MAC : Dicas de o que comprar na sua próxima viagem a Paris.

setembro 30, 2013 | Posted in Compras em Paris | By

 

oi pessoal!

 

Este artigo é para quem, como eu, ama maquiagem e quer aproveitar a viagem para fazer umas comprinhas…

 

Aqui vai as minhas dicas do que vale mesmo a pena comprar, e a minha opinião sobre alguns produtos que eu experimentei. Só pra esclarecer: Eu não sou afiliada nem ganho comissão por nada que eu recomendo deste artigo.

A MAC não é uma marca que eu sou muito fiel, eu uso muita coisa mais barata de supermercado (Monoprix), tipo L’Oreal, Maybelline, Rimmel, Bourjois, etc. Recomendo muito o “rimel” da Rimmel, os batons e blush da Bourjois, bases da L’Oreal e Maybelline, enfim. Po compacto eu so uso os da Elf, que eu falo mais abaixo. Eu uso Mary Kay e Avon também, Clinique e a linha de maquiagem da La roche Posay que é pra pele rebelde e com tendencia a ficar irritada.

 Bom, deixa de conversa:

 

A MAC era originalmente uma linha que foi feita para palco (teatro, etc) e que depois caiu no amor publico e virou uma make para dia a dia. Esta é uma linha direcionada primeiramente para jovens, por isso a grande quantidade de cores. Mesmo quem não é assim tão jovem (como eu rsrs) adora, pois há muito o que escolher.

 

 

  • Sombras: Acredito que são o melhor produto que a MAC faz, e como as sombras compactas em pó duram muito (cerca de 5 anos se você não colocar o dedão nela e usar um pincel limpo), da pra comprar tranquilamente varias, e ir usando com tempo, pois os potinhos são enormes. Como esta linha é feita para profissionais, tem quantidades maiores e uma durabilidade maior que as outras linhas.

 

Tem gente que consegue fazê-las durar por muito mais do que 5 anos (até 10 anos), limpando semanalmente os pinceis e guardando longe do calor e da umidade Eu normalmente não me preocupo com datas de validade de produtos que não tem água. Desde que você cuide direitinho dura muito mesmo – na verdade elas estragam mais porque pegam umidade, se a pessoa usa o dedo, usa pincel molhado, etc.

 

Sombras mac

sombras da Mac

 

Se você quer sombras de qualidade mas não quer pagar 14 euros por cor, de uma olhada também nas sombras da KIKO (marca italiana), que também são uma maravilha, com qualidade semelhante e custam cerca de 4 euros, com a mesma quantidade. Site da KIKO:

 

http://www.kikocosmetics.fr/

 

 

  • Batons: Outro grande forte da MAC, ele é mais conhecido pela finalização Amplified, que é super pigmentada e cremosa, e a mate que é opaca. O amplified derrete fácil e temos de ter cuidado no calor se você costuma colocar o seu batom na bolsa ou no bolso mesmo, porque derrete. Outras finalizações que a MAC tem e não são tão badaladas, não derretem tanto mas não são tão pigmentadas. Eu prefiro uma finalização mais transparente tipo a Lustre, que é mais fácil de aplicar sem espelho, porque é mais transparente e perdoa mais os errinhos de quem coloca batom sem espelho durante o dia. Voces devem concordar comigo, guia turistico com batom e espelhinho na mão toda hora é meio esquisito rsrs.

 

Os batons duram bastante, cerca de 4 anos. Eles tem cheirinho de baunilha, e quando este cheirinho desaparece, é bom pegar o batom e usar ao máximo porque é sinal que ele esta com os dias contados. Depois do cheirinho desaparecer você normalmente tem uns 3 meses pra usá-lo. Se voce vive em local muito quente, vale guardar na geladeira… Mas nunca no congelador!

 

Quem usa o mesmo batom todos os dias consegue terminar um em um mês, ou pouco mais.

 

Normalmente cada batom serve 300 aplicações (nunca contei achei essa informação na net rsrs), então depende que quantas vezes você coloca por dia. Os super pigmentados não exigem tanto que você reaplique toda a hora.

 

Batom mac

batom mac

 

  • Glosses: Sinceramente eu acho eles grudentos e não valem o investimento. Os da KIKO são muito melhores e custam cerca de 2 euros. Bom, enfim, eu não gosto de glosses e não sei avaliar muito. Alias, odeio glosses. Prefiro um batom transparente em vez do gloss. Não gosto da textura.

 

 

 

  • Bases: Todo mundo conhece a Studio Fix fluid e ela é normalmente o que todo mundo compra quando vem aqui. Porém, há outras ótimas também que não são tão pesadas – veja na loja.

Essas são as que eu tenho:

A Studio fix é uma base mate, sequinha e é ótima para quem sai a noite pra dançar, suar, ou quem vive em clima quente e umido, pois você no final da noite ou do dia tem a sua make exatamente no mesmo lugar. Ela tem de ser retirada com demaquilante (ou óleo de coco mesmo), pois ela agarra na sua pele e não quer largar. Rsrs

 

studio fix mac

studio fix mac

Eu sinceramente acho legal o acabamento se ela for colocada com cuidado, pouco pra não ficar com cara de reboco. Use sempre um hidratante por baixo.

 

Os pontos fracos desta base é que ela oxida nas peles oleosas (escurece e fica alaranjada) e causa espinhas e cravinhos brancos. Eu usei durante uma semana direto e a minha pele ficou um horror com alguns cravinhos. Compre sempre um tom mais claro, ou dois. Ela vai escurecer na sua pele.

 

Essa base é ótima para eventos especiais se você tem tendencia a acne, para o dia a dia só pra quem não tem esse problema. Quanto a oxidação, o ideal é contar com ela (com a oxidação) se você tem pele oleosa ou não, e comprar um tom mais claro do que a sua pele. Ou ir na loja testar, colocar um pouquinho em alguma parte do rosto onde não aparece muito, ir fazer os seus passeios e outras compras em Paris, e verificar como a cor esta depois de umas 4 horas (normalmente se não oxida em 4 horas é porque não vai oxidar mesmo). Coloque em área que a sua pele fica oleosa, tipo colo ou costas se você não quiser andar com uma lista de base no rosto pela rua.

 update 2015: Enfim pessoal, hoje em dia eu não uso mais base liquida nenhuma, estou usando a base da L’oreal Infaillible que é em po compacto, ela tem uma cobertura otima, acredito que seja como a Studio fix em po.

Eu desisti por enquanto das bases da mac por enquanto, quem sabe um dia destes eu me aventuro de novo a experimentar a studio fix em po…

Depois….

 

  • Uma base maravilhosa da MAC que eu recomendo mesmo é a Face and Body, que como o nome diz, da pra usar “por tudo”. Ela é ótima pra qualquer tipo de pele, mas quem tem pele muito oleosa tem de finalizar com um pó. Ela não tem a cobertura extrema de reboco da Studio fix, mas com 3 camadas ela cobre tudo. Essa base é super maleável, porque você consegue um look de “bb cream” ou de hidratante colorido com uma camada, supernatural, e pode ir colocando mais de acordo com o seu humor no dia ou com o estado da sua pele. Ela nunca chega ao ponto de reboco. O melhor desta base é o preço, pois o tubo é enorme, 120ml, por 35 euros, em vez dos 30 ml da Studio fix que custa 31 euros.
face and body mac

face and body mac

 

Pontos Importantes sobre a Body and face:

  1. Pessoal, ela é a base de água e tem de ser guardada na geladeira pra durar! Ela tem uma natureza rebelde e é meio “bifásica”, ela se separa um pouco, você tem de agitar, chacoalhar, etc, antes de usar.
  2. Como 120ml de base (se você usar somente para o rosto) provavelmente dura uma vida (rsrs exagerei, mas ela tem durabilidade de 24 meses após aberta – tem gente que faz durar 3 anos na boa), é bom cuidar dela porque senão ela estraga. Ficar separada não é sinal que ela estragou (todas são assim), mas se mudar muito o cheiro, escurecer ou não se misturar homogeneamente ao sacudir,  ela já foi pro espaço. Ela tem um cheirinho de laranja – citrico normalmente.
  3. Eu coloco um pouquinho em um vidrinho de plastico tipo “pra viagem” para colocar no meu estojo de maquilagem (tipo 15 ml – pode ser qualquer embalagem) – vai durar uma semana ou mais este tubinho pequeno se voce so usar no rosto) e o tubão grandão fica guardadinho na geladeira. Assim dura os 2 anos prometidos na embalagem. Não ande com essa base rolando na sua bolsa, ela pode estragar com o calor. Ande sempre com o tubinho pequeno que você esta usando, e o resto guarde na geladeira.
  4. Se você gosta de base geladinha, nem precisa ter o vidrinho pequeno se você for como eu e só fizer make de manha em casa.
  5. Essa base é ótima pra afinar a sua Studio fix, por exemplo, se você acha difícil de espalhar. Alias ela é ótima pra misturar com qualquer base.
  6. Se você quer dar de presente uma base da MAC, eu aconselho esta, porque ela é transparente e mais fácil de acertar a cor. Mesmo se você comprar uma base um pouco mais clara ou mais escura, vai funcionar porque ela é bem transparente. Tem gente que compra um pouco mais escurinha pra dar um toque de bronze nas pernas. Ela fica supernatural. para referencia eu uso a C3 mas a C2 e as C4 também ficam boas (update: comprei no verão, no inverno fica muito escura, então tenho misturado com uma base branca pra poder usar).
  7. Eu recomendo esta base, não a studio fix, para usar no dia a dia. Normalmente a studio fix tem umas cores meio estranhas, super amarelas ou laranjas, então ela também serve pra concertar a cor da dita. (Update: mais abaixo eu coloco que eu sou nc30, mas agora no inverno essa cor fica super escura, então tenho misturado com outras mais claras, como a revlon colorstay cor buff). Andei testando na loja e no inverno o que fica bom pra mim seria a nc15 ou nc20!!! mas são muito amarelas… e enfim com tanta base em casa não vou comprar mais rsrs.

 

 

 

  • Pincéis: Eu sinceramente uso pinceis da ELF Studio rsrs que são super baratinhos e ótimos, portanto não posso dar opinião mesmo, mas dizem que os pincéis da MAC são muito bons mesmo. Site da ELF pra você ver os pinceis que eu uso:

 

http://www.eyeslipsface.fr/brand-3/category-6.html

 

Eles entregam em cerca de 3 dias uteis a partir da encomenda, você pode encomendar e colocar o endereço do hotel. Avise no hotel que você esta a espera de um pacote… só encomende se você for ficar mais de 5 dias uteis, porque com os correios nunca se sabe. E bom dar uma margem.

 

Falando nisso, se você for encomendar coisas da ELF, encomende também o primer para pálpebras que custa 1 euro, é uma maravilha (pra mim funciona igual ao a Urban Decay). Eu só uso esse. Dura 3 meses com uso diário. Aproveite e compre uns 3.

 

 

  • Bonzer: O bronzer da MAC é um must have pra quem gosta de usar bronze. Esse também é um ótimo presente, porque mesmo que a pessoa tenha outros bronzers em casa, da tempo dela usar tudo, pois os bronzers da MAC duram muito pois são em pó compacto. Eu acredito que é um dos melhores produtos que a MAC faz.

 

bronze mac

bronze mac

 

 

  • Mac Fix+ Finishing spray: Este produto também é uma maravilha, serve pra fixar e refrescar a sua maquiagem se ela ficou muito pesada, muito “empoada”. Dura bastante o frasquinho. Tem gente que mistura o liquido com a base e com pigmentos.

 

 

fix + mac

fix + mac

 

Estas são as minhas dicas do que comprar na MAC, o que eu acredito que vale mesmo a pena.

 

Tente pesquisar um pouco, veja os vídeos de make do youtube, leia os blogs especializados em make up pra ter uma ideia de que cores (para as bases) você provavelmente usaria. Se você encontrar alguém que tenha o tom de pele parecido com o seu, veja qual é a cor de base que a pessoa usa. Não de atenção para quem compra os produtos MAC no ebay porque 90% são falsos e as cores e numeração são diferentes. Eu ja vi no youtube uma moça dizendo que o face and body dela estava escrito “NW30”, o que se nota que é falso mesmo, do ebay, porque as bases Face and body tem numeração C1, C2,C3, etc para as amareladas e N1, etc; para as neutras. As cores não são numeradas como as outras base tipo studio fix.

 

 

Infelizmente as moças da loja MAC que eu fui não são extremamente hábeis pra nos ajudar, e parece que elas querem empurrar a mesma cor de base pra todo mundo (deve ser o que elas tem encalhado no estoque ha ha) .Portanto vá já com alguma ideia clara do que você quer pra não gastar dinheiro em coisa que você não vai usar. Eu já cai na conversa de uma delas e só quando cheguei em casa vi que além de muito clara era rosada – nada que bronzer e pó compacto por cima não resolvam, mas gente, são 30 euros, você quer uma cor que fique linda sem muito esforço! update: Tenho lido nos blogs franceses e a queixa é geral: As moças da MAC e sephora ganham um premio por mal atendimento e falta de educação… o meu truque quando elas querem aconselhar é dizer que tudo é “pra presente” ou “encomenda”. Assim elas não começam dando opinião.

 

A gente normalmente tem a pele do rosto mais rosada mesmo, portanto pense na cor do resto do seu corpo pra ter uma ideia se a sua pele é amarelada ou rosada. A minha, como a maioria das brasileiras, é amarelada. A base deve uniformizar você por inteiro, tem de ficar rosto, pescoço e decote mais ou menos da mesma cor. Eu experimento agora, a minha base no decote, acho que funciona mais.

 

Na minha pessoa, só o rosto é rosa (vermelho digamos rsrs) por causa de cicatrizes e acne, rosácea, enfim essas coisas lindas que acumulamos com o passar dos anos ha ha. Então pra mim o que funciona é a base de fundo amarela pra igualar o rosto ao corpo. (As que começam com NC são amareladas, as que começam com NW são rosa ou laranja). Se você tem uma base, de qualquer marca, que funciona pra você, leve pra loja e mostre que você quer qualquer coisa parecida, não deixe elas enrolarem você pra comprar o que você não vai usar depois. Ah, a numeração da MAC é meio maluca, o NC 30 não é o equivalente amarelo do rosado NW30, a linha NC é bem mais clara e um NW25 equivale ao NC40 mais ou menos. Loucura!

Então experimente direitinho cor por cor sem pressa. E boas compras!

 

 

Pra você ter uma ideia dos preços e cores, vá ao site da MAC:

 

http://www.maccosmetics.fr/

 

Endereços da MAC em Paris:

 

 

M∙A∙C Rivoli

59 rue de Rivoli

Paris, 75001

01 42 33 54 41

A.

M·A·C Châtelet

9, rue Pierre Lescot

Paris, 75001

01 40 13 91 96

B.

M·A·C Forum

Forum des Halles

Paris, 75001

01 53 00 92 11

C.

M·A·C Francs Bourgeois

13, rue des Francs Bourgeois

Paris, 75004

01 44 59 31 64

D.

M·A·C Saint Michel

22, boulevard Saint Michel

Paris, 75006

01 53 10 30 71

E.

M∙A∙C Rivoli

59 rue de Rivoli

Paris, 75001

01 42 33 54 41

A.

M·A·C Châtelet

9, rue Pierre Lescot

Paris, 75001

01 40 13 91 96

B.

M·A·C Forum

Forum des Halles

Paris, 75001

01 53 00 92 11

C.

M·A·C Francs Bourgeois

13, rue des Francs Bourgeois

Paris, 75004

01 44 59 31 64

D.

M·A·C Saint Michel

22, boulevard Saint Michel

Paris, 75006

01 53 10 30 71

E.

 

M·A·C Strasbourg St Denis

35 boulevard de Strasbourg

Paris, 75010

01 44 83 88 28

F.

M·A·C Pro Saints Pères

76 bis, rue des Saints Pères

Paris, 75007

01 45 48 60 24

G.

M·A·C Saint Honoré

324, rue Saint Honoré

Paris, 75001

01 42 44 28 91

H.

M·A·C Rue de Rennes

131, rue de Rennes

Paris, 75006

01 53 63 29 03

I.

Galeries Lafayette Haussmann

40, boulevard Haussmann

Paris, 75009

01 42 81 07 16

 

 

L.

 

Printemps de la Beauté

 

64, boulevard Haussmann

 

Paris, 75009

 

01 42 82 59 65

 

 

K.

 

Printemps Italie 2

 

30, Avenue d’Italie

 

Paris, 75013

 

01 45 80 52 75

 

 

L.

 

Sephora Make-Up Studio

 

70-72, avenue des Champs Elysées

 

Paris, 75008

 

01 53 53 90 92

 

 

M.

 

M·A·C Champs-Elysées

 

78 avenue des Champs-Elysées

 

Paris, 75008

 

01 53 89 14 60

 

 

N.

 

M·A·C Commerce

 

14, rue du Commerce

 

Paris, 75015

 

01 45 78 31 36

 

 

 

 

 

 

Leia mais...

Como lidar com os quartos pequenos dos Hotéis em Paris – organização

setembro 25, 2013 | Posted in Turismo dicas | By

Ola Pessoal.
Este artigo é uma tentativa de ajudar os viajantes de primeira viagem a lidar com os famosos quartos minúsculos que a maioria dos hotéis em Paris oferecem.

Independente de estrelas, os hotéis em Paris são bem menores do que os Hotéis em outras cidades da Europa. Como os prédios em Paris são históricos, tombados, não há muito o que as empresas hoteleiras podem fazer, em relação a este “problema”, pois eles tem de respeitar as fachadas.
Não há como chegar e destruir os prédios antigos e fazer um super Novotel no centro de Paris.

Muitas das pessoas que fazem passeios comigo reclamam disso.
Agora, já que não temos como mudar a realidade de Paris, vamos tentar nos adequar a ela, ok?
Começando…

1. Traga pouca coisa. A maioria das pessoas que viaja pela primeira vez traz muita coisa nas malas, e no final nem usa. Eu vivo repetindo: Europa não é Brasil e aqui ninguém liga se você esta com as mesmas roupas o tempo todo.
2. Muito importante: Ao chegar no hotel, desfaça as malas, pendure o que tiver de pendurar, coloque as suas roupas nas gavetas disponíveis, use o guarda roupa, coloque os produtos de toilete no banheiro. Se faltar cabides, peça mais! Pessoal, mala não é gaveta e tem de sair do seu caminho o mais rápido possível. Se você olha pra sua mala e fica com preguiça de desfazer, é porque você esta trazendo muita coisa. Eu normalmente tiro tudo da mala, organizo o quarto, e escondo a mala atras de um sofá ou da cortina. Pronto, menos uma coisa pra atrapalhar o caminho.
Eu costumo ouvir o pessoal dizendo “eu tenho de ficar pulando por cima das malas!”. Isso significa que as suas malas estão no meio do caminho, certo? Então tire a mala do meio do caminho e o problema esta resolvido!
3. Se o seu hotel for bem simples; com pouco local para colocar as suas coisas, tente fazer uma mala simples também. Hotéis por menos de 100 euros são super simples, tente “ser coerente” com a simplicidade e traga pouca coisa.
4. Agora, saindo um pouco do tema, mas nem tanto, tente trazer coisas que não sejam de grande valor, porque se acaso a sua mala se perder ou você perder alguma coisa, você não fica no prejuízo: joias finas e caras, cintos de 600 euros, bolsas de 2000 euros ficam em casa ok? Eu já tive casos de pessoas ficarem de mal humor o dia inteiro por terem perdido no hotel um brinco caríssimo(depois acharam mas ai já tinham perdido um dia na vida de mal humor rsrs). Não tragam a sua caixa de joias inteira, tragam coisas pequenas, um brinco de perolas que já vem nas suas orelhas desde casa é o suficiente – um relogio é suficiente (a maioria dos europeus so tem um relogio e usam durante anos o mesmo). Se o seu quarto no hotel é uma bagunça você provavelmente vai perder coisas, e as coisinhas pequenas são as primeiras a desaparecerem.
5. Mala não é cofre. Deixe a sua carteira, passaportes, Ipad, euros e afins no cofre do quarto. A mala deve desaparecer da sua vista logo na chegada pra você ter espaço.

mala no meio do quarto

Se esta foto lembra o seu quarto de hotel, é hora de se organizar..

Leia mais...

Passeando com “Midnight in Paris”

setembro 17, 2013 | Posted in Cultura Francesa | By

(Rômulo Marques Ribeiro)

Para quem tem planos em viajar para a França e pretende conhecer Paris, fica uma dica: ver o “midnight in Paris” de Woody Allen. O filme é uma viagem pelo tempo e propõe um roteiro maravilhoso pela Capital e seus arredores. A ideia de passear, revendo as cenas do filme, fotografando-as, seria como guardar dois álbuns distintos e íntimos ao mesmo tempo.

Claro que estar em Paris, já é uma forma de estar dentro de uma tela enorme. A cidade é tão bela e vasta, que fica até difícil escolher um ponto de partida e organizar um roteiro eficaz. Afinal, a gente fica olhando para tudo quanto é lado e acaba por não apreciar as coisas corretamente, ou não entender suas histórias, seus símbolos e suas razões.

Por um roteiro resumido, o passeio ficaria em mais ou menos 8 horas andando, com pausas para cafés, vinhos e almoço. Um bom “départ” seria pelo museu do Louvre. Sem entrar, somente no pátio externo, precisamente na área das pirâmides. Comece a fotografar. Com a câmera e com seus próprios olhos. Pode-se focar a grande pirâmide ao centro com as alas do museu aos seus lados. Para obter a mesma perspectiva do filme, basta ir atrás das pirâmides, e tirar umas fotos delas, deixando um bom espaço para a ala Denon, aquela que faz fronteira com o rio Sena, pela esquerda.

cropped-Museu-do-Louvre1.jpg

Continuando o passeio, podemos atravessar o jardim, fotografando os lagos e suas fontes. Não deixem de apreciar e fotografar as esculturas expostas no jardim, todas são famosas e estão lá há muitos anos, inclusive a “Alexandre combattant”, de Charles Leboeuf, além de várias de Auguste Rodin, como a “Eve”, a “méditation”, “l’ombre” e a “le baiser”, expostas ao lado da “orangerie”, entre outros artistas.

Passear pelo jardim de Tuilleries, ou pelas cenas do Midnight in Paris, na verdade seria somente um pretexto para visitar a orangerie e ver as “nynphéas” de Claude Monet, além das “jeunes filles au piano” de Renoir, “l’etreinte” de Picasso, vários Matisse, Derain entre outros grandes deste mundo.

Depois de visitar a orangerie, e dar uma voltinha pela praça “Vandome”, logo ao lado da igreja da Madeleine, o melhor seria subir a avenida Champs Elysées, que começa na praça da Concorde, indo pelo passeio, do lado dos números ímpares, até o arco do triunfo… aproveitando para fotografar o “grand palais” e o “petit palais”, sem entrar; e voltar, pegando a Avenue Montagne, e caminhar uns 50 metros, até a praça François I. Fotos para a segunda imagem do filme, logo na segunda cena, aos sons de Sidney Brechet.

Saindo da praça, descemos a avenue Montagne, até chegar ao Trocadero. Pausa para fotos… e duas opções: ou tomar um cafezinho no ‘café do trocadero’, que decora o filme por duas cenas, ou um chocolate quente no “chez Carette”, considerado o melhor chocolate quente de Paris.

Depois é só descer pelas escadas do Trocadero, atravessar o rio Sena, pela ponte Alexandre III – fotos,  e andar até o museu Rodin, ali perto dos “invalides”. Para a visita completa ao museu, melhor deixar para um outro dia, mas para tirar algumas fotos perto do “le penseur” não custa nada. Aliás, o preço para visitar os jardins é somente 1€50 e a cena do filme, com a participação da Carla Bruni é interessante e histórica, afinal na época das filmagens, em julho de 2010, ela era a primeira dama francesa.

O caminho mais prático para ir até a ilha de ‘la cité’ seria continuar pelo cais, visitando a ponte dos artistas e a “pont neuf”, onde o personagem Gil passeia com a Adriana e começa a ter dúvidas, quanto ao seu casamento com inez. Chegando à ilha, melhor fazer uma pausa, apreciar os movimentos das pessoas e observar o rio em suas margens. Fotos.

Uma pausa para o almoço se impõe e a melhor coisa seria viajar no tempo, ir ao Polidor, aquele restaurante que Gil frequenta com os Fitzgerald, Hemingway e os amigos. Os menus variam entre 18 e 40€, com entrada e o prato principal. Tem vinhos ótimos.

Uma boa opção, para depois do almoço, seria caminhar pela beira do rio Sena, visitando os “bouquinistes”, aqueles vendedores de livros antigos ou usados, e comprando algum cartão postal, ou um livro. Ou revista. Ao lado, vale a pena ir à igreja de Notre Dame e à ilha de Saint Louis. Talvez, e dependendo do tempo, um sorvetinho no Bertillon, o melhor do país.

Para terminar esta parte das visitas, uma ida rápida ao Panthéon e às escadarias da Igreja Saint-Étienne-Du-Mont, lugar onde Gil encontra, ou pensa encontrar o velho Royce que o leva para os anos 20, aos sons dos sinos da meia-noite.

img_1168

A melhor coisa para terminar o passeio, ou a viagem, seria pegar o metrô, em direção à “porte de Clignancourt” e visitar os antiquários do mercado das pulgas, procurar um velho vinyl do Cole Porter, ou um par de brincos… antes de subir a Montmartre, visitar a igreja de Sacré Coeur e suas escadarias, sua praça dos artistas, o museu Salvador Dali, e degustar um bom vinho tinto sob a luz crepuscular de um fim de tarde bem francês.

E para quem gosta de cinema, que é fã de Woody Allen, já viu o filme “midnight in Paris”, e que não tem viagem marcada, a solução seria fazer um pé-de-meia e deixar o sonho se realizar.

Obs. Outros passeios e opções são possíveis, para visitar todas as cenas do filme, como o castelo de Versalhes, a casa do Monet (80 km de Paris), o jardim de Luxembourg, e vários passeios noturnos, como o “moulin rouge”, entre outros restaurantes e bares, e os cais do rio Sena.

Para maiories informações:

romribeiro@orange.fr

Leia mais...