste periodo. Voce vai se  agradecer por ter escolhido um hotel a uma distancia caminhavel dos pontos turisticos.
  10. Certifique-se de que o seu hotel tem frigobar.
  11. Tenha muita atenção aos batedores de carteira. Multidões, empurra, empurra pra todo o lado e o cansaço normal das caminhadas no sol fazem dos turistas um prato perfeito para ladrões. Tem gente que vem especialmente pra Paris pra dar golpe neste periodo. E impossivel evitar multidões nesse periodo, portanto, mantenha-se esperto, e se voce ve que ja esta muito cansado pra prestar atenção, va pro hotel descansar ou pare pra descansar.
  12. Crianças pequenas, bebés de colo, idosos e pessoas com mobilidade reduzida devem evitar este periodo.

Bom, espero que a lista seja útil. Venha a paris com muito bom humor e paciência neste período! Agosto é um mes “especial” por aqui! Não esqueça também que tudo esta quase o dobro dos preços normais, portanto va devagar nas comprinhas também…

Ah! E tente MESMO não cair na tentação de ir a Londres nas Olimpiadas…

Leia mais...

Museus Grátis de Paris: Lista com endereço, horários e metro mais proximo

junho 20, 2012 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Ola Pessoal!

Peço desculpas a todos pelas minhas ausencias aqui pelo blog. Tenho deixado voces “aos cuidados da Stephany”, mas tive de arranjar um tempo para vir escrever novamente.

Existem centenas de Museus em Paris e muitos bons museus são gratuitos e valem a pena serem visitados.

E possivel programar uma viagem com poucos gastos (ou nenhum) em entradas de museus. a boa noticia é que os museus desta lista são tão pouco conhecidos pelso turistas que não tem filas pra entrar.

Aqui vai, então, a lista os melhores  Museus que tem entrada gratuita em Paris. Coloquei alem do endereço, a estacão de metro mais próxima, mas se você quiser mesmo economizar, vá caminhando, porque a maioria deles estão bem no centro de Paris!

Se você selecionar também os Jardins, parques e Igrejas de Paris para ver durante a sua estada por aqui, o custo dos tickets de entradas cai a zero. As igrejas e catedral são todas gratuitas, exceto algumas partes especiais como subir na torre da Catedral de Notre Dame, por exemplo. A própria torre Eiffel tem um show de luzes fantástico todos os dias as 10 horas da noite, de graça. Tem muito o que fazer em Paris para não somente economizar, mas sair um pouco do circuito super turistico.

Não esqueça de que você não é obrigado a subir a torre Eiffel. Muitos turistas preferem ir la, olhar e passear pelo parque ao lado, em vez de pagar 9 Euros pra subir até o alto. Se as filas de verão estiverem muito grandes, poupe o seu tempo e va conhecer outros locais menos cheios de gente, como estes Museus:

Musée de la Vie Romantique · 16 Rue Chaptal
Metro 2, 12: Pigalle; Metro 2: Blanche
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Musée Cernuschi ·
Avenue Velasquez 7
Metro 2: Monceau; Metro 2, 3: Villiers
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Petit Palais / Musée des Beaux-Arts de la Ville de Paris ·
Avenida Winston Churchill
Metrô: Champs-Élysées – Clemenceau
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.
Construída para a Exposição Universal em 1900 pelo arquiteto Charles Girault, que agora abriga o Museu de Belas Artes da Cidade de Paris: pinturas medievais e renascentistas, desenhos, mobiliário do século 18 e obras de artistas franceses como Gustave Courbet, Delacroix Eugène e Jean Ingres.

Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris ·
11 Avenue du Président Wilson
9 Metro: Alma – Marceau, Iéna
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Musée Cognacq-Jay ·
Elzevir Rua 8
Metro 1: Saint-Paul
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.
As coleções de arte por d’Ernest Cognacq (século 18)

Musée Carnavalet / Histoire de Paris ·
23 rue de Sévigné
Metro 1: Saint-Paul
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.
Museu dedicado à história de Paris.

Maison de Balzac
Rue Raynouard 47
Metro 6: Passy
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.
Museu dedicado ao escritor francês Honoré de Balzac

Maison de Hugo Victor
6 Place des Vosges
Metro 1: Saint-Paul Metro, 1, 5, 8: Bastille
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Compagnonnage du Musée
10 rue Mabillon
Metro 10: Mabillon
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Museu do Perfume : Fragonard Musee Du Parfum
9 Rue Scribe
Metro: Opera

Musée Bíblia  et Terre Sainte- Institut Catholique de Paris
21 rue d’Assas
Metro 12: Rennes
fecha Sábado de 16:00-18:00
Cerâmica e outros itens da Palestina: remonta a 5000 aC até 600 dC

Curie Musée (Institut du Radium)
11 Rue Pierre et Marie Curie
Metro 10: Lemoin Cardeal, 7 Metro: Place Monge
Ter-sex 10:00-18:00 (excepto em Agosto, na última semana de dezembro e nos dias feriados)
Entrada gratuita para exposições permanentes.
O Museu Curie é no piso térreo do Pavilhão Curie, em um dos prédios do Instituto Curie. Este laboratório, construído a algumas ruas de distância do “barracão”, onde o casal Curie descobriu o polônio e o rádio em 1898, foi construída especialmente para Marie Curie pela Universidade de Paris e do Instituto Pasteur, entre 1911 e 1914.

Zadkine Musée
100, rue d’Assas
Metro 4: Vavin; Metro 12: Notre-Dame-des-Champs;
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.
Museu sobre o escultor russo Ossip Zadkine.

Musée Bourdelle
18 Rue Antoine Bourdelle
Metro 12: Falguière
Ter-dom 10:00-18:00, seg e feriados fechado
Entrada gratuita para exposições permanentes.

Para saber mais sobre os outros Museus de Paris, leia tambem: A lista dos 10 lelhores museus de Paris com endereco e estação de metro mais próxima.

 

Leia mais...

Dicas de viagem! O que vestir em Paris no verão!

maio 1, 2012 | Posted in Cultura Francesa, Turismo dicas | By

Verão em Paris, o que colocar na mala?

Ola pessoal!

Em primeiro lugar, gostaria de esclarecer uma coisa que faz um pouco de confusão com o pessoal no Brasil, que não esta sempre viajando. Quando é inverno no Brasil, aqui é verão. Quando é primavera aqui, é outono no Brasil, ou seja sempre ao contrario. Pode parecer obvio para os viajantes acostumados, mas acreditem que muita gente não sabe.

Então, vamos falar um pouco do que colocar na mala para estar preparada para o verão parisiense.

E normal as pessoas ficarem um pouco inseguras ao virem para Paris, já que aqui os parisienses terem fama de andarem sempre na ultima moda e ligarem muito para estilo, etc.

Vamos começar então pelo começo:

O conceito de moda aqui é bem diferente do que no Brasil. Apesar da Europa ser dita como lançadora de moda para o resto do mundo, o Brasil segue muito mais o estilo Americano de vestir (eu costumo chamar de moda Miami, ou moda Califórnia, cabelos mechados e alisados, roupa sexy, você sabe do que eu estou falando né?).

Os parisienses estão mais preocupados em acessórios do que em outfits completos da moda, ate porque aqui, pela qualidade e preço das roupas (sem crediário…) não se tem como ficar fazendo shopping terapia todo o sábado. As pessoas usam as roupas ate não dar mais mesmo, inventando, criando, pintando e bordando (as vezes literalmente rsrs), com o que tem. Por isso echarpes e cintos são um must por aqui. Assim se muda o visual com uns poucos euros, sem precisar ficar comprando blusas e calças o tempo todo. E de resto, vivem usando e repetindo os seus básicos de qualidade que compraram a 10 anos atras.

Vamos então as dicas:

Ah… o verão! Corpo a mostra!

Hora de mostrar que todas aquelas horas malhando na academia valeram a pena, mostrar que você esta em plena forma e que nem aparenta a idade que tem, certo? Não. Pelo menos em Paris.

 Aqui não se tem cultura nem moda de praia. Não traga shorts ou blusas com costas de fora, porque depois você não pode entrar nas igrejas ,etc. Bermudas (larguinhas) são bem vindas mas saias são mais polivalentes, dando pra usar de dia, com sapatinho tipo bailarina e camisete ou camisetinha lisa, e de noite com sapatos sociais e uma blusa bonita você já esta pronta para jantar em um lugar fino ou mesmo ir ao Moulin Rouge, etc. Esqueça a roupa de academia em casa.

Não compre roupa nova pra vir. Roupas por aqui não ficam velhas, elas se tornam “ vintage”. Pode usar sem medo, desde que sejam de boa qualidade. Sapatos bons pra caminhar são sapatos velhos, usados e amolecidos, portanto nada de ficar gastando os euros que você poderia usar pra gastar por aqui comprando um sapato pra vir.

 Tenha cuidado com estampas muito florais ou oncinhas, porque elas são muito casuais e depois fica difícil de usar se você precisar ir a algum local que exija traje social. Prefira as cores lisas e mantenha-se fiel a uma paleta de cores para não precisar trazer muita coisa. Uma saia tipo secretaria em cor neutra tem muito mais utilidade do que uma saia florida, a não ser que você saiba combinar muito bem com outras coisas bem discretas.

 Não mostre muito a pele: Se você esta com uma blusa muito aberta, cubra as pernas. E Vice versa. Tenha atenção a sua idade: aqui as pessoas se vestem de acordo com a idade, mesmo estando com o corpo bonito, umas bermudas curtas podem ficar ótimas em uma adolescente, mas não são muito bem vistas de você já passou dos 50. Mesmo que você tenha lindas pernas.

 Prefira sapatos fechados ou bailarinas para andar pela cidade, sandálias cansam muito os pés e podem ser usadas de vez em quando mas não todos os dias. A não ser que você esteja bem acostumada em usá-las.

 E por ultimo, mas não menos importante: Não se vista para “arrasar”. Aqui ninguém faz isso (só os turistas).

Mesmo que o seu intuito seja encontrar o seu príncipe encantado por aqui, os franceses não encaram muito na boa essa coisa de popuzuda, leggings com tops curtos, e minivestidos super ultra sexy – você corre o risco de ser mal interpretada.

Mantenha-se discreta e assim você chamara a atenção pelo lado positivo e não pelo negativo. Invista na maquiagem, no cabelo, enfim, tem varias coisas que você pode fazer para ficar bonita sem ficar muito provocante. No Brasil é super normal, mas aqui não. O meu marido mesmo ate chama essas oncinhas, leggings e botas por fora da calça apertada de “estilo brasileiro”. E para quem quer saber, ele não acha bonito.

 Enfim, resumindo, entre um minivestido apertado de costas de fora e umas calças de linho largas e uma camisete, fique com a segunda opção. No mais, relaxe, você esta de férias e no verão é mais provável que você veja mais os outros turistas por aqui do que franceses.

 Agora, uma lista do que você deve colocar na mala:

 1 Saia reta clássica lisa, ou saia plissada, lisa também

2. Uma bermuda ou saia mais informal.

Sapatilha, sapato boneca, sapatenis, enfim, sapatos bons pra caminhar. Ou espere para comprar uns Mefistos por aqui. Esses são sapatos super confortáveis para caminhar, franceses. Campers são ótimos também, porém são espanhóis. Traga uns scarpins para sair a noite.

Calça jeans – 1 somente, para viagens de trem, passeios no campo tipo em Giverny ou Versailles, etc.

3 Camisas ou camisetes de cor lisa

2 Calças de linho largas para andar no dia a dia. De preferencia a fibras naturais: Rami, seda, canhamo, algodão, também são ótimos.

3 camisetas pequenas (não traga camisetas coloridas com coisas escritas na frente, traga tipo baby look lisas que assim você pode colocar echarpes e estar bonita.

Echarpes e lenços de seda.

Aproveite para trazer as suas joias ou bijuterias que você herdou da sua avo e nunca usou porque no Brasil coisa velha não se usa. Aqui você vai fazer o maior sucesso com um detalhe vintage no seu outfit. Lenços antigos, bolsinhas do tempo do guarana de rolha, broches do tempo que a sua bisa ainda era mocinha, enfeite de cabelo, enfim, vale tudo desde que não seja uma peça de 10 centímetros de tamanho, é claro (tirando a bolsa, é claro, essa poder ser maior do que 10 cm, logico).

Enfim, aproveite para testar os seus dotes criativos e traga peças básicas, muitos acessórios de qualidade, lenços , etc (deixe os brincos de plastico e bijuterias douradas de 10 cm para a sua viagem aos USA).

 Atenção:

Esta é somente a minha opinião. Na realidade, desde que voce não esteja usando burka, tudo é permitido.  De resto, algumas restrições quanto as igrejas, restaurantes finos, Moulin Rouge e nada mais.

Leia mais...

Giverny e o Jardim de Monet

março 26, 2012 | Posted in Destinos, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Giverny fica na Normandia e as principais atracões são com certeza a Casa do Monet (com os famosos jardins) e o Museu (que tem as obras do Monet).

 

Giverny

 

Casa do Monet - Giverny

Casa do Monet – Giverny

 

 

 

 

Após a morte de Claude Monet, em 1926, seu filho Michel herdou a casa e o jardim de Giverny.
Ele não viveu lá e foi a Blache, a enteada de Monet, que cuidou da propriedade.
Infelizmente, após a Segunda Guerra Mundial a casa e o jardim foram negligenciadas. Em 1966, Michel Monet fez a Academie des Beaux-Arts como herdeira da propriedade.

Em 1977, Gérald Van der Kemp foi nomeado Curador em Giverny. André Devillers, que teve a oportunidade de ir com Georges Truffaut – um jardineiro amigo de Monet – ajudou a reconstruir o jardim como era na época do mestre. Muitos dizem que foi ele quem construiu o jardim para o Monet, ou seja eles foi o criador do jardim e depois de alguns anos foi quem o reconstruiu, mas não sei se e verdade ou não.

Como é um passeio ate Giverny?

Pra quem vem passar uns dias em Paris e está pensando em conhecer os arredores, Os Jardins de Giverny são uma atração incrível que fica apenas a 45 minutos de Paris. Os jardins so abrem na primavera e verão, portanto quem esta programando a viagem para a partir de abril, esta é uma otima ideia!

Chegando lá, você vai ate casa de Claude Monet, o “Pai do Impressionismo”. Descubra os famosos jardins criados pelo pintor impressionista, e a famosa ponte japonesa no meio dos caminhos floridos e lagos do jardim.

Os jardins foram replantadas e tudo foi restaurado como era no passado. Aproveite o passeio! Este é o lugar ideal para ir quando o tempo está bom, porque é basicamente uma atividade ao ar livre.

 

Alexia e Italo em Giverny

Alexia e Italo em Giverny

Leia mais...

Dicas de turismo: A noite Parisiense – onde ir para dançar

março 17, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

Que tal conhecer a noite parisiense?

Onde encontrar lugares para dançar e se divertir? Coloco aqui uma lista dos lugares mais badalados da noite parisiense com endereço e estação de metro mais próxima. Fique atento que o metro só funciona por volta da 1 da manha.
Paris impressiona pela diversidade de atrações que oferece e é o lugar ideal para todo tipo de turista. Se você já conhece os principais pontos turísticos de Paris ou esta a procura de outras formas de curtir Paris, dar uma volta a noite pode ser uma ótima opção.
Já falei aqui no blog sobre os diferentes tipos de roteiros turísticos que podemos planejar para visitar Paris, tais como turismo histórico (museus em geral), gastronômico (restaurantes), turismo para compras, turismo religioso (catedrais em igrejas) entre outras fantásticas opções.

Tenho de dizer que não sou muito de sair a noite e tive de perguntar/pesquisar com franceses sobre estes lugares que indico aqui.
Eu não conheço nenhum destes night clubs pessoalmente. Estive pensando muito se valia a pena publicar este artigo porque eu costumo sempre indicar lugares que já fui, mas estou abrindo uma excessão porque acho que essa informação pode ser útil para quem estiver interessado.

REX Este é o lugar mais procurado pelos turistas, ótimo lugar para dançar e conhecer gente de todos os lugares.
5, boulevard Poissonnière (2º), tel. 01-42-36-10-96, metrô Bonne-Nouvelle

BATOFAR
Dentro de um barco ancorado no Sena. É um dor clubes mais badalados de Paris.
11, quai François-Mauriac (13º arrondissement), tel. 01-56-29-10-00, metrô Bibliothèque François-Mitterand

LE CAB Sendo um dos lugares mais badalados atualmente a entrada e super concorrida e difícil, e sempre corremos o risco de não conseguir passar pelo porteiro. O meu conselho é ir acompanhado por alguém que já seja frequentador do local, ou ir “preparado psicologicamente” para ir a outro clube caso não consiga entrar.
2, place du Palais-Royal (1º), tel. 01-58-62-56-25, metrô Palais-Royal

PULP
Às quartas e quintas, o clube de lésbicas reúne turmas de todos os sexos e os principais DJs da cidade.
25, boulevard Poissonnière (2º), tel. 01-40-26-01-93, metrô Grands-Boulevards

QUEEN
O mais famoso clube gay de Paris recebe, sempre com boa música, uma fauna variada onde não faltam celebridades. No sábado fica muito concorrido.
102, av. des Champs Elysées (8º), tel. 01-53-89-08-90, metrô George 5º

Leia mais...

Square du Vert Galant, para aproveitar o por do sol no Sena

março 15, 2012 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Mais um otimo artigo da leitora Luana Veloso!

Hoje vou dar uma dica muito parisiense. Existe uma Paris para cada tipo de pessoa, e eu poderia dizer que esse post é sobre a “Paris para quem não quer gastar muito”, mas eu prefiro dizer que essa é a “Paris de quem sabe aproveitar a vida”. Se você é uma dessas pessoas que suspira de alegria e enche os olhos de água quando se depara com um belo pôr-so-sol, então você não pode perder o espetáculo que é vê-lo se pondo no rio Sena, logo atrás da Pont-des-Arts, enquanto você escuta um som maravilhoso de algum músico tocando um blues que parece seguir o ritmo do Sol!

De muitos pontos ao redor do Sena é possível ver o entardecer, porém, existe um lugar especial chamado Square du Vert-Galant (o nome do Square vem do apelido do Rei Henri IV que era chamado assim por ser muito galanteador;  o porquê de seu nome ser dado ao Square é o fato de que ele gostava muito do lugar).

Square e Pont Neuf

No final da tarde muitas pessoas se dirigem à padaria mais próxima, compram o pão que mais lhe agradam (a maioria opta pelas tradicionais baguetes) para comer com um delicioso queijo acompanhado de um bom vinho francês e seguem para a Pont Neuf que dá acesso ao Square (basta descer umas escadas que ficam bem no meio da ponte). Agora você já sabe, compre seu pão seu vinho e voilà! Viva como um Rei francês sem precisar matar ninguém para se manter no trono e sem precisar gastar muito para tanto!

Tem gente que  reclama por ser um programa romântico, mas, eu sempre fui sozinha para Paris e sempre aproveitei MUITO! Então não importa se você está com seu namorado, sua namorada, com seus amigos ou sozinho! Se a última opção é o seu caso, faça de um bom livro seu melhor amigo!

Pont des Art vista da Pont Neuf

Pont des Art vista da Pont Neuf Foto: Wikipedia

Não exite em se estender e esperar para que as luzes na cidade se acendam, o espetáculo também é lindo!

Ah! E se você quer saber mais sobre a história dele, tem um filme ótimo que se chama Henri IV. Assisti há 2 semanas e recomendo!

COMO CHEGAR :

Na Pont Neuf tem uma estátua do Rei Henri IV, ao lado dela fica o acesso ao Square.
Metrô: PONT NEUF

 

 

Leia mais...

Primavera em Paris: O que colocar na mala

março 13, 2012 | Posted in Turismo dicas | By

A primavera esta chegando em Paris e a temperatura começa a mudar.

Este é o momento em que Paris floresce e todos os cantos se tornam lindas paisagens para um cartão postal.

Uma época em que a cidade está inundada de repente com cores: cereja e maçãs, flores, narcisos  e outras flores que eu não sei o nome (haha desculpem cortar o tom poetico do artigo). O ar pode permanecer um pouco frio por alguns dias e principalmente a noite, e as chuvas são definitivamente de se esperar, mas Paris, na Primavera ainda é digna das famosas canções e poemas que prestar homenagem a ela.

Os moradores locais estão geralmente de bom humor (principalmente por causa do grande feriado de Maio), e você vai querer passar muito tempo ao ar livre, quando não está chovendo. Entre abril e junho é o grande momento para explorar os belos parques e jardins de Paris e arredores.

Paris, na primavera também é perfeita para desfrutar atividades românticas, e como é comum as pessoas se casarem em maio no Brasil, quem sabe esse não é o momento para aproveitar aquela viagem de sonho de lua-de-mel ou aniversario de casamento?

As temperaturas começam a mudar em Abril, com minimas de 7 graus e máximas de 15. A media durante o dia fica entre 10 e 12 graus, baixando a noite. Em maio, a temperatura sobe ainda mais.

Bom, sabendo disso, o que devemos colocar na mala para não passar frio nem morrer de calor durantes as caminhadas pelos parques e jardins?

Como regra geral, traga roupas que possam ser usadas em camadas:

  • Duas ou três blusas de algodão – tipo camisetas de manga comprida lisas que fiquem bem rente ao corpo.
  • Camisas que possam ser usadas com as blusas por baixo ou fechadas normalmente
  • Três cardigans
  • Um casaco
  • Uma capa de chuva que combine com o resto das suas roupas.
  • Um vestido preto basico para ir a opera, teatro, moulin rouge ou a um jantar especial.
  • Traga bastante echarpes (ou compre aqui), colares e pulseiras para mudar o visual.
  • Não traga brincos muito grandes porque aqui praticamente ninguém usa brincos – Bolinhas pequeninas e pequenos brincos em ouro ou prata, ou uma perola são discretos e ficam bem.

 

Tente manter um padrão de cores para que tudo combine com tudo: invista nos marrons e bejes, verdes olivas e marfim, todas estas cores ficam ótimas juntas.

Se você não gosta ou não tem roupas nestas cores, traga tudo em tons de azul e cinzas por exemplo.

Calças e saias: cores escuras são boas porque não mostram a sujeira (rsrs), mas mantenha-se fiel ao sua paleta de cores e traga somente 1 calca jeans se você gosta. É suficiente.

Traga roupas que possam ser usadas de varias maneiras, calças mais clássicas que fiquem bem com sapatos baixos são a melhor opção para caminhar por Paris.

Ao contrario de muitos países, aqui se usa muito salto baixo e meio salto. Como os Parisienses caminham bastante, é realmente a melhor opção.

Não e o momento de começar a usar sapatos novos, use os seus confortáveis sapatos para passear ou compre um par e comece a usar antes da viagem (para “amaciar”).

Traga sapatos baixos e confortáveis que sejam clássicos o suficiente para você não ser barrado em restaurantes. Os “sapatenis” são ótima opção. Se você não vive sem tênis, os do tipo all star são bons. mas tudo depende do seu estilo e tipo de pé. Se voce não vive sem tenis tipo “de corrida”, tende não fazer o visual “estou correndo uma maratona”, use roupa normal, e os tenis esportivos, coloridos “pra quebrar a monotonia”.

Não esqueça de trazer sapatos impermeáveis, porque esta é a época das chuvas.

So um detalhezinho: leggings são super confortaveis e boas para meia estação, mas por favor, use com saia, short ou vestido por cima, pois elas não são consideradas calças aqui.

Para saber mais sobre as ultimas tendencias da moda por aqui, de uma olhada na revista Marie Claire.

 

 

 

 

Leia mais...

Dicas de hotéis Baratos em Paris: Economize na estada, e tenha dinheiro extra pra se divertir!

janeiro 23, 2012 | Posted in Hoteis, Turismo dicas | By

Eu escrevi a poucos dias atras sobre hotéis bem localizados em Paris. Este é outro artigo com mais uma lista.

Não é preciso pagar muito para se hospedar em Paris, porem hotéis fora da cidade, perto da Disney e em outros cantos onde não há metro, não valem a pena meeesmo porque voce vai gastar em transporte depois, alem de perder muito tempo.

Voce com cerca de 100 euros se hospeda relativamente bem. Note que os valores dos hoteis em Paris não podem ser comparados a paises como Portugal, Espanha ou paises do leste Europeu. Voce tem de pensar que emoa todos estes paises fazem parte da “Europa”, eles são bem diferentes emtre si, com valores e salarios minimos diferentes. So pra dar uma ideia, o salarios minimo na França é 1500 euros, em Portugal 350. E logico que os valores de tudo serão completamente diferentes!

Mantenha-se dentro do centro da cidade. Mesmo que você vá pra locais não tão turísticos, há sempre outras opções que não são bem pertinho da Notre Dame, mas que também não estão longe de tudo.

É importante você ter o metro perto do hotel e principalmente, estar a poucos minutos dos pontos turísticos. Note que o sistema de avaliação, controle e estrelamento e hoteis é coisa seria aqui na França, portanto todos os hoteis que tem, digamos 3 estrelas, vão ter obrigatoriamente sala de banho e toilete individual. Note que por questões de higiene o toilete e a sala de banho são separadas na França. Isso não é uma raridade que voce vai encontrar em uma hotel ou outro somente, seria mais a regra geral… Nos apartamentos aqui é a mesma coisa, como os apartamentos são pequenos,  diferente do Brasil, onde as pessoas tem banheiro individual, aqui uma familia normalmente compartilha o mesmo “banheiro”. Mais uma razão para separar toilete e sala de banho.

Note que muita vezes as agencias e turismo falam de locais fora de Paris (outras cidades mesmo), como se fossem “bairros” e se referem a cidade de paris como “centro”. Paris é relativamente pequena em relação as cidades brasileiras (capitais), mas o centro mesmo é o entorno da Notre Dame, a Ile de la cite, etc.

Veja no mapa. O centro é mesmo no centro.

 

Hotel Taylor

Hotel Annexe

Hotel Cujas Panthéon
Hotel Meslay Republique
Europe Hotel
Hotel de Neuve
Hotel du Palais Bourbon
Hotel Aberotel
Hotel de l’Europe
Hotel Massena
Hotel Beaugrenelle Saint Charles
Hotel Chaplain
Hotel du Moulin Vert
Hotel Ascot Opéra
Hotel du Globe

Leia mais...

Dicas de hotéis bem localizados em Paris

janeiro 19, 2012 | Posted in Hoteis, Turismo dicas | By

Como todos nos sabemos, a localização do hotel influencia muito a qualidade da nossa viagem.

Muito mais importante do que o numero de estrelas de um hotel, a localização do seu hotel vai influenciar nas suas decisões quanto a passeios, idas e vindas, compras, etc.

Se você escolhe um hotel muito distante do centro, ou em algum local perigoso, é provável que você não se sinta muito a vontade para saídas noturnas e voltas ao hotel com muitas sacolas de compras (principalmente se as sacolas forem de marcas famosas).

Existem lugares em Paris, como perto de Montmartre, ou fora de Paris, que você tem mesmo que tomar cuidado ate como se veste, para não chamar muito a atenção e evitar ser roubado no metro ou mesmo a noite, na rua, indo para o hotel.

Como todos já sabem, eu não faço acordos com hotéis, lojas, ou mesmo restaurantes. Eu indico e falo do que eu gosto, e a maioria dos indicados nem me conhecem.

Aqui vai, então uma lista de hotéis, que não tem nenhuma relação comigo, que conheci ao acaso mesmo. Os hotéis não tem ideia de que eu estou os indicando.

Estes hotéis entraram pela lista por vários motivos, entre eles a simpatia do pessoal que trabalha na recepção, localização, segurança, limpeza, etc.

Não são hotéis grandes, porque hotéis centrais tem de respeitar a estrutura dos prédios históricos e não podem realmente expandir muito. Os quartos não são grandes mesmo, mas você vem para Paris para passear, não para ficar no quarto do hotel.

 

Aqui vai, então a minha lista:

http://www.hotelhomelatinparis.com/ (2 estrelas)

http://www.aviatichotel.com/uk/index.php (3 estrelas)

http://www.hotel-saint-germain.fr/uk/index.php(3 estrelas)

http://www.hotel-paris-saint-germain.com/fr/(3 estrelas)

http://hotelagorasaintgermain.com/(3 estrelas)

http://hotelabbatial.com/

http://www.hotelneworient.com/index.html

 http://www.cujas-pantheon-paris-hotel.com/pt/ (3 estrelas)

(2 estrelas)

 

Para quem quer ou pode gastar um pouco (bastante) mais, aqui vai uma lista dos 4 estrelas:

http://www.luxembourg-paris-hotel.com/

http://www.buci-hotel.com/

http://www.hoteldaubusson.com/#

http://www.hotel-pont-royal.com/

 

Eu gostaria de pedir a participação de todos os leitores, para indicarem hotéis nos comentários, ou deixarem algum testemunho de algum hotel que não tenha agradado, assim todos se ajudam e evitamos de que os próximos turistas brasileiros “caiam em fria”.

Comentários são bem vindos!

Atenção: Por favor entendam que quando eu recomendo a rive Gauche – Saint germain de Près e Quartier Latin, eu o faço para todos. Não interesssa se voce é rico, milionario, VIP ou mochileiro. Qualquer pessoa, classe social, idade ou raça vai ficar bem acomodada nesta area. Escolha o hotel que voce acha que tem mais a ver com voce e pronto.

Não ha necessidade de enviar emails do tipo, “entendi Alexia, mas pra mim que vou com a esposa/namorado/sou jovem/sou velho/sou medico/estou viajando pela primeira vez, onde voce aconselha?”

A resposta vai ser sempre a mesma, ok?

 

Leia mais...