Restaurantes em Paris! Lista de 10 dos melhores bistrôs e restaurantes no centro de Paris com endereço e preços

novembro 29, 2010 | Posted in Restaurantes | By

 

Ola pessoal, estou aqui mais uma vez dando umas dicas de turismo para aqueles que estão interessados em experimentar o “melhor de Paris”.

Esta não e uma lista “oficial” de alguma revista de turismo, é uma lista baseada na minha opinião mesmo.

Tenho uma outra lista para checar, de mais 10 restaurantes também, mas que foram recomendados por amigos franceses,  que publicarei mais tarde.

Os critérios:

Critérios que eu escolhi para inclusão dos restaurantes nesta lista:

Uma grande experiência em nível geral:

Aqui entrou um pouco da atmosfera geral do restaurante, a decoração, o serviço, etc.

Relação “custo-benefício”
Alguns dos restaurantes nesta lista são caros, mas em todos eles você deve sentir que você está “recebendo o produto”, em termos da qualidade dos ingredientes, a apresentação dos pratos, o serviço, essas coisas.

Estabilidade do local
Mas do que procurando restaurantes da moda e grandes novidades, acho que você, que vem fazer turismo aqui em Paris, quer experimentar os restaurantes tradicionais, já estabelecidos e conhecidos pelo publico. Então nada de restaurantes recém abertos.

O “algo a mais”
Cada um dos restaurantes nesta lista se destaca de alguma forma: poderá ter um terraço, uma vista deslumbrante, uma sala de jantar super acolhedora ou um menu de cair o queixo, etc.

Comida francesa
Paris é uma cidade que tem uma enorme diversidade étnica e cultural, alem de ser uma cidade internacional por tradição. Sendo assim e possível encontrar excelentes restaurantes marroquinos, chineses, japoneses, espanhóis, italianos, judaicos, indianos em Paris. Cozinha internacional, entretanto, não é o assunto deste Top 20 (seria necessária uma lista em separado, ou várias listas, se eu fosse colocar estes também excelentes restaurantes em foco também, fica para outro artigo)

O preço médio indicado é para uma refeição de três pratos, sem bebida.

1.RESTAURANTE DU PALAIS-ROYAL

Dificilmente haverá um cenário mais romântico para jantar em Paris que o Restaurant du Palais-Royal.

Os jardins em frente ao Louvre…

Escolha um lugar na esplanada. No inverno, o interior faz um cenário igualmente elegante para uma refeição íntima.

A comida: entre as especialidades estão o risoto, como uma versão de tinta lula glamourosa com lagosta (o menu muda sazonalmente), um elegante bife com fritas também vale a pena; também se destacam os pratos de peixe, e mil-folhas com recheio de temporada para a sobremesa (castanha no inverno, morangos no verão). Fechado aos domingos. Média de 50 €.

2.BAR WILLI

Gerido por um casal britânico, Willi funciona desde 1980.

Este é um lugar onde a qualidade está sempre em primeiro lugar, mesmo que o serviço possa ser um pouco “irregular”. O Chef François Yon faz maravilhas com ingredientes sazonais.

O preço é ótimo: cardápio diário (25 € no almoço, no jantar € 32)

Especialidades:

Tartin de cebolas pérola com salada, bacalhau assado com berinjela e manjericão.

Sobremesas recomendadas: “marmelada” de pêra com caramelo e torta de avelã temperada.

A sala de jantar tem uma decoração super interessante e é perfeito para uma refeição agradável, você também pode optar por comer no balcão • 13 Rue des Petits Champs, 1. Gel: (1) 42 61 05 09. Fechado aos domingos. Média de 32 €.

3.LYONNAIS AUX

Este bistrô “belle époque” é hoje reconhecido como um dos melhores bistrôs regionais em Paris, com um tema “Lyonnais”.

Aqui o chef revisita clássicos como o coq au vin, quenelles de Brochet e pernas de rã com um toque hábil. As sobremesas são sofisticados e imperdiveis. Alguns acham que o serviço pode ser um pouco precipitado (eu não achei), de modo que este não é o lugar para uma refeição prolongada. • 32 Rue Saint-Marc, 2. Tel: (1) 42 96 65 04.

Fechado aos domingos e segundas. Média de 45 €.

4.L’AMBASSADE D’AUVERGNE

Poucos restaurantes em Paris são tão orgulhosos de suas origens regionais.

L’Ambassade d’Auvergne serve a cozinha tipica do centro da França é um restaurante a não perder.

Aqui você vai encontrar delicias como lentilhas vinegary em gordura de ganso com bacon, o Aligot (queijo batido e purê de batatas) ou uma mousse de chocolate (bem densa).

Decoração super interessante. • 22, rue du Grenier Saint Lazare, 3. Tel: (1) 42 72 31 22. Média de 35 €.

5.LE GAIGNE

Este bistrô com decoração cor de ameixa fica em uma rua escondida, longe do Marais. Com ingredientes orgânicos e ênfase em produtos hortícolas. Os pratos têm um título simples, tipo “l’oeuf bio” (o ovo orgânico) ou “le veau”, seguido de uma descrição concisa.

Típica de seu estilo são os “au pistou” (legumes), uma combinação brilhante de feijões, ervilhas, cenouras e aipo coberto com brotos de beterraba e gengibre, servido com biscoitos Sablé.

Aproveite a oportunidade, menu de almoço é bem barato (€ 16 para dois cursos, € 22 para três pessoas) servido de terça a sexta-feira. • 12 Pecquay Rue, 3. Tel: (1) 44 59 86 72. Fechado aos domingos e segunda. Média de 50 €.

6.LE PANFLETO

Se você gosta da haute cuisine, mas não que pagar preços absurdos é provável que você vai adorar Le panfleto. A sala de jantar com decoração vermelho e ocre, é calma e confortável.

O menu de 35 € é disponível ao almoço e jantar. Recomendo o bolo de banana para a sobremesa. Os preços são mais elevados se você prefere à la carte, mas ainda é bom considerando a qualidade dos pratos. • 38 Debelleyme Rue, 3rd.Tel: (1) 42 72 39 24. Fechado aos domingos. Fechado na hora do almoco nas segundas e sábados. Média de 35 € – 60 €.

7. LES PAPILLES
Bistrô perto dos Jardins do Luxemburgo.
Destaque para os vinhos de pequenos produtores, a maioria deles “natural”, biológica. Não há toalhas e o restaurante é pouco pretensioso, mas a comida é sempre habilmente preparada e deliciosa, servidos em panelas de ferro fundido. A 29 € menu de quatro pratos fornece a melhor opção com pratos como sopa de abóbora com chouriço e frango ao molho curry com legumes primavera .

O foie gras, de 32 €, também é excepcional – não surpreendente, pois os proprietários são d0 sudoeste da França. • 30 Rue Gay-Lussac, 5. Tel: (1) 43 25 20 79). Média de 29 €.

8. LE PRE VERRE

Bistro animado, decorado com álbum de jazz nas paredes, com molduras de cobre estilo vintage, também e uma boa opção: O menu de preço fixo de € 28,50 e ótimo e o prato do dia tem um preço incrível: € 13,50: prato principal, um copo de vinho e café.

O Chef Philippe Delacourcelle, que aperfeiçoou a sua técnica na Ásia, pode surpreender, com pratos incomuns como o leitão com molho cremoso de casca de cassia, picanha com crosta de especiarias e rolinho primavera, e compota de ruibarbo picante, gengibre com mousse de chocolate branco.

Este restaurante pode ficar lotado e barulhento, fazendo Le Pré Verre uma escolha não muito ideal para um jantar romântico. • Thénard Rua 8, 5. Tel: (1) 43 54 59 47. Fechado aos domingos e segundas. Média de 28,50 €.

9.CHEZ DUMONET – Josephine

Chez Dumonet deve ser declarada um monumento nacional de tão bem que ele representa o bistrô do velho mundo. Eu recomento mesmo este restaurante: A comida e ótima: eu destaco aqui o Arenque marinado com salada de batata quente, boeuf bourguignon, confit de pato crocante, foie gras frito, tamboril com feijão branco, e algumas sobremesas espetaculares, como um mil-folhas (grandes o suficiente para três pessoas!) e o soufflé de Grand Marnier . A decoração e incrível: luminárias de 1930, mesas brancas de linho, garçons vestidos de jokey! (que falam um pouco de Inglês). • 117 Rue du Cherche-Midi, 6. Tel: (1) 45 48 52 40. Fechado sábados e dom. Média de 50 €.

10.LES COCOTTES

Aqui o conceito é simples:Você escolhe um banco ao longo do longo balcão e escolhe a sua combinação a partir de um menu de saladas, sopas, verrines, cocottes (ensopados em panela de ferro, muito muito bons!) e tortas salgadas.

A autenticidade da sua “vraie salada Caesar” é um pouco discutível, mas o velouté ervilha verde com chouriço e pargo com ratatouille são tudo o que você espera da cozinha de bistro moderna. Sobremesas: rabiscou na lousa, são clássicos.. • 135 Rue Saint-Dominique, 7. Tel: (1) 45 50 10 31. Média de 30 €.

Aguardem o seguimento com mais  dicas de restaurantes imperdiveis em Paris!

Bon appetit!

Leia os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Pontos turísticos de Paris: Lista de museus curiosos e outras coisas estranhas

novembro 26, 2010 | Posted in Pontos turisticos | By

Uma lista de coisas curiosas e pontos turísticos menos conhecidos são o assunto deste artigo.

Vale a pena conferir:

* Les Catacumbas de Paris
* Museu de História da Medicina – impressionante! antigos instrumentos médicos e muito mais!
* Musée des vampiros – Museu dos vampiros na orla de Paris
* La Grande Galerie de l’Evolution – toneladas de taxidermia grande e esqueletos
* Museu Grevin – assustador museu de cera  e mais!
* Le Musée des Égouts de Paris – Museu do esgoto de Paris
* Musée de la Magie – O Museu da Magia
* Musée des Automatiza – O Museu “Automata”
* Musée de la Poupée – involuntariamente assustador museu de bonecas antigas
* Musée de la Chasse et de la Nature – Museu da Caça, com lotes de taxidermia

* Julien Aurouze e Cia. – Loja de “venenos em geral” com uma janela cheia de ratos empalhados! Legal!
* Uma estátua inacabada da Virgem Maria, enterrado durante oito séculos, agora em exposição na Abadia de Saint-Germain-des-Prés
* Les Enfants du Monde – estátuas representando diferentes países e nacionalidades
* Túmulos Estranhos no Cimetière du Père Lachaise
* Deyrolle – loja de taxidermia lendária parisiense
* Metro Arts et Métiers – estação de metrô com uma decoração “steampunk”
* Vinhedos de Montmartre – Vinhedos Dentro de Paris! Este local tem também um antigo templo dionisíaco.

* Mistérios de Paris –

Mysteries of Paris — The Paris Ghost Tour

Saiba mais sobre os Mitos e lendas de Paris: Os Lobos de Paris – uma matilha de lobos com sede de sangue que aterrorizou Paris em 1450, serial killers em geral, satanismo, Paris macabra e afins!
Ponto de encontro: O’Sullivans Rebel Bar, 10, Rue des Lombards, 75004 Paris
www.mysteriesofparis.com

* Les Arènes de Lutèce – uma arena romana em Paris! (na margem esquerda)
* L’Hôtel de Ville – um ótimo lugar para uma execução!
* Saint Denis – Se, nos seus passeios por Paris, você passou algum tempo em Notre Dame admirando todas as estátuas de santos e reis a adornar a frente da catedral, você pode se perguntando: “Quem é aquele cara segurando a cabeça decapitada em suas mãos? “

O homem sem cabeça em questão é Saint-Denis

* St-Pierre-de-Montmartre – Igreja em Montmartre com colunas romanas do século VII
* Place de la Concorde – Lugar da guilhotina após a Revolução
* L’Écluse des Morts – local da forca de Montfaucon sobre o Canal Saint Martin
* Rue de la Ferronnerie – local do assassinato de Henrique IV
* Fontaine des Innocents – local onde a maior parte dos ossos das catacumbas surgiu
* Le Conciergerie – antiga prisão, onde a Marie Antoinette aguardava a Guilhotina
* La Gare – jantar fino em uma antiga estação de trem
* Dans Le Noir – uma refeição íntima na mais completa escuridão, servido por empregados cegos!
* La Fée Verte – antiquado bar Absinto e café (atualmente parece que não se pode beber absinto no local… mas a comida é ótima)
* La Guillotine – No Quartier Latin, com uma guilhotina real!
* Le Caveau des Oubliettes – embaixo de La Guillotine, tome uma bebida em um calabouço do século 12, com musica ao vivo!
* Le Procope – o mais antigo café de Paris, aberto desde 1686

Leia os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Lista dos 10 melhores museus de Paris com endereço e estação de metro mais próxima

novembro 25, 2010 | Posted in Pontos turisticos | By

Lista de 10 melhores museus de Paris com endereço e estacão de metro mais próxima

Ola pessoal, fiz uma compilação de endereços dos 10 melhores museus e catedrais de Paris (na minha opinião, é claro). A lista não é feita em ordem de preferencia.

Espero que de para dar uma ideia dos museus no centro de Paris. Se você chegar na estacão de metro e não conseguir encontrar, sempre pode perguntar:

Pardon Monsieur/madam, ou est le ….” ou só “ou est le…” (se pronuncia u-é-le).

Fácil, fácil, não é mesmo? Então aproveite o passeio, reserve uns 2 a 4 dias para ver os museus e não esqueça de comprar um passe de museu/metro para facilitar a sua vida – recomendo o Paris pass porque já experimentei e gostei muito.

Repare que tem museus na mesma área: por exemplo o Louvre, o centre Georges Pompidou e a Catedral de Notre Dame (coloco esta catedral entre os museus por causa das criptas subterraneas) ficam todos perto da estacão de metro Chatelet.

A minha dica e tirar um dia pra visitar esses 3.

De manhã: Notre Dame (nao esqueca as criptas e a parte das reliquias, tem ate um pedaco da coroa de Cristo..), depois vá almoçar no Louvre e aproveite para descansar um pouco na área externa, tirar umas fotos, então vá visitar o museu propriamente. Fique ate umas 4 da tarde a vá tomar um café no Centre Georges Pompidou e ver a coleção de arte moderna. Viu? Matou 3 coelhos com um só tiro. Ficam só faltando os outros 7 museus que são bem menores (partindo de principio que você confia no meu bom gosto e siga a minha lista), assim você pode visitar mais por dia.

1. Louvre

Rue de Rivoli, 101 Metrô : Châtelet

2. Museu D’Orsay 5 Quai Anatole

Metrô : Concorde

3. Catedral de Notre Dame
6 Place du Parvis Notre Dame

Metrô : Châtelet

4.Centre Georges-Pompidou – (Onde esta o Museu de Arte Moderna)

Place Georges Pompidou

Metrô : Châtelet

5. Le Grand Palais

1 Avenue Géneral Eisenhower Metrô : Champs-Élysées – Clemenceau

6. Musée Marmottan-Claude Monet

2 Rue Louis Boilly
Metrô : La Muette


7. Musée Jacquemart-André

158 Boulevard Haussmann
Metrô : Miromesnil

8. Museu Cluny – Imperdível para quem gosta de “coisas medievais”
6 Place Paul Painlevé      Metrô : Cluny – La Sorbonne


9. Museu Picasso

5 Rue Thorigny   Metrô : République

10. Musée Rodin

79 Rue de Varenne Metrô : Saint-François-Xavier

Leia os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Compras em Paris: Vintage e artigos de segunda mão

novembro 24, 2010 | Posted in Compras em Paris | By

Paris é o centro comercial da moda e os parisienses são famosos pelo seu estilo único e elegante.

Já escrevi aqui sobre O estilo parisiense de ir às compras., e gostaria de dar um pouco mais de informação a respeito de como eles conseguem esse estilo.

O Parisiense de uma forma geral investe em peças únicas e interessantes, sendo assim as boutiques vintages são sempre um sucesso (não podem faltar no roteiro de compras dos parisienses).

Então, dando seguimento a nossa serie de artigos a respeito de compras em Paris, eu não poderia deixar de lembrar das lojas especializadas em artigos de segunda mão e vintage.

Mesmo que você não esteja muito interessado em roupas de segunda mão, essas boutiques são verdadeiras galerias de coisas interessantes que vale a pena conferir, nem que seja por curiosidade. Quem sabe você não encontra alguma coisa interessante?

Os mercados de pulgas de Paris são o primeiro lugar para procurar roupas vintage e de segunda mão, mas há também uma série de excelentes boutiques que podem ser encontradas nas ruas ao redor do Centro Pompidou e Les Halles. Esses lugares são pontos turísticos um pouco fora do roteiro “museus e galerias”, mas também muito importantes se você quiser experimentar a cultura Parisiense de uma maneira mais aprofundada.

A Boutique Igleide (12, rue de la Grande-Traunderie) é especializada em roupas vintage chic e acessórios, enquanto que o Kiliwatch (64, rue Tiquetonne) tem uma mistura de antigos e novos, bem organizado e com um preço ligeiramente mais alto. Vale a pena conferir.

Para o “Vintage Couture”, visite as três boutiques do Palais Royal de Didier Ludot (20-24 Galerie Montpensier e 125 Galerie de Valois, Jardin du Palais Royal, www.didierludot.com). Uma das boutiques é dedicada somente a vestidos pretos – imperdível!

Em St-Germain-des-Prés você pode encontrar alguns colecionadores, incluindo Ragtime (23, rue de l’Echaudé), com roupas antigas datam de 1860 e 1970, e Le Depot Vente de Buci (4-6 Rue de Bourbon-le-Château), vendendo muito roupas e acessórios dos anos 80.

Qual e a diferença entre vintage e peças normais de segunda mão?

Tanto o vintage como as roupas de segunda mão são usadas, mas nas lojas de roupas usadas você vai encontrar de tudo, coisa boa e porcaria.

Vintage eh um estilo, você encontra muito Chanel, Dior, roupas realmente especiais que valem ate mais do que os modelos novos. Se você não esta muito certa de que quer investir muito em uma roupa estilo vintage, que tal comprar uns óculos, ou algumas bijuterias deste estilo? Sempre dará um toque especial no seu visual. Experimente!

Leia mais sobre compras em Paris:

Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris

novembro 24, 2010 | Posted in Compras em Paris | By

Compras baratas em Paris

Paris não é necessariamente famosa pelas roupas com baixo preço, e sim por artigos de luxo, com preço bem acima da média. Este artigo tem como objetivo mostrar um pouco das opções que você tem quando procura por lugares para comprar roupas baratas de alta qualidade a preços baixos: As lojas outlet e lojas com grandes descontos em Paris.

Afinal o que são lojas outlet? Estou comprando o que?


Lojas outlet:

São lojas especializadas em vender artigos de marcas famosas de estações passadas. Nestas lojas você encontra artigos de grande qualidade com descontos de ate 70%.

É o destino principal de compras dos parisienses, que procuram roupas em estilo mais clássico (os básicos: roupas em cores neutras, etc)

Stocks:

Outro nome que se vê para as lojas outlets, ou seja roupas que ficaram no estoque da boutique/loja e não foram vendidas no lançamento. Em resumo, “stock” refere-se a mercadorias que sobraram da(s) última(s) temporada(s) de uma determinada boutique. Geralmente é reduzida em cerca de 50 por cento, e não está disponível em todos os tamanhos ou cores

Devoluções e trocas não são aceitas na maior parte das vezes (experimente antes!). Uma loja destas não é o lugar para equipar-se com uma coleção das últimas tendencias da moda, mas pode ser uma grande oportunidade para comprar bons clássicos de qualidade, como um blazer de lã bem cortado, a um preço muito razoável.

Promoções:

São descontos especiais na linha atual, em uma ampla gama de tamanhos. Nestas lojas você encontra o que há de mais atual. É o lugar ideal para apimentar o seu visual com as últimas tendencias da moda, não esqueça, quando o verão termina aqui, está começando no Brasil.

Degriffes:

Indica que os rótulos dos designers foram cortadas. Essas lojas são, na maioria das vezes muito mais baratas do que as outlets porque as roupas não tem mais a etiqueta.

Dica:

  • Em jeans, por exemplo, você pode ver a marca original olhando o botão da calca, por exemplo, porque eles não tiram “todas” as peças que mostram a marca, só a etiqueta externa. Dá pra saber qual é a marca se você procurar bem.
  • Essas roupas “degriffes” são classificadas como “não boas o suficiente” para receber a marca do designer. Em resumo, tem algum defeito. Normalmente estes defeitos são:
  • Roupas com etiqueta de tamanho errada: uma camisa que é tamanho 38 com etiqueta 42. Nestas lojas você tem de experimentar as roupas ou comparar o tamanho.
  • Pequenos detalhes como uma bainha mal costurada. Avalie se são pequenas coisas, ainda vale a pena comprar.
  • Manchas: Algumas manchas sutis podem comprometer a qualidade da roupa: Mas não o suficiente. Eu, por exemplo tenho umas calcas Calvin Klein que apresenta umas manchas mais escuras imperceptíveis – só vejo mesmo se eu colocar na luz.

Estes pequenos defeitos não são o suficiente para comprometer a durabilidade e caimento da sua compra, as roupas ainda são de alta qualidade.


Soldes: Saldos, exibidas para anunciar as vendas a vista, normalmente em finais de estação e depois do Natal.

É o principal alvo dos turistas que vem do hemisfério sul, porque se beneficiam da estacão “ao contrario”, ou seja, quando o inverno esta terminando aqui (e as lojas começam os saldos) é hora de começar a pensar em roupas de inverno no hemisfério sul. Você não precisa esperar um ano para vestir as roupas.

Onde encontrar estas lojas em Paris? Endereços aqui:


A linha 4 do metro vai levar você a 2 diferentes lugares famosos pela grande concentração de lojas outlet:
Rue d’Alesia:

Entre a Place Victor Basch (na Avenue du General-Leclerc) e Rue Didot, no 14 º Arrondissement.
Peque a Linha 4 do Metrô em direção à Porte d’Orleans até à estação Alesia e caminhe para oeste na rua Alesia, ou simplesmente siga a multidão.
Esta área é fundamental para quem está a procura de lojas outlets, por toda a rua você vai encontrar lojas fantásticas de suas marcas favoritas. As minhas dicas, nesta rua são:

Dorothee Bis Stock (74) e Dorotennis (mesmo prédio), para a coleção outlet estilista, uma das lojas e para malhas e outra para artigos esportivos.

Banco de dois (92), para comprar marcas Daniel Hechter

Kookai (111 Bis) para comprar Kookai (o próprio nome diz, não e mesmo?)

Cacharel Stock (114) para comprar Cacharel (obvio… ;P)

Jerry Difusão (118), para Chantal Thomass

Evolutif (139), para comprar Kenzo, Yves Saint Laurent, e Cerutti.

A Rue d’Alesia tem várias cervejarias, restaurantes franceses e fast food. Você pode passar um pedaço da manha la, almoçar e seguir passeando pelo local depois.


Rue St-Placide

Outra rua com uma series de lojas outlet. Fica entre a Rue de Vaugirard e Rue de Sèvres, no 6 º Arrondissement. Para este destino, a saída da Linha 4 em St.-Placide, a oeste dos Jardins do Luxemburgo. Fica bem no centro, fácil de ir.

Esta pequena rua tende a ficar atolada com turistas e compradores.

O grande atrativo é o Mouton à Pattes Cinq (8 e 18 Rue Saint Placide) são quatro boutiques diferentes, cada uma com sua própria ênfase.

Nesta rua, a minha loja favorita é Pilou (9), com degriffes Guy Laroche, imperdível!

Algumas destas lojas tem “Monnai des Affaires”, com uma área para remexer, com preços realmente baixos. Em português claro é o “balaio” da loja.

A maior parte das roupas encontradas nestes balaios realmente mereceram ir pra lá (são medonhas ha ha), mas não custa nada dar uma olhada, para encontrar blusas pretas, echarpes, malhas de cor neutra e coisas não muito esquisitas.

As vezes temos sorte.

Outras ótimas boutiques no centro de Paris:

Mendes (65 Rue Montmartre) para Saint Laurent e Lanvin

Soldes Lanvin Trois (3 Rue de Vienne) para Lanvin , em cerca de metade do preço;

Pierre Cardin Stock (11 Boulevard Sebastopol)

Emmanuelle Khanh (6 Rue Pierre Lescot).


Se você está procurando designers da alta costura, vale a pena a caminhada até
La Vallée (em Marne-la-Vallée, A4 RER Val d’Europe, www.lavalleeoutletshoppingvillage.com)

Com pelo menos um terço fora dos preços regulares em lojas elegantes

Anne Fontaine

Kenzo, Diesel

Lancel

MaxMara

Nina Ricci

Mandarina Duck

Versace

Camper

Charles Jourdan

Fica a uma estação de trem da Disney, mais ou menos 40 minutos do centro de Paris.

A melhor maneira de ir as compras nestes locais é pensando em passear, com uma lista de coisas que você precisa comprar. Relaxe, divirta-se e aproveite o passeio. Tire fotografias. Vá em grupo.Para mais informacoes sobre o Vallee la Vilage, leio o artigo La Vallee Vilage, o paraiso das compras a 40 minutos de Paris

Não entre em stress do tipo: Estou aqui a mais de 1 hora e não comprei nada… Pare, tome um café, leia a sua lista de novo e vá em frente.

Pense bem no que você vai comprar nestas promoções porque essas roupas são de alta qualidade e vão durar muito. Não vale a pena comprar umas calcas Armani vermelhas, por exemplo. Compre bege, azul escuro, marrom, preto, algo que daqui a 10 anos ainda seja usável.

Dicas de roupas para serem compradas em outlets:

Camisas brancas, bege ou pretas. Calças tipo social de cores neutras. Pulovers, cardigans, malhas de cashmira, casacos e blazers. Vestidos tipo “preto básico”. Saias retas de cores neutras. Sapatos e botas de cor neutra. Jaquetas de couro. Luvas, chapéus, etc.

Não compre coisas esquisitas só por causa da marca, mantenha-se fiel ao seu estilo, procure bastante e divirta-se!

Boas compras!

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Dicas de turismo em Paris: Roteiros temáticos

novembro 22, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Estabelecer roteiros baseados em temas específicos torna muito mais fácil e produtiva as suas férias.O tipo de visita e passeios a escolher depende muito do tipo de experiencia que você quer ter em Paris. Paris é o centro turístico mais visitado no mundo, e não é a toa! Existe a Paris histórico- cultural, a gastronômica, a social, artística, religiosa, Paris para crianças e mais um infinito de opções.

Que tipo de turista é você? Quais são as suas prioridades de passeio ou experiencias que quer ter?

Vamos analisar alguns tipos de roteiros temáticos baseados em algumas prioridades:

Turismo Histórico cultural:

Este é o principal e mais comum tipo de turismo. É altamente recomendado para quem vem pela primeira vez e gosta de historia, palácios e museus.

Não vou aqui listar todos os Museus que você pode ir, mas se você pretende seguir este roteiro, aqui vai umas dicas:

  • Hospedagem:

Hoteis/albergues no centro da cidade (fique perto do metro!) são o indicado para você.

Aconselho a cadeia de Hotéis do Grupo Inter Continental, onde você vai encontrar hotéis conhecidos como o Holiday Inn; eu tenho ate cartão de usuário frequente, o que me da 20% de desconto no minimo nestes hotéis (eu já me hospedei no Holiday Inn em Paris, Hong Kong, Thailandia – Phiphi Island e Phuket). Estou aconselhando porque eu já testei o bastante para garantir que são bons.

Mas toda a rede Inter Continental é ótima. Você tem o link do web site da Intercontinental aqui no blog, com um minimo de 20% de desconto. Voce pode pesquisar por hoteis aqui mesmo no blog.

Albergues baratos: eu aconselho o site do Hostelworld, que tambem tem aqui no blog o link. Já utilizei o Hostelworld para uma viagem a Normandia (fica perto de Paris) e gostei muito do hostal – superbarato.

  • Passes de museu/metro/Bus tour (passeio de onibus turistico, onde você para onde quer e depois pega o próximo para seguir o passeio).

Para quem vai visitar muitos museus e seguir este roteiro cultural de Paris, aconselho firmemente o Paris Pass. Também provado e aprovado por mim. Eles dão um guia turistico (livro de 120 paginas) para você seguir. Comprei um passe de 2 dias e foi ótimo. Com um passe destes na mão você vai passear pelo Sena de barco, vai degustar vinhos em adegas, e claro visitar tantos museus quantos você quiser.

  • Não precisa mais nada.

Turismo Gastronômico

  • Segundo tipo de turismo mais popular, principalmente entre os Norte-Americanos.
  • Neste caso aconselho ficar em Hotel com café da manha incluído, o que não acontece na maior parte do albergues. Aconselho Hotel mesmo.
  • Para ter uma verdadeira experiencia gastronômica sem gastar uma fortuna, adira a programas do tipo  Restoprive (Restoprivé – Page d’accueil) , por exemplo, que da descontos incriveis pela internet, se você reserva através deles você vai economizar muito.
  • Outro programa incrível é o Lafourchette, parecido com o Restoprive, com a diferença que você não precisa pagar pelo restaurante online, você só faz a reserva, tem descontos tambem e o site deles é , na minha opinião, melhor para quem não fala francês (você pode mudar o idioma), alem de poder fazer pesquisa por área em todas as regiões de Paris.
  • Ambos os programas eu aconselho. Vá ao site deles, inscreva-se e comece a receber as novidades. Assim você já vai tendo uma ideia dos preços e dos restaurantes (os sites tem montes de fotos). Inscrever-se para receber o e-mail deles é  de graça. Eu uso os 2 programas.
  • Eu tambem aconselho viajar um pouco ao norte a ter uma verdadeira experiencia com queijos franceses. Você pode encontrar informação aqui no blog sobre vários lugares incriveis e perto de Paris na Normandia – este é o lugar para experimentar queijos e afins.
  • Quem vem pensando passear pensando na gastronomia francesa vai se beneficiar se tiver com um laptop ou netbook, iphone, etc. É a melhor maneira de consultar os sites, ver onde ir, olhar mapas e etc. Não aconselho livros impressos, aconselho mapas.
  • Compre vários “carnets” de 10 tickets para usar no metro, não precisa comprar um passe.
  • Instale um dicionario ou tradutor no celular – só pra per certeza de que você esta pedindo a comida certa no restaurante.
  • Dica: existem vários restaurantes caríssimos em Paris, alguns eu já experimentei e posso dizer: a comida não é muito, muito melhor do que os restaurantes com preços razoáveis. Experimente também o restaurante dos hotéis que você ficar, geralmente são ótimos.
  • Nos restaurantes, opte pelos menus prontos, com entrada, prato principal, saladas e sobremesa.
  • Não esqueça dos vinhos!

Turismo Religioso

Esse é o tipo de turismo mais barato, a maioria das catedrais, igrejas e afins são de graça.

Eu fiz muito esse tipo de turismo quando adolescente, não por questões religiosas mas porque as catedrais da Europa são uma experiencia a parte. Vale a pena.

Você só precisa de:

  • Um guia turistico (pode ser impresso, não muda nada a anos mesmo).
  • Um passe de metro ou “carnet” de bilhetes.
  • Um mapa
  • Bons sapatos para caminhar por ai.
  • Se for verão, cuidado com os shorts, as vezes eles não permitem a entrada de pessoas com roupas muito “abertas”.
  • Veja as programações culturais das paroquias, geralmente tem afixado nas portas concertos de órgão, canto, canto gregoriano, etc. De graça! Pra quem gosta de musica sacra a Notre Dame tem ótimos cantores, se você gosta pode ir a missa de domingo la.
  • Não perca a oportunidade de visitar as principais catedrais de Paris ao entardecer, o sol batendo nos vitrais deixa a catedral com um ar magico.

Hospedagem:

Qualquer lugar perto do Metro, mas não na área da Gare du Nord (essa e a área do Mulin Rouge). A 19eme fica um pouco fora do contexto do passeio, porque é a zona de prostituição, etc.

Melhor para outro tipo de “roteiro”.

Aconselho albergues em geral, hotéis pequenos e baratos, no centro.

Paris para crianças:

  • Viajando com crianças? Escolha um dia para ir a Disney Paris (site oficial), Ao Parque do Astérix (site oficial) entre outras diversões como as praças e jardins no centro da cidade (O Jardim de Luxemburg não pode faltar no roteiro!)

Faça um picnic a beira da torre Eiffel, use os parques e divirta-se! Todos os dias as 10 da noite tem um espetaculo maravilhoso na torre eifell que fica toda iluminada, vale a pena ver! As criancas vão adorar e voce tambem.

  • Alojamento:

Recomendo alugar um apartamento em vez de ficar em hotel.

De uma olhada no site do Residhotel.  Já usei os serviços deles e adorei.

No próximo artigo escreverei um pouco mais sobre outros roteiros, tais como Turismo Artistico, Social (Paris durante a noite!) e Compras em Paris (Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris).

Ate breve!

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Viagem de Trem: A melhor forma de ver a Europa

novembro 18, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Dicas de Turismo:
Viagem de trem pela Europa é conveniente e barata. Com uma ampla variedade de destinos, passagens e horários, você pode usar o seu tempo da melhor maneira possível.

Relaxe em um cômodo ambiente, escute a língua local e observe as paisagens do pais a passar pela sua janela.

Veja essa lista de algumas das vantagens do trem em comparação com o avião e o automóvel. Por que viajar de trem?

1. Melhor uso do seu tempo

Graças aos serviços frequentes você normalmente tem a flexibilidade de escolher o horário que mais convém. Para viagens com duração entre 1 e 4 horas (200 a 900 km) o trem de alta velocidade te leva ao destino, o centro da cidade – você não quer ter de gastar mais dinheiro em taxi para chegar ao seu verdadeiro destino.

É mais rápido do que viajar de avião, dando a você mais tempo para o que interessa: aproveitar as cidades. Com viagens de centro a centro das cidades, terminou o tempo perdido sentado no aeroporto ou viajando a um aeroporto distante (as viagens de avião Low-cost não te levam para os aeroportos principais!) E com uma média de 90% a 95% de pontualidade, a economia de tempo é ainda maior.

Mas fique atento: os trens são pontuais, não chegue atrasado!

2. Com passe de trem é mais barato!

Com uma variedade de Passes de Trem e passagens Ponto a Ponto que cabem em todos os bolsos, além de ofertas especiais habituais, você pode fazer com que o seu dinheiro dure mais. Reservar com antecedência significa não ter que ficar na fila para comprar passagens nas estações mais procuradas, e também economizar.

3. A melhor forma de ver (mesmo!) a Europa

Você veio à Europa para ver a Europa – por que perder tempo voando sobre ela? Em vez disso, recline o assento e aproveite o burburinho das línguas europeias ao seu redor. Admire as paisagens. Tire fotos, filme! Aprecie os pontos turisticos no caminho! Para uma autêntica experiência europeia, viaje de trem!

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Dicas de Turismo: Seja um “smart traveler”, conheça as vantagens de viajar leve

novembro 17, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

A sua habilidade em fazer as malas vai determinar o sucesso ou a falha em viajar leve. É importante saber como ser um “smart traveler”, começando pela maneira de como você arruma as suas malas!

Como fazer as malas de maneira a aproveitar as férias ao máximo sem lidar com problemas de carregar um enorme peso de um lado para outro?

Se você esta pensando em viajar por vários lugares e não pretende pagar diária em hotel só porque “as suas coisas tem de ficar em algum lugar”, este artigo é o que você esta procurando.

Viajar leve é uma arte. Nem todas as pessoas entendem como é melhor ter pouca coisa para carregar em uma viagem. Quando fazemos uma viagem internacional qualquer que atravessa um dos oceanos as companhias aéreas lhe dão o direito a carregar 36 quilos da bagagem – Como acontece com os voos do Brasil para a Europa (você atravessa o oceano atlântico). Acontece que se você vai fazer viagens internacionais pela Europa (não atravessando oceano), por exemplo, essa regra não funciona (você só pode carregar 20 quilos) e afinal você tem de deixar muita coisa pelo caminho.

Viajar com o peso da mala “no limite” impede muitas vezes você de comprar coisas interessantes pelo caminho – não há mais margem.

Existem viajantes frequentes que depois de muitas viagens ainda não aprenderam a viajar leve, tentando a toda viagem carregar menos coisas mas assim mesmo muito mais do que o necessário.

Os Brasileiros são conhecidos internacionalmente como os viajantes mais pesados na Europa, seguido pelos Chineses – os chineses não tem o direito a carregar 36 quilos porque a viagem apesar de longa não atravessa o oceano (eu sei disso já vivi na China – só e permitido 20 quilos), com a diferença que os Brasileiros chegam já com mala pesada, e os chineses partem com a mala carregada de compras. Por isso também os brasileiros são muitas vezes barrados nos aeroportos internacionais – quem acredita que uma pessoa que vai ficar passeando pela Europa precisa carregar uma mala de 36 quilos? Quem viaja leve não tem problemas na alfandega.

Então aqui vão algumas dicas de como se tornar um “smart traveler” e começar a viajar leve, contribuindo não só para a saúde das suas próprias costas como é uma maneira educada de compartilhar o espaço no avião – afinal o voo não e só para a gente não e mesmo?

Aqui vai uma lista rápida de dicas:

Faça uma lista de o que você vai precisar durante a viagem:

Para ser um “smart traveler” você deve saber programar escrevendo uma checklist. As listas são muito uteis para fazer você não esquecer do que e importante e deixar de lado o que não precisa.

Uma checklist dividida por categorias é útil: Separe a lista em categorias tais como:

1.Produtos de higiene pessoal: Leve em conta o tipo de hotel que você vai – a maioria das coisas que você leva são encontradas no seu quarto de Hotel – não perca tempo nem desperdice espaço levando sabonete, por exemplo. Se você não se adaptar aos produtos do Hotel (eu recomendo levar o seu próprio shampoo e condicionador em embalagem pequena). Não esqueça que você pode comprar de o que precisa em um supermercado. Paris tem excelentes produtos de higiene pessoal para todos os bolsos, aproveite a viagem para experimentar. Então, o que levar: a sua própria escova de dentes de viagem e creme dental pequeno (você vai precisar disso na bagagem de mão para escovar os dentes durante o voo). Escova de cabelo, pente, remédios, maquiagem (um kit pequeno!), para os homens – giletes ou barbeador.

  1. Roupas: já escrevi um artigo Outono e Inverno em Paris! O que colocar na mala? falando sobre isso, recomendo mesmo a leitura,
  2. Sapatos: Um par de sapatos de noite (leia-se salto alto para as mulheres). Somente um par ou nenhum, aproveite para comprar um par novo durante a viagem. Paris tem sapatos sensacionais! Já é uma desculpa para ir as compras!
  3. Documentos e eletrônicos: Como já disse antes no artigo Dicas de turismo, voce esta preparando para uma emegencia durante as ferias? tenha a copia dos seus documentos em sua caixa de email. Copias em papel só servem para acrescentar mais peso a sua mala de mão Leve o seu netbook ou notebook na viagem com musica, livros em PDF, mapas e guias. Não carregue um monte de livros a toa. Recomendo ter um netbook na viagem para uma família, não carregue vários. Se você esta viajando com filhos adolescentes, deixe para eles a tarefa de organizar isso, não carregue vários notebooks em um mesmo grupo. Não recomendo laptops pois são muito grandes e pesados.Carregadores das maquinas de fotografia, ipods, etc. Tente trazer um carregador universal se possível, ou verifique o que pode ser carregado no seu netbook com um único cabo USB.
  4. Enrolar as roupas para colocar na mala: Funciona?É um mito:para algumas pecas sim, mas basicamente roupas interiores e meias (que devem ficar nos cantos da mala e entre os espaços deixados pelos sapatos por exemplo). E melhor colocar as roupas o menos dobradas possíveis ocupando todo o espaço da mala, fazendo então varias camadas de roupas.
  5. Mantenha-se monocromático o tanto quanto possível:Isso mesmo: escolha uma cor (neutra) e mantenha os mesmos tons. Roupas claras exigem ser lavadas mais frequentemente, cores recomendadas:Todos os tons da cinzaTodos os tons de castanho ou marromTodos os tons de verde (verde oliva e muito bom para viagens, combina tanto com cinza como com marrom)Preto (evite se estiver viajando no verão)Todos os tons de azul
  6. Coisas a evitar:Varias calcas blue jeans (são todas mais ou menos iguais mesmo…)Rosas pink, amarelos, vermelho, cores vibrantes em geral misturadas.Mais de 2 maquinas fotográficas por família.Mais de 2 netbooks por família.Sapatos não confortáveis.

E você? Costuma viajar leve ou sempre carrega uma mala enorme? Quais as vantagens de uma opção e outra? Deixe a sua opinião! Deixe o seu comentário!

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

10 Dicas para fazer férias baratas em Paris

novembro 15, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Dicas de turismo: Como economizar durante as férias?
Férias em Paris! Outono, Inverno, Primavera ou Verão. E sempre boa estacão para visitar Paris.
Ao contrario do que se pensa, Paris pode não ser tao caro assim. Viajar planejando bem os seus dias e observando as suas prioridades vale a pena. Afinal você não que ficar sem dinheiro durante as férias, não e mesmo?
Viagens à Europa podem custar caro, ainda mais se você quiser is a muitos museus e restaurantes, por exemplo.

Mas relax! Com um pouquinho de organização, tudo pode ser feito. Se você planejar e seguir os meus conselhos abaixo, sua viagem tem tudo para ser maravilha. Se voce souber administrar bem os seus gastos, podera ainda voltar para casa com dinheiro (ou sem muitas dividas!).

1. Planeje a sua viagem para Paris ou outro lugar da Europa antes, especialmente se ela for uma viagem a solo (se voce não for usar pacotes ou excursões), que eu acho bem melhor. Você terá autonomia para escolher os lugares mais adequados ao valor que você está disposto a gastar. O grande problema de viajar com um grupo desconhecido e que as vezes você perde um tempo enorme em lugares que não iria se tivesse tido a opção de escolher. Pesquise, faça roteiros, leia sobre os destinos e quanto mais ou menos se gasta por dia em cada um deles.

2. Compre a sua passagem também com antecedência. Quanto maior for a antecedência, maiores são as suas chances de achar preços melhores. Os preços das passagens aérea varia bastante. Eu aconselho comprar pela internet que sai mais barato.

3. Em Paris não existe “baixa temporada”, mas épocas como Natal e Réveillon são muito concorridas. Isso significa que se você vier nesta época, aconselho programar bem e não deixe para comprar tickets de operas, teatros e outros espetáculos na mesma semana. Eu aconselho comprar com pelo menos 2 semanas de antecedência.

4. Quando voce for planejar a sua viagem, pesquise sobre os hotéis ou hostais na internet. Livros nunca vão ser mais atualizados que a internet. Confira os preços, procure as promoções, veja o que e melhor, se hotel, hostal, alugar apartamento, etc.
Alias alugar apartamento e ótimo para quem vem com a família para passar o Natal, por exemplo, vocês podem programar uma bela ceia em casa mesmo. Muito mais barato e com direito a arvore de Natal e tudo mais! Para quem tem filhos pequenos e uma ótima dica, eles não gostam muito de ficar um tempo enorme em restaurante.

5. Aproveite para experimentar os restaurantes locais saindo um pouco da área turística. Já dei aqui dicas aqui sobre restaurantes que oferecem ate 50% de desconto para quem fizer a reserva pela internet.

6. E claro que você vai querer visitar alguns museus, então, é recomendável que você compre o paris passe para economizar nos museus (um passe de 2 dias e suficiente). Além de economizar, você vai economizar também seu tempo, muito valioso em viagens. Em cidades onde o fluxo de turistas e grande, as filas para comprar as entradas podem ser enormes.

Voce pode comprar o passe de museu/metro “Paris Pass” aqui:


60 Ways To Save In  Paris - Paris Pass, Buy Now

7. Evite trocar o seu dinheiro nos aeroportos. A diferença das taxas, em relação a outros pontos de troca pelas cidades sao altas. Traga Euros, não traga dólares, porque trocar Real-Dolar e depois dolar-euro não e vantajoso. Esqueça os dólares se vier para a Europa, OK?

8. Se você pretende conhecer vários lugares (cidades), compre bilhetes para o trem noturno e aproveite para dormir na viagem, caso o trajeto seja longo, assim você já economiza na diária de hotel. Veja aqui no blog o link para o web site da rail europe. Ali você vai encontrar links para todas as opções de passes de trem por toda a Europa!

9. Utilize cartão de crédito para sacar dinheiro. Analise bem as taxas que voce tem de pagar, mas normalmente elas costumam ser as melhores.

10. Comunique-se com a família por e-mail. E muito mais barato do que telefone.

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

40 Dicas de Turismo em Paris: Como aproveitar ao máximo as suas ferias!

novembro 13, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Mais dicas de Turismo para que as suas ferias em Paris sejam fantasticas!

1.As Galerias Printemps (ficam perto das Galleries Lafayettes – na mesma area da Opera Garnier- metro L’Opera) oferece um serviço de concierge para turistas estrangeiros para conseguir entradas para shows ou clubes noturnos.

2.Chegue cedo na estação de trem pois os detalhes de chegadas e partidas são difíceis de entender em um idioma estrangeiro. Boa viagem!

3.Aproveite o bom tempo para fazer um piquenique no Canal St Martin na primavera ou verão.
Se tiver tempo, visite o Vale do Loire, Chambord e Chenonceau que são castelos incríveis!

4.O Chateau de Versailles vale a pena visitar: pegue o trem linha Versailles-Chateau-Rive Gauche que segue o rio Sena e pare próximo ao castelo para aproveitar o cenário do caminho.

5.Arranje um tempo para uma taça de champanhe no St Pancras Champagne Bar antes de tomar o Eurostar caso você esteja viajando de trem.

6.No verão, você pode dançar tango ao ar livre no Quai d’Austerlitz! Bom se você não sabe ou não gosta de se expor assim, vale a pena olhar os outros também!
7.Apesar do metrô de Paris ser ótimo, muitas estações não têm elevadores ou escadas rolantes, evite carregar malas muito pesadas!

8.Os guias turísticos que ficam do lado de fora de Pere Lachaise adaptam seus tours de acordo com seus interesses. Negocie o preço antes!

9.Há um passeio de patins semanal em Paris: aos domingos para principiantes, sextas para quem tem mais experiência. É uma tradição no Natal!

10.Há um cinema ao ar livre em La Vilette no verão,
11.Explore as ruas menos conhecidas para conseguir melhores preços e encontrar lojas mais interessantes.
12.Recomendo La Musee de la vie Romantique no verão: lindo local e tem um ótimo salão de chá.
13.Procure o aviso de “Hotspot” no seu trem: significa que Wi-Fi está disponível a bordo.
14.Se seu orçamento está apertado, pegue o ônibus linha 42 para fazer um tour barato de Paris.

15.Você deve subir o Grand Arc of La Defense para uma vista espetacular da cidade.

16.Torre Eiffel à tarde, com suas luzes brilhante, é uma visita obrigatória!
17.Se você estiver em Paris em outubro, “La fete des vendanges” em Montmartre é uma boa opção.

18.Tome chá com bolo no Fauchon ou Laduree.

19.Faça o passeio de um dia no ônibus turístico e pare nos pontos turísticos ao longo do dia.

20. Um passe de 3 dias para a maioria dos pontos turísticos terá a metade do preço normal e você não precisara entrar na fila para comprar o ticket! De uma pesquisada no Paris pass, que ainda vem com passe de metro junto.

21.Tente programar a sua viagem para estar em Paris no primeiro domingo do mês. Todos os museus são gratuitos, inclusive o Museu do Louvre.

22.Assegure-se de ser pontual, pois os trens são!
23.O sistema de metrô de Paris e ótimo e os ônibus RER também são fáceis de usar! Se você não que comprar um passe, peca
24.O Marais é um bom lugar para visitar aos domingos, quando muitos lugares de Paris estão fechados. Tomar um brunch é uma tradição.
25.O Museu Le Bourget Air & Space não aparece muito nos guias turísticos, mas é uma visita obrigatória se o assunto te interessa.
26.A vista de cima do Pantheon é a melhor em Paris, não só na minha opinião como de muita gente, vá conferir que vale pena!
27.O centro de Paris tem um tamanho razoável, você pode ver muito em 4 dias, programe-se bem!
28.Leve seu melhor sapato para caminhadas! Escolha um sapato mais usado, não tente usar sapatos novos que podem ainda estarem muito duros.
29.É possível conseguir refeições baratas: faça um piquenique na Pont des Arts, visite as ruas de Rosiers para comer um felafel ou aproveite os melhores crepes de Paris no Breizh Café, em frente ao Museu Picasso.
30.Use os trens noturnos para viajar entre as maiores cidades e maximizar seu tempo de passeio durante o dia, durma no trem e acorde em outro lugar, cheio de energia para o passeio!
31.A Disneylândia de Paris fica próxima da cidade – seus filhos vão agradecer! É um dos pontos turísticos imperdíveis para quem viaja com crianças!
32.Áreas como 13th arrondissement, onde há uma grande comunidade chinesa, dão um toque diferente à cidade. Uma boa dica é o “Fleur de Mai” (61 avenue de Choisy) para uma excelente sopa.
33.Café no Les Deux Magots, caminhar pela rua des Rosiers em Marais, sentar-se ao sol na praça des Vosges….tantas coisas para fazer, programe bem o seu tempo mas não veja tudo na correria, desfrute os bons momentos, relaxe, você esta em férias!
34.O Museu Rodin não é muito grande ou cheio de gente e tem um lindo jardim com uma cafeteria. Vale a pena conhecer!
35.Viagens de avião podem ser econômicas, mas taxis de aeroporto são caros. Um passe de trem que possibilite ir do aeroporto ao centro é muito conveniente se você não esta viajando cheio de malas pesadas.

36.De Paris é fácil chegar até a Normandia de trem e a viagem vale a pena

37.Confira todas as possibilidades de passeios, viagens e passes de trens no site da RailEurope, que tem o link aqui no blog com descontos para os leitores (se você acessa o site pelo link você tem desconto maior).

38.Aproveite as promoções e dicas aqui do nosso blog! Você pode economizar muito usando as promoções e links de desconto.  39.De uma olhada nas opcoes de hospedagem no diversos links aqui do blog.

40.Viajando de trem, use o seu tempo a bordo para planejar o que quer ver, para tirar fotos das paisagens, para dormir, ou para comer. Relaxe!

41.Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Trabalhar em castelos, museus e bibliotecas em Paris

novembro 10, 2010 | Posted in Viver em Paris | By

Mais uma dica interessante de como viver em Paris de forma legal, com visto que da a autorização de estada, com possibilidade de mudança de status depois (você pode arranjar um emprego depois do programa e ficar em Paris com visto de trabalho) entre outras oportunidades!

O meu objetivo com o artdeviv.com e proporcionar a você opções e dicas de como realizar o sonho de viver na França, alem claro de dicas de turismo para você que esta interessado em visitar este pais incrível!

Você é fã de história, de arqueologia, da civilização antiga e tem mais 18 anos? Você será bem-vindo nos diversos locais de restauração e de pesquisas arqueológicas na França Que tal passar uma temporada em Paris (ou outra cidade da França) trabalhando em um museu, biblioteca, palácio ou castelo?

Você terá hospedagem gratuita, alimentação paga e fara um trabalho super interessante. Muitos estágios são efetivamente uma especie de intercambio onde você ate recebe uma ajuda de custo (dependendo do programa).

Se você esta interessado em conhecer um pouco da cultura Francesa e se integrar em uma atividade de alto nível cultural (diferente de vir para ca para trabalhar em uma pizzaria, por exemplo), procure informar-se a respeito dos programas de voluntariado.

Você não precisa ser um expert ou ter formação acadêmica na área! Esse tipo de trabalho voluntario tem o mesmo peso acadêmico de um intercambio ou, além de ficar “super bem” ter um trabalho voluntario internacional no currículo! Imagine quanta gente interessante você vai encontrar! Quantas historias para contar!

Você vai alem de colocar o seu currículo em um outro nível, conhecer pessoas e compartilhar informações , e quem sabe encontrar outras oportunidades depois de terminado o voluntariado!

A grande vantagem do trabalho voluntario e que não há tanta concorrência!

Informe-se no site Cheguei Paris, que eles podem ajudar no processo de escolha e seleção do melhor estagio para você!

Leia mais...

Trabalhar e estudar em Paris! Intercambio Au Pair em França!

novembro 10, 2010 | Posted in Viver em Paris | By

Viver em Paris: Dicas de como você pode fazer o seu sonho tornar-se realidade!

Se você sempre sonhou em percorrer o mundo, falar varias línguas, que tal tentar um intercâmbio como Au pair?

Você tem entre 18 e 28 anos? Gosta de cuidar de crianças? Então Au pair pode ser a solução para você conhecer a França!

A estada da “fille au pair” é a melhor forma de fazer um intercâmbio econômico, seguro, além de compartilhar o dia-a-dia de uma família francesa.

O programa Au pair é voltado principalmente (não somente) a pessoas do sexo feminino que buscam uma experiência de vida no exterior.

A “fille au pair” é considerada um membro da família que a acolhe, além de participar das atividades cotidianas, tendo a oportunidade de conhecer um novo país, viajar, explorar uma nova cultura e praticar o idioma. O programa normalmente e de 1 ano e você pode renovar ou não. E possível mudar o visto depois e simplesmente ficar no pais com visto de trabalho, portanto, se você esta pensando em vir trabalhar em Paris, Au pair pode ser um bom começo! Quando o seu intercambio estiver chegando ao fim, comece a procurar emprego, e quando o seu visto estiver vencendo (2 meses antes), você vai a prefeitura, pede para mudar de status comprovando que já tem emprego garantido (por isso e importante começar a procurar emprego antes do intercambio terminar!)

No intercambio Au pair você terá à sua disposição um quarto individual, receberá uma ajuda de custo (tipo uns 80 euros por semana – os valores variam de família para família) e compartilhará das refeições junto aos membros da casa – você não tem de pagar alojamento nem comida. Muitas vezes você ira viajar com a família de férias também – sem pagar nada. O principal objetivo é que a participante aproveite cada momento de sua estada, criando bons laços e adquirindo novos conhecimentos. Dependendo da família, pode ser necessário ter carteira de motorista – mas você pode ser Au pair em Paris sem carteira de motorista, não há obrigatoriedade.

A “fille au pair” deverá ajudar (nao é empregada nem faxineira, é so ajudar mesmo) a família a cuidar das crianças e também freqüentar uma escola de francês. Todos os recursos possíveis estarão ao seu alcance para que ela possa não só aperfeiçoar a linguá francesa, como também viver momentos inesquecíveis !

Para maiores informações, vá ao web-site do Cheguei Paris

Boa sorte!

Leia mais...

Dicas de Turismo: Você esta preparado para uma emergência durante as férias?

novembro 7, 2010 | Posted in Turismo dicas | By

Planejar férias na Europa normalmente já e o começo da diversão.

Como é bom começar a pesquisar lugares para ir, planejar passeios, checar os pontos turísticos do lugar, restaurantes e hotéis!

Como já diz o ditado, devemos ter esperança de que tudo ira correr bem mas estar preparado para o pior (esse ditado funciona melhor em inglês: Hope for the best, prepare for worst).

Não quero assustar ninguém, normalmente tudo corre bem nas férias, mas as vezes pequenos contratempos podem transformar as suas férias ou parte dela em um momento meio difícil ou cansativo.

Aqui vão algumas dicas simples para evitar pequenos problemas:

  1. Tenha copia de todos os seus documentos, cartão de credito, telefone de contato da sua seguradora (seguro de saúde e obrigatório para viajar), entre outros dados importantes na sua caixa de e-mail. Se você precisar, vá ao ciber café mais próximo ou mesmo no hotel e imprima. Não precisa andar com montes de papel na mala. E fácil: com a sua maquina fotográfica, tire foto de todos os documentos de forma que fiquem legíveis, passe para o computador e mande um e-mail com as fotos anexadas para você mesmo e para as pessoas que viajam com você. Caso aconteça alguma coisa seria as pessoas tem acesso a copia dos seus documentos. Copia em papel na mala pode desaparecer junto com a sua mala.

  2. Entre em contato com pessoas que moram no Pais que você vai para ter uma referencia em caso de urgência. O artdeviv.com por exemplo pode ser usado para isso também, e só me contatar que eu farei o possível para ajudar ou indicar alguém para ajudar. Use fóruns, blogs, Orkut, etc. Tenha mais de um contato só para garantir. Não precisa “marcar encontro” com as pessoas ou mudar o seu roteiro de ferias, mas avisar que esta vindo e que caso precise vai entrar em contato. Tenha o numero de emergencia do Consulado, mas lembre que para eles emergencia e morte, acidente serio, tsunami, prisao… tem de ser mesmo muito serio para eles ajudarem.

  3. Não tenha vergonha de pedir ajuda, se você precisa de algo, pergunte, corra atras.

  4. Viaje com diferentes formas de “dinheiro”, cartão de credito por si só não e seguro porque pode ficar preso em uma maquina. Traga mais de um cartão, dinheiro, travelers checks, diversifique.

  5. Viaje leve: não venha passear preocupado em não repetir roupa, em “fazer bonito”, traga pouca roupa, e coisa que se desaparecer você não fique no prejuízo. As malas podem se perder. Verifique o seguro (quanto que a seguradora paga em caso da perda da mala – e coloque mais ou menos o mesmo valor em roupas dentro – conte o valor da mala também). Não faça “enxoval” para a viagem, economize o dinheiro e gaste durante o passeio com coisas interessantes ou que você precise no momento – o sapato arrebentou? Compre outro aqui!

  6. Traga uma receita original dos remédios que você tem de tomar – mesmo trazendo a dose necessária- sempre e bom prevenir em caso de um roubo ou perda da mala ou bolsa com os remédios.

  7. Não viagem sem dinheiro: e sempre bom ter um extra, mesmo que você não pense em gastar, mas nunca se sabe…

  8. Tenha uma lista de mais 3 hotéis na mesma área do seu hotel. Se por acaso você chegar no hotel e afinal deu um problema no computador e a sua reserva desapareceu do computador…. você tem como procurar outro por perto, ou mesmo pedir para eles ligarem e arranjarem uma reserva. Já aconteceu comigo de chegar e afinal não ter a reserva…

  9. Tente comprar um bilhete de avião que chegue a uma hora “normal” no aeroporto. As vezes o voo chega as 3 da manha e não há mais transportes para pegar. Nem todo aeroporto tem taxi 24 horas. Verifique o horário da sua chegada e avise no hotel a que horas você provavelmente vai chegar, para eles não cancelarem a reserva antes – dependendo do hotel você tem de fazer a opção “late check-in” para eles segurarem a reserva ate mais tarde caso você chegue depois das 14h. Também e boa ideia ter o telefone do hotel a mão caso precise telefonar. Tenha o endereço do hotel em escrito caso você não domine a língua muito bem.

  10. Sempre que possível viaje com o seu netbook/laptop/notebook. E sempre mais fácil arranjar um lugar com internet wireless do que ciber cafés com computadores a disposição. Uma vez foi muito útil (eu estava em uma ilha na Thailandia) poder abrir o laptop e mostrar o e-mail do hotel com a confirmação da reserva.

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

Leia mais...

Custo de vida em Paris: Viver em Paris sai caro?

novembro 6, 2010 | Posted in Viver em Paris | By

Viver em Paris faz parte do sonho de muita gente, e não é impossível!

Na verdade, depois de conseguir o visto, o maior problema é onde morar.
Os alugueis não são baratos e na maioria das vezes tem uma burocracia enorme para conseguir alugar alguma coisa.
Eu já disse e digo de novo que, se você fizer as contas, morar em Hostal (albergue ou pensão) é uma ótima opção no inicio.
O preço de um apartamento pequeno em Paris não custa menos de 1000 Euros e montes de dor de cabeça por causa da burocracia.
1000 divididos por 30 dias (um mês) sai 33.33 etc por dia.
Você pode pagar um hostal com menos de 10 euros por dia, sem problemas de burocracia, com alguém para limpar o banheiro todo dia! (os hostais tem pessoal de limpeza!) Outra vantagem é que se você encontra um emprego do outro lado da cidade e só mudar de Hostal, não precisa ficar procurando emprego em lugar perto ou com transporte acessível.


Claro que você pode dividir o apartamento, então pagaria somente 15 Euros, mas teria de dividir o espaço com alguém. Ok.
Isso se você consegue um apartamento por esse preço (mil Euros). O mais provável é encontrar algum apartamento por este preço mas não necessariamente « perto » do centro.
Claro que tem montes de transportes como metro, ônibus, trem, dependendo do lugar, mas ai você tem de adicionar o preço dos transportes no orçamento também.
Outra opção é alugar um quarto e torcer para que o pessoal do apartamento tenha uma rotina parecida com a sua. Eu já tive experiencia de dividir apartamento com outra pessoa que afinal vivia sempre « convidando » o namorado para ficar la, o casal gastando tudo em dobro e afinal pagávamos o mesmo porque oficialmente ele não morava la… tenha cuidado para não cair em fria. É sempre bom dividir apartamento com colegas da universidade ou trabalho, gente que você sabe que não vai sumir no meio da noite e deixar você com as contas para pagar sozinho.

Então, depois do alojamento resolvido, a segunda maior causa de preocupação é a alimentação.
O custo de alimentação é muito, mas muito relativo mesmo. Depende do que você come e das suas prioridades. Se você come em casa, sai muito mais barato com certeza.
Quantas refeiçoes completas você precisa por dia? Você precisa ter bolos e sorvete na geladeira todos os dias? Esses pequenos detalhes devem ser bem pensados antes de estabelecer um orçamento.
Quanto a minha experiencia, da para viver perfeitamente gastando 400 Euros por mês em alimentação/supermercado (produtos de limpeza incluídos, shampoo, etc). Esse é o dinheiro que eu gasto mas com certeza da para gastar muito menos. Eu compro vinho bom, tenho sempre 3 tipos de queijos diferentes na geladeira e chocolate, salmão defumado, etc. Se você não precisa disso, sai muito mais barato com certeza.
Eu não acho o custo de vida em Paris alto. E claro que se você vai a restaurante com frequência, isso pesa bastante na carteira. Um bom almoço ou jantar pode custar entre 30 a 200 euros dependendo do lugar (2 pessoas).

Dicas para economizar na alimentação:

1. Se você tem de comer no trabalho, leve comida de casa ou compre congelados no supermercado ou Picard surgeles (loja que vende comida otina congelada, muito mais barata que restaurante mas uma delicia – é fácil de encontrar tem montes de lojas Picard por todo o lado em Paris).
2. Faca bolos em casa e economize um monte de dinheiro. Um bolo ou torta na rua pode custar caro, se você faz em casa e barato. Eu sempre faço.
3. Use os cupões de desconto dos supermercados, aproveite as promoções, faça a “cart de fidelite” nos supermercados. Eu as vezes pago metade do preço por causa destes detalhes. Neste site podemos encontrar varias promocoes nos restaurantes, voce pode receber os descontos por email, e usa se quiser.


Promotions restaurant

4. Mantenha uma rotina de compras, estabeleça o que você vai comprar e não improvise muito, tipo “ah.. isso parece gostoso… vou comprar!”. Faça uma lista e compre só o que esta escrito, se você quer provar uns chocolates diferentes ou qualquer outra coisa, espere uma ocasião especial.

Se mesmo assim a situação ainda ficar apertada, não esqueça que você pode encontrar uns trabalhos extras como babysitter, por exemplo, em sites como o www.bebenounou.fr.
As famílias pagam entre 7 a 10 euros por hora e o trabalho é leve. Se for para tomar conta de mais de uma criança a família tem de pagar mais, pelo menos 12 euros.
A maior parte das vezes os pais das crianças precisam de babysitter para horários noturnos – tipo se eles querem ir jantar fora sem as crianças no sábado a noite. Então você só tem de brincar com as crianças um pouco, tratar do banho, dar o jantar e colocar para dormir. Fácil, fácil e você pode ler, estudar ate os pais chegarem.

Para saber mais sobre como economizar em Paris leia

Lista de Precos nos supermercados de Paris

Compras baratas: Onde encontrar lojas outlets e grandes descontos em Paris

Leia mais...

Dicas de turismo na França: Trouville (Normandia)

novembro 5, 2010 | Posted in Destinos | By

 

 

 

Olá a todos, aqui estou eu mais uma vez dando dicas de turismo na Normandia!

Então, dando seguimento á serie “dicas de turismo na França”, depois de escrever os artigos:Dicas de Turismo na França – Deauville (Basse Normandie) ,Dicas de Turismo na França- Rouen (Haute-Normandie) , Dicas de Turismo na França-Mulhouse (Alsace) e Dicas de Turismo na França – Honfleur (Basse Normandie) hoje escreverei sobre Trouville .

 

 

Como já foi dito nos posts anteriores, Normandia é um lugar interessante e perto de Paris.

Em um fim de semana você pode visitar vários lugares diferentes.

Trouville fica mesmo ao lado de Deauville. É quase como uma continuação da mesma cidade, porém com características diferentes. Vale a pena conhecer!

 

Como já tinha dito passei o feriado de “finados” em Le Havre -Honfleur -Trouville. É tudo pertinho. Fiquei em um hotel em Le Havre (cidade patrimônio mundial – ainda não descobri porque, não é muito bonita… deve ser pelo porto – nem me cansei em tirar fotos, vou voltar la para ver melhor, quem sabe tenho alguma boa surpresa). Adorei o hotel.

Assim como outros lugares na Normandia, Trouville sempre chamou a atenção de artistas pela sua beleza natural.

Claude Monet pintou varias paisagens de Trouville, assim como outros pintores famosos.

Assim como Deauville, Trouville é o destino de férias de parisienses e de turistas que preferem ficar perto de Paris. Também tem um lindo Cassino como Deauville mas não é uma praia tão cara como Deauville. Eu aconselho conhecer as duas (estão mesmo uma do lado da outra).

 

 

Hoje vou falar sobre Festa da Maçã, fruta típica na região.

A “Fete de la pomme” inicia amanhã, com varias atrações.

A feira dura 2 dias, sábado e domingo (6 e 7 de Novembro).

No sábado, as 14 horas um desfile de grupos folclóricos abre oficialmente a feira.

Esse desfile dura 4 horas.

Com a abertura da feira, tem inicio, também as 14 horas o Concurso da Melhor torta de Maçãmeilleiur gateau aux pommes. Em frente do “L’Office de Tourisme”

 

A seguir:

15h – 17h: Atelier de geléias – Na “Mairie” (prefeitura)

15h – 16h: vários jogos envolvendo Maçãs. (deve ser engraçado!)

20h 30: Concerto ao ar livre.

 

No Domingo:

10h – 13h: Venda de Tortas de Maçã e outras gostosuras como geléias, bebidas, etc.

12h – 18h: Mais desfile folclóricos! Vale a pena ver os trajes típicos da região! Tem as roupas estilo Viking que eu já comentei nos outros artigos sobre a Normandia! Pena que não poderei ir… :(

14h: Momento ecológico: plantar macieiras!

15h: Filme sobre a fabricação de cidra na região.

15h 30: Degustação! Tortas, doces e bebidas pra todos! Bem… ainda bem que não vou mesmo, estou de dieta de novo…

16h 30: Divulgaçao do vencedor do concurso “A melhor torta de Maçã”, entrega do premio (não descobri qual e o premio mas deve ser dinheiro e um troféu? Não sei.

 

Bom essa é a programação oficial da prefeitura, claro que cada restaurante, empresa e associação vai estar presente com outras atividades, degustações e concursos.

 

Leia tambem os outros artigos do blog para mais Dicas de turismo na França!

 

Leia mais...

Honfleur (Normandia)

novembro 1, 2010 | Posted in Destinos | By

Visita guiada à Honfleur

 Saida de manha de Paris

Volta à noitinha

A apenas 200 km de Paris!

 

A historia de Honfleur é antiga, a primeira referencia a esta vila foi em 1027.

Durante o século XII o porto de Honfleur foi muito importante para o transporte de mercadorias entre França e Inglaterra.

Honfleur e fantástica! E realmente imperdível. A arquitetura das casas feitas em ardosia e a linda vista do porto serviram como inspiração de muitos pintores como Gustave Courbet, Eugène Boudin, Claude Monet e Johan Barthold Jongkind, formando a l’École de Honfleur que contribuiu para o aparecimento do movimento impressionista.

Honfleur é também a cidade natal de Erik Satie, e a sua casa é hoje um museu.

Honfleur é hoje cheia de galerias de arte por todos os lados, além de restaurantes e pequenas lojas onde você pode comprar os produtos tradicionais da região, tais como tapeçaria tipica (toalhas de mesa), enchidos, Cidra (especie de vinho de maçã) e Calvados (uma especie de cognac de maçã). Como eu já tinha falado antes nos outros artigos, os leite e derivados são especialidades da região, e produtos feitos com maçãs são típicos também Nos restaurantes eles servem muitas sobremesas baseadas em maçãs.

Uma curiosidade sobre o povo Normando e que eles nunca respondem « sim » ou « não », são sempre evasivos tipo « talvez.. » « pode ser » ou « oui et non ». Então não tente obter respostas muito diretas deles. Para quem gosta de quadrinhos, tem o « Asterix entre os Normandos » que mostra um pouco de como é o povo. Eles são uma espécie de Vikings franceses, e por muito tempo tiveram a reputação de não saberem o que é medo.

Enfim, Honfleur é um lindo lugar para visitar!

Para maiores informações sobre os passeios guiados:

Leia mais...