Alexia é brasileira e vive em Paris. Formada em Historia (mestrado) e turismo (curso técnico) com especialização em Guia turistico. Oferece serviços de guia e organisa circuitos guiados pela Europa. Formação em Gestão e Contabilidade e em musica também :) Contato: alexiaoliveira@artdeviv.com

Intercâmbio cultural e hospedagem “free”: Sim, é possível e você também pode fazer!

abril 14, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Inspirada na minha filosofia de viajante independente, resolvi falar neste artigo sobre a possibilidade de realizar intercâmbio cultural durante a viagem de férias. Sim, é possível fazer intercâmbio sem precisar ficar meses em um país.

Existem comunidades virtuais de viajantes independentes, onde a filosofia é a hospedagem gratuita em troca de intercâmbio cultural. Entre essas comunidades, os mais conhecidos são o Hospitality Club (http://www.hospitalityclub.org/) e o CouchSurfing (http://www.couchsurfing.org/).

De uma forma geral, nestas comunidades basicamente você “se oferece” para receber pessoas em sua casa e também “solicita” hospedagem na casa de outros membros com o perfil compatível com o seu. Esses membros estão espalhados em todos os continentes, e você tanto pode receber na sua casa uma pessoa do Japão, como pode hospedar-se em Paris!

A primeira vista parece um pouco de loucura, mas cada uma destas comunidades possui regras claras para seus participantes, que são auto reguladas pelos membros e geralmente são respeitadas. Além disso, essas comunidades possuem ferramentas de segurança e verificação de seus membros, como uma forma de ajudar na segurança do projeto.

COMO FUNCIONA:

1) Você deve criar um perfil em um dos sites (eu indico o CouchSurfing), como um site de relacionamento, porém muito mais específico, já que o foco é voltado para hospedar e ser hospedado. Quanto mais detalhista você for, melhor na hora de solicitar hospedagem;

2) Depois de ter um perfil completo, participe dos grupos. Cada cidade tem um grupo. O grupo de Paris é um dos mais movimentados e ativos do CouchSurfing;

3) Se você mora no Brasil, nas principais capitais também tem grupos ativos, participe dos eventos e conheça pessoas. Isso é importante como forma de iniciar sua fase de confiança no projeto. Eu aconselho isso, assim você verá por si só que o projeto é realmente sério;

4) Antes de sua viagem pesquise pessoas que moram na sua cidade de destino, leia o perfil completo da pessoa e veja se há afinidade com você;

5) Se tiver a intenção de se hospedar, envie um e-mail solicitando, informe o período que você ficará na cidade e fale um pouco de você;

6) Você também pode simplesmente solicitar companhia para alguns passeios, alguma pessoas se disponibilizam a apresentar a cidade, tomar um drink ou apresentar alguma balada legal.

Sou entusiasta deste projeto, já hospedei pessoas na minha casa em São Paulo, já acompanhei em passeios pela cidade, baladas e fiz ótimos amigos entre brasileiros e estrangeiros. Isso tudo sem sair de São Paulo.

Claro que existem pessoas que não procuram entender a filosofia do projeto e acabam se equivocando ao tentar conseguir hospedagem de graça para economizar dinheiro na viagem, mas logo percebe-se que são a grande minoria e geralmente não conseguem nada além de uma recusa por parte de algum membro da comunidade.

Pessoas altamente conservadoras geralmente não se identificam com o projeto, mas se este não é o seu caso, vale a pena acessar os sites indicados e conhecer um pouco mais sobre assunto. Quem sabe na sua próxima viagem você acabe se hospedando na casa de um típico parisiense e tendo a oportunidade de mergulhar de cabeça na cultura e dia-a-dia da cidade luz?

Leia mais...

Saint Malo: Antiga Terra de piratas e corsários na Bretanha

abril 13, 2011 | Posted in Destinos | By

 Saint-Malo Visita com guia acompanhante.

(Breton: Sant-Malou; Gallo: Saent-Malo) é uma cidade portuária fortificada, na Bretanha, no noroeste da França sobre o Canal Inglês.

Fica a mais ou menos 400 km de Paris (cerca de 6 horas de onibus). O ideal é programar uma noite, assim voce pode aproveitar e adicionar o Mont Saint Michel no roteiro, ja que os locais são proximos.

O que recomendamos:

Saida de manha de Paris em onibus ou carro, chegada em Saint Malo, check in no hotel e passeio guiado pela cidade.

No outro dia, saida do hotel até  Mont-Saint Michel. Visita ao Monte e Abadia.

Volta à Paris diretamente do Mont Saint Michel. Tickets para a Abadia de Saint Michel incluidos.

 

Os corsários de Saint-Malo:

Saint-Malo tornou-se notória como a casa dos corsários, corsários franceses e, por vezes piratas.

Não eram só os navios Ingleses que eram forçados a pagar “um tributo”, ao passar pelo Canal mas eles também foram os responsáveis por trazerem riquezas de longe.

 

Jacques Cartier:

Navegou o Rio Saint Lawrence e visitou as cidade de Quebec e Montreal, sendo, portanto, creditado como o descobridor do Canadá.

O que comer em Saint Malo:

Saint-Malo tem uma das maiores concentrações de restaurantes de frutos do mar na Europa. É famosa por suas ostras locais da aldeia vizinha de Cancale.

Os crepes são também tradicionais na região, não deixe de provar. Os crepes salgados se chamam Galletes e os doces são crepes mesmo.

 

 

 

Leia mais...

Paris Impressionista: Museus Marmottan, D’Orsay e L’Orangerie

abril 12, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

A origem de uma revolução artística: 1874. Em meio a hostilidades e rigidez das regras de pintura da época, Claude Monet e seus amigos resolvem fazer uma exposição mostrando uma nova forma de pintar. Essa exposição foi feita em um salão próprio, particular, onde eles poderiam mostrar as suas obras sem ter que entrar dentro do “esquema” estético da época.

A premiere foi um sucesso. A obra de Monet “Impression, Le Soleil” causou um tal efeito no publico da época que deu nome ao novo movimento que surgia: “O Movimento impressionista”.

O Impressionismo mostra elementos de cores contrastantes e pinceladas fortes, usando a luminosidade como fator fundamental. Os temas pintados são temas cotidianos, paisagens locais e populares.

Paris e arredores, assim como a costa da Normandia foram os lugares elegidos pelos pintores a serem retratados e recriados.

Estas obras foram primeiramente expostas no Museu Marmottan-Monet. Instalado em um hotel particular do quartier Ranelagh, este museu expôs cerca de 300 obras de artistas impressionistas, como Renoir e Manet.

O museu Marmottan-Monet ainda hoje expõe grande parte da obra de Claude Monet, sendo considerado por alguns muito melhor do que o Museu de Giverny, onde fica a casa do Monet.

Em continuação ao sucesso do movimento impressionista, cria-se outro espaço dentro do Jardim de Tuileries: O Museu de L’Orangerie.

As margens do Rio Sena, em frente ao Louvre, a antiga gare d’Orsay se torna outro templo dedicado ao impressionismo. O Museu D’Orsay é hoje em dia considerado um dos mais belos museus do mundo.

Estes 3 museus tem uma coisa em comum alem de guardar as mais belas obras do movimento impressionista do mundo: A luz natural que ilumina o ambiente destes museus tornam estes os lugares ideais para expor arte impressionista.

Lugares como Honfleur, Etretat e outras perolas da Costa da Normandia foram retratados por Monet, assim como pelos seus amigos impressionistas.

Jardins, praias, pontes e parques e belas paisagens naturais são retratadas de uma forma fantástica neste estilo de pintura.

No impressionismo não há espaço para retratos de reis e rainhas, nem para pinceladas imperceptíveis fazendo uma especie de “fotografia realista”.

Você vai poder ver cada pincelada do artista, e ver que parece que nenhuma e da mesma cor do que a outra. A mistura das cores da-se ao olhar as pinturas mais ao longe, misturando-se no todo da obra.

Não deixe de reservar um espaço na sua agenda para ver com calma pelo menos um destes museus.

Aqui vão os endereços do impressionismo em Paris.

Clique no web site dos museus para ver um pouco das obras que estão a sua espera:

 

Musee Marmottan-Monet

2, Rue Louis-Boilly, 75016

www.marmottan.com

 

Musee de L’Orangerie

Jardin de Tuileries, 750101

www.musee-orangerie.com

 

Musee d’Orsay

1, Rue de la Legion-d’Honneur, 75007

www.museeorsay.fr

 

Temporada: Os Museus de L’Orangerie e Marmottan estão fechados na terça, o Musee d’Orsay na segunda-feira.

Leia mais...

Avenue Montaigne: O Endereço da moda em Paris

março 31, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Se você ama moda e conhece melhor a historia da Vida de Coco Chanel e Valentino do que a historia da Torre Eiffel, ou se você suspira mais ao ver uma boutique da Dior do que uma Igreja medieval, você não esta sozinho.

Além de museus e monumentos, Paris também é famosa por ser um dos maiores centros da moda do Mundo. Reserve um dia para fazer o roteiro da moda em Paris.

A Avenue Montaigne foi originalmente chamada de Veuves Allée des (beco das viúvas), porque as mulheres de luto se reuniram ali, mas a rua mudou muito desde os dias do início do século 18.

O nome atual vem de Michel de Montaigne, um escritor francês do Renascimento. No século XIX, a rua ganhou notoriedade por sua decoração brilhantes e coloridas nas noites de sábado.

 

A Avenue Montaigne possui inúmeras lojas especializadas em moda, como Dior, Chanel, Fendi, Valentino e Ralph Lauren, assim como joalheiros como Bulgari e outros estabelecimentos de luxo, como o hotel Plaza Athénée.

Essa avenida também foi residência de atores e atrizes famosos: A atriz Marlene Dietrich, por exemplo, manteve um apartamento na avenida Montaigne 12, por muitos anos, e lá morreu em 1992.

Em uma rua somente você encontra grande parte das boutiques mais famosas do mundo, e o passeio pode ser feito em uma manhã ou tarde.

 

Para completar o dia, aproveite para ir também:

Museu do Perfume: Fragonard Musee Du Parfum

9 Rue Scribe, 75009 Paris, France +33 1 47 42 04 56 ‎ fragonard.com

 

Ao museu da Moda de Paris: Musée de La Mode et du Textile

Musée de La Mode et du Textile, 107 Rue de Rivoli, 75001 Paris, France +33 1 44 55 57 50 ‎ lesartsdecoratifs.fr

 

Como chegar:

O metro Franklin D. Roosevelt deixa você mesmo no meio desta rua. Se você estiver passeando a pé, siga a Champs Elysee, saindo da Place de La Concorde (outro lugar imperdivel para quem quer ver boutiques famosas também) e ao chegar a rotunda de Champs Elysee, vire a esquerda.

Pronto, você já esta no paraíso da moda em Paris.

 

Para passeios guiados e guia de compras, entre em contato: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

Culinária Francesa: Dica de como preparar uma Tartiflette

março 29, 2011 | Posted in Cultura Francesa, Restaurantes, Viver em Paris | By

ola pessoal, deixo voces hoje com mais um otimo artigo da leitora Luana Veloso!

Hoje vou dar uma dica super simples de como preparar um ótimo prato com sabor francês! Quando eu morava na França comia em restaurantes todo santo dia ! Sempre que eu chegava ao mercado via aquela infinidades de ingredientes mas não sabia o que fazer com eles! Um amigo meu percebeu que eu gastava todos meus euros comendo e resolveu me ensinar algumas receitas que ele tinha aprendido com o pai dele que é um chef super conceituado na França! Um dos pratos que eu mais gostei foi a Tartiflette, não apenas por ser maravilhosa no quesito sabor, mas por ser fácil de preparar! Fica a dica pra pessoas que moram/ vão morar na França e acham que vão morrer de fome por não saber cozinhar ou para aqueles que gostam de aprender pratos simples e saborosos para os almoços de domingo!

 

RECEITA

Ingredientes:
1,2 Kg de batatas cortadas em 4 partes
350 gramas de Bacon picado em cubinhos
1 lata creme de leite
1 cebola picada
300 gramas reblochon
200 gramas queijo mussarela em fatias finas*
2 colheres requeijão*

* Esse ingredientes não são usados na receita original, eu uso pois no Brasil o creme de leite diferente do “crème fraiche” que ele utilizam na França e também porque fica mais saboroso com mussarela =p

 

1 – Coloque as batatas em água para cozinhá-las
(o tempo para o cozimento depende de cada fogão, porém, não espere elas ficarem muito moles, tire-as da água ainda meio durinhas)

2 – Corte a cebola e refogue junto com o bacon até que o bacon fique bem frito

3 – Unte uma forma com manteiga e coloque uma camada de batatas, depois cubra com uma camada de bacon, adicione outra camada de batatas e finalize com o restante do bacon

4 – Coloque o creme de leite (sem soro), 2 colheres de requeijão e o queijo mussarela

5- Para terminar, coloque o reblochon em fatias em cime e leve ao forno até gratinar

C’est fini! Pode tirar do forno, servir e deixar todo mundo boquiaberto achando que você anda fazendo curso de gastronomia ;-P

 

 

Au revoir!

Luana Veloso

Leia mais...

Guia passo a passo de como vir para a Europa sem contratar Agencia de Viagem

março 26, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Pensando em fazer uma viagem independente para a Europa? Isso é ótimo. Viagens independentes são geralmente mais baratas e mais gratificantes do que se inscrever em uma excursão. Claro, você planeja mais, mas você vai planejar as coisas que você quer fazer, não as coisas que alguém mais quer que você faça. Se voce é daqueles que adora comprar viagens para pagar em 10 vezes, saiba que qualquer compra com cartão visa pode ser parcelada, isso é possivel também.

Este cronograma de planejamento é dividido em  seções, cada um roteiro para as coisas que deve ser feito durante esse tempo. Utilize este roteiro de planejamento de viagem, e você vai ter a certeza de cuidar das tarefas  básicas que vão com planejamento de umas férias independentes.

6 meses antes de viajar para a Europa

Esse é  o momento de:

Escolher um destino – a grande tarefa deste mês!
Olhar guias de viagem e procurar informações gerais sobre as cidades que você esta pensando em passar. Vale a pena saber o preço de uma refeição no restaurante, produtos no supermercado, se pode tomar a água da torneira,  vistos e condições de entrada.
Se você pretende contratar alguém para mostrar a cidade e ensinar como funcionam metro,  ônibus e  como ir aos Museus, essa é a  hora de começar a contactá-los para saber os preços.

Um pequeno tour no primeiro  ou segundo dia, pelo centro da cidade, para localizar você e ensinar como ir para todo o lado e recomendável se você não sabe a língua local.
Ver o preço dos hotéis, começar a investigar onde ficar (e onde não ficar). Você pode encontrar hotéis muito baratos em torno das estações de trem, por exemplo, ou nos subúrbios. Avalie se vale a pena correr o risco de ficar em um lugar perigoso, onde você vai ter de voltar cedo, ou escolher um hotel mais simples (ou hostal) bem no centro da cidade, a distancias caminháveis dos pontos turísticos que você quer ver.
* Aprender um pouco da língua

3 Meses antes de viajar para a Europa

Três meses antes de ir é o momento certo para levar a sério o seu Planejamento de férias:

* Encontrar os melhores tarifas de avião. Não pense que porque todo mundo usa TAM ou TAP, essas são necessariamente as mais baratas. Dependendo da época, companhias como Alitalia podem ter tickets por 600 Euros, ida e volta. Pesquise. As agencias usam sempre as mesmas companhias porque recebem comissão.
* fazer o passaporte (se você não tiver)
* Comece a pensar nos sapatos que você vai levar para as caminhadas.
Se você esta pensando em comprar uns sapatos novos para levar,  Compre nesta época. Use bastante durante esses 3 meses, quando você chegar ao seu destino, os sapatos estarão amaciados e muito confortáveis.
Não esqueça que se lhe passar pela cabeça a ideia de Ir ao Moulin Rouge, por exemplo, as senhoras e senhoritas devem trazer um par de sapato de salto alto.
Se você não esta em boa forma, comece a caminhar para se acostumar.

Aconselho 30 minutos por dia sem parar, de preferencia com os mesmos sapatos que você vai levar.
Não esqueça que você vai precisar de dois pares, porque depois de uma dia passeando os sapatos ficarão úmidos, você vai precisar de outros para o outro dia, ate para descansar um pouco os pés com outro formato de sapato.

2 meses antes de viajar para a Europa

Reserva de hotel, hostal ou apartamento.
Comprar passes de trem (Rail Pass) ou tickets ponto a ponto para as viagens entre países.
Comprar o Paris Pass.
Confirmar com o seu guia os passeios a serem feitos, roteiros, datas e valores.
Se inscrever (de graça) no site do Restoprive para comecar a receber as promocoes dos restaurantes, voce pode pagar ate 70% mais barato nas contas de restaurantes.


Restoprivé

1 mês antes de viajar para a Europa

Pense na sua mala: Para decidir qual e o melhor tipo de mala para a sua viagem, leia o artigo: Mala de rodinha, mala de mão ou mochila, qual é a melhor opção?

Esta e uma pequena lista do que voce não pode deixar de colocar na sua mala. Se voce não tem uma câmera fotográfica, e hora de comprar ou pedir emprestado para algum amigo(a).

* Bagagem
* Câmera (s)
* Dinheiro
* Orçamento
* Seguro de Viagem

Lista final:

* Telefones e endereços das operadoras internacionais dos seus cartões de credito. Caso você  perca ou seja roubado, você  sabe onde ir e como cancelar os cartões.
* Usa Medicamentos? Se precisa de algum medicamento importante, traga consigo uma receita medica. Caso aconteça de voce for roubado, voce pode ir ao medico e pedir uma receita aqui. Não esqueça que remédios importantes viajem na bagagem de mão.
* “Doleira”. Pacote de Dinheiro – se você não  tiver, pode esperar pra comprar no aeroporto mesmo. Não viaje com o seu dinheiro ou passaporte na mala de mão. Essas coisas ficam com você , perto do seu corpo. Assim você  pode dormir na viagem, tranquilo que ninguém vai mexer em nada. Compre alguns Euros para a chegada aqui (recomendo pelo menos uns 500 euros).
* Verifique a lista de artigos permitidos na bagagem de mão.

Leia mais...

Mala de rodinha, mala de mão ou mochila? Qual a melhor opção?

março 25, 2011 | Posted in Destinos, Turismo dicas | By

Artigo escrito pela Leitora Ingrid Fernandes!

Se voce quiser participar também, envie o seu artigo para o Artdeviv!

Cada viajante tem um perfil, um estilo e uma preferência. Alguns preferem o modo tradicional e viajar com malas de rodinhas, para serem puxadas e economizar energia por não carregar peso. Outros preferem à mala de mão, com o objetivo de carregar menos pertences e porque ela tem aquele charme retrô. Os mais descolados preferem viajar com mochilas estilo cargueiras e adoram carregar “a vida nas costas”.
Mas na hora que decidimos viajar sempre nos deparamos com a dúvida de qual é a melhor opção de bagagem. Por este motivo, para o meu primeiro artigo aqui no Artdeviv eu decidi falar sobre as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

Malas com rodinhas: É pratica, poupa esforço em carregar peso durante a maioria do percurso. A mala de rodinhas tem a vantagem de que o viajante pode organizar melhor seus pertence e algumas possuem divisórias que funciona como nécessaire, o que realmente é uma vantagem para as mulheres que adoram levar acessórios minúsculos! A desvantagem da mala com rodinhas é que eventualmente o viajante terá que despachá-la, vai ser bem difícil carregá-la no bagageiro do avião / ônibus, porque as dimensões não permitem. É com este tipo de mala que algumas pessoas costumam exagerar e levar mais do que necessário, pois geralmente o espaço é maior.

Malas de mão: De todas as opções, sem dúvida esta é a menos prática. Se você for atleta de levantamento de peso, não verá problema em carregá-la ou arrastá-la por aí. Mas imagine você se deslocando de um lado para o outro com uma mala pesada sendo arrastada. Este tipo de mala pode ser usada para viagens curtas onde o viajante irá de carro ou não precisará carregá-la por mais de 5 minutos. As vantagens deste tipo de malas são poucas, mas a mais importante é que com ela, o viajante não vai recheá-la com tantos pertences, já visando o incômodo que será carregá-la. A desvantagem sem dúvida é a dificuldade de locomoção a pé para grandes distâncias, eventualmente o viajante será dependente de táxi.

Mochila: Geralmente usada pelos viajantes mais jovens, que viajarão para vários destinos na mesma viagem. Utilizada principalmente para viagens ao estilo mochilão. Antes de escolher este tipo de bagagem o viajante deve definir o estilo de viagem, se a viagem for para um único lugar, talvez a melhor opção seja mesmo a mala com rodinhas. A mochila precisa ser escolhida cuidadosamente, pois deve ter uma estrutura necessária para suportar e distribuir o peso adequadamente nas costas do viajante. Outro ponto importante diz respeito ao estado físico do viajante, pessoas com problemas na coluna não devem utilizar este tipo de bagagem. As vantagens da mochila é que o viajante tem mais facilidade de locomoção, fica mais fácil deslocar-se com maior rapidez e se eventualmente tiver que andar durante um longo percurso é menos incômodo do que a mala de mão, por exemplo. Além disso, também restringe o viajante de carregar mais pertences do que necessário, visando que tudo será carregado em suas costas. As desvantagens é a dificuldade de manter os pertences organizados, além do incômodo do peso de carregá-la. Alguns viajantes acham que são formigas e querem carregar mais do que podem suportar. O preparo físico para este tipo de bagagem é importante!

Cada viagem pede um tipo de mala diferente, é sempre bom analisar bem antes de viajar, principalmente para tornar a sua viagem mais simples e fácil.
Depois de decidir qual mala é a ideal para o seu tipo de viagem, não deixe de ler o artigo “Seja um ‘smart traveler’, conheça as vantagens de viajar leve”, e boa viagem!

Leia mais...

Passeios baratos de Bateau Mouche pelo Rio Sena

março 21, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Existem varias empresas que oferecem de passeios de Bateau Mouche pelo rio Sena em Paris, mas encontrar passeios de Bateau Mouche guiados por guias que falem português pode ser um problema em Paris.

A  ideia de escrever sobre o Batobus surgiu por causa de uma leitora aqui do ArtdeViv, que me escreveu um email perguntando sobre o Batobus. Achei que essa informação seria de interesse geral dos leitores.  Não estou autorizada a colocar o nome dela aqui, mas agradeço a dica! Talvez ela deixe um comentario aqui pra nos…

Batobus é um serviço que permite que você faça viagens de Bateau Mouche ao longo do Sena – sem comentários e sem guias.

Para quem não entende outra língua alem do português e não esta disposto a pagar mais caro por uma passeio onde não vai entender o que o guia diz, este passeio sem guia, mais barato, pode ser a solução.

Se você tiver um mapa de Paris que tenha assinalado os principais pontos turísticos de Paris (peça um de graça no seu hotel), você pode ir olhando e se localizando bem.

 

Você pode subir e descer em 8 paradas estratégicas: Torre Eiffel, Champs-Elysées, o Museu d’Orsay, Louvre, Saint-Germain-des-Prés, Notre-Dame, o Hôtel de Ville e Jardin des Plantes.

 

O serviço funciona a partir de finais de Março ate janeiro, e os horários variam de acordo com os meses do ano:

  • Das 10:00-7:00 em Março, abril e outubro.
  • Até as 9:00 (da noite, claro) Maio, junho, julho, agosto e setembro.
  • 10:30-16:30, em novembro, dezembro e janeiro (fica muito frio mais tarde).

 

Os barcos partem a cada 15 a 25 minutos. Você pode pegar o Batobus em qualquer um dos pontos. Em cada ponto tem um guichê onde você pode comprar os tickets. As filas não são muito longas e quem atende esta acostumado com turistas, portanto não tenha medo de ir comprar mesmo não falando uma palavra em Frances.

 

Existem várias opções de preços para fazer o passeio de bateau mouche com o Batobus

 

* bilhete semi-círculo, para uma única viagem durante um máximo de 4 pontos (7,50 €). Depois de sair você não pode entrar no barco de novo. Com esse ticket você só pode fazer metade do trajeto.

* bilhete de 1 dia, para viagens ilimitadas e pára (€ 11). Com este ticket você pode entrar e sair a vontade. Pode alias sair em todos os pontos e depois voltar e seguir o passeio.

* bilhete de 2 dias, para viagens ilimitadas e pára por 2 dias consecutivos (13 €).

* Bilhete “Escapade”, válida por um mês (22 €).

Crianças menores de 12 a pagam metade do preço, em média, para todos esses bilhetes à venda.

Você também pode os comprar os bilhetes por internet, no site do Batobus.

 

 

Leia mais...

Veja Paris a 150 metros de altitude passeando de Balão!

março 21, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Pouca gente sabe mas Paris tem o maior balão de ar do mundo, funcionando desde 1999, para dar aos turistas uma experiencia única de ver Paris do alto de 150 metros de altitude!

 

Esse Balão fica no arrondissement 15, no Parc André Citroen (lindo parque para visitar também!) e esta aberto todos os dias a partir das 9 hora da manhã. A última “subida” acontece 30 minutos antes de fechar o parque.

mapa de paris - parque Andre Citroen

mapa de paris - parque Andre Citroen

O Ballon Air de Paris funciona com toda a segurança, dependendo do tempo (se esta propenso a trovoadas, por exemplo) os passeios são cancelados.

 

Durante os fins de semana o preço para subir no balão é de 12 Euros, e no meio da semana 10 Euros. Jovens entre 12 e 17 anos pagam 10 Euros e 9 Euros, (fim de semana e dia útil respectivamente). Crianças com menos de 3 anos não pagam.

O balão tambem monitora a condição do ar de Paris, mudando de cor entre verde (boa qualidade de ar – não poluído) ate vermelho (poluído). O balão proporciona uma visão do Champ de Mars, o Rio Sena, a Basílica do Sacré Coeur e a Catedral Notre Dame de Paris e muito mais.

Como a primavera em Paris pede passeios ao ar livre, se você tiver tempo de sair do circuito dos grandes museus e monumentos bem ao centro de Paris, o Ballon Air de Paris e uma ótima opção!

Parque Andre Citroen mostrando o Balao ao fundo

Parque Andre Citroen em Paris mostrando o Balao ao fundo

Foto author:Jotel photo taken Aug. 2004 (from wikipedia)

 

Você tem 2 opções de metro para chegar ate o Parque André Citroen:

  • Javel
  • Balard

Para saber mais informações sobre o passeio, visite o web site: www.ballondeparis.com

Se você não estiver muito certo a respeito das condições climáticas do dia, telefone para 01 44 26 20 00 ou peça para alguém no seu hotel telefonar para perguntar se tem passeio de balão neste dia. Eles só informam no dia mesmo.

 

Sobre o Parque André Citroen: (texto tirado da wikipedia em inglês, traduzido  por mim).

Aqui voce pode encontrar o texto em ingles na integra.

 

“O parque foi construído em torno de um gramado central, retangular, de aproximadamente 273 por 85 metros de tamanho.

É decorado com dois pavilhões com estufa (com plantas exóticas e vegetação mediterrânica), na parte Leste, que são separadas por uma área pavimentada, com fontes (nota minha: estas fontes são um espetáculo lindo – veja a foto acima, eles chamam de “águas dançantes”, no verão as crianças se divertem tomando banho e brincando nestas fontes).

A borda sul do gramado é delimitada por um monumental canal – o “Jardin des Metamorfoses ” – composto de uma piscina que reflete através das casas de granito, ladeada por uma passarela suspensa. No lado Norte são dois conjuntos de pequenos jardins: os seis “Jardins de série”, cada um com uma paisagem diferente e projeto arquitetônico, e “Jardim em Movimento”, que apresenta gramíneas selvagens selecionados para responder a diferentes taxas de velocidade do vento. A 630 metros de diagonal corta caminho pelo parque, que muda constantemente a sua forma.”

 

ADHZ9BW9T4J6

Leia mais...

Guia turístico particular em Paris – Roteiros turísticos personalizados de acordo com os seus interesses.

março 17, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Passeios  por Paris!

Guias especializados, que falam portugues,  treinados para lhe ajudarem a conhecer a cidade Luz!

Sem pagamentos adiantados. voce so paga no dia do passeio.

O guia busca voce no hotel, e depois do passeio voce escolhe se quer voltar ao hotel ou ficar em algum outro local (dentro de Paris, é claro).

Estes são exemplos de roteiros que podem ser escolhidos:

Roteiro 1
Arco do Triunfo
Champs Elysees
Place de la Concorde
Jardim de Tuilleries
Torre Eiffel
Trocadero

Roteiro 2
Place Saint Germaim de Pres/Abadia de Saint Germain de Pres
Igreja de Saint Sulpice
Catedral de Notre Dame
Quartier latin
Sorbonne
Pantheon
Jardim de louxembourg

Roteiro 3
Eglise Magdalene
Place Vandome
Palacio garnier (l’Opera de Paris)
Galeries Lafayettes
Museu do Louvre

Roteiro 4
Montmartre:
Sacre Coeur
Place du tertre (praca dos artistas).
Passeio pela Ile de La Cite
Ruas medievais da ile de la cite
Marche au Fleurs – mercado de flores
Square du vert Galant

Roteiro 5
Place de la Bastille/Marais
Place des Vosges
Rue des Rosiers
Rue Antoine/ Eglise Saint Paul
Hotel de Ville
Tour Saint Jacques
Rue Rivoli

Roteiro 6
Passeio de dia inteiro a Versailles
Vamos e voltamos de trem.

 

Clique aqui para maiores detalhes.

 

 

 

 

Leia mais...

Renovação do visto de Turista na Europa (União Europeia)

março 11, 2011 | Posted in Vistos e permanencia | By

Este artigo é um complemento a serie de artigos sobre vistos e estadas de longo e curto prazo na Europa.

Tem vindo muita muita gente perguntar sobre como renovar um visto de turista na Europa, então, atendendo a pedidos, aqui vão umas dicas e considerações.

Estou partindo do principio que você que esta lendo isto, em busca de como renovar o seu visto de turista, é cidadão brasileiro, sem dupla nacionalidade Europeia. Se você é Europeu ou tem passaporte Europeu, você não precisa de nenhum tipo de autorização para viver, trabalhar ou passear na Europa.

 

Considerações a levar em conta quanto a renovação do visto de Turista na Europa:

 

1. Não existe visto de turista para Brasileiros. Não se pode renovar um visto que não existe. De acordo com a lei de reciprocidade, nenhum brasileiro necessita de visto de turista para vir a passeio para a Europa, assim como Europeus não precisam de visto para passear no Brasil.

O carimbo que você recebe no passaporte não é um visto, é um comprovante de entrada em território Europeu. Você carimba para entrar, e para sair. Entre um carimbo e outro pode ter até 90 dias.

Note bem, 90 dias não são 3 meses. Se os meses que você vem passar aqui são de, respectivamente, 31, 30, 31 dias, o total e de 92 dias. Se você ficar 92 dias, você esta já esta em situação irregular. Provavelmente ninguém vai encrencar com 2 dias. Estou só esclarecendo que 90 dias e 3 meses não são sinônimos.

 

2. Se você for pedir “renovação de visto de turista” na prefecture de police, eles vão rir de você. Como eu já disse ninguém renova visto que não existe.

 

3. A gente sabe, e o pessoal da imigração daqui também, que essa de “vir em ferias” e “depois afinal resolver ficar” não existe. Quem vem a turismo de verdade tem compromissos e obrigações no seu pais de residencia e volta depois das ferias. Pensando nisso, arranje uma bela desculpa se você quiser ficar mais tempo.

 

Eu não estou dizendo isso para tirar as esperanças de quem esta sem visto e pretende ficar. Estou esclarecendo certos pontos para que possamos entender melhor o que pode ser feito caso você queira ou necessite ficar mais tempo do que os 90 dias estipulados para quem não tem visto nenhum.

 

O que você pode fazer para extender a sua estada na Europa?

 

1. Peça “extensão de estada” em vez de “renovação de visto”. Dependendo da sua situação financeira aqui, provavelmente não será problema nenhum conseguir extensão;

Update 2013: Extensões de estada estão cada vez mais dificeis de conseguir.

Você claro, vai ter de provar que tem dinheiro suficiente para ficar aqui, além do seguro de saúde (que precisa ser renovado também) e prova de reserva de hotel. Você pede esta extensão na prefeitura.

 

2. Não “resolva que quer ficar” nas semanas próximas da sua data de partida. Comece a tratar da sua extensão com 2 meses de antecedência.

 

3. Se a ideia de ficar mais tempo do que os 3 meses que você tem direito como turista, lhe passar pela cabeça antes da viagem, considere ir ao consulado e pedir um visto “visiteur” para que você possa ficar aqui por um ano. Este visto é renovável pelo tempo que você quiser e tiver condições de ficar. Mesmo que você não tenha certeza de que vai ficar, se você quiser voltar e só voltar. Se quiser ficar, já tem tudo arrumado.

Basicamente este visto pede a prova de situação financeira, reserva de hotel ou apartamento (ou carta oficial de que alguém vai receber você em casa). Esse visto Visiteur não é difícil de fazer se você tiver todos os documentos para provar que pode ficar aqui por 1 ano.

 

4. Cuidado com a ideia de vir aqui sem visto, “arranjar emprego” e trocar o seu visto para visto de trabalho. Você pode até conseguir um emprego, o que não é difícil, mas o processo ate você conseguir ser contratado demora mais de 90 dias porque a pessoa que vai te contratar tem de colocar um anúncio a procura de alguém, esperar 3 meses, e se depois disso ninguém aparecer (nenhum residente aparecer), o emprego é seu. Mas por lei tem de dar “chance para os residentes” primeiro. Tente achar um emprego antes de vir, nos classificados locais, faca uma busca no google, por exemplo.

5. Para quem tem um “amor” Europeu: Se você namora/vive junto um(a) francês(a) ou outro cidadao da UE, e tem como provar que vocês estão juntos a mais de 1 ano (comprovante de aluguel no nome dos dois, conta conjunta, cartas,  declarações de testemunhas, tickets de avião, tudo vale) voce pode pedir um visto de long sejour de vida familiar/privado. Pergunte direitinho a(o) seu(sua) amada(o) se ele(a) esta disposto(a) a ajudar com o processo, porque os documentos do cidadão francês/europeu no consulado para fazer o pedido de visto sao fundamentais. Se vocês casarem, melhor ainda. A uniao de fato so é valida se voces viverem sobre o mesmo teto por mais de 1 ano. Relacionamentos online nao sao levados em conta.

Atenção: PACS, união de fato (união livre) não da direito a cidadania Europeia nem visto ,Para maiores informacoes sobre PACS, uniao livre e casamento, leia este artigo sobre PACS, casamento e uniao livre na França. Diferente dos Brasileiros que veem como familia qualquer namorado, aqui voce realmente precisa declarar perante que esta disposto a formar uma familia legitima com a outra pessoa, e e necessario viver sob o mesmo teto.

 

6. Sair da união Europeia para “zerar o contador”. Funciona, mas não esqueça de que o pessoal da imigração pode se dar conta do truque e não carimbar o seu passaporte. Mas é uma tentativa valida, porem ilegal.

 

7. Você pode trabalhar nesses 3 meses de estada de “turismo” aqui. Se alguém lhe oferecer um trabalho como baby sitter, por exemplo, pode pegar sem medo. Você só não pode assinar contrato, mas trabalhinhos esporádicos não são ilegais. Você não pode se candidatar a empregos que exigem que você assine contrato.

 

Espero que essas informações sejam úteis para quem já esta aqui, e esta tentando ficar por mais um tempo.

Não esqueça de que:

  • As extensões de estada podem ser negadas.
  • Se você já sabe que quer ficar aqui, tente, no consulado arranjar um visto antes de vir.
  • Arranjar prolongamento de estada sem voltar ao Brasil será sempre uma medida provisória.
  • Se você quer ficar aqui como residente e ter direito a ter um emprego, você vai ter de voltar ao Brasil mais cedo ou mais tarde para tratar de um visto de long sejour.
  • A ideia de vir sem visto e tentar algum tipo de renovação de estada é perfeito se você esta com a ideia “se eu puder ficar, tudo bem, se não der, tudo bem na mesma”.

 

Para maiores detalhes sobre vistos e permanência, de uma olhada na categoria vistos e permanência do ArtdeViv.

 

Leia mais...

Caminhando por Paris: Quais são os melhores sapatos para fazer turismo.

março 10, 2011 | Posted in Turismo dicas | By

Caminhando pelas ruas de Paris: Que sapatos (e roupas) usar em diferentes ocasiões.

Eu não posso contar o número de viajantes que me perguntam: “Posso usar usar tênis em Paris? “E outras variações da mesma questão. Turistas brasileiros, especialmente, estão muito preocupados em fazer bonito quando passeiam pelas ruas de Paris.

Essa atitude é realmente impressionante. Vestir-se, para não “chocar a sensibilidade dos moradores”, é uma atitude a ser considerada, (ou não…). Eu só posso dar os parabéns a todos vocês que já fizeram esta pergunta ou pensaram sobre isso, mas em uma cidade como Paris, que esta acostumada a receber indianos com os seus trajes típicos, japoneses vestindo roupas tradicionais para ir a opera e senhoras com seus véus na cabeça, realmente todos estão bem acostumados com tudo o que é tipo de roupa mesmo.

Parisienses e tênis

Muitos visitantes de primeira viagem estão convencidos de que todas as mulheres francesas são imagens perfeitas de elegância e classe. Isso é muito exagerado, claro que a moda e a forma de pensar ao vestir-se por aqui não é nem parecida com o Brasil, mas as ruas de Paris estão longe de serem uma especie de desfile de moda.

Mas a questão sobre o tênis continua a ser válida. Tênis se tornaram um acessório que vai alem das academias de ginastica no Brasil. Como é em Paris?

À primeira vista, eu diria que realmente e difícil ver parisienses usando roupas tao informais e esportivas como se usa no Brasil. O código de vestuário geralmente aceito em locais de trabalho na França olha com desdem os “looks esportivos”. Portanto, a menos que o empregador cultive uma imagem mais jovem, esportiva, a mulher parisiense usa sapatos com aparência discreta para ir trabalhar, e calcas não tao “coladas ao corpo”, assim como saias na altura do joelho.

Então, qual é a principal diferença na atitude entre o consumidor brasileiro (feminino principalmente) e da consumidora francesa? Ela vai usar tênis de corrida nas academias, ou para corridas pelos parques. Não para ir encontrar os amigos no café ou para almoçar. Aqui é praticamente impossível pensar no trio calcas jeans-tenis-camiseta para ir trabalhar, portanto estou falando basicamente do uso deste tipo de roupa para momentos de lazer mesmo. Entretanto, o converse All Star esta nos pes de todas e todos os Parisienses.

Aqui o pensamento básico quando se trata de escolher roupas para o dia a dia é “quanto mais discreto , melhor”. Os Parisienses adoram tentar ficar invisíveis no meio da multidão, completamente diferente do pensamento brasileiro, que gosta de vestir-se “para arrasar”.

Como aqui não tem tantas facilidades de credito, as pessoas compram muito menos, e usam muito as roupas que tem, repetindo bastante. Não da realmente pra ter roupas muito chamativas.

E essa é outra grande diferença entre a mulher francesa e brasileira. Eufemismo é uma regra básica da moda francesa. Qualquer coisa que é muito visível é considerada berrante. É por isso que o vestido preto (pretinho básico) é um ícone de moda por aqui.

Mas voltando ao tênis.

Turistas e tênis

Isso quer dizer que você não pode usar tênis quando você viajar para Paris? Claro que não!

Primeiro de tudo, tênis são um dos calçados confortáveis ​​para caminhar.

A melhor maneira de descobrir a cidade de Paris é andar pelas suas ruas. Uso de calçados em que você se sinta confortável para andar 10 quilômetros por dia em um ritmo calmo é uma decisão muito importante para o clima geral da sua estadia na capital francesa.

Não receie usar tênis, se estes são seus melhores sapatos para caminhar.
Quem se importa com como você anda na rua? É muito importante estar confortável em seus sapatos. Você é um visitante, este é o seu tempo de férias, o seu tempo próprio! Jeans e tênis são internacionais. As pessoas não vão se ofender com sua aparência. A menos que você vista tops rosa e calça azul elétrico, com tênis dourados ou blusas de costas de fora em estilo “oncinha” com legging preta, ninguém por perto terá nenhum segundo pensamentos sobre seu traje.

Restaurantes sofisticados e tênis

Agora, isso significa que você pode usar tênis em todos os lugares, em qualquer ocasião e cada? Provavelmente não.

Restaurantes sofisticados são um caso a parte. Você pode jantar fora de tênis?

Você está passeando em seu jeans casual e seus tênis brancos de corrida. Agora é hora do jantar, e você está procurando um restaurante atraente, com clientes vestidos de forma elegante. Será que vão deixar você entrar? Você se encaixa? Note que aqui é muito não existe a ideia de que você “colocando uma blusa bonita” pode entrar em qualquer local usando calcas jeans, por exemplo, tênis então…

É verdade que alguns lugares da moda, mais sofisticados vão recusar a sua entrada com a pergunta: “Você tem uma reserva? Desculpe, estamos nesta noite cheia “. Mas de modo geral, nenhum restaurante irá se recusar a atende-lo porque você usar tênis.

A pergunta certa não é, portanto, “Será que vão permitir a minha entrada?”, Mas “Você vai se sentir confortável entrar em um lugar sofisticado usando calcas jeans e tênis?” Eu ouso dizer que provavelmente não. E ser auto-consciente não é a melhor maneira de apreciar a sua refeição. Sua atenção deve estar no seu prato e em seu alimento, e não em seus sapatos e roupas.

Assim, a minha regra prática é “Vestido de acordo com o lugar que você vá”. Se você pretende jantar fora em restaurantes caros, ir a opera ou teatro, vista-se de acordo. Não se preocupe com as brasseries, bistrôs ou creperies, estes são locais onde se come bem e são muito simples, aceitando todo tipo de roupa. Quando eu falo de restaurantes caros, estou falando de restaurantes onde você vai pagar uns 100 euros por pessoa.

Outros lugares e tênis

A Opera é definitivamente um dos lugares onde se vê de tudo, e muitos vão vestidos de forma bem informal, portanto o que e considerado informal na Europa não é bem o mesmo que no Brasil. Informal aqui é jeans, sapatos, blazer ou casaco estilo clássico (não jaquetas de nylon acolchoadas). Depende também onde você tem a sua cadeira. Não faz muito sentido se vestir para uma noite “de gala” se você comprou os bilhetes mais baratos da Opera (como eu estou acostumada a fazer rsrs).

Se nota que o pessoal que fica no centro da Opera se veste de forma mais elegante do que os que ficam nas laterais, nos lugares baratos. É tudo uma questão de logica mesmo, mas voce nao precisa se preocupar muito em estar “bem vestido” na opera, porque a gente ve de tudo mesmo.

Que tal um cabaret? Eu diria que é muito melhor vestir-se mais formalmente quando você tem um jantar em um cabaré, como “Moulin Rouge”, “Lido” e “Paradis Latin”. O fato é que as pessoas ao seu redor estarao muito bem vestidas, e muitos cabarés simplesmente não admitem jeans ou tênis mesmo. Você vai se sentir muito mais confortável nestes locais se estiver vestido de acordo.

E os barcos no Sena? Se estiver a bordo de um barco para um cruzeiro com jantar, não use tênis. Esta é uma experiência romântica, você vai querer fazer mais do mesmo. Um vestido de noite é “de rigueur”. Por outro lado, se você simplesmente quer cruzeiro diurno de passeio, tênis estão bem, assim como qualquer roupa esportiva.

Museus? Esqueça o estilo, use sapatos muito confortáveis. Ninguém vai olhar para seus sapatos, a arte é nas paredes. Mas andar pelas galerias do Louvre é uma experiência cansativa: muito, muito pra ver, muitas galerias, escadas, etc.

Galeria de arte e ‘vernissages’? Vestido de noite preto, de preferência, nada chamativo, e sapatos de boa aparência. Sem tênis. Os homens podem colocar uma calca mais informal, desde que não seja jeans azul, um blazer, ou uma camisa.

Use tênis na rua sem vergonha. Você vai misturar-se sem qualquer problema se você usar jeans e um par de tênis. Nike é uma marca americana, e é muito popular na França. , Levis, Diesel, Wrangler, e Calvin Klein são marcas americanas, e governam o mundo de jeans na França também.
Então, esteja confortável em seu tênis, e aprecie a vista. Eu uso muito os converse All star, se eu pudesse ($$$) teria um de cada cor…

Sapatos no inverno: Voce nao precisa comprar sapatos de neve ou botas forradas para caminhar por Paris no inverno. Eu nao tenho nenhum bota forrada, nem de neve.

O truque que eu faco para usar as minhas botas normais (sem forro) ou mesmo os meus queridos converses da all star e colocar palminhas termicas ou mesmo estas magneticas, com imans que ativam a circulacao sanquinea. Assim em vez de comprar umas botas por 100 euros, que talvez voce nem use muito no Brasil, voce gasta uns 20 euros e compra uns 2 pares de palmilhas termicas, e pronto. Eu recomendo 2 palminhas assim voce pode revezar e deixar elas respirarem de um dia para outro.

Voce pode ate optar por palmilhas com pilhas, que aquecem mesmo (20 euros na Declathon).

Leia mais...

Guia de Compras em Paris : Cosméticos, dicas do que comprar e onde comprar cosméticos

março 7, 2011 | Posted in Compras em Paris | By

Ola Pessoal!

Estou apresentando um artigo escrito pela leitora Luana Veloso, espero que voces gostem!

Contato lv.luana@gmail.com

 

No meu primeiro post para o ArtdeViv eu quero compartilhar com vocês uma dica para compra de cosméticos em Paris, a Sephora. Somente em Paris você encontra 22 lojas da rede, sempre em ótimos endereços como Champs-Elisée ou mesmo no Louvre (pra quem não sabe, quando você chega de metrô ao Louvre, antes de entrar no museu existe um centro comercial, e lá também está a pirâmide invertida de vidro, a qual identifica a entrada subterrânea do museu). A loja, além de vender produtos da própria “brand” que é a Sephora, também reúne uma infinidade de marcas, entre elas Dior, Chanel, Armani, Clinique, Clarins, YSL e outras mascas, daquelas que dá vontade de sair correndo e empurrando tudo para dentro do carrinho! Mas, a menos que fossemos filhos do dono da loja (que é o 7º homem mais rico do mundo ) é melhor sabermos o que comprar e quais produtos realmente vale os euros que custam. Preparei uma lista de 10 produtos fundamentais, alguns que não estão à venda no Brasil e outros que custa muito mais por aqui.

Hair Nutrition – Máscara reparadora para o cabelo – 11,90€
Marca: Sephora

Máscara a base de soja, com ótimo preço e que restaura o cabelo até mesmo quando você acha que só a tesoura resolve o caso.


Bain dissolvant Express – Removedor de Esmalte – 7,90
Marca: Sephora

Pode parecer um absurdo pagar tudo isso em um removedor de esmalte, mas esse é o removedor mais prático que eu já vi! Você simplesmente coloca o dedo dentro do potinho, gira o dedo e o esmalte sai magicamente. Sem usar algodão!


Crème Ultra-Rich pour le corps – Creme hidratante para o corpo – 12,90€
Marca: Yes to Carrots

Para peles que pedem uma hidratação profunda, ou para aqueles invernos europeus, hidrata e é enriquecido com vitamina C.


Starter Kit – Tônico de limpeza, leite de limpeza e creme hidratante facial – 59,00€
Marca: Vegeticals

Kit a base de vegetais para peles normais a mistas. Ele é refrescante e também hidrata a pele e a prepara para que não resseque no inverno.


Rouge Coco 05 – Batom hidratante – 29,50€*
Marca: Chanel

A idéia da marca ao lançar esse batom foi fazer com que as mulheres que abandonaram o batom pelo gloss voltassem a usar batom. A idéia deu certo, a cor 05 se esgotou no mundo todo no lançamento! Já faz 1 ano que não troco esse por nenhum outro, a cor é super natural e feminina, cai bem tanto em produções básicas para o dia-a-dia quanto para sair a noite.

 

Phenomen’Eyes Waterproof – Máscara para cílios – 27,90€*

Esse aplicador em forma de mamona divide opiniões, porém, para pessoas que não tem muita prática em passar rímel e querem um efeito cílios postiços, vale apostar nesse rímel!


Poudre compact – pó compacto – 11,90€
Marca: Sephora

Pó compacto existente em tons rosados e acobreados para dar aquele ar de saúde ou para bronzear a pele, pó leve, de fácil aplicação e que vem com uma esponjinha super útil!


Creme Blush – Blush – 29,00€*
Marca: Nars

O diferencial desse blush é a durabilidade e a hidratação que ele proporciona, ele não te deixa apenas com ar de saudável, mas também cuida da sua pele sem te deixar com a sensação de estar lambuzada, que alguns outros blushs em creme fazem. Eu que tenho a pele braquinha uso o Cactus flower.


Kit Week-end – Kit de viagem – 6,20€
Marca: Sephora

Sabe quando você vai fazer uma viagem curta e não quer carregar os tubos gigante de creme, champoo , condicionador? Então, com esse Kit de embalagem você seleciona os produtos que são essenciais para sua viagem e coloca nessas embalagens, assim você poupa espaço e evita de ouvir seus amigos ou namorado dizendo que sua mala é enorme.


Amostras grátis de perfume –
Marca: todas!

Qualquer que seja a marca do perfume ou do creme que você quer provar, peça uma amostra grátis na Sephora! Eles te dão amostra grátis de tudo que você quiser, assim você não precisa comprar no escuro! Teste o produto por alguns dias e veja se realmente te agrada

* Esses produtos podem ser encontrados no DutyFree com preços melhores, aconselho que vocês façam a lista de tudo o que querem comprar e pesquisem os valores tanto do DutyFree quanto na Sephora.

 

Site da Sephora: WWW.sephora.fr

Site do DutyFree no Brasil: www.dutyfreedufry.com.br/

 

 

Leia mais...

Como comprar tickets de trem em Paris e metro usando as maquinas de venda automática

março 3, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Este é um guia de como usar máquinas de venda automática de bilhetes que estão dentro e em torno de Paris.

As maquinas servem para comprar bilhetes para o metro de Paris, ônibus, elétrico e trem RER, então você pode comprar de bilhetes de trem para viajar entre cidades, na região de Paris e arredores.

As maquinas de venda automática de bilhetes de trem são encontrados em todas as estações de trem de Paris (Gare de Lyon, Gare du Nord, Gare Montparnasse, Gare Saint Lazare, Gare de l’Est, Gare d’Austerlitz, Gare de Bercy) e em algumas estações de Metro de Paris / RER e nos aeroportos.

 

Existem maquinas para venda somente de passes de metro, mas eu aqui estou falando das maquinas onde você pode comprar os tickets de trem RER também, essas são as mais difíceis de usar.

 

Estas máquinas de venda funcionam com uma tela sensível ao toque. Eles aceitam moedas de Euro e cartão de credito ou debito.

Os tickets são entregues na bandeja inferior (abaixo). A impressão do bilhete pode ser um pouco lenta, por isso seja paciente e espere ate completar a sua transação. Confira se você já recebeu os bilhetes todos, as vezes a maquina entrega 3 bilhetes de uma vez só e depois demora um pouco para entregar o ultimo. Espere.
Passes de Passe Navigo Découverte, Paris Visite e cartão, não são vendidos a partir dessas máquinas.

Você terá que visitar um guichê / cabine para a aquisição destes e falar com algum ser humano mesmo, uma vez que eles vêm com cartões de papel adicional para identificação e você tem de entregar foto e preencher uma folha com o seu nome e outras informa coes. Você pode depois de ter o cartão colocar mais dinheiro nele usando essas maquinas.
Acima da tela é uma grande barra preta contendo uma CB (Carte Bleu), símbolo do cartão de débito. Quando uma máquina de venda automática de bilhetes não está funcionando, um vermelho “Hors Service” (“Out of Service”) estará aceso nesta barra preta.

Verifique se este sinal não esta aceso antes de tentar usar uma destas máquina. Além disso, se a máquina está com poucas moedas para o troco, um sinal vermelho acende-se logo abaixo do aviso “Rend La Monnaie” para indicar isso.

Olhando atentamente para o painel de pagamento, vemos que a máquina de bilhetes aceitam Mastercard e cartões de crédito Visa, cartão de débito Carte Bleu, moedas e cartões em dinheiro Mondeo.
Esta bem visível um slot (buraco para colocar o cartão) para cartão de Navigo. Esse slot pode ser usado para recarregar um Navigo Passe ou Passe Navigo Decouverte.

A tela inicial desses máquinas de venda automática de bilhetes (“billetterie”) oferecem opções de idioma no canto superior direito. Normalmente você tem como optar entre francês, espanhol e inglês.
Depois de mudar para a língua que você entende melhor, vemos que nossas opções são tanto para recarregar um cartão Navigo Pass ou para comprar bilhetes individuais ou cadernetas de bilhetes.

Para recarregar um Navigo, por exemplo, comece inserindo cartão no leitor de cartão Navigo.
Tocando num retângulo azul na tela para começar a sessão de compra do bilhete.
As outras informações úteis que podemos ver na tela inicial:
As moedas são utilizáveis para compras até 30 €
Cartões do dinheiro Mondeo são aceites até 30 €
Cartões de débito Carte Bleu / Cartões de crédito são aceitos para compras superiores a 1 €

Basicamente você vai encontrar essas opções:
Bilhete Único para Paris: Se a maquina que você esta usando esta fora de Paris, vai oferecer os bilhetes mais populares em primeiro lugar: um bilhete único a partir desta estação ate Paris.

Estes bilhetes “estação ate estação”, com preços e distância entre as estações, são conhecidos como um boleto Ile-de-France.

O preço dos bilhetes varia dependendo de onde você está comprando o bilhete. Por exemplo, do Aeroporto Charles de Gaulle de Paris o preço do boleto Ile-de-France seria cerca de 10 €. Fontainebleau-Avon a Paris Gare de Lyon cerca de 9 €.
Mobilis Ticket: Para comprar bilhetes de uso múltiplo, são cupons plastificados para viagens ilimitadas em trens, RER, Metro, ônibus e eléctricos nas zonas 1 a 6 (todas as zonas) para um único dia até o final do serviço ( não é um período de 24 horas).

O número de zonas abrangidas pela Mobilis Ticket depende de onde a máquina de bilhetes está situada. Se, por exemplo, você esta na zona 6, o Mobilis Ticket automaticamente abrangera as zonas 1-6 Se você esta comprando um bilhete na Zona 4, o seu ticket vai abranger automaticamente as zonas de 1-4 (você pode mudar isso clicando em “Outras Opções”).
O botão “cancelar” anula a sessão de compra, retornando para a tela (em francês) de bem-vindo.
Outras opções: você pode digitar o nome da estacão que você quer ir (acho mais fácil assim).

Quando você começa a digitar o nome da estação de destino, a máquina irá oferecer sugestões dependendo do que você digitou. Clique no nome da estação desejada, quando ela aparece por baixo do teclado na tela para selecioná-lo como sua estação de destino. Neste ponto a maquina ira apresentar as opções de quantidade (quantos ingressos deseja comprar).
Bilhete (s) para os Aeroportos: Viagem para o Aeroporto Charles de Gaulle e Paris-Orly Airport tem preços especiais e exigem tickets específicos.
No final aparece a tela de pagamento e você pode escolher se vai pagar em dinheiro em dinheiro ou cartão de crédito / débito. Embora a escolha lê “Cash”, essas máquinas de bilhetes só aceitam moedas de Euro, e não notas. Ao pagar com moedas, selecionando o botão “cash” para desbloquear o entalhe das moeda, caso contrário, ficara bloqueado.

Se você escolher pagar com cartão, faca esta opção e insira o cartão. Espere para que o leitor (lentamente) lera o cartão. Cartões sem chips não são aceitos.
O PIN (senha) é obrigatório para todos de crédito / compras com cartão de débito. Três erros consecutivos em inserir o código PIN irá bloquear o seu cartão.

Complete a compra através da remoção de seu cartão quando você vê a tela acima e ouvir um “som” vindo da máquina.

A questão final é se você quiser um recibo impresso ou não. O recibo será impresso em um bilhete em branco. Depois disso, basta esperar que os bilhetes que você comprou sejam (lentamente) entregues na bandeja de recolha de fundo. Se você pagou com moedas, recolha o seu troco (se houver) do lado direito da bandeja de coleta, separados dos bilhetes.

 

Você pode ver mais informações sobre bilhetes de trem, e metro e todas as opções de transportes públicos que você tem, no site oficial dos transportes publicos em Franca

Leia mais...

Mapas dos pontos turisticos de Paris, metro, RER e onibus para download

março 2, 2011 | Posted in Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Voce quer saber onde estão os principais pontos turisticos de paris em relacao ao seu hotel?

Estes mapas sao uma grande ajuda para quem esta a procura dos mapas de ônibus, RER (trem suburbano-aquele que leva você ate a Disney e Castelo de Versailles), mapa dos principais pontos turísticos de Paris, e dos arrondissements (distritos ou bairros de Paris).

Você pode arrastar essas imagens para o seu desktop e guardar. Se voce acha que estão muito pequenos (o mapa de RER provavelmente está), olhe a lista de mapas na coluna da (sua) esquerda no blog que voce pode pegar em formato maior.

 

 

 

Mapa de metro em Paris

Mapa do Metro de Paris

Você pode pedir um mapa de metro grátis nas estações de metro, portanto não é tão necessário imprimir esse, mas é bom se você estiver querendo planejar direitinho onde ir e para conferir que afinal a estação de metro que fica perto do seu hotel não exige que você faça mil conexões para chegar aos pontos turísticos. O mapa do RER eu aconselho imprimir, mas peque o grandão em PDF que esta na coluna a sua direita no blog. Esse aqui é muito pequeno.

 

Mapa de onibus de Paris

onibus de paris - mapa

 

Use estas informações como uma base para programar a sua viagem. Quanto mais pontos turísticos perto do seu hotel melhor será para o seu conforto e mais bonito será o local.

Usando o mapa dos pontos turisticos de Para verificar se o seu hotel esta bem localizado:

Repare, por exemplo, que a 18eme só tem o sacre coeur e fica longe do resto, então pela lógica não é um bom lugar para escolher. O arrondissement 10 (10eme) só tem a gare du nort e gare de l’est (duas estacoes de trem). Não fique em hotéis perto de estações de trem.  Escolha um hotel entre os arrondissements 1 e 9.

 

 

Mapa de Paris com pontos turisticos mais importantes

pontos turisticos de paris

Repare bem que algumas agencias, na pressa de fazer voce comprar o pacote turístico, (que voce não precisa, pois é so reservar tudo voce mesmo,mais barato) dizem “este hotel fica a 20 minutos da Champs Elisee”.

Sim, mas são 20 minutos caminhando ou de carro, de metro ou de taxi? Como é o caminho? é uma area bonita, cheia de outros pontos turisticos? Quais são os outros pontos turísticos que da pra ir a pé ,que ficam perto deste tal hotel? So tem um?

Fique esperto quando a agencia mostra somente fotos do interior do hotel. Eles tem fotos da rua, da área?

Veja principalmente o CEP do endereço do hotel. Todo endereco em Paris tem CEP que começa em 75. No CEP tambem dá pra ver o arrondissement. Se o CEP é 75009, fica no arrondissement 9, se o CEP e 75002, fica no arrondissement 2, e assim por diante.

Coloque o endereco do hotel, com o nome da cidade, no google e clique em mapas. Voce tera o mapa da area, informações sobre as estações de metro e RER próximas e os principais pontos turísticos tambem.

Tipo se voce quiser saber onde fica a Rue Rivoli, escreva Rue Rivoli Paris, porque senão pode aparecer uma Rue Rivoli na Belgica, por exemplo. Coloque o nome da cidade também.  Neste mapa voce pode ver ONDE fica realmente o seu hotel. Se voce quer saber se dá pra ir caminhando até o louvre por exemplo, e quanto tempo demora, voce clica em itinerários, dentro da própria pagina do google maps.

Estando em itinerários, voce coloca o nome da outra rua que quer ver, ou o nome do museu, por exemplo.

O google maps vai mostrar o itinerário de carro, então voce tem que clicar ao alto no bonequinho para conseguir o itinerario a pé.

Se voce não conseguir fazer, deixe um comentário com o nome da rua, e o nome do monumento que voce quer saber se fica perto, que eu ajudo.

Se voce passar o cursor em cima dos pontos de metro voce vai poder ver os nomes das estações também.

 

Mapa RER de Paris

artdeviv - dicas de turismo

 

Não compre pacotes turisticos com hoteis duvidosos e que voce não tem certeza de onde fica sem antes perguntar aqui no blog ou fazer a pesquisa no google maps. Não esqueça de olhar o CEP do endereço!

Eu criei o ArtdeViv para facilitar a vida da gente mesmo, então podem contar comigo para ajudar voce a vir pra cá da forma fais facil, barata e confortável.

Não esqueça que se voce ficar dependendo de transporte o tempo inteiro para passear voce vai gastar muito mais do que passeando a pé. Paris é a cidade perfeita para passear a pé. Desde que voce esteja no centro voce vai a qualquer lado.

Outro problema de reservar hotel através de agencia é que se por acaso voce chega aqui e afinal não gosta do hotel, ou tem muito barulho, ou é sujo, voce não pode cancelar e mudar.

Reservando online, por exemplo, se voce chegar e não gostar, pode falar com o pessoal do hotel e dizer que afinal não vai ficar todos os dias da reserva por causa de… Eles não cobram os dias reservados se voce tem justificativa.

Leia mais...

Como ir de Paris ao Castelo de Versailles de trem: Instruções passo a passo

fevereiro 20, 2011 | Posted in Destinos, Pontos turisticos, Turismo dicas | By

Existem vários tours para quem quer ir ao castelo de Versailles e eu (Alexia) recomendo os tours do Paris Trip porque já experimentei e foram ótimos. Eu fiz o tour ate Versailles – Guided Tour of Versailles. Este tour não oferece guia em portugues, mas voce pode optar por varios outros idiomas. Para passeios com guia que fale portugues, entre em contato pelo email que esta no final do artigo.

Mas… Se a sua ideia e economizar dinheiro, você pode ir ate Versalhes por conta própria. Segue aqui as minhas dicas passo a passo de como chegar ao Castelo de Versailles saindo de qualquer estação de RER no centro de Paris.

De Paris, você pode pegar o “RER – letra C” ate a estação Versailles-Rive Gauche (a ultima estacão) que fica a 5 minutos a pé do Castelo de Versalhes.

Tem 5 linhas de trem (RER é o trem suburbano): A, B,C,D e E.

Voce tem de pegar a linha de trem suburbano RER letra C para ir a Versailles.

Comece a sua viagem, indo em qualquer estação de metro / RER que você encontra ao redor da cidade, que será marcado com uma placa azul com um M /ou RER cercado por um círculo.
Seu objetivo é chegar à linha de RER C, a linha amarela que serve a metade ocidental da periferia parisiense. Se você tem um passe do dia ou da semana que é bom para, pelo menos, Zona 4, ignore esta próxima dica.

Vá ate um guichê da estação para comprar um bilhete que vá ate a zona 4, uma vez que Versailles está na Zona 4, fora da cobertura normal do Metro de Paris / Bus / RER (Bilhete que você usa para viajar em Paris). Em hipótese alguma de uma de “esperto” e vá sem ter o ticket certo na esperanca de que você podera dizer que não sabia.

No guichê: não entre em pânico. Há uma possibilidade de 50/50 do empregado falar Inglês muito bem e se não, eles vão entender “Chateau de Versailles”. Normalmente, a pessoa que esta te atendendo vai perguntar se você quer um bilhete de volta, perguntando “Aller Retour?”,”Aller retour” é simplesmente dois bilhetes simples. Cada bilhete custa em torno de 3 euros, então vai sair 6 euros para uma viagem de ida e volta.

Dica: não espere que seu cartão de crédito funcione no guichê. Muitos cartões de crédito simplesmente não funcionam na RATP / SNCF máquinas de cartão de crédito. E melhor ter dinheiro na mão e não esperar para usar uma nota de 50 euros. Pequenas notas ou moedas são as melhores. Vá em frente e compre bilhetes de regresso Aller-Retour para ganhar tempo (a menos que você esteja pensando em bisbilhotar um pouco a área e descobrir algumas atracões fora do trajeto tradicional do castelo e passar a noite lá).

Uma vez que você passou na catraca do Metro, procure um mapa para ver onde você está em relação à linha amarela C RER. Se acontecer de você estar em St. Michel / Notre Dame, Torre Eiffel (além de alguns outros) você já está na linha de RER C, tudo que você precisa fazer é encontrar a plataforma do trem direitinho.
Muitas estações em toda Paris servem várias linhas de metro diferentes e linhas de trem RER todos dentro da mesma estação. Isto significa que uma única estação pode ter vários níveis verticais e diversas plataformas indo em direções opostas.
Isto pode parecer confuso, mas siga um padrão que você vai memorizar rapidamente:

Todas as linhas RER são letras, de A a E, todas as linhas de metro são números de 1 a 14.

Todas as linhas têm uma estação terminal, ou seja, a última estação da linha. Cada plataforma de trem e metrô vai marcar a linha que está e que direção está indo o trem, que é a estação terminal. Se você ainda não estiver em uma estação que serve o RER linha C, olhe para o mapas perto das escadas no metrô / RER linhas para ver como você pode chegar mais próximo da estação de RER C.

Uma vez que você estiver em uma estação de RER C, siga as indicações gerais e sinais na parede para o Versailles-Rive Gauche RER C plataforma.

O que pode estar confuso é que pode haver outros nomes no sinal junto com Versailles-Rive Gauche para outras estações terminais na mesma linha. Por exemplo, você pode ver um sinal de RER C que mostra a direção / estação terminal de Saint-Quentin-en-Yvelines, Versailles Chantiers de Versailles-Rive Gauche, tudo em um sinal. Enquanto a estação terminal não é antes a estação desejada (neste caso Versailles-Rive Gauche), você pode pegar a linha uma vez que vai na direção certa.

Assim que você chegar na plataforma do trem, olhe para a estação que você deseja, Versailles-Rive Gauche. Se o nome não está na placa, verifique o outro lado da plataforma,pois e provável que você esteja indo na direção oposta.

Quando o trem chega, as portas não se abrem automaticamente, alguém no trem, ou você, deve pressionar o botão verde ou prata na porta para abri-lo.

Uma vez no trem (se você tomou o trem certo) você não vai precisar acompanhar as estações desde Versailles-Rive Gauche será a última estação na linha e todos estarão saindo.

Após chegar à estação terminal, olha para a placa azul “Sortie” – sinais que marcam as saídas para a estação. Eventualmente, cada uma delas terá um nome de rua marcando o que lhe dá acesso. Você encontrará uma saída para Chateau de Versailles, que é apenas uma caminhada de cinco minutos a partir desta estação. Aproveite a sua visita.
A qualquer momento, se você estiver em duvida, e só olhar pra alguém e perguntar “Chateau de Versailles?”, mesmo que você não fale francês, você pode entender bem pelos gestos qual e o caminho. Na duvida pergunte de novo ate encontrar. Nao saia em outra porta ou você vai ter de caminhar mais pra encontrar o castelo.
Então, em resumo:

Linha => RER C (amarela)

Direção = Gauche> Versailles-Rive Gauche

Chegada Estação => Versailles-Rive Gauche (Zona 4)

 

UP – DATE (2/Abril/2011): Como a maioria das estações de trem ja não esta vendendo mais tickets junto com os bilhetes de metro, as filas para comprar tickets para o castelo de versalhes (na estação de trem) ficaram enormes! Eu aconselho chegar A Versailles cedo e comprar la mesmo.

Bom Passeio!

Para passeios Guiados com guia em Portugues ate Versailles contate: alexiaoliveira@artdeviv.com

Leia mais...

Viver em Paris: Como comprar o passe de metro Navigo

fevereiro 15, 2011 | Posted in Turismo dicas, Viver em Paris | By

Se você está pensando em viver em Paris por uma longa temporada, é uma boa ideia comprar um passe de metro – O Navigo Decouverte vai ajudar você a economizar se você for usar bastante o metrô de Paris.

Partindo do principio que você vai querer conhecer bastante lugares, trabalhar ou estudar, o passe de metro e uma otima opção. Para quem usa o metro todos os dias e ótimo e pratico.
Não precisa ser residente para comprar o passe de metro Navigo. Se você estiver pensando em ficar todos os 90 dias que tem direito como turista aqui, o passe de metro Navigo vale a pena.

Vantagens de ter o passe de metro Navigo

É muito mais conveniente usar um passe em vez de lidar com os bilhetes de papel – ou, pior ainda, lidar com dinheiro e moedas para comprar os bilhetes de papel – toda vez que quiser ir a algum lugar.
O passe te da direito a viagens ilimitadas por todo o tempo de você carregar no cartão (uma semana, um mês, etc.)

Como comprar um Decouverte Navigo.

Comprar o passe de metro Paris Navigo Découverte é fácil. Você só precisa encontrar uma estação de metro com um guichê e pedir um. Se você não fala francês, você pode primeiro perguntar ao atendente se eles falam Inglês, ou você pode dizer isto:
“Bonjour. Je voudrais un passe Navigo Découverte, s’il vous plait “.

Em seguida, eles vão pedir-lhe quais as zonas que você deseja carregar o passe.
As Zonas 1 e 2 vão cobrir todas as suas viagens no centro de Paris.
Lugares como La Defense, Versalhes e aeroporto Charles de Gaulle estão fora das zonas 1 e 2, mas você pode comprar apenas um bilhete individual para raras ocasiões em que você vai viajar para fora da sua zona.

Então, a atendente vai perguntar quanto tempo (Combien de temps) que deseja carregar para o passe. Você pode carregar o Decouverte Navigo por semana ou por mês (une semaine, un mois).

Quanto custa o passe de metro Paris Navigo?

Um passe mensal vai ficar mais barato do que semanal.
O preço do passe semanal custa 17,20 € e um passe mensal é de 56,60 (Zonas 1 e 2).

Esteja ciente de o Decouverte Navigo não pode ser substituído ou devolvido, caso ele seja perdido ou roubado. Cabe a você manter o controle do mesmo. Não da para se usado por duas pessoas também.

Para obter um cartão mensal, você vai pagar um total de 66,60 €. (Isso é porque você tem de pagar uma taxa de 5 euros para o cartão, mais 56,60 por um mês para as zonas 1 e 2).
Se você estiver trabalhando não esqueça de perguntar se o seu patrão paga o navigo. As vezes eles pagam somente a metade do valor, mas já e melhor que nada :)

O atendente lhe entregará um pacote de plástico que contém três partes. Primeiro, há a parte da identificação, onde você precisa assinar o seu nome (traga uma caneta), retire o plastico para colocar a a sua foto (veja abaixo). A segunda peça é o cartão com o número de identificação e chip.

Se voce estiver com alguma duvida e so pedir ajuda.

Para usar o seu cartão: você passa o passe no leitor do bilhete em qualquer catraca do Metro. Não enfie o passe no lugar dos tickets de papel!

Se você estiver meio perdido sem saber como fazer, e só fazer uma cara de “ não sei usar isso” com o passe na mão que vai aparecer alguém rapidinho para ajudar.

Você vai precisar de uma foto 2,5 cm x 3 para o passe. Se você só tiver 3×4, corte um pouco rs rs que da.
Eu recomendo levar uma foto com você de casa, aqui e mais caro (bem mais caro!) e você não precisa ficar se preocupando em descobrir onde tirar a tal foto.
Mas caso você não tenha tempo ou esqueça, você pode tirar uma foto em cabines automáticas na própria estacão de metro. Não esqueça que as instruções são em francês e as vezes estao “fora de servico”.
As cabines de fotografias podem ser encontradas em quase todas as estações de Metro de Paris (disponível em muitas estações ao lado do guichê, e também no aeroporto CDG).
Você precisa de  moedas (parece que 5 moedas de 1 euro).
Se você vai usar a máquina no mesmo dia que esta pensando em fazer o passe, traga o seu par de tesouras pequenas para a estação de metro assim que você pode cortar a foto que recebe da maquina.

Como saber se o passe de metro esta valido ainda?

Uns 2 de dias antes de expirar o seu passe, você vai começar a receber um aviso sempre que você passar o cartão na catraca do metro: “Fin du Forfait” com a data de validade.
Depois e só ir carregar o cartão para mais um mês, o passe em si continua valido sempre, esse cartão só e feito uma vez.

É isso aí. Agora você está pronto para andar de metrô com facilidade, como um verdadeiro parisiense, em Paris.

Dicas:

  • So voce esta pensando em usar pouco o metro, considere comprar um carnet de 10 tickets que custa em torno de 12 euros.
  • Se voce esta querendo percorrer os museus de Paris, considere comprar o Paris Pass que alem de servir como passe de metro, voce entra de graca em todos os Museus, tem direito a degustacao de vinho e outros passeios em um so cartao.

Leia mais...

Restaurantes em Paris – Lista das palavras que você poderá encontrar no menu

fevereiro 7, 2011 | Posted in Curso de Francês, Restaurantes | By

Vocabulario Basico de Frances!

Se você esta pensando em experimentar os restaurantes locais (não turísticos) de Paris, é  provável que você não tenha a sua disposição um menu em inglês, portanto estou colocando aqui uma lista dos ingredientes básicos e maneiras de como preparar os pratos só para você ter certeza do que esta pedindo.
Esta lista é bem básica e eu preferi não incluir os nomes dos pratos em francês porque falando honestamente todos são ótimos.
Tenha atenção somente nessa lista para ter certeza de que você não esta pedindo alguma coisa que não gosta, ou pedindo carne enquanto a sua ideia era pedir peixe.
Alguns restaurantes dividem o menu em entradas, peixes, carnes, massas e sobremesas, mas se você esta optando pelo menu completo tipo pague 20 Euros por uma entrada ou sobremesa+prato principal+bebida provavelmente as opções de pratos principais (carnes, aves e peixes) estarão misturados.

Dica: Todo prato que for “a la Normande” vai ter molho branco com creme de leite, manteiga, queijo ou uma mistura de tudo isso.

1. cozido – cuit (mijoté é a palavra usada para dizer cozido lentamente, tipo em ensopados e pratos com molho)
2. frito – frit
3. assado – Rôti
4. vapor – vapeur
5. grelhado – Grillé

6. peixe  – poisson
7. bacalhau – morue
8. truta – truite
9. salmão – saumon
10. pescada – merlan
11. atum – thon
12. carne – viande
13. ovelha – mouton
14. borrego – agneau
15. peru – dinde
16. galinha/frango – Poulet
17. porco – porc
18. mexilhão – moules
19. ostras – Huîtres
20. polvo – poulpe
21. camarão – crevettes
22. boi – bœuf
23. pato – canard

24. batatas – pommes de terre
25. pure – purée
26. batatas em fatias  – pommes de terre tranchées

27. tomate – tomate
28. cebola – oignon
29. queijo – fromage
30. presunto – jambon
31. salame – salami
32. salsicha – saucisse
33. linguica – saucisse
34. pão – pain
35. torradas – toast
36. sanduiche – sandwich
37. arroz – riz
38. pate – paté
39. figado gordo de pato – foie gras de canard
40. figado gordo de ganso – foie gras de d’oie
41. lentilhas – lentilles
42. ervilhas – petit pois
43. cenouras – Carottes
44. molho – sauce
45. salada – sauce
46. salada verde – salade vert
47. sopa – soupe
48. legumes – légumes
49. alface – laitue
50. beterraba – betteraves
51. alho porro – poireau
52. manteiga – beurre
53. azeite – l’huile d’olive
54. azeitonas – olives
55. sobremesas – desserts
56. flan – pudim
57. torta – tarte
58. bolo –  gâteau
59. merengue –  meringue
60. chocolate –  chocolat
61. baunilha –  la vanille
62. morango –  fraise
63. laranja –  orange
64. melancia –  pastèque
65. manga –  mangue
66. melão –  mélasse
67. pudim –  pudding
68. sorvete –  crème glacée
69. caramelo –  caramel
70. creme de baunilha – crème à la vanille

Leia mais...

30 frases e expressões uteis para comprar cosméticos em Frances

fevereiro 5, 2011 | Posted in Compras em Paris, Curso de Francês | By

Compras em Paris!
Paris é conhecida como o centro mundial dos cosméticos e produtos de beleza de alta qualidade, e a maioria dos turistas quando vem aqui tem interesse em programar um dia de compras para cosméticos, perfumes e produtos de beleza em geral. Cosméticos, shampoos, perfumes e maquiagem são também presentes muito apreciados de uma forma geral.
Para ter certeza de que você esta comprando o produto certo para o seu tipo de cabelo ou pele, preparei uma lista para ajudar você:

1. cabelos secos – cheveux secs, desseché (ressecados)
2. cabelos oleosos – cheveux gras
3. cabelo danificado – cheveux abîmés
4. shampoo nutritivo – shampooing nourrissant
5. Shampoo hidratante – Shampooing Hydratant
6. shampoo para crianças – shampoing pour les enfants
7. cabelos pintados – cheveux colorés
8. cabelos longos – les cheveux longs
9. creme condicionador para cabelos – Revitalisant pour les cheveux /apres shampooing
10. cabelos cacheados – cheveux bouclés
11. cabelos lisos – cheveux raides
12. alisar os cabelos – lisser les cheveux
13. creme para a face  – crème pour le visage
14. creme para as mãos – crème pour les mains
15. creme hidratante – crème hydratante
16. creme nutritivo – crème nourrissante
17. creme para a área dos olhos – crème pour le contour des yeux
18. creme para as rugas – Crème Contour des yeux
19. tratamento intensivo – soins intensifs
20. tratamento para rugas – traitement des rides (soins é também usado)
21. tratamento para acne – traitement pour l’acné (soins também é usado)
22. Loção  – Lotion
23. creme auto bronzeador – crème autobronzante
24. óleo para o cabelo – l’huile pour les cheveux
25. óleo apos banho – l’huile après le bain
26. maquiagem – maquillage
27. batom – rouge à lèvres
28. base – base
29. rímel – mascara
30. esmalte de unhas (longa duracao) – vernis à ongles (de longue durée)

Dicas:
A palavra “soins” é uma das palavras que você vai encontrar mais frequentemente nos produtos, e significa tratamento, seja para a pele, cabelo, etc.
Se você esta pensando em comprar presentes para levar para amigos ou família, perfumes, águas de colonias (não tao fortes) e produtos de beleza são perfeitos! Você não precisa gastar muito, nos supermercados tipo Monoprix tem uma área especifica para cosméticos e produtos de beleza incríveis e de ótima qualidade. Você vai encontrar lindas embalagens perfeitas para dar de presente!
Shampoos Kerastase são encontrados em salões de beleza e estão sempre a mostra nas vitrines, é bem fácil de encontrar.
Se você lembrar de mais alguma palavra que eu não coloquei na lista, deixe a sua mensagem aqui perguntando que eu incluo com a tradução!
Boas compras!

Leia mais...

30 frases uteis para fazer compras em francês

fevereiro 4, 2011 | Posted in Compras em Paris, Curso de Francês | By

Frances basico para viagem! 30 frases Uteis para fazer compras em francês

Como eu já tenho dito em outros artigos, você encontra muitos franceses que falam inglês em lojas e restaurantes turísticos em Paris.
Se a sua ideia é sair um pouco do usual roteiro de compras dos turistas e pretende fazer compras em lojas e boutiques não muito badalados pelos estrangeiros, aprender umas frases em Frances ajuda bastante quando você for as compras em Paris ou em qualquer outra cidade aqui.

Dica: sempre diga bonjour ao entrar nas lojas, e merci ao sair, mesmo que voce não tenha comprado nada.

Essa de sair lascando um “quanto custa isso aqui” ou “voce tem xyx” sem dizer bonjour antes é a receita certinha de ja começar ocm o pé esquerdo na loja.

Com ai vai a minha listinha:

1. Shopping center – centre commercial (sim, tem shopping centers em Paris)
2. Estou só olhando – Je regard (“je cherche” é usado se você esta a procura de alguma coisa especifica)
3. Eu preciso comprar… – J’ai besoin d’acheter ..
4. Eu estou a procura de…– Je suis à la recherche de …
5. Você tem outra cor? – Avez-vous une autre couleur?
6. é muito grande – Il est trop large
7. é muito curto – il est trop court
8. é muito grande – Il est trop grand
9. é muito pequeno – Il est trop petit
10. Esta um pouco apertado – Il est un peu serré
11. Não é confortável – Il n’est pas confortable
12. Onde eu devo pagar? – Où dois-je payer?
13. Quanto custa esse aqui? – Combien pour celui-ci?
14. Eu quero este – Je veux que ce
15. Eu não gosto – Je n’aime pas
16. Eu não gosto desta cor– Je n’aime pas cette couleur
17. Eu quero uma cor mais clara – Je voudrais une couleur plus claire
18. Estou a procura de sapatos pretos – Je cherche des chaussures noires
19. Alguma coisa meio clássica mas confortável – Quelque chose de classique mais confortable
20. Eu não quero tenis – Je ne veux pas des chaussures de tennis
21. Que tal estes aqui? – Que diriez-vous de ceux-ci?
22. Posso experimentar um numero maior? Esta muito apertado – Puis-je essayer une taille plus grande? c’est trop serrée
23. Posso pagar com o meu cartão de credito? Puis-je payer avec ma carte de crédit?
24. é para caminhar– Il est pour la marche
25. Mas eu não quero muito esportivo – Mais je ne veux pas trop sportive
26. Estes são bons – Celles-ci sont bonnes
27. Vou leva-los – Je vais les prendre
28. Nao tenho certeza – Je ne suis pas sûr
29. Eu vou pensar – Je vais y réfléchir
30. Voltarei amanha – Je reviendrai demain

Atenção: Eu não coloquei na lista a expressão: é muito caro!(C’est trop cher!), porque a meu ver você não vai usar isso aqui. A menos que você esteja em algum mercado asiático, onde pechinchar e pedir desconto faz parte do jogo, a ideia básica continua sendo: Se você não tem dinheiro, não compre e pronto. Agradeça e vá embora e procure outro lugar para comprar. O empregado não pode ser responsabilizado pelos preços da loja.

Voce pode dizer: obrigada, mas é muito caro pra mim – merci mais c’est trop cher pour moi.

Leia mais...